Conto Erotico | Historia Erótica

Publique seu texto gratuitamente!

Autores mais lidos
Loja História-Erótica
Conto erótico no isntagram
conto erotico no youtube
conto erotico no tumblr
Imagens Eróticas
Do fundo do baú

6.9

E que maneira melhor de comemorar o sexo com uma noite planejada e mais do que clichê? Clichê? Claro, no sentido velas, clímax, ansiedade e... prazer! Prazer nos gemidos, prazer nos cheiros, no desejo e na consumação.

Como não comemorar o dia do sexo com expectativas? E o que não seria melhor que preenchê-las?
Pois a Alice o faz acontecer.

Depois de um dia de intenso trabalho, atolada entre a escrivaninha, o computador e tarefas, eis que chega a hora de ir para casa, e como não podia ser diferente, organizar uma noite daquelas. Como dia do sexo, uma mulher que se preze e quer seu lugar na imaginação e no dia do seu amante faz as coisas acontecerem.
Uma iluminação discreta, as discretas pétalas nos lençóis claros e prontos para mais uma noite intensa... E o paladar? Nada melhor que uma comida leve e um vinho tinto suave para descontrair e aproximar o casal. Velas, velas para lembrar que não é mais uma noite qualquer, e sim "a noite!".

Quando ele chega, ela gentilmente desabotoa os botões da sua camisa, como quem não quer nada, como quem apenas quer dar uma "mãozinha". Mas logo suas intenções são despidas junto ao seu desejo incontrolável de consumar a noite que foi planejada nos mínimos detalhes.
Logo estão na banheira, aos beijos ardentes, ao amor com dentes, saliva, suor. Entregues ao amor verdadeiro, diferente das telas de cinema ou dos exageros pornográficos. Estão ali, os dois, a noite e os suspiros.
Entre um gemido e outro, já estão na cama. Os lençóis acabam por testemunhar cada toque, cada gesto, cada gota de paixão ali embutidas. Porque sexo não é apenas encontrar posições e fazer estripulias. Sexo é conhecer o outro. E entre um gozo, um sorriso e prazer infinito, lá estão os dois.
A cama feita para ambos, as mãos brincando com os corpos e a insanidade do desejo quase satisfeita. Porque quem deseja, nunca sacia sua vontade, por melhor que seja a noite, o parceiro e a data especial em questão.
Porque dia do sexo, é TODO DIA EM QUE SE ESTÁ VIVO.

PS: Alice escreve de um modo leve, verdadeiro e para mulheres. Não espere detalhes sórdidos e pervertidos, pois a perversão está na imaginação ;)

Sobre este texto

Alice

Autor:

Publicação:31 de agosto de 2011 12:08

Gênero literário:Contos eróticos

Tema ou assunto:Dia do Sexo

Compartilhe este conto erótico com seus amigos
Este texto foi lido 419 vezes desde sua publicação em 31/08/2011. Dados do Google Analytics

Comentários

Novo comentário

Os comentários serão moderados. Não serão aceitos comentários agressivos ao autor e/ou que divulguem sites comerciais. No campo nome só aceitaremos nome de pessoas. Se tiver interesse comercial Fale conosco para saber nossa política de publicidade.

Não há comentários até o momento. Seja o primeiro!

Deixe seu comentário abaixo

*Campos com esta marca são de preenchimento obrigatório.
*

Seu endereço de e-mail não será publicado

Mova o seu mouse para fechar essa ajuda.
*