Conto Erotico | Historia Erótica

Publique seu texto gratuitamente!

Autores mais lidos
Loja História-Erótica
Conto erótico no isntagram
conto erotico no youtube
conto erotico no tumblr
Imagens Eróticas
Do fundo do baú

Irmã e Irmão - Incesto (A melhor foda de minha vida)

Irmã e Irmão - Incesto (A melhor foda de minha vida)

Meu nome é Bruna tenho 23 anos sou branca cabelos pretos longos quase chegando à cintura, tenho cintura fina, bundão, coxão e seios médios considero meu corpo muito bonito para minha altura e peso 1.68 e 63 Kg. Já me disseram que me pareço um pouco com a Isis Valverde. Já li aqui vários relatos sobre o tema, mas sinceramente, não acredito em todos, existe muita fantasia... O que vou relatar aqui é a mais pura verdade e não inventarei nenhuma vírgula sobre o ocorrido.

Tenho um irmão chamado Miguel de 25 anos, alto, moreno, corpo definido mesmo sem malhar, de fato meu irmão chama a atenção, é um homem bonito mesmo e o que conto aqui aconteceu há dois anos, na época eu tinha 21 e Miguel tinha 23. Meu irmão sempre foi tímido, apesar de ser bem bonito, não tinha fama de pegador, pois chegar nas mulheres sempre foi difícil para ele devido sua timidez, mesmo assim teve algumas namoradas.

Nós dois desde pequenos sempre fomos muito unidos, sempre amigos, e confidentes até certo ponto. Ele sabia de meus namoradinhos (um ou outro amiguinho dele) e eu sabia coisas dele também, tudo muito normal para dois irmãos que são muito amigos se gostam e se protegem.

Éramos tão amigos que quando perdi minha virgindade aos 16, contei para ele e ele me apoiou muito, ficou preocupado se eu tinha me preparado, usado camisinha, se era a hora mesmo, se tinha sido tudo bem, se o cara era bacana, disse a ele que sim foi tudo certinho, foi com um namoradinho da escola que ele até conhecia, foi um namorico breve, mas foi bem legal.

E achei bacana quando ele me contou a primeira experiência sexual dele, um ano depois da minha primeira vez, viu como ele era tímido?

Mas vamos aos fatos. Meu irmão estava completamente apaixonado por uma garota da faculdade dele, a Danielle, e como sempre, ele não sabia como chegar nela... Eu dizia a ele para começar a trocar uns olhares, ou começar a ir aos mesmos lugares e horários ou chegar chegando mesmo, mas que nada ele quando a via travava. Certa vez ele me contou que ouviu a Danielle comentar com uma amiga que gostava de homens que quando beijavam puxavam de leve os cabelos da mulher beijada... Respondi e daí? Você não consegue nem ficar perto dela, quanto mais beija-la e segurar os cabelos dela... E o pobre de meu irmãozinho seguia sua sina de menino bobão apaixonado pela gata da faculdade...

Um dia chegou em casa radiante dizendo que tinha uma grande ideia, pois iria rolar uma festa em uma boate na cidade vizinha a nossa e ele sabia que Danielle iria, pois a boate era de um primo dela então ele me chamou para acompanha-lo, eu iria fingir ser a menina que meu irmão bobão estava pegando ou coisa assim, ri muito, achei a ideia tosca mas afinal de contas iria me divertir e aceitei. Eu estava sem namorado há três meses e não estava saindo com muita frequência.

Chegando o dia da festa, estávamos bem vestidos e cheirosos, tínhamos caprichado no visual, pois meu irmão queria causar boa impressão. Chegando à boate para a minha surpresa, meu irmão deu uma leve esbarrada em Danielle assim que a viu. Pronto fez um contato e se fez de surpreso dizendo - Oh! Que coincidência te ver por aqui, estudamos na mesma faculdade e quase não nos vimos por lá... Ela respondeu - Que nada te vejo sempre por lá... Que bom ver alguém conhecido por aqui... Esse papo rolou comigo do lado e Miguel não tirou os braços de minha cintura, eu acenei para ela e fiz parecer que estava um pouco enciumada. Saímos dali e fomos beber alguma coisa e disse a ele que ela era realmente bonita, e que não seria tão difícil conquista-la.

Estávamos dançando e eu disse a meu irmão que vi Danielle olhando para ele algumas vezes, falei que o plano tinha dado certo e para ele conquista-la seria uma questão de tempo. Só que depois de alguns drinques e alguns giros na pista de dança meu irmão viu Danielle dançando muito intimamente com um cidadão, e quando ele estava quase de frente a ela ele me disse: _ Me beija! Rápido me beija! E eu: Como assim? Mas nossos lábios se tocaram, e não dava para ser um beijo selinho ou beijo técnico sei lá, foi um beijo bem quente, nos beijamos de língua mesmo e senti sua mão puxando meus cabelos para trás enquanto me beijava... Reparei também que Danielle viu o beijo com a puxada de cabelo, reparei que essa foi a única intenção de meu irmão, fazer com que Danielle reparasse, e percebi que ela teria ficado “chateada” com a cena, digamos que ela talvez gostaria de estar em meu lugar, foi essa a impressão que passou... Deu certo, Danielle seria de Miguel qualquer dia.

No carro ficamos meio sem graça, mas logo passou, rimos um bocado e eu ainda sob o efeito do álcool disse a ele _ Meu irmão, você beija muito bem, que beijo gostoso!

Bem o fato é que dois dias depois me peguei lembrando do beijo do Miguel e a lembrança me deixou o corpo arrepiado da cabeça aos pés. Mas nunca vi meu irmão com outros olhos, poxa crescemos juntos e é claro que tanto eu quanto ele já nos vimos com pouquíssima roupa, vê-lo de cueca e ele me ver de calcinha e sutiã já aconteceu diversas vezes, afinal moramos na mesma casa e em quartos próximos, já vi ele nu saindo do banho sem querer, NUNCA tentei presenciar a nudez de meu irmão e acredito que ele também não, mas me lembro de ele ter me visto nua já em alguma ocasião, ou seja tudo são coisas que acontecem numa família comum.

Lembrar-me do beijo de meu irmão não me fez querer ele, mas a lembrança que ficou foi de “um beijo muito gostoso”.

Moramos eu ele e nossos pais numa casa grande e confortável e nessa semana estávamos sós em casa, pois nossos pais tinham ido para um sítio de um amigo para passar quase um mês.

Dias depois perguntei a ele sobre a Danielle, e ele me disse que ela agora sempre vinha conversar com ele e que um encontro poderia acontecer em breve, iriam sair juntos, barzinho ou coisa assim. Mas ele estava meio perturbado com uns problemas... Perguntei o que era e ele não me quis contar, não imaginei nada, fiquei preocupada, mas depois pensei que não seria nada de mais. No outro dia à noite vejam vocês, eu estava no quarto dele procurando um livro e vi meu irmão totalmente nu de frente, ele tinha voltado do banheiro para pegar uma peça de roupa, eu estava atrás de uma estante agachada e ele não me viu. Apesar de já ter visto o pau do meu irmão, naquela noite vi de outra maneira... Reparei o quanto o pau dele era bonito... Para as mulheres que estão lendo sabem exatamente o que vou falar PAU GRANDE de 19, 22, pasmem 25 cm, é algo raríssimo e na realidade pouquíssimas mulheres gostam, pois não é legal, dói, machuca e os contos que leio sempre são essas metragens, acredito que são inventadas, o pau de meu irmão tem 17 cm, ou seja, tamanho normal, grande até, mas o diferencial é que é GROSSO, e rapazes nós mulheres preferimos assim, tamanho médio e grosso, e lógico saber fazer, é isso que nos dá prazer... Como ia dizendo vi o PAU GROSSO de Miguel, e quando voltei a meu quarto me vi agora com duas lembranças: o beijo gostoso de Miguel e o seu pau bonito e grosso. Apesar das lembranças eu ainda não desejava meu irmão.

Noutro dia, Miguel entra no meu quarto, senti-o mal, parecia suar muito, gaguejava querendo falar alguma coisa e me lembrei de que ele estava com algum problema.

Logo perguntei: Poxa o que está havendo? Não confia mais em mim? Me conta? É sobre a Danielle? Eu ajudo porra, e se não puder ajudar ao menos te dou uma força!

Depois de muito enrolar, dar mil voltas e não sair do lugar ele me disse:_ Bruna, eu não consigo esquecer aquele beijo que te dei na boate...

Eu falei: Mano, que bobagem, foi um teatro, foi para a Dani ver...

Ele respondeu: Eu sei, mas desde então eu tenho pensado em você de outra maneira tenho tido pensamentos eróticos com você e tenho tido muita vontade de transar contigo.

Quando ele me disse isso, a primeira coisa que pensei foi: o beijo gostoso dele e a visão do pau dele veio a minha cabeça, isso ficou em meu pensamento enquanto ele falava mais uma vez o problema que ele tinha. Depois de alguns minutos eu disse: Que loucura, somos irmãos! Não quero perder essa amizade, essa confiança, esse convívio maravilhoso que temos por uma loucura dessas.

De pronto ele disse: Nem eu, mas JAMAIS ninguém saberia de nada... Eu disse: ninguém saberá de nada porque NUNCA vai acontecer, ele veio e me deu um abraço, pediu desculpas e quando ia saindo ele disse rindo: _Bruna dá pra mim? Joguei o travesseiro nele e respondi rindo também: _Sai daqui seu louco.

A partir daí, eu enlouqueci... Não conseguia mais parar de pensar no que ele tinha me pedido, lembrei do pau grosso dele, e só de pensar minha buceta ficou ensopada.

Dormi meio zonza com tudo, mas tive uma noite tranquila.

Amanheci com aquilo na cabeça e ao meio dia passei um SMS para ele dizendo: “No meu quarto, hoje, às 23 horas e SÓ VAI SER ESSA VEZ!”

Fui para meu quarto tomar um banho, minha buceta tem poucos pelos, mas dessa vez a deixei totalmente depilada, estava meio em transe e confesso que ansiosa pela noite que estava por vir. Saí de casa e fui a um Shopping comer uma coisa leve e aproveitar para comprar uma calcinha nova. Cheguei em casa já depois das 21:00, eu estava nervosa, entrei e vi Miguel na sala assistindo TV, falamos amenidades sobre o programa, depois de alguns minutos eu disse a ele que ia tomar banho e ia me deitar, assim que eu disse isso ele conferiu o relógio, achei engraçado, ri baixinho e sai. Fui tomar banho. Tomei um delicioso banho de sabonetes com ervas, cremes e tudo mais que me deixaria fresca e cheirosa. Tirei a toalha vesti a calcinha que tinha comprado, era bem pequena e muito sexy, coloquei uma camisetinha curtinha e me deitei com o controle da TV do meu quarto na mão. Pela TV vi que já eram 22:40, comecei a ficar mais nervosa, coloquei no canal de música, aumentei o volume e esperei...

Meu irmão entrou em meu quarto exatamente as 23:00, ele estava rindo, e eu retribuí o riso, o riso foi como tirar um peso enorme que eu estava sentindo, ainda estava tensa, mas me sentia um pouco mais confortável. E o que ele fez a seguir, me fez esquecer que éramos irmãos, ficamos de pé, nos abraçamos e ele me beijou a boca com muita vontade, e de leve, puxou meus cabelos para trás...

Nossa! Que beijo gostoso – Eu disse a ele.

Ele me respondeu: Você já me disse isso.

Ele estava só de cueca, dessas boxer, branca, e estava marcando o contorno do seu pau, olhei para o volume e gostei do que vi, ele tirou minha camisetinha e deitamos em minha cama, eu só de calcinha e ele de cueca. Desse modo ele deitou sobre mim, e pude sentir todo o seu peso e o volume de seu pau em minha coxa. Beijou-me de novo, e de novo e de novo, beijos maravilhosos em minha boca que me deixavam sem folego. Percebi que beijava meu pescoço e ia descendo até chegar aos seios, onde parou e começou a suga-los, não sei como descrever o que senti, mas foi uma sensação tão maravilhosa, já tive seios sugados por outros namorados que tive, mas não era a mesma sensação, era bem melhor, era bem mais gostoso, sentia minha buceta pulsar, era indescritível. Ele desceu mais, tirou minha calcinha e imaginei: Puta que o pariu! Meu irmão vai chupar minha buceta!

Quando ele chegou lá embaixo, abri um pouco mais as pernas e me entreguei, como ele foi delicado, antes de qualquer coisa ele beijou minha buceta duas vezes antes de penetra-la com sua língua. Que loucura! Que sensação incrível, ele girava a língua dentro dela devagarzinho e às vezes mais depressa, tirava a língua de dentro e lambia o contorno dos lábios, subia até o meu clitóris e o sugava delicadamente... Eu estava totalmente fora de mim, gemia alto, delirava de prazer, comecei a sentir espasmos, segurava a cabeça dele entre minhas pernas, e ainda rebolava segurando em seus cabelos... GOZEI! Foi o melhor orgasmo que senti até então, forte, intenso, devastador, eu gozei na boca do Miguel, gozei na boca do meu irmão.

Isso me fez pirar, depois do primeiro orgasmo eu estava como uma louca na cama queria ser penetrada, queria ser comida, fodida, queria sentir o pau grosso do meu irmão dentro de mim, queria retribuir o prazer que estava sentindo, tirei sua cueca e vi bem de pertinho aquele pau grosso que estava na minha lembrança, segurei as bolas dele e fui passando a língua desde o saco até a cabeça, voltava com a língua pelo membro todo e subia novamente até que o abocanhei por inteiro e comecei a mamar o pau do meu irmão. Fiz isso olhando para ele e o vi de olhos fechados com um sorriso entre os lábios. Mamei o pau grosso dele como uma criança chupa uma chupeta, sugava a cabeça do pau dele com sofreguidão.

Minha buceta estava pegando fogo ele me puxou até a borda da cama segurou e abriu minhas pernas com suas mãos e foi aproximando seu pau a entrada de minha buceta... A visão que tive era linda, o pau grosso dele encostado na entrada de minha buceta, ele pincelava a cabeça na minha xota, roçava, fazia que ia meter tudo de uma vez, mas não, esfregava aquele pau grosso, até que parou e começou a me penetrar bem devagarinho, acho que ele queria que eu sentisse ele entrando centímetro por centímetro... E eu senti, foi isso mesmo que senti, meu irmão entrando em mim, e a cada centímetro eu sentia minha buceta se dilatando, afinal era o pau mais grosso que eu já tinha visto, porra só tinha dado para dois caras diferentes, eles tinham paus normais também, acho que como a maioria, mas o pau do meu irmão era grosso e minha buceta dilatava, como se rasgasse para recebe-lo, não doía, de forma alguma, o tesão era tão grande que minha heroica bucetinha estava bem lubrificada. _ Que gostoso! Que gostoso Miguel, você está me comendo, você está comendo a sua irmã, e ao dizer isso parece que o tesão aumentava cada vez mais, eu olhava para baixo e via o pau grosso dele entrando e saindo de dentro de mim... Que lindo! Que foda! Que tesão, e ele maravilhado em me sentir , me vendo gemer, me vendo rebolar no pau dele, me vendo gozar de novo... Gozei, novamente de forma indescritível, de forma muito intensa, me senti sair de mim, meu corpo tremeu todo enquanto gozava, um gozo forte, jamais havia gozado com tanta intensidade. Ele veio até a minha boca, me beijou de novo... Que beijo gostoso eu disse, ele riu e eu ri também.

Que pau gostoso! Miguel você tem um pau muito gostoso!

Deitei-o na cama, queria uma posição diferente, e assim o fiz, peguei o pau dele e guiei até a entrada de minha buceta e... Fui sentando devagarzinho naquela pica grossa, dura e deliciosa. Estava eu sentada com o pau grosso de meu irmão totalmente atolado em minha buceta, eu fazia movimentos de trás pra frente sem tirar o pau de dentro, e que sensação incrível, que tesão descontrolado, eu estava no controle e passei a fazer com que ele entrasse e saísse de mim de forma mais rápida e achava a cena perfeitamente linda. Já imaginava que ele estava próximo de gozar, então pedi para ele gozar dentro de mim, sem problemas, sem receios, eu sabia o que estava fazendo, afinal tomava remédios, e não vi problemas, o que eu queria era sentir o gozo de meu irmão, e queria que ele se satisfizesse.

Mas ainda tinha mais, fiquei de quatro e ele se encaixou atrás de mim, segurando na minha fina cintura meteu com força de forma selvagem, me fez sentir a buceta como se fosse rasgar, eu sentia seu pau potente sair e entrar de dentro de mim, delirava quando era puxada pela cintura para trás para que seu pau entrasse mais profundamente, sentia ele lá no fundo... Eu gemia e gritava alto, Me come, me fode, meu irmão!

- Você está comendo a sua irmã! Que delícia

_ Ele dizia: Estou comendo a minha irmã. E você é muito gostosa!

Eu ouvia isso e realmente me dava um prazer indescritível, via no espelho nossos lindos corpos em movimentos frenéticos, seu pau gostoso arregaçando minha bucetinha e quando eu sentia ele lá no fundo apertava o pau dele de tanto tesão. Que gostoso!

Eu dizia: Me come, me come! Miguel goza dentro de mim!!!

Quero sentir seu gozo dentro de mim...

E ouvindo meus gemidos, ele urrou, deu um grito seco, de pura satisfação e gozou... Deu uma estocada profunda e senti vários jatos de porra no fundo de minha buceta, senti aquele liquido espesso e quente dentro de mim e logo depois escorrendo em minhas pernas bambas. Gozei junto com ele.

Foi a melhor foda que já tive na vida até então.

Meu irmão estava em êxtase, com um sorriso lindo no rosto, totalmente saciado, feliz, me fez uma pergunta muito sem noção:

Perguntou se eu tinha gostado, perguntou se foi gostoso... Queria saber se foi bom...

Eu disse a ele que tinha sido incrível, melhor transa da minha vida, agora eu sabia o que era ser bem comida, ou melhor, DEVORADA, nunca tinha gozado tão deliciosamente...

_ Miguel você me fodeu muito gostoso!

Ele me pegou, me beijou a boca, e puxou de leve meus cabelos para trás...

No SMS eu tinha escrito: “SÓ VAI SER ESSA VEZ”, Mas, não foi só dessa vez que meu irmão me comeu... Não foi só dessa vez que eu meu irmão transamos, não foi só essa vez que senti o pau do meu Miguel dentro de mim.

Posso responder algumas perguntas de interessados pela minha historia, no meu e-mail, [email protected] e quem sabe relatar mais sobre eu e meu irmão. Por agora, posso dizer que temos uma vida normal, sem traumas, sem culpas, ele tem a namorada dele, eu tenho meu namorado e seguimos com a vida.

Ah! Ele pegou a Danielle...

Sobre este texto

brunaloiolazas

Autor:

Publicação:11 de agosto de 2015 20:59

Gênero literário:Depoimento erótico

Tema ou assunto:Heterossexual

Compartilhe este conto erótico com seus amigos
Ainda não há estatísticas de leitura deste texto, pois ele foi publicado em 11/08/2015.

Comentários

Novo comentário

Os comentários serão moderados. Não serão aceitos comentários agressivos ao autor e/ou que divulguem sites comerciais. No campo nome só aceitaremos nome de pessoas. Se tiver interesse comercial Fale conosco para saber nossa política de publicidade.

  • elenisio costa
    Postado porelenisio costaem1 de dezembro de 2016 16:45

    Mto excitante esse teu conto

  • jessi
    Postado porjessiem19 de novembro de 2016 19:54

    porra mi deu uma vontade de fuder rsrsrs,,,,ja li esse conto umas dez vezes e nao mi canso de ler,,,otimo portuguem,,,,bjs...

  • Mariane
    Postado porMarianeem16 de novembro de 2016 16:52

    Ai, que delicia de leitura erótica, incestuosa, proibida,mas tão gostosa. Amo relatos eróticos como esse, fico louquinha de vontade, irmã e irmão dominados pelo desejo sexual, se entregam e
    gozam loucamente. Continuem escrevendo contos semelhantes, excitantes que nos deixam molhadinhas

    Mariane, 25 anos,professora.

  • jessi
    Postado porjessiem16 de outubro de 2016 21:20

    adorei,,,,,

  • Juninho saantos
    Postado porJuninho saantosem11 de outubro de 2016 07:05

    Eu já comi minha irmã , ela e bastante safada da toda noite pra mim

  • Paulo
    Postado porPauloem2 de outubro de 2016 13:55

    Eu também cinto tesao pela minha irmã e já mim ofereci pra gente trasa mas ela na kis mas eu tô tentando

  • Mikaela
    Postado porMikaelaem26 de setembro de 2016 22:25

    Perfeito,meu irmão me comeu uma vez,duas,três e muitas outras.
    Mas como meu pai se casou com a mãe dele,não somos irmão de sangue,então estamos namorando e com planos de casamento!

  • Jean Wenzel
    Postado porJean Wenzelem5 de setembro de 2016 23:58

    Bom português, muito bem narrado, percebe-se realidade nos fatos. Incesto é tabu por causa da chance de gestação que existia no passado, a pílula e a camisinha liberaram tudo, o incesto acabou, agora é só um gesto de amor e prazer entre irmãos.

  • paulo
    Postado porpauloem25 de julho de 2016 23:19

    hum legal teu conto gostei eu tabem sinto tesao minha irma uma x nois c esfregamso un no outro foi so isso aconteceu . este email teu vc colocou aqui conto ta errado . te eviei emial e ao enviar da erro e nao envia . paulo

  • Luiz Carlos
    Postado porLuiz Carlosem14 de abril de 2016 22:27

    Oi Bruna adorei o seu conto, realmente surpreendente.
    será que vc toparia ser a minha irmã, pois tentamos uma vez e não deu certo eu estava dormindo e ela quase me comeu. Eu acordei e toquei no assunto com ela ela fingia que não era ela, vc toparia.

  • samantha
    Postado porsamanthaem13 de abril de 2016 01:15

    oii gostosa queria transar com vc de mulher para mulher to ate com tesao de tanta coisa gostosa que vc escreveu aqui queria te pegar pelos peitos te chupar todinha gostosa bjss linda

  • lucas
    Postado porlucasem4 de março de 2016 12:51

    nossa quase igual minha história com minha irma só que a sua foi melhor ate porque vc tiveram espaço a sóis e eu não tivemos que fazer em silencio
    mas vc ta de parabens

  • moisestesudo
    Postado pormoisestesudoem30 de agosto de 2015 12:26

    hum q delicia legal...eu tambem tenho tesao na minha irma ...conta mais aiii

Deixe seu comentário abaixo

*Campos com esta marca são de preenchimento obrigatório.
*

Seu endereço de e-mail não será publicado

Mova o seu mouse para fechar essa ajuda.
*