Conto Erotico | Historia Erótica

Publique seu texto gratuitamente!

Autores mais lidos
Loja História-Erótica
Conto erótico no isntagram
conto erotico no youtube
conto erotico no tumblr
Imagens Eróticas
Do fundo do baú

Orgasmo marcado

Orgasmo marcado
Orgasmo marcado

Pela posição das moradias fica fácil ela identificar que já estou em casa. Os faróis do carro acabam invadindo sua casa. Resolvi deixar a dúvida de lado. Resolvi assumir o tesão desse encontro. Não quero mais me preocupar com a eventual moralidade.
No começo ficava constrangido por estar me comportando como um moleque arteiro. Achava ficar espiando o banho da vizinha coisa de depravado. Mas nunca resisti permanecer no escuro e acompanhar o ritual da minha Miss Ton. Dei esse nome a ela pelo peso avantajado. Ton., tonelada. Que gorda sexy!
Ela é a pessoa que tem melhor gosto para roupas íntimas que eu conheço. Já vi seu corpo se desvencilhar de peças de ótimo gosto. Nunca vi suas imensas tetas saírem de algum sutiã que não fizesse conjunto com a calcinha. Escolher roupas íntimas com aquele corpo avantajado não deve ser fácil e isso só confirma o quanto de atenção ela dá para sua intimidade. Essa deve ser uma mulher maravilhosa na cama.
Ela é loira, sua pele tem o mesmo tom muito claro no corpo inteiro. Seus mamilos e seus lábios íntimos também são clarinhos. Depiladíssima.
A cada dia fico com mais excitadíssimo com os requintes do seu ritual. A certeza que ela sabe estar sendo observada também aumenta. Desde aquele dia que deixei a luz da minha cozinha acessa e minha invasiva silueta ficou visível é praticamente impossível aceitar que sua representação não seja uma coisa dirigida.
Eu chego e ela começa o ritual de encerrar seu dia de trabalho com sua performance erótica. Acende o banheiro da área de serviço. Tira a blusa e a calça com delicadeza. Desfilando dentro de um lindo conjunto de lingerie ela acomoda as peças na máquina de lavar. Sempre se inclina deixando sua fartíssima bunda em posição relevante. Vira para minha varanda, seu olhar é bem disfarçado, mas parece que ela procura se certificar da minha presença. Tira o sutiã e sempre se acaricia se massageia. Parece dizer. Quero ver sua boca se afogando em minhas tetas. Com a eficiência de uma stripper tira a calcinha num ótimo jogo de cena. Fica nua primeiro mostrando a bunda depois fica de frente como se cumprisse um roteiro. Sempre apóia as pernas alternadamente sobre um banquinho provocando alguns closes excelentes do seu sexo.
Nunca fui um espectador passivo. Minhas mãos me confortam. Tenho certeza que ela deve controlar o tempo do meu prazer. Entra no banho com delicadeza. Nunca faz algum movimento grosseiro.
Somos cúmplices. Temos um compromisso de prazer mútuo no inicio da noite.
Vai chegar o dia que trocaremos um cumprimento na rua. Tenho certeza que nossos olhares irão confessar essa cumplicidade e abrir espaço para um diálogo mais concreto e passaremos nossos desejos para o plano concreto.

Quero dialogar com quem gostou do texto. [email protected]

Sobre este texto

Cako Machini

Autor:

Publicação:30 de abril de 2015 17:01

Gênero literário:Depoimento erótico

Tema ou assunto:Voyeurismo

Compartilhe este conto erótico com seus amigos
Este texto foi lido 199 vezes desde sua publicação em 30/04/2015. Dados do Google Analytics

Comentários

Novo comentário

Os comentários serão moderados. Não serão aceitos comentários agressivos ao autor e/ou que divulguem sites comerciais. No campo nome só aceitaremos nome de pessoas. Se tiver interesse comercial Fale conosco para saber nossa política de publicidade.

Não há comentários até o momento. Seja o primeiro!

Deixe seu comentário abaixo

*Campos com esta marca são de preenchimento obrigatório.
*

Seu endereço de e-mail não será publicado

Mova o seu mouse para fechar essa ajuda.
*