Conto Erotico | Historia Erótica

Publique seu texto gratuitamente!

Autores mais lidos
Loja História-Erótica
Conto erótico no isntagram
conto erotico no youtube
conto erotico no tumblr
Imagens Eróticas
Do fundo do baú

Escritório tarde da noite

Queridos, antes de mais nada, esse conto não é meu. Pedi para meu "parceiro" de plantão para contar a vocês como aconteceu, com as palavras dele e como ele se lembrada da nossa primeira noite de sexo e loucuras.
Fiquem com o conto e depois comentem o que acharam.

Cris, a deliciosa
Depois de muito insistir (com muitos boquetes lógico), minha “linda” de plantão me convenceu a escrever esta pequena história e nenhuma melhor como o dia que deflorei esta gostosa, deliciosa, chamada Cris.
Conheci Cris através de amigos comuns, nunca tínhamos muita intimidade, até que um dia nos encontramos em uma bar que nossos amigos em comum tinham se reunido. Cervejas aqui e ali, quando perguntei o que ela fazia. Não vou revelar a profissão por motivos obvios, mas ela disse que tinha um escritório no centro da cidade e que o marido trabalhava em outra cidade e que ficava praticamente a semana inteira fora de casa. Brincando, disse que ela devia fazer festas a semana inteira, incomodando a vizinhança, já que estava sozinha em casa... e ela disse que a vida dela era só trabalho e não tinha muito tempo de diversão alem do barzinho com os amigos.
- Mas quando seu marido volta, vocês devem “aproveitar” e matar a saudade não é mesmo?, disse.
Ela, meio sem graça, disse que o marido não dava tanta atenção assim e as vezes queria mais a presença dele na vida do casal.
- Meu marido não me dá atenção que mereço... disse ela com um olhar malicioso.
Mesmo um pouco “alta” pela cerveja notei que ela me olhava com um olhar “safado” e resolvi dar uma cantada para ver o que rolada.
- Olha eu podia fazer uma visita em seu escritório para conhecer, se você quiser.
Ela disse que trabalhada das 9h d até as 19h e que poderia ir na hora que quisesse.
- É uma pena, mas só tenho tempo livre depois das 20h, disse eu, sabendo que queria ela sozinha, depois do expediente.
- Tudo bem, aparece lá amanhã depois das 20h que eu te espero, falou Cris, quase dizendo que queria ser mesmo minha visita.
No outro dia, mal me aguentava de tesão, só pensando nela. Os cabelos longos, os seios deliciosos, as coxas torneadas... queria possuir aquela mulher de qualquer jeito;
Por volta das 19h30, meu celular toca... era ela, dizendo que tinha dispensado todo pessoal e que estava “sozinha” a minha espera. Peguei meu carro e sai em disparada... estacionei em um lugar distante e fui a pé para que ninguém percebesse.
Mal apertei a campainha e ela abriu a porta... estava com uma blusa decotada, deixando transparecer parte daquela seios deliciosos, uma bermuda curta deixando aquelas belas pernas a mostra. Dei um beijo no seu rosto, mas ao mesmo tempo deu uma cheirada em seu pescoço... ela segurou minha nuca com força como seu quisesse que eu a agarrasse ali mesmo.
Entramos, e ela começou a mostrar o escritório, mas nem prestei atenção, estava louco para agarra-la e possui-la por completo.
Certo momento, ela se agachou para pegar um papel no chão, ficando se quatro para mim. Juro que neste momento não resisti e encoxei naquela bunda gostosa e imediatamente segurei seus belos seios.
Ela se levantou com rapidez e antes mesmo de falar qualquer coisa, beijei sua boca com ardor e enfiei a língua na sua boca. Ela retribui o beijo e imediadamente, meteu a mão nas minhas calças, apalpando o meu saco já duro de tesão.
Ela se abaixou imediatamente, ficando de joelhos para mim, abriu o zíper da minha calça e enfiou aquela boca gostosa no seu cacete...
Engolia ele todinho, passava a língua pela glande e tornava da engolir....
- Que cacete gostoso... faz tanto tempo que não tenho ele na minha boca.....que delicia... dizia ela.
Tirei minha camisa, baixei minhas calças, tirei me sapato e cueca para que pudesse aproveitar meu cacete ao máximo;
Ela chupava tão gostoso que estava quase gozando na boca dela, mas não gozei.... queria gozar naquela buceta deliciosa que tanto desejei. Levantei-a pelos ombros e arranquei sua blusa de uma vez só.... imagine que ela estava sem sutiã e seus seios logo saltaram para fora. Que peitos deliciosos.... meti a boca naqueles seios... chupava os bicos e engolia todo ele... arrastei ela para uma mesa e a coloquei de 4 debruçada sobre a mesa. Arranquei sua sandália, baixei sua bermuda e calcinha e vi aquela buceta rosadinha, molhadinha esperando pelo meu pau.
Nem pensei em chupar aquela buceta, e preparei um cacete para entrar com tudo naquela vagina gostosa. Estava com tanto tesão que meti de uma vez só, entrando meu pau inteiro de uma vez... ela soltou um grito de dor. A segurei pela nuca forçando a cabeça dela na mesa para que ela permanecesse naquela posição de 4... comecei a estocar ininterruptamente, e ela gemia e urrava.... seu suor molhava toda mesa.
- Enfia forte... , me fode por favor.... me come com força, implorava Cris.
Aquilo me excitou ainda mais, o que me fez meter com mais força...enfiei meu cacete com toda violência naquela buceta, enquanto Cris de 4 se contorcia na mesa de prazer... quando ejaculei dentro dela, num gozo maravilhoso.
Sai dentro dela e me sentei em um sofá da sala, ela saiu e disse que ia ao banheiro se limpar.... permaneci ali por uns 15 minutos, quando ela voltou com um sorriso de satisfação e malicia. Estava enrolada em uma toalha e começou a pegar as roupas no chão para se vestir.
Mas não tinha ido até para apenas uma foda queria mais... agarrei-a por trás, tomei suas roupas e joguei-as no sofá, arranquei a toalha que a cobria e a deixei nua outra vez...
Levei-a nua para o hall de entrada do escritório, joguei duas almofadas no chão e mandei ela se deitar....
-Quando todo mundo entrar aqui, vai passar pelo lugar onde te possui... disse
Ela riu... se deitou no chão a abriu as pernas de novo para mim.... Meu pau já estava duro de novo e a penetrei novamente. Estoquei com força como ela queria... ela só gemia e ofegava.
- Que delicia... me fode gostoso....que delicia...
Nisso a levantei e coloquei-a de quatro novamente...puxei seus cabelos para trás e comecei a estocar forte....comecei a dar uns tapas na sua bunda e no rosto e ela ria...
- Me bate mais... eu mereço.....me bate e me fode, meu macho....come sua vadia, come..., dizia cheia de tesão.
Tirei meu pau da sua buceta e gozei em sua boca... Ela engoliu tudinho e limpou meu pau com a língua....
Ficamos nus deitados naquela chão frio um longo tempo....
Assim começou uma “parceria” entre eu e a Cris.. sem amor, só tesão e sexo... Já dividi ela com outros homens... 3, 4, 5... não importa, ela adora ser deflorada por vários homens e diz que a satisfaz completamente e ela não tem vergonha de demonstrar isso. Sempre quando posso, faço visitas tarde da noite em seu escritório.... ela é demais;

Bom queridos, aqui termina não o meu conto, mas do meu "parceiro",... o que acharam? Deixem seu comentário, vou adorar todos.
Cris

Sobre este texto

Crisalli

Autor:

Publicação:26 de maio de 2013 22:54

Gênero literário:Contos eróticos

Tema ou assunto:Pulando a Cerca

Compartilhe este conto erótico com seus amigos
Este texto foi lido 1.292 vezes desde sua publicação em 26/05/2013. Dados do Google Analytics

Comentários

Novo comentário

Os comentários serão moderados. Não serão aceitos comentários agressivos ao autor e/ou que divulguem sites comerciais. No campo nome só aceitaremos nome de pessoas. Se tiver interesse comercial Fale conosco para saber nossa política de publicidade.

  • Drica Chantily
    Postado porDrica Chantilyem14 de outubro de 2013 16:20

    Oi Cris,
    Adorei este conto sua Safada!
    Beijinhos da Drica

  • Pedro Jr
    Postado porPedro Jrem5 de junho de 2013 17:07

    Achei forte. Mas então a Cris era casada quando se conheceram e agora vocês estão junto, tipo, a Cris ainda trai o Marido?

Deixe seu comentário abaixo

*Campos com esta marca são de preenchimento obrigatório.
*

Seu endereço de e-mail não será publicado

Mova o seu mouse para fechar essa ajuda.
*