Conto Erotico | Historia Erótica

Publique seu texto gratuitamente!

Autores mais lidos
Loja História-Erótica
Conto erótico no isntagram
conto erotico no youtube
conto erotico no tumblr
Imagens Eróticas
Do fundo do baú

Flagrei minha esposa fazendo sexo por telefone!

Flagrei minha esposa fazendo sexo por telefone!
Sou um homem casado e venho relatar uma experiência um tanto diferente para mim. Tenho uma mulher linda e muito fogosa, nosso sexo sempre foi extremamente quente e muito bom!

Em um dia destes cheguei mais cedo do trabalho e estava tarado, doido pra transar com a patroa, principalmente por saber que estávamos sozinhos em casa, pois nossa filha estava na casa dos meus pais.

Quando cheguei pelo silêncio pensei que minha esposa não estivesse em casa. Fui subindo para o quarto e nos degraus da escada começo escutar gemidos. Aqueles gemidos eu conhecia muito bem, eram de minha esposa.

- Isto chupa minha bucetinha bem gostoso, isto...

- Ah minha aluninha safada, tô louco pra comer este seu cuzinho.

- Uhmmm e eu vou adorar este cacete safado fodendo meu cuzinho.

"Não é possível! Ela não..." Estava perplexo e fiquei tão nervoso que já estava preparado para matar aquela vagabunda. Fui chegando de mansinho a beira da porta do quarto que estava entreaberta. Espiei o quarto pelo reflexo do espelho, avistei minha esposa sozinha na cama, completamente nua e se masturbando, o telefone no modo viva-voz emitia a voz daquele filho da puta!

Fiquei sem reação, paralisado, espiando e vendo-a se tocar.

- Isto, mais forte vai... fode meu cuzinho, fode... - ela dizia.

Fiquei estranhamente excitado com aquilo e imediatamente comecei a bater uma punheta. Ela falava com algum tarado ao telefone, o notebook estava aberto em cima da cama o que me fez imaginar que provavelmente era uma brincadeira de pós bate-papo.

A vi gozar, ela gemia forte e suas perninhas tremiam, que delícia! Apreciando aquela cena aumentei o ritmo da punheta até acabar gozando em minha mão.

- Querido foi muito bom, mas nada de e-mails ou fotos eu amo meu marido. Beijos e quando eu quiser de novo eu te ligo.

Falou isto e desligou o telefone. Meu alívio veio de imediato ao ouvi-la despedindo-se daquele homem sem demonstrar nenhum afeto. Entrei no banheiro ao lado do quarto para lavar a mão que segurava minha porra. E assim que sai do banheiro dei de cara com minha esposa ainda nua saindo do quarto. Ela ficou vermelha, notei que ficou assustada, mas sem rodeios a puxei pela cintura e a beijei calorosamente levando-a pra cama.

Tirei somente meu pau pra fora e entre suas pernas a estoquei forte, como um animal selvagem. Depois a pegando de quatro comi seu cuzinho como jamais havia feito antes, bombando muito forte.

Transamos até anoitecer. Foi então que por volta das 20hs com ela deitada no meu peito eu disse a ela sobre o que havia presenciado. Ela me olhou, vi seus olhos tristes naquele momento, ia se justificar, mas logo a interrompi, acariciei o seu rosto e a beijei e a pedi que fizesse aquilo novamente, pois queria assisti-la.

Ela sorriu, pegou o telefone e deu um redial. O tarado atendeu, ela colocou o telefone no viva-voz. Me olhando bem safada com seu pezinho acariciando meu pau ela começou:

- Oi quer ser agora, meu médico?

Eles fantasiavam; começaram a montar cenários, figurinos e eu ouvia tudo aquilo ficando cada vez mais excitado. Por um segundo ela colocou o telefone no mute e me convidou para participar, mas eu não aceitei queria vê-la em ação.

E assim foi que vi novamente minha esposa se masturbando ao som da voz daquele desconhecido e eu me masturbando ao lado dela. E claro que não resisti e no momento que era pra meter, soquei a rola na minha mulherzinha fazendo-a gemer de verdade até gozar.

Foi uma noite maravilhosa e agora temos esta nova diversão.

Mais tarte ela acabou me confessando que adorava fantasiar virtualmente, ou por telefone, era um fetiche , me pediu perdão por não ter tido nada, tinha medo de como eu iria encarar.

Sabendo disto certo tempo depois criei um perfil fake na internet, descobri a sala de bate-papo que ela frequentava e consegui conquistá-la. E hoje posso tarar minha mulher quando estou fora de casa e a voz dela é tão gostosa ao telefone que me faz imaginar cada coisa, ahrrh!! Tesão! Em algumas ocasiões onde eu estou sozinho no escritório até ligo pra ela de um chip especial, só para fantasiarmos e gozar bem gostoso.

E o que poderia ser para muitos, motivo para uma briga e até separação aquilo só fortaleceu meu casamento e hoje estamos cada vez mais tarados e apaixonados um pelo outro.

Sobre este texto

Dante Gavazzoni

Autor:

Publicação:4 de agosto de 2014 13:00

Gênero literário:Depoimento erótico

Tema ou assunto:Heterossexual

Compartilhe este conto erótico com seus amigos
Este texto foi lido 605 vezes desde sua publicação em 04/08/2014. Dados do Google Analytics

Comentários

Novo comentário

Os comentários serão moderados. Não serão aceitos comentários agressivos ao autor e/ou que divulguem sites comerciais. No campo nome só aceitaremos nome de pessoas. Se tiver interesse comercial Fale conosco para saber nossa política de publicidade.

  • wagner
    Postado porwagnerem24 de dezembro de 2015 15:11

    gostei muito do conto se quiser alguem p dar uma força por tele fone meu nome e wagner sou do rio de janeiro um abço.

  • william
    Postado porwilliamem6 de maio de 2015 21:42

    Abra a janela tire a roupa dela enquanto ela fala no telefone você faz sexo oral fazendo ela gozar muito

  • Jordane
    Postado porJordaneem16 de setembro de 2014 19:16

    Muito bom, você soube tirar proveito da situação.

Deixe seu comentário abaixo

*Campos com esta marca são de preenchimento obrigatório.
*

Seu endereço de e-mail não será publicado

Mova o seu mouse para fechar essa ajuda.
*