Conto Erotico | Historia Erótica

Publique seu texto gratuitamente!

Autores mais lidos
Loja História-Erótica
Conto erótico no isntagram
conto erotico no youtube
conto erotico no tumblr
Imagens Eróticas
Do fundo do baú

A culpa é do SOL

Certa vez, eu e meu marido tinhas programado passar uns dias no litoral. Ele teria compromissos lá. Teria que fazerum acompanhamento de evento por 2 dias , sempre após o almoço, mas de tarde estaria de volta.

Tenho uma amiga que nos ultimos meses teve alguns problemas. Estava meia Depre e para ajuda-la, convidei para me acompanhar. Assim eu não ficaria sozinha e ela distrairia a cabaça um pouco com outras coisas.

Chegando lá, faziamos o que todos fazem numa praia. Tomar sol. Tomavamos Sol de manhã, e depois do almoço quando ele iria trabalhar, tomavamos banho no quintal da casa que estavamos. Quando ele voltava, tomavamos banho de sol na praia novamente.

Na intenção de ficarmos bronzeadas, demos uma exagerada nisso. Quando estavamos em casa e ele já tinha saido a trabalho, tomavamos banho de Topless para que não ficasse as marcas do bikini. Só tinha a gente mesmo.

Que besteira que fizemos. Ficamos extremamentes queimadas, Queimamos muito as costas, a barriga, os ombros, as coxas e por estupidez pura, os seios. Até a aureola ardia. . Ardia demais. Incomodava bastante usar uma camiseta. Se movimentar era sofrível.

Quando ele chegou, e viu as duas sofrendo com tudo aquilo, até ironizou. Que estas duas pensam que é ? Churrasco? kkkk.

Pediu para as duas tomarem banho frio e não se enxugar que ele iria fazer algo. Tomamos banho e alíviou um pouco.

Enquanto isso, ele foi na farmacia ver o que existia para ajudar com isso. Permanecemos em casa, mas tomando algumas cervejas , petiscos e vinho.

Voltou com Caladryl e outro creme. Pediu para eu deitar de bruços, com as costas para cima, levantei a camiseta e ele passou o creme em minhas costas. O Caladryl é muito bom. Depois pedi para ela deitar do meu lado e eu passei nela. Depois, virei com o rosto para cima para ele passar nos ombros e na barriga. Passou na barriga, nas coxas mas não dava para passar na parte da frente dos ombros. Então, tirei ca camiseta.

Minha amiga viu e ficou atonita e com muita vergonha. Disse a ela que era melhor ter vergonha do que sofrer com tanta ardencia. Ela só ria envergonhada.

Meu marido passou em meus ombros, nos meus seios, no pescoço e ela só olhava e perguntava se estava aliviando. Dizia que sim, o creme é muito bom e ajuda bastante.

Perguntei se ela queria. Ela só deu um sorriso e não disse nada. Eu disse que iria se sentir muito bem, mas suavizada.

Ela disse que tava com vergonha. Eu disse, vergonha de que V. ? Ele é seu marido, é diferente.

Eu disse: Seios tem na televisão, em todos os momentos.. quase a toda hora.

Ela disse: Mesmo assim é diferente Debora.

Eu dizia, fique tranquila, estamos só nós 3 aqui. Então virei de bruços novamente e ele passou mais em minhas costas, era muito aliviador aquele creme. E também passou nas costas dela novamente. Virei de seios para cima, e passou mais um pouco. Ela via que eu estava me sentindo muito melhor.

Então ela me perguntou - Se eu me incomodava com presença dela na nossa frente? disse que não. Estavamos no mesmo barco.

E ela disse - E se eu me virar de frente, você vai se incomodar? Eu disse que não também.

Então ela disse: vou fazer, morta de vergonha, mas vou fazer pois estou ardida demais

Mesmo de bruços ela tirou a camiseta, tampo-os com as duas mãos fechou os olhos e se virou. Mas com as mãos tampando os seios.

Eu passei primeiro nela, depois pedi para meu marido passar. Ele passou nos ombros, na barriga dela, em volta do pescoço e torax.

Sugeri para ela tirar as mãos, não ter vergonha que estava tudo bem . Ela riu, fechou os olhos e tirou as mãos dos seios e colocou as mãos nos olhos. De imediato ela disse, ""aí que vergonha"". "To morta de vergonha"

Eu comecei a passar o creme nos seios dela. Achei uma experiencia exitante demais. Percebi que me marido se exitou bastante.

Ela disse: Ai que alívio, que refrescante. Eu disse a ela: ta vendo, o creme é realmente muito bom.

Eu dizia a ela que estava tudo bem, pra ela não se incomodar com nada.

Ela tirou as mãos dos olhos e disse, deixa eu passar em você tambem. E deitei e ela passou em todo meu corpo

Meu marido foi buscar mais bebidas e enquanto isso, uma passava creme na outra. Voltou com o vinho e ora bebiamos, ora passavamos creme nas costas, nos seios, nas pernas. Era muito sensual tudo.

Entaum, depois de algumas taças, muitos carinhos eu comecei a beijala nos seios, ela me beijava no pescoço, e nos beijamos finalmente. Nos acariciavamos, nos beijavamos e pedi para meu marido chegar mais perto e o beijei.

Pedi para beijala tbem e logo os tres estavam trocando carinhos. Eu a beijava, ela o beijava, ele nos beijava. Pedi para ele deitar ao nosso lado, de barriga pra cima. O beijei e fui descendo pelo peito dele, barriga, até que cheguei no short dele.

Coloquei a mão em cima do peru delee maasagiei suavemente por cima do shorts. . Ela olhava, meio séria, calada, e ligada. Ví que ficou com vontade, então disse, vem? .

Ela venho, começou a passar a mão , respirava mais intensamente. Eu gostava de ver tudo aquilo. Me exitava.

Eu a beijei, tirei a mão dela de cima, pegei a mão dela e enfiei por dentro do shorts. Ela suspirou. e fiz o puxar para fora. Nossa, ela agia como se tivesse tido um orgasmo. Começou a fazer movimentos, e olhava o peru dele, e movimentava mais e mais. Fiz ela parar e me aproximei e comecei a fazer oral nele. Ela me olhava e ficava mordendo os lábios

Parei, olhei pra ela e disse: Quer sua boba?. Ela se afastou um pouco, abaixou a cabeça e começou a fazer oral no peru dele. Nossa, ela tava meia ofegante, respirava forte. Fazia com vontade.

Me afastei enquanto ela o sugva, tirei toda a minha roupa e cheguei toda nua perto dos dois. Fiz ela parar com tudo aquilo , sentei em cima dele e comecei a cavalgar.

Nossa, olhava, as vezes dava um beijo nele, na barriga, na boca. AS vezes me beijava nos seios e cavalguei, demais até eu gozar. Ela ficou parada vendo aquilo tudo. Sai de cima dele, ele ainda com o peru de pé.

deitei do lado dele imaginando que ela faria o mesmo, mas não fez nada. Deitou do meu lado, e todos acabaram pegando no sono.

Durante o dia seguinte, continuamos a usar os cremes, melhoramos as duas, com uma leve ardencia e fomos embora

Sobre este texto

deboraustres

Autor:

Publicação:21 de setembro de 2014 22:30

Gênero literário:Contos eróticos

Tema ou assunto:Encontro a Três

Compartilhe este conto erótico com seus amigos
Este texto foi lido 1.215 vezes desde sua publicação em 21/09/2014. Dados do Google Analytics

Comentários

Novo comentário

Os comentários serão moderados. Não serão aceitos comentários agressivos ao autor e/ou que divulguem sites comerciais. No campo nome só aceitaremos nome de pessoas. Se tiver interesse comercial Fale conosco para saber nossa política de publicidade.

Não há comentários até o momento. Seja o primeiro!

Deixe seu comentário abaixo

*Campos com esta marca são de preenchimento obrigatório.
*

Seu endereço de e-mail não será publicado

Mova o seu mouse para fechar essa ajuda.
*