Conto Erotico | Historia Erótica

Publique seu texto gratuitamente!

Autores mais lidos
Loja História-Erótica
Conto erótico no isntagram
conto erotico no youtube
conto erotico no tumblr
Imagens Eróticas
Do fundo do baú

O dia em que pulei a cerca com um homem.

O dia em que pulei a cerca com um homem.
- Amor! Estou em casa.
- Estou no banho!
Não que eu goste de me gabar, mas a minha mulher é realmente muito linda. Por conta das longas caminhadas e corridas tem um corpo pra ninguém colocar defeito. Não estava realmente apaixonado por ela, mas sentia que a companhia dela me agradava e que homem não gosta de uma boa companhia, certo?
Era um sábado à tarde e tínhamos o costume de correr próximo a uma trila na mata, era um local silencioso e com o chão limpo para que pudéssemos correr sem nenhum contra tempo.
-Enzo. Seu amigo João, ele ligou cedo e disse que passaria aqui para caminhar conosco tudo bem para você?
-Tudo bem, por mim não tem problemas.
Terminamos nosso almoço e nos preparamos para a caminhada. Pouco tempo antes de terminarmos meu amigo João bateu na porta, estava acompanhado de sua namorada.
-Como esta você João?
-Vou bem e você?
-Bem, obrigado! Nem vou pedir para vocês entrarem que a Julia logo vai estar aqui fora, tudo bem?
-A beleza, nem se estresse.
Logo que minha mulher saiu iniciamos nossa jornada, as meninas decidiram caminhar pela trilha da esquerda, pois Julia não se sentia confortável para correr, então eu e João seguimos pela trila da direita para que pudéssemos correr. Combinamos de se encontrar no final, no mesmo local de nossa partida e seguimos trilha adentro.
Corremos cerca de 20 minutos e paramos perto de um tronco que estava caído para descansar, enquanto isso João ia tagarelando de como sua namorada estava mandona, muito possessiva, e de quando fora a ultima vez a fazerem sexo. Realmente até eu fiquei meio surpreso, fazia mesmo um bom tempo desde que não fazíamos sexo.
-João seu otário! Pra que me molhar?
-Cara você já esta todo suado mesmo, só para brincar.
Fiquei muito irritado minha vontade era levantar e socar a cara dele, mas deixei passar. Tirei minha camiseta, tinha um corpo bonito sarado, notei que João ficara me encarando, entretanto não consegui dizer nada achei que ele faria algum tipo de piada, mas continuou em silêncio. Ele havia jogado todo o litro de água em cima de minha cabeça a água ainda escorria pelo meu rosto. Olhei para o lado da trilha e senti algo se aproximando do meu rosto, quando virei João pegara sua camisa e começou a seca-lo. De inicio não achei estranho, mas depois o afastei e disse que não havia necessidade.
Continuamos a nossa caminhada, sentia que João não tirava os olhos de mim, estava achando desconfortável. Pedi para descansar mais alguns minutos e quando fui me encostar-se à árvore João me pegou pela cintura e me pressionou contra seu corpo e a árvore.
-Que merda você esta fazendo?
Tentei empurra-lo, mas ele então agarrou meu braço ainda mais forte.
-Cara eu não curto esse tipo de brincadeira...
-Enzo, relaxa cara, não tem ninguém aqui para nos cuidar. Sei que você deve estar doido pra comer um cuzinho. Imagino que nunca tenha feito isso.
Realmente nunca havia feito isso, mas não estava muito seguro em quanto fazer sexo com meu amigo na floresta.
-Desculpe, mas eu n...
-Quieto, só sente meu corpo a partir de agora, relaxa.
Ele pegou meu braço esquerdo e deslizou por suas costas fortes até chegar em sua bunda, com a direta a mesma coisa, e quando chegou começou a movimentar e massagear sua bunda.
-Continua fazendo isso, isso é bom.
Sentir o corpo de uma mulher era uma coisa, mas sentir o corpo e o calor de um homem é totalmente diferente, me sentia muito mais livre, e muito mais correspondido com tanto prazer.
Continuei encarando seus olhos até que me beijou, foi longo, quente, e incrível. João mexia com meu corpo e me acariciava de muitas maneiras, com suas mãos fortes e uma pegada irresistível. Depois de um tempo abaixou meu calção e desceu beijando meu pescoço, depois meus mamilos, continuou descendo até chegar a meu pênis. Começou a chupá-lo com movimentos incríveis, chupava-o até a cabeça e lambia-o até minhas bolas, a sensação era incrível me fazia gemer como um louco.
-Posso tentar agora?
Com um sorriso incrivelmente safado no rosto, nem precisei perguntar a João duas vezes.
-Só vai com calma ein...
Correspondi aos movimentos e sensações de prazer que ele sentia chupei seu pau que mais parecia uma rocha, beijei seu corpo até ele se virar e me deixar beijar toda a suas costas.
-Pode ir Enzo...
-Tem certeza de que quer isso?
-Uhum, tenho.
Babei um pouco em minha mão e passei em meu pênis apenas pra ajudar um pouco na hora da entrada. Comecei a colocar com muita calma, enquanto sentia João gemer de dor ou prazer, não sei ao certo, sei que ele não reclamava. Quando pressionei um pouco mais, entrou a cabeça toda de minha rola, e eu senti por que todos queriam um dia comer um cu. Sensação maravilhosa, de algo muito quente envolvendo o seu mastro e te deixando louco de prazer.
-É isso que você queria não é seu safado? Agora vai aguentar!
-Eu quero, eu quero.... AAhh
Meus movimentos iam aumentando e aumentavam ainda mais os gemidos de João, a sensação de penetra-lo era incrível, e o vento que vinha do meio das árvores fazia nosso tesão crescer ainda mais.
-Ah eu vou gozar, arrghh eu quero gozar no seu cuzinho, vou gozar.. AAAHhhh
Pressionei ainda mais o corpo dele contra mim e vi q ele estava gozando também, a sensação era incrível!
-Nossa, se eu soubesse que você era gostoso assim João...
-Cala a boca melhor irmos.
Rimos um pouco do acontecido, e voltamos à trilha em encontro de nossas mulheres. Às vezes tocamos no assunto e rimos um pouco, mas não foi um laço muito forte, apenas um tesão de uma amizade muito íntima, quem sabe um dia desses isso se repita, pois dizer que “nunca” se repetirá... Bem, nunca é uma palavra muito forte não é mesmo?

Sobre este texto

DemonPanda

Autor:

Publicação:15 de março de 2015 01:58

Gênero literário:Contos eróticos

Tema ou assunto:Gays

Compartilhe este conto erótico com seus amigos
Este texto foi lido 3.507 vezes desde sua publicação em 15/03/2015. Dados do Google Analytics

Comentários

Novo comentário

Os comentários serão moderados. Não serão aceitos comentários agressivos ao autor e/ou que divulguem sites comerciais. No campo nome só aceitaremos nome de pessoas. Se tiver interesse comercial Fale conosco para saber nossa política de publicidade.

Não há comentários até o momento. Seja o primeiro!

Deixe seu comentário abaixo

*Campos com esta marca são de preenchimento obrigatório.
*

Seu endereço de e-mail não será publicado

Mova o seu mouse para fechar essa ajuda.
*