Conto Erotico | Historia Erótica

Publique seu texto gratuitamente!

Autores mais lidos
Loja História-Erótica
Conto erótico no isntagram
conto erotico no youtube
conto erotico no tumblr
Imagens Eróticas
Do fundo do baú

Comendo minha empregada casada!

Comendo minha empregada casada!

Tenho 27 anos, sou casado, mas como todo homem que casa ainda jovem e sem querer, mas por obrigação estou insatisfeito sexualmente no casamento casei porque ainda inexperiente engravidei a minha namorada logo de primeira quando comi seu cabaço.
-Ou casava ou morria foi o que o pai dela me disse. Então casei, mas não vivo bem com ela ainda mais que moro na casa da minha sogra.
-Minha mulher se dedica muito a nosso filho pequeno.
Como Luana estuda ainda tivemos que contratar uma empregada, para ficar com nosso filhinho enquanto minha mulher Luana esta na faculdade. Eu trabalho de turno muitas vezes estou em casa pela tarde toda, ou pela manhã, minha mulher estuda de tarde.
A empregada que minha mulher contratou é uma mulata alta com suas ancas grandes e seios grandes, acredito que tenha uns quarenta anos, ou até menos. Mas devido à vida de pobreza esta bastante desgastada e mal cuidada. Sempre gostei de uma coroa.
Eu quando estava em casa me pegava olhando para sua bunda.
E naquele dia em especial eu estava louco de tesão, ainda mais que fazia três dias que eu não transava, nosso filho teve febre e minha mulher atarefada e cansada não quis... Então pensei hoje se não for à mão grande eu tento com a empregada vez ou outra sentia que me olhava com cara de safada.
Minha esposa como de costume saiu logo depois do almoço para sua faculdade e eu iria ficar em casa, pois era alteração da escala só iria trabalhar na manha do dia seguinte.
Eu não estava muito disposto em sair então resolvi tirar meu dia de folga todo dentro de casa. Lendo contos e vendo vídeos na web que adoro. Atiçou ainda mais meu tesão
Enquanto tentava dormi após o almoço ainda aproveitando,que nosso filho também dormia, ouvia o barulho da empregada perambulando pela casa.
Ela não era muito discreta sei que assim que nosso filho acordasse ela entraria no quarto pra pegá-lo, eu naquele dia estava com muito tesão ai pensei é hoje que tento a sorte com Elisa. Tudo estava a meu favor naquele dia, também até minha sogra tinha saído. Fiquei na cama entre sonolento e acordado com um tesão do caralho.
Segurando meu cacete duro por dentro do short até que...
Meu filinho choramingou a empregada apressadamente entrou em nosso quarto não sei se sabia que eu estava ali, mas seus olhos me olhavam com muito tesão, pois eu estava muito excitado... Ela pegou nosso filhinho deu mamadeira colocou de novo no berço, pois o mesmo adormeceu. Eu levantei neste meio tempo e fui ate o banheiro.Meu short estufado mostrava que eu estava bastante excitado, voltei para cama e quando passei perto da empregada.Ela com a voz baixa me interpela perguntando o que eu estava fazendo em casa naquela hora,pois entrou n quarto sem saber de minha presença.
Estou de folga.
Ela me olhava com olhar fixo no meu cacete que não baixava de jeito nenhum.
Depois de me olhar muito ela exclamou com sorriso de safada vixe patrão o senhor está a perigo olha como esta de barraca armada... Pois é Elisa sua patroa me deixa na mão direto.
Imediatamente ela sorriu falando a patroa é boba não aproveita os prazeres da vida o tempo passa e nós ficamos perdidas no tempo. Queria que meu marido não bebesse tanto para me oferecer sexo como eu gosto, mas chega a casa caindo de bêbado. Ai sou obrigado a dar meus pulos entre um amigo dele e outro vou me divertindo.
Surpreso lhe perguntei você trai seu marido Elisa?
-Sim ele bebe demais e eu gosto demais de sexo para esperar por ele.
Ouvindo-a responder fiquei com mais tesão, sempre olhava pra sua bunda grande gostosa e sou fissurado em bunda grande adoro sexo anal e mulheres de bunda grande são uma delicia de se foder.
-Hum... Interessante saber disto.
Você topa foder comigo agora?
-Ela não respondeu nada e saiu, fiquei preocupado achando que tinha colocado o carro diante dos bois, mas para surpresa minha a safada foi verificar a porta da casa se estava fechada e voltou para o meu quarto enrolada em uma toalha de banho.
-Pronto patrão se é sexo que quer terá sexo temos umas duas horas de liberdade ainda até o povo de a casa chegar. Aproximou-se e foi chegando e abaixou-se bem perto de minha virilha e sem dizer mais nada abaixou meu short, meu cacete de prontidão atirou-se na frente de seu rosto.
- Nossa, Que delicia precisamos dar um jeito nisso.
-E antes que eu pudesse esboçar qualquer movimento, ela aproximou sua boca e sem cerimônia alguma começou a lamber meu cacete e logo já estava me pagando um boquete delicioso, chupava de uma forma que meu cacete sumia dentro de sua boca gulosa.
Sua boca era macia, eu em pé segurava em sua cabeça forçando ainda mais a garganta profunda.
Elisa não era nenhuma deusa, mas em termos de um boquete era impossível descrever a intensidade do prazer.
Mas estava gostoso... E como todos nestas horas homem não pensa.
Ela chupava com vontade e a única coisa que eu queria naquele momento era encher sua boca de leite. Quando ela falou no meio do boquete assim...
- Isso... Que delicia de cacete não vai gozar não,estou esperando seu leite. -Confesso parece que meu cacete dobrou de tamanho.
Segurei em sua cabeça tirei meu cacete bati com ele em sua face lambuzei seu rosto todo e perguntei entre um gemido e outro: A safada quer leite na boquinha quer?
Elisa com respiração ofegante respondeu quero mamar teu leitinho todo e abocanhou meu cacete. Forcei por alguns segundos e com um entra e sai desenfreado comecei a gozar, Elisa parecia uma bezerrinha desmamada se lambuzando com meu esperma, sugou e lambeu deixando meu cacete todo limpo.
-Caracas que delicia ela exclamou!
Não podíamos perder tempo em um minuto eu estava sentado na cama recostado e entre surpreso e saciado vi a safada chegar subir e sentar de vez com sua xoxota no meu cacete.
-Uau... Enterrou meu cacete inteiro na sua xoxota, nem dando tempo de amolecer...
E rebolando e gemendo com movimentos intensos de quadris Elisa começou a ter um orgasmo, senti seu liquido molhar meu cacete.
Foi o gozo mais intenso que senti em uma mulher, seu corpo tremia de tesão seus gemidos só não foram mais altos porque tapei sua boca enquanto mordiscava seu seio provocando-a mais ainda.
Safada revirava os olhos gemendo gostoso.
Eu mais que depressa levantei e coloquei-a de quatro.
Com voz de macho dominador, falei-te quer foder quer... Então se prepare safada que vou te comer gostoso.
Peguei uma camisinha encapei o cacete dei uma salivada na mão passei pelo seu rabo e disse:
- Vou comer o seu cuzinho, e não adianta gritar dizendo que não quer quem está na chuva é para se molhar. Segurei a safada pelos quadris.
Posicionei meu cacete na entrada do anel que piscava de tesão, encaixei ouvindo seus gemidos de prazer e puxei com força. Ela gritou eu tapei sua boca e continuei... Enterrando meu cacete até a metade ,parei até se acostumar logo depois forcei mais um pouco e me vi todo atochado naquela coroa vadia.Eu tenho um cacete cabeçudo.
Enquanto esperei alguns segundos observava aquela bunda, dava-lhe tapas a safada gostando gemia como uma gata no cio assim fui aos poucos metendo e tirando com ritmo cadenciado esperando seus gritos para que tirasse, mas que nada ela queria era mais cacete no rabo... Seus gemidos de prazer me incitavam a meter mais e mais.
Só ouvia Elisa dizer:
- Poe todo meu macho, mete gostoso na tua puta vadia ela gritava,
Eu como qualquer um adoro comer um cuzinho.
E quando a mulher pede que meta com vontade, aí é bom demais.
E no momento era meu caso.
Estoquei por alguns minutos e dando tapas em sua bunda sem muito custo, gozei. Despejei uns três (3) jatos de esperma enchendo a camisinha.
Seu anel apertava meu cacete que parecia uma cabrita no cio.
- Ufa que delicia exclamei.
Elisa com cara de safada sorriu falando Só por isso?
E depois de alguns momentos tirei camisinha que saiu suja de sangue, e sem dá tempo de ir até o banheiro Elisa disse deixa que lavo seu cacete e deu-me um verdadeiro banho de gato.
-Acabando saiu e rindo falou.
-Patrãozinho agora não vai ficar mais com tesão acumulado estarei sempre disposta.
-Ah e segredo preciso do meu salário para viver. Nem precisa se preocupar minha puta que agora somos cúmplices na safadeza.
Eu comecei a dá dinheiro a Elisa e não fizemos mais sexo na minha casa nossos encontros começaram a ser uma vez por semana em um motel e percebi que ela começou a se arrumar mais.
Ficando mais bonita me dando mais tesão. E foi com Elisa que descobri uma variedade de posições que minha esposa e eu até então não fazíamos.
Nada melhor que uma mulher experiente para ensinar.
O final da aventura não foi como eu esperava, mas aprendi a dar mais valor às mulheres.
Minha esposa passou a fase de pós-parto e começamos viver normalmente como um casal jovem recém-casado.
-E Elisa vocês podem indagar... Ah Elisa é minha amante é com ela que faço minhas paradas Hard e sou seu Dono.
Safada adora ser minha cadelinha. E eu comecei a liberar meus fetiches e vamos ate fazer um ménage feminino,eu Elisa e uma sobrinha sua.E ela que está esquematizando esta parada.Eu fico só aguardando ansioso por este dia.Acordei para vida mulher e amante que me deixam saciados de muito sexo.Um complementando o outro
Elisa safada cada dia mais gostosa até comprar coisas sexshop para me agradar ela anda fazendo.
É claro que continua em minha casa e preserva muito nosso segredo.



Docecomomel (hgata)
Feira de Santana 27 de agosto de 2014
Bahia: Brasil

Sobre este texto

Docecomomel

Autor:

Publicação:13 de setembro de 2014 04:37

Gênero literário:Contos eróticos

Tema ou assunto:Pulando a Cerca

Compartilhe este conto erótico com seus amigos
Este texto foi lido 7.239 vezes desde sua publicação em 13/09/2014. Dados do Google Analytics

Comentários

Novo comentário

Os comentários serão moderados. Não serão aceitos comentários agressivos ao autor e/ou que divulguem sites comerciais. No campo nome só aceitaremos nome de pessoas. Se tiver interesse comercial Fale conosco para saber nossa política de publicidade.

Não há comentários até o momento. Seja o primeiro!

Deixe seu comentário abaixo

*Campos com esta marca são de preenchimento obrigatório.
*

Seu endereço de e-mail não será publicado

Mova o seu mouse para fechar essa ajuda.
*