Conto Erotico | Historia Erótica

Publique seu texto gratuitamente!

Autores mais lidos
Loja História-Erótica
Conto erótico no isntagram
conto erotico no youtube
conto erotico no tumblr
Imagens Eróticas
Do fundo do baú

Reconciliação

Haviamos brigado na noite anterior, coisa boba, mas ela não estava falando comigo. A noite estava fria , porém ela sempre deitava da mesma forma, camisola larga de renda escura e sem calcinha.
Quando foi se deitar eu já estava na cama ,meu tesao era alto mas estava quieto em meu lado, poucos segundos antes dela se deitar me virei para seu lado e fingi sono. Deitou-se e automaticamente aninhou-se em meu colo mas , não disse nada, senti o calor de suas coxas grossas tocarem a minha e meu pau na hora ficou duro.
Lentamente coloquei minha Mao esquerda em seu peito , dei-lhe um beijo atrás da orelha forçando meu pau em sua bunda, e disse “ te amo BB “. Ela suspirou , deu um sorriso , forçou mais a bunda em meu pau e disse “ Cachorro “.
Fui descendo minha mão por sua barriga, ate encontrar seu púbis lisinho como sempre, ela sabe que adoro sua bucetinha totalmente lisa, afastou as pernas e me deu um beijo longo, comecei a masturba-la , meus dedos exploravam seu clitóris, procuraram desvendar cada curva de seus grandes lábios vaginais, molhavam-se em seu mel num vai e vem tranquilo dentro de sua grutinha quente , seus gemidos eram cada vez mais intensos, sussurrava , mordia os lábios, o que fazia com que meu pau ficasse cada vez mais duro.
Deitei-me sobre aquela mulher grande e gostosa, sua pele em chamas aquecia meu corpo louco de tesao e vontade de possui-la, mordi seus bicos rijos, molhando-os com minha saliva espessa, beijei-lhe a boca intensamente, com o corpo ela implorava para ser penetrada.
Desci minha língua por sua bariga, mordiscando lentamente suas costelas, seu corpo se contraia , cheguei em seu púbis liso , adoro morder seu púbis, brincar naquela área onde deveriam estar os pelos, mordi por fora seus grandes lábios, sentindo o mel que já escorria , abri bem sua bucetinha com meu dedos e enfiei o Maximo minha língua , ela rebolava , apertava minha cara contra si e gemia deliciosamente.
Virei-a de bunda pra cima e encaixei meu pau em sua coxas quentes , disse baixinho em seu ouvido , “ Voce é minha mulher, Voce é minha puta , e eu sou teu”, mordi com força sua nuca. Desci lambendo suas costas , mordendo onde conseguia, coloquei-a de quatro e abri sua bunda expondo seu cuzinho que tanto amava foder, lambi seu cuzinho , molhei-o todo com minha saliva , ela rebolava e gemia , forçava a bunda em minha cara, coloquei um dedo fundo em sua bunda, e comecei um vai e vem lento, molhava meu dedo em sua bucetinha e enfiava em seu cuzinho novamente.
Levantei-me e teso coloquei meu pau em sua boca com ela ainda de quatro, me chupava maravilhosamente, molhava meu pau pau, lambia meu saco, puxei sua cabeça com força e bem fundo pus meu pau em sua garganta, senti quando ela engasgou, adoro quando ela engasga com meu pau na boca. Bati levemente em sua cara , chamando-a de Vadia, Puta, ela me olhava e sorria com meu pau na boca.
Levantei-a da cama , fiz com que apoiasse as mãos nos pés da cama e abrisse bem as pernas, pincelei meu pau em sua bucetinha molhada e comecei movimentos leves de vai e vem, sua bunda batia em minha barriga , tocava-lhe o clitóris com minha Mao direita, enquanto ela gemia deliciosamente. Tirei o pau de sua bucetinha e apontei para seu cuzinho guloso, ela inclinou-se um pouco mais para frente me oferecendo ainda mais sua bunda , coloquei meu pau em seu cuzinho e fui entrando lentamente, senti novamente minha barriga bater em sua bunda,meus movimentos aceleravam cada vez mais.
Quando senti que gozaria , puxei-a pelos cabelos fazendo com que ajoelhasse em minha frente, ela sorria , eu gozaria a qualquer momento, ela me punhetava e abria a boca, de repente meu gozo farto saiu num jato forte em seu rosto, que linda visão do meu BB todo de rosto gozado, ela chupou um pouco mais meu pau , dei-lhe um beijo demorado e fomos dormir , de conchinha juntinhos naquele frio gostoso.



Sobre este texto

Dom Claudio

Autor:

Publicação:8 de setembro de 2014 16:34

Gênero literário:Contos eróticos

Tema ou assunto:Concurso Literário

Compartilhe este conto erótico com seus amigos
Este texto foi lido 373 vezes desde sua publicação em 08/09/2014. Dados do Google Analytics

Comentários

Novo comentário

Os comentários serão moderados. Não serão aceitos comentários agressivos ao autor e/ou que divulguem sites comerciais. No campo nome só aceitaremos nome de pessoas. Se tiver interesse comercial Fale conosco para saber nossa política de publicidade.

Não há comentários até o momento. Seja o primeiro!

Deixe seu comentário abaixo

*Campos com esta marca são de preenchimento obrigatório.
*

Seu endereço de e-mail não será publicado

Mova o seu mouse para fechar essa ajuda.
*