Conto Erotico | Historia Erótica

Publique seu texto gratuitamente!

Autores mais lidos
Loja História-Erótica
Conto erótico no isntagram
conto erotico no youtube
conto erotico no tumblr
Imagens Eróticas
Do fundo do baú

No Pesqueiro

No Pesqueiro
Era segunda feira a noite estava ótima um friozinho bem de leve apenas uma brisa, meu celular tocou, oi Dom, onde você esta amor? “Era Maria Lucia, uma amiga de Mogi mirim que conheci no badoo a uns 3 meses atrás , nunca nos encontramos mas sempre se falávamos no face e no zap, as vezes ela me ligava a noite , de madrugada sempre chorando por alguma coisa, deprimida, como sou bom de ouvir e gosto de ouvir as pessoas seja homem ou mulher, ela aproveitava, uma vez até dormi com o fone de ouvido enrolado no pescoço.” Vamos no bar da lingüiça na vicinal que vai de Mogi para Artur Nogueira sabe onde é? Sim a vicinal eu sei, mas onde fica esse bar da lingüiça? Você vem dai de Artur para Mogi no meio do caminho você vai ver 2 bares, fica atrás dele é só você parar La e perguntar , hoje lota La muito samba, forro ... Você vai com quem? Eu vou com uma amiga e o namorado dela, você vem, até porque já esta na hora da gente se conhecer né rs , ok estarei ai a noite, que horas começa, as 20;00 já estarei La, Dom, ok. Maria Lúcia não tinha preconceitos, dançava com quem a chamasse e tratava todos da mesma forma, e para aqueles mais ousados que aproximavam com conversas safadas ao pé do ouvido, ela de uma forma bem tranqüila apenas mostrava que só estava ali para dançar. Fiquei um bom tempo olhando ela, só tinha umas fotos dela do face e muito recente dava para reconhecer ela muito bem. Ela estava se divertindo com uma sainha vermelha, meio rosa, rodadinha, com uma camisa tipo social feminina preta, transparente, dava para ver o sutien também preto por baixo, e uma sandália de salto alto, com apenas uma fivela no dedo do pé e os outros dedos todos de fora, cabelos preto com algumas mexas dourada. Amei o modo que ela se vestia, pela idade que ela tinha estava dando um baile nas novinhas que La estavam , e estava lotado o lugar, encontrei vários amigos e já me convidaram para sentar na mesa com eles, ajuntaram 3 mesas e nelas tinham 5 mulheres com eles e 5 homens que comigo eram 6. Percebi quando ela foi buscar uma cerveja no bar e passou por mim na mesa , tinham 3 dos amigos que estavam comigo a mesa que a conhecia e Alguns até diziam que ela escolhia demais, que era muito orgulhosa, por isso é que estava sozinha , uma das meninas que estava na mesa comigo também a conhecia e já veio dizendo, olha Dom na verdade Maria Lúcia não ficava com ninguém por ficar, ela precisa sentir aquele frio na barriga, o coração tocar um pouco mais forte, mesmo que aquilo não assegurasse que seria um relacionamento sério ou bom, mas mesmo assim ela precisa sentir, precisa sentir-se cativada. Caímos na risada, kkkk, eu acho que você esta falando de você mesmo Sandra , lógico que não Marcio, eu a conheço ela sofreu muito com o ex marido agora ela disse que se não houvesse um frio na barriga ou um olho no olho ela não sairia. Bom eu vim aqui a convite dela, mas nunca nos vimos só no face então quero ficar observando ela mais um pouco ok meninas e meninos? Renata olhou pra mim com um olhar de decepção, ela era deliciosa, mas estava acompanhada com Marcio, e como uma leitora dos meus contos ela me viu La e achou que teria uma chance.
Um amigo a chamou para dançar e debaixo dos risos de Renata que dizia que ela não tinha jeito e que não parava quieta Maria Lúcia foi dançar. Quando ela entrava na pista atraia o olhar da maioria dos homens ali, e apesar de sua simplicidade ela estava incrivelmente sensual com uma saia curta, e com sua sandália que a altura do campeonato estava encostada perto da mesa onde estava sentada. E assim Maria Lúcia seguia dançando descalça na ponta dos pés esbanjando sensualidade. Assim que terminou aquela música eu a puxei pela cintura.- Posso dançar com você? – ee disse olhando-a nos olhos e sorrindo. Maria Lúcia olhou como
Que reconhecendo e até que disse – Do,Dom?- Uhmmm pelo jeito não me reconheceu né? – ela respondeu olhando, admirada e sorrindo.- Não mesmo! Nossa que loucura quanto tempo faz que você esta aqui? – disse Maria Lúcia abraçando e sorrindo.
- Uhmm até que você sabe dançar eihnnn? – disse ela,– Você não viu nada – tomei-a nos braços com pegada e dancei um arrocha de dar inveja a todos por ali. Minha rola estava bem apertada contra sua cocha grossa e meu joelho no meio das suas pernas quente, dava pra sentir o calor que vinha de debaixo da sua saia curta e mole.Sentamos então numa mesa mais ao canto do forró, onde ela estava com a amiga e o namorado da amiga, olha Suzi esse é o Dom de que te falei RS, oi Dom você você é famoso no nosso grupo no zap , kkk essa aqui vive pegando seus contos e postando La, mas disfarça eu vim com meu namorado ela vai embora já ja, ai vou voltar com a Maria ai conversamos melhor . Quer dizer que você tem um grupo que posta meus contos kkk, olha já que a Suzi falou, ela disse que vai dançar hoje muito pra calcinha dela ficar bem melada pra você comprar kkkk.ali conversamos e , ríramos muito e não demorou muito para que eu a olhassem com mais desejo, e as caricias tomassem força maior e por fim os lábios se encontraram tornando aquele beijo um dos mais safados e quentes daquele Forró, nossa já !você não perde tempo hein Maria, ai Suzi sai pra La vai dançar vai com o Miguel cadê ele, falando nisso, ele vai vir conhecer o Dom e já vai, Miguel chegou com a cara de poucos amigos mal me deu a mão abraçou a Suzi e foram em direção ao estacionamento, já volto amiga, disse ela sussurrando para nós. Os beijos não cessavam em certo momento de mais ousadia eu com minha mão que já repousava sob a coxa de Maria Lúcia apertando-a e começando a subir sua saia.– Danadinho – disse Maria Lúcia segurando minha mão olhando sorrindo – vem vamos dançar mais um pouco, pois hoje o forró fecha mais cedo. Eu já estava caçando de dançar afinal não gosto muito de forro , mas quando você vai a caça , tem que fazer tudo para satisfazer a presa...Maria Lúcia e eu voltamos a dançar e se divertimos muito naquela noite poucas pessoas que conheço me divertiram tanto, afinal nem tudo é sexo, lógico que nós falamos muito sobre sexo , nos masturbamos, no telefone, trocamos fotos nesses 3 meses que nos conhecemos, mas é delicioso antes de tudo se divertir, velhos amigos que ali se encontravam vinham cumprimentar ela contentes por vê-la junto com alguém . quem é esse negro amiga kkk, ai sim , nossa que isso , estou feliz, muito falavam isso e eu então comecei a entender que Maria era portadora de uma profunda depressão por conta do ultimo relacionamento . Sentamos na no nosso lugar e ela pediu para ir ao banheiro, oi Dom cadê a Maria, oi Suzi esta no banheiro, seu namorado já foi embora, sim, ela se sentou, ai pude dar uma boa olhada nela branca de cabelos caracolados de propósito, pretos, ate a nuca, sainha curta também só que jeans lavada e salto plataforma, não muito em forma, mas era fofinha e a pele era lisinha, minha rola já estava dura por calça de Maria agora então ficou enorme por calça de Suzi. Hum esta ai NE safada querendo meu Dom kkk , boba se você soltar NE quem sabe kkk, quero dançar com ele,não amiga eu vou dar uma namorada no estacionamento ta, rs quem sabe na volta eu dou ele um pouquinho pra você , preciso conferir algo kkkkk. Afastamos-nos um pouco do forro e fomos em rumo ao estacionamento que era bem amplo e estava lotado. Algum tempo depois se ouvia apenas o som dos grilos,a musica ao longe e os estalos dos galhos no chão
- Vem aqui – disse Maria Lúcia com um sorriso safado nos lábios puxando pela minha mão, guiando-me , depois de espiar todos os lados tendo a certeza de que estávamos sozinhos entramos rapidamente atrás do ultimo carro perto de um caminhão velho e debaixo da luz do luar nos beijamos apaixonadamente.
- Não... podemos... demorar muito se não a Suzi vem atrás de nós ela ta louca pra brincar com você aquela safada– entre um beijo e sentindo minha mão subir sua saia e apertar sua bunda com vontade. Ai nossa que mãozão Dom, calma delicia, vira, falei bem perto do ouvido dela Colocando-a de costas segurei sua calcinha por baixo da saia e agachando a puxei deixando-a em seus pezinhos. Nossa você é rápido, minha nossa que delicia to toda arrepiada e com um pouquinho de medo, Maria Lúcia ficando ligeiramente empinada abriu suas pernas provocando, assim esta bom , a calcinha esta atrapalhando eu abrir mais rs. O que você vai fazer Dom? Levantei um pouco aquela saia e abocanhei passando a chupar a buceta que já se encontrava completamente molhada com força., aiiiii, uiiii, quanto tempo não acontecia isso comigo Dom, puta que pariu que delicia, ai não vou resitir muito , se você continuaaaaa, ai haaa, toma, toma Dom, toma, aiiiiii, aiiii, minha boca ficou xeia de baba, da buceta que pelos uivos que ela deu na noite só poderia ter gozado, sua perna ficou mole e rapidamente a segurei subindo lambendo seu rego passando minha língua pelo cu babado.
Levantei; tirei o monstro para fora sem tirar a calça só abri o zíper calça,e encostei em Maria Lúcia que se contorcia e se esfregava cheia de tesão . Que você esta fazendo Dom, pegou na minha rola ainda de costas, e apertou, não coloca ainda não, se virou abaixou e enfiou ele todo na boca, duas engolida, e babando eel todo ela ficou olhando segurando ele pelo meio, nossa , na verdade sou egoísta isso da pra mim e pra minha amiga sossegado , gostaria de ver eu e ela chupando seu safado, lambeu, e falou de novo, gostaria, fala, o que você sentiu quando viu ela, seu puto, fala, delicia , enfiou na boca pois as bolas também , agora me fode com esse cacetão , fode. Depois de ela se vira de costa de novo empinou bem a bunda segurando na frente do caminhão velho que La estava, tirou com um pé a calcinha e abriu bem a perna sua bunda ficou bem para cima, ajeitei o cacete esfregando ele como um pincel na xota com pelos ralos bem aparados e carnuda, estava meladissima e a penetrei firme fazendo Maria Lúcia soltar um forte gemido huuuuuuuu, aaaaaaa,e em seguida olhar para mim sorrindo, mordendo os lábios demonstrando o quanto estava excitada. Beijei ela calmamente, tinha um beijo molhado, as línguas brincavam de forma provocativa o que aumentava ainda mais a fissura, ela mordia minha boca bem empinada a rola estava quase sumindo dentro dela a sainha estava levantada eu segurei no queixo dela e lambia o rosto dela todo a rola xegou no fundo , não ia mais , então comecei o vai e vem, e assim comecei a estocar bem devagar ao mesmo tempo Maria Lúcia rebolava em meu pau sentindo-o a fodendo bem gostoso. Fode Dom, delicia, minha nossa que isso, fode ai já gozo de novo, aiiii, gosta da minha bundona, gosta, lizinha , fode .Maria Lúcia sentia eu acelerar as estocadas, metendo mais forte, mais rápido, minhas mãos tomavam seus seios apertando-os com tesão. Aiii Dom caralhooooo, aaaai, ela levantou uma perna pondo no pára-choque do caminhão velho, e a rola acabou de entrar, aiiii, isssso La no fundo , fode , fode, , o celular dela tocou, ai deve ser a Suzi Dom pêra um pouco, ela pegou na bolsa, só abaixou sem tirar a rola de dentro , quando ela abaixou ficou melhor segurei na cintura, e bombei, ai , espera fica paradinho, onde você esta safada, disse Suzi do outro lado da linha, eu também quero, amiga, pêra Suzi, Dom ela pode vir aqui um pouco aff ela ta louca pra provar sua rola rs , sim lógico, minha rola ficou duríssima quando falei isso,, estamos aqui do lado esquerdo Suzi vem seguindo um caminhão velho que estamos aqui da pra ver daí. Fode Dom caralho, ela se empinou de novo, tira e esfrega na minha buceta de novo adoro, tirei e esfreguei, forte, mais forte, aiiiii, haaaaaa, um liquido começou a sair de dentro da buceta carnuda, era xixi, ai to mijando Dom, enfiei minha cara embaixo da bunda dela, e lambi todo o xixi que escorria lambi mais alguns minutos a xota dela , aaaaaa, Dom aiiiii, xupa, filho da puta xupa, to maluca nunca senti isso que loucura, Dom, enfia de novo, empinou com a perna levantada apoiada no pára-choque do caminhão, eu enfiei a rola totalmente, algumas estocadas ela gozou aos berros, haaaaa, caralhooo, huuuuuuu, fode, aaaaaaaa, come, auiaaaaa Dom haaaaaa... Tirei pra fora pra gozar na bunda dela, nossa, assim todo mundo escuta vocês, era suzi chegando com o celular iluminando o caminho, caralho Maria acho que metade do forro te ouviu,kkk nossa vocês estão aqui no bem bom e eu La sozinha aff, sua calcinha esta meladinha Suzi pra dar pra eu levar embora, aii Dom vai ficar mias ela ajoelhou na grama e enfiou minha rola na boca, aff que delicia ta com o gosto da buceta da minha amiga, ela enfiou na boca e lambia de baixo para cima , estou me segurando para não gozar Suzi se você não chega logo, ai Dom quero muito dar pra você mais meu namorado vai vir nos buscar, goza pra mim goza, quero chupar com você amiga, Maria estava pondo a sandália e veio se juntar a amiga que as duas começaram a lamber uma chupava as bolas outra a rola depois trocavam, não goza agora puto, rola gostosa caralho ai amiga vou ter que deixar ele por, se virou segurando em Maria e empinou bem a bunda eu pincelei a rola puxando a calcinha de lado encostei a cabeça do monstro no buraco da xota, uma duas tentativas a rola foi sumindo, aaaaaaaaiii, bate na minha bunda negão bate caralho quero tudo, fode, fode, vou gozarr amiga aiii aaaa haaaaa de um pulo ela puxou a bunda para frente, como quem se arrependeu aii Dom, amiga nossa que loucura, abaixa quero gozar ,as duas abriram a boca e meu leite enchei suas gargantas Maria engoliu tudo, Suzi cuspiu nossa minha cara ta toda suja de porra kkk guardei a rola ainda melada, elas tiraram a calcinha e limparam a porra da cara, nossa Dom delicia, vamos voltar que meu namorado já esta voltando, me deem as calcinhas elas me entregaram eu coloquei no bolso da calça voltamos para o forro elas foram ao banheiro, quando voltaram eu já tinha saído e vindo embora... No dia seguinte tinha uma mensagem no meu zap.. Porque você foi embora sem se despedir? Que aconteceu? Ainda não respondi a mensagem, mas vou responder.

Sobre este texto

Dom Monteiro

Autor:

Publicação:30 de setembro de 2016 11:45

Gênero literário:Contos eróticos

Tema ou assunto:Encontro a Três

Compartilhe este conto erótico com seus amigos
Ainda não há estatísticas de leitura deste texto, pois ele foi publicado em 30/09/2016.

Comentários

Novo comentário

Os comentários serão moderados. Não serão aceitos comentários agressivos ao autor e/ou que divulguem sites comerciais. No campo nome só aceitaremos nome de pessoas. Se tiver interesse comercial Fale conosco para saber nossa política de publicidade.

Não há comentários até o momento. Seja o primeiro!

Deixe seu comentário abaixo

*Campos com esta marca são de preenchimento obrigatório.
*

Seu endereço de e-mail não será publicado

Mova o seu mouse para fechar essa ajuda.
*