Conto Erotico | Historia Erótica

Publique seu texto gratuitamente!

Autores mais lidos
Loja História-Erótica
Conto erótico no isntagram
conto erotico no youtube
conto erotico no tumblr
Imagens Eróticas
Do fundo do baú

QUANDO GANHEI MEU APARTAMENTINHO

QUANDO GANHEI MEU APARTAMENTINHO
Quem acompanha minhas histórias sabem que meu marido é um Corninho bonzinho.
No meu aniversário de 30 anos ele me comprou de presente um Apartamento de um dormitório nos Jardins. Decorou como um Motel; Cama redonda, Espelho no teto, Carpete vermelho, Mesa e Cadeiras estofadas em couro vinho, Hidromassagem e Chuveiro com parede de vidro dando para sala, um armário cheio de Roupas sexy, e uma gaveta cheia de Assessórios. O apartamento é todo aberto, mas em seu centro meu marido instalou quadrado de espelhos de 1 x 1 metro onde ele fica trancado observando eu e meus convidados.
Meu marido disse para eu pegar a chave com o Zelador, Genivaldo, um Negro bem Alto e Forte, disse ele. Quase não dormi a noite querendo conhecer meu novo AP! Na manhã seguinte tive uma ideia maluca! Coloquei uma roupinha de empregada bem safadinha, cobri com minha capa preta para sair de casa.
Já quase chegando no apartamento, parei o carro e fui a pé, tirei a capa e disse que era a Lucinete, empregada da dona Adrianne e iria fazer a faxina. O Genivaldo e o Porteiro da manhã ficaram loucos ao ver minha roupinha curta. Me entregou a chave e eu subi para conhecer meu ninho de amor, Adorei! Liguei para o meu corninho e disse para ele vir às 14h e entrar pela garagem.
Coloquei ele no cubículo de espelho e o tranquei. Então lá pelas 15h liguei para o Porteiro, José e perguntei se ele e o Genivaldo poderiam subir para me ajudar. Quando entraram viram aquela decoração e ficaram de boca aberta. Então eu subi numa escadinha arrebitei minha bundinha que usava um minúsculo fio dental apertadinho no meio da minha xaninha, pedi para eles irem me passando o material de limpeza.
Os dois já estavam de Pau Duro olhando fixamente para o meu Rabinho. Desci da escada e fui até o banheiro chamando os dois para me explicar como funcionava a banheira, pois a patroa havia pedido para testar. O Genivaldo prontamente encheu a banheira com água quente e eu roçando nele, fingindo prestar atenção. Quando ele ligou a hidromassagem…Ups, a Lucinete caiu na banheira. Toda molhada, tirei minhas roupas ficando nuazinha na frente dos dois.
Perguntei se eles queriam se juntar a mim e em segundos estavam pelados me apalpando, beijando, esfregando aquelas Picas Duras no meu reguinho. Ficamos em pé na banheira e quando eu abaixava para chupar uma daquelas Picas, logo a outra estava me penetrando por trás. Alternamos algumas vezes até eu pedir para me secarem, pois queria testar a cama da Patroa.
Fomos para a cama com espelho no teto e eu pulei em cima do Genivaldo, agasalhando aquela sua Pica Negra, Grossa e Tesuda. Enquanto cavalgava vi o José ir para o interfone e falar com alguém. Quando ele voltou, arrebitei bem a bunda e pedi para ele enfiar no meu Cuzinho. Enquanto estávamos naquela dupla penetração, tocou o interfone. Eles disseram não saber quem era! Me enrolei numa toalha de rosto e fui abrir a porta. Era o Síndico!
Ele entrou todo sério, dizendo que aquele era um prédio de respeito e não iria tolerar uma empregada fazer putaria no apartamento da patroa. Eu me ajoelhei na frente dele, disse que faria qualquer coisa para ele não me entregar! Ele pôs o pau para fora, mandou eu chupara e engolir toda a porra. Me olhou de cima embaixo, e disse que ia pensar e me dar a resposta no próximo dia da faxina, quinta-feira. Soltei o Corno que já tinha batido umas duas punhetas no cubículo.
Na quinta, novamente fui vestida de Empregadinha Lucinete Periguete. O Síndico me esperava, subimos no apartamento. O meu marido havia dormido lá para ficar dentro do cubículo de espelho acompanhando. O Síndico abriu o armário, escolheu um mini-vestido, uma calcinha fio dental e um salto alto, tudo vermelho e mandou eu vestir.
Me levou até a garagem entramos no seu carro e ele me deixou no Parque Trianon, disse para eu arranjar cliente, que o programa no apartamento era R$ 500,00 e era para pagar para o meu Cafetão. Não demorou muito e já estava com meu primeiro cliente me comendo no meu próprio apartamento e dando dinheiro para o meu Cafetão. Naquele dia tive quatro Clientes e ainda tive que dar meu cuzinho pro Genivaldo de graça.
Agora toda quinta a Lucinete vira bolsinha no Parque! Um dia transei com quatro alunos do Colégio Dante Alighieri juntos, cada um deu R$ 100,00. A vida de Puta poder ser muito Divertida quando temos clientes Tarados e Pausudos. O Corno está com o pintinho esfolado de tanto bater Punheta no seu cubículo
Beijos [email protected] sua Empregadinha Putinha

Sobre este texto

Drica Chantilly

Autor:

Publicação:4 de dezembro de 2014 16:23

Gênero literário:Contos eróticos

Tema ou assunto:Pulando a Cerca

Compartilhe este conto erótico com seus amigos
Este texto foi lido 186 vezes desde sua publicação em 04/12/2014. Dados do Google Analytics

Comentários

Novo comentário

Os comentários serão moderados. Não serão aceitos comentários agressivos ao autor e/ou que divulguem sites comerciais. No campo nome só aceitaremos nome de pessoas. Se tiver interesse comercial Fale conosco para saber nossa política de publicidade.

  • Cutty of sack
    Postado porHelgaem1 de março de 2015 14:05
    Helga é uma autora no História Erótica

    Excelente.

Deixe seu comentário abaixo

*Campos com esta marca são de preenchimento obrigatório.
*

Seu endereço de e-mail não será publicado

Mova o seu mouse para fechar essa ajuda.
*