Conto Erotico | Historia Erótica

Publique seu texto gratuitamente!

Autores mais lidos
Loja História-Erótica
Conto erótico no isntagram
conto erotico no youtube
conto erotico no tumblr
Imagens Eróticas
Do fundo do baú

Eu minha mãe e o Pedrão 3

Eu minha mãe e o Pedrão 3

Oi pra todos!
Continuando o dilema que tenho vivido, depois daquele aniversario de minha mãe. Depois daquele Domingo e de minha tentativa em vão de comer minha mãe, eu fiquei pensando nas suas palavras de que se tivesse um terceiro encontro entre nós três, ela ia me recompensar. Mas me recompensar como? Pois ela não quis me dizer. E ela também tinha me prometido que era só daquela vez. Ou ela queria me dar algo só pra mim trazer ele de novo. Estaria ela querendo dar outras vezes pro Pedrão? Será que ela daria pra ele sem eu saber em outro lugar? Ou o Pedrão poderia ele ameaçar ela? Eram perguntas que não saiam de minha cabeça. Fora as imagens do Pedrão comendo minha mãe. Essas coisas já estavam deixando-me meio perturbado, mas em minha casa aparentemente as coisas estavam normal e, minha mãe estava feliz, não evitava falar comigo, só não tocava no assunto referente ao que tinha acontecido entre nós três.

Já o Pedrão quando eu o encontrava ele perguntava como estavam as coisas na minha casa. Oi Carlinho tudo beleza? Tudo sim Pedrão e contigo? Comigo esta tudo ótimo! E sua mãe e tu esta tudo tranquilo? Esta sim já voltou tudo ao normal. Não te falei que conversando a gente se entende. Que bom Carlinho que sabe a gente não curti mais um pouco um dia desses? Pedrão não quero mais fala sobre isso e minha mãe prometeu que era só aquela vez. Pedrão soltou uma gargalhada que me deixou puto. Estas rindo de que? Tu prometeste que nunca ia contar pra ninguém. Calma Carlinho eu não vou contar pra ninguém, mas algo me diz que não foi a ultima vez. Não quero saber o que tu pensas acabou e, eu não quero mais falar nisso. Esta bom Carlinho relaxa e vamos tomar mais uma. Mudamos de assunto e continuamos tomando. No outro dia o Pedrão passou na minha casa e, tudo transcorreu normalmente, não senti que minha mãe tenha ficado envergonhada com a presença dele, só senti seus olhares de desejo um pelo outro, mas em seguindo Pedrão foi embora e, eu realmente acreditei que tudo voltaria ao normal.

Dias depois era uma Quinta feira, eu cheguei em casa era mais de 9 da noite, meu pai já tinha jantado e, estava na sala vendo TV. Minha mãe me perguntou se eu já tinha jantado e, eu disse que não. Vamos lá à cozinha que vou esquenta sua comida. Sentei-me enquanto ela ajeitava a mesa e esquentava a comida. Onde estavas filho? No ginásio mãe! Fosse jogar? Fui só ver. E o Pedrão estava lá contigo? Estranhei a pergunta, ela nunca perguntou por nenhum amigo meu. Não mãe o Pedrão não estava eu estava sozinho. Mas por que mãe? Nada não filho. A Senhora nunca pergunta com que estou. Ah filho seu tio e tua tia vem passa o final de semana conosco, pensei em tu convida o Pedrão, já que seu pai Domingo que fazer um churrasco e, sei que quando isso acontece tu gostas de ter um amigo para te fazer companhia. Estranhei mais falei que ia convida e, assim provaria para o Pedrão que tudo voltou ao normal e, que minha mãe já tinha superado tudo e, que ele deveria esquecer também.

No sábado minha mãe e minha tia não paravam de conversa, sempre rindo, estavam bem animadas as duas. A noite fui numa festa e, na volta o Pedrão que já tinha aceitado o convite para almoçar no Domingo na minha casa, veio comigo para dormi. Chegamos umas duas horas da manhã e, todos já dormiam. Sem fazer muito barulho entramos e caímos num sono. Acordei-me as 9:30 e sai do quarto deixando o Pedrão dormindo. Cheguei na cozinha minha mãe e minha tia estava ajeitando as coisas. Cumprimentei as duas e sentei-me pra tomar um café. Minha tia perguntou: onde estava seu amigo? O Pedrão esta dormindo não quis acorda ele. Tomei um café rápido e, conversamos um pouco nós três, sub que meu pai e meu tio foram no mercado, compra umas coisas e, já vinha para asar a carne. Mãe se o Pedrão acorda diz que estou tomando um banho. Pode deixa que falarei. Tomei um banho para espantar a ressaca e quando cheguei no quarto o Pedrão não estava, cheguei na cozinha o Pedrão estava tomando café e rindo animadamente com minha mãe e minha tia. Qual é a piada animada é essa? Nada filho sua tia interrogando o Pedrão. Carlinho arruma uma toalha também preciso de um banho! Deixa que pego pra ele. Saíram os dois e, eu e minha tia ficamos na cozinha. Tia meu pai não chegou ainda? Ainda não mais já era pra te chego. Minha voltou e eu disse que ia pegar meu som e colocar lá na garagem. Quando estava arrumando o som meu pai e meu tio chegaram e, em seguida o Pedrão de banho tomado se juntaram a nós.

Depois de tudo ajeitado meu pai botou a carne asa e, ficamos ali conversando como da outra vez, mas dessa vez minha mãe e minha tia nada tomaram, só nós homens tomamos cerveja. Nós homens numa mesa aquele papo que a gente fala de tudo, já minha mãe e minha tia, preferiram fica mais afastada conversando, não sei do que falavam, mas estavam sempre rindo de tudo que falavam. Pra não me alongar muito nesses detalhes, a carne ficou pronta, elas preparam a mesa e quando era quase uma da tarde estávamos todos na mesa, o almoço rolou tranquilamente. Meu tio avisou que depois do almoço ia pegar estrada por que queria passa na casa da minha vó. Minha tia concordou. Quando eram umas duas horas meu pai pediu desculpas para meus tios, mais teria que sair que tinha marcado com amigos no clube. Meu tio falou para ele ir sem problema que ele já ia arrumar as coisas pra ir também. Meu pai e em seguida eu fui ajudar meu tio a levar as coisas para o carro e, quando voltei encontrei minha tia, ela puxou-me e levou-me para a cozinha. Que pena que tenho que ir, queria fica para aproveita com vocês! Aproveitar o que tia? Ah Carlinho sua mãe e eu somos amigas e não temos segredo, ela contou sobre o aniversario e sobre o outro Domingo. Eu fiquei todo sem jeito e, estranhei ela falar já que é meu tio que é irmão de minha mãe, mais nada falei. Carlinho sua mãe disse que vai rola hoje de novo e que tu vai ter um presente e, que na próxima eu irei participar por que não arrumei uma desculpa para ficar hoje aqui, mas quero muito ter participar. Meu tio já estava chamando. Ela me beijou o rosto e foi se despedi de minha mãe e o Pedrão. Se divirtam por mim e, beijou minha mãe e depois o Pedrão que deu um sorriso de canto de boca e piscou pra ela. Acompanhamo-los até o portão e voltamos.

Mãe a senhora contou tudo a ela? Ela me falou umas coisas o que você mais falou? A senhora pediu pra gente não cantar pra ninguém e, que ia esquecer tudo. Calma filho1 eu e sua tia não temos segredo e, eu precisava desabafar. E que história é essa dela dizer que da próxima vez vai participar. O Pedrão entrou no papo. Carlinho enquanto tu tomava banho sua tia disse que sabia de tudo e, fez varias perguntas e, por fim eu disse que para ela saber como é teria que participar e, ficamos rindo ai tu chegou nós mudamos de assunto. É filho não precisa ficar bravo, não queres que ela participe também? Eu não sei mãe! Ela pegou-me de supressa. E por que ela falou que pena que não pode ficar para se diverti com nós hoje? A senhora não falou que era para nós esquecer tudo? E o que a senhora disse a ela que ia me dar? Ela e o Pedrão estavam sentados no sofá escutando-me e, eu no meio da sala falando. Ela levantou-se e, veio até mim. Filho relaxa eu disse sim pra vocês esquecer, mas eu não me esqueci e, só vai acontecer algo se vocês quiserem e, eu disse sim para sua tia que eu ia ficar a tarde hoje com vocês, mas não sabia se ia acontecer algo ou não e, ela disse que ia ajudar desde que eu contasse tudo a ela depois. E eu disse que se rolasse eu ia te da a (falou no meu ouvido) bundinha.

Eu dei um sorriso e meu pau até reagiu na hora e automaticamente e apertei-a contra mim, o Pedrão deve ter sentido o clima e, chegou por trás e abraçou minha mãe. Isso vai ficar cada vez melhor, hoje nós três na próxima tua tia junto, melhor não perdemos tempo. Minha mãe pegou nossas mãos e disse: hoje eu quero numa cama, mais uma vez eu deixei o momento rolar e, nada falei o pensamento de comer aquele bundão me segou para o resto. Minha mãe sentou-se na cama e dessa vez visivelmente mais solta tomou a iniciativa. Vem cá os dois e foi tirando nossas bermudas e cuecas. Eu e o Pedrão tiramos nos camisa e ficamos completamente nus. Sem pudor nenhum ela pegou nossos paus e passou a chupar. E chupava cada vez melhor, quando ela chupou meu saco me deixou doido. Enquanto ela nos chupava e nos punhetava, o Pedrão tirou sua blusinha e sutiã e, quando ela voltou a me chupar ele meteu o pau nos peitos, minha mãe gemia com meu pau na boca. Minha parou de me chupar e pediu pro Pedrão para e se deitou na cama, puxamos junto seu short e a calcinha e minha mãe ficou peladinha na sua cama.

Eu me deitei de um lado o Pedrão do outro e começamos a chupar seus seios, depois o Pedrão vou pra sua buceta e eu fiquei chupando seus seios. Aaaaaaa isso me chupem toda. Isso filho chupa e aperta meus seios e ela mesma imprensava minha cabeça nos seios. Aaaaaa Pedrão aaaaaaaa que boca, que língua. Aaaaaaaa isso não parem aaaaaaaaaa nunca vi uma mulher gemer tanto quanto minha mãe. Parei de chupa-la e me ajoelhei no seu lado e ela passou a me chupar, sem para de gemer com as chupadas do Pedrão. Meu pau latejava e eu não aguentado mais falei: mãe não aguento mais quero meu presente, é Dona Carla se prometeu tem que da. Eu sei e, vou da por que tu merece filho. Fica de 4 Dona Carla que vou ajudar o Carlinho. Nossa quando ela ficou de 4 com aquele rabo empinado pra cima, eu vi um cuzinho rosado pequeno, o Pedrão caiu de boca, cuspia, lambia metia o dedo e eu louco pra meter, minha mãe gemia desesperada com a língua dele. Aaaaaaa aaaaaaa que sensação gostosa aaaaaaaa Pedrão aaaaaa que loucura.


Filho pega aquele creme e passa no pau e da pro Pedrão passa em mim. Enquanto eu passava aquele creme no meu pau o Pedrão lambusou o dedo e foi enterrando naquele cuzinho que foi se abrindo. Minha mãe enterrava a cabeça no travessei e gemia. Aaaaaa aaaaaaaa com jeito ele meteu o segundo e passou a tira e meter e, eu louco pra meter. Deu Pedrão tira o dedo que não aguento mais. Calma só mais um minuto pra fica no ponto e entra sem problema. Deu vem! Ele arregaçou a bunda dela e o cuzinho todo lambuzando ficou bem exposto. Meu pau como é fino foi entrado cm por cm pra dentro daquele cuzinho apertado. Aquele cuzinho piscava sem para e apertava cada vez mais meu pau. Pedrão foi pra frente na minha mãe e ela passou a chupa-lo. Eu curtinha uma das melhores visões de minha vida, vendo meu pau sumi todinho naquele cuzinho enquanto minha mãe gemia chupado o Pedrão. O creme ajudava o pau entrado todo e sair sem dificuldade. Depois de uns minutos assim o Pedrão falou: tira um pouco ai Carlinho. Pra que? Rapinho tira que tu vai ver. Eu tirei e ele a puxou pra cima dele. Vamos meter junto tenho certeza que tua mãe nunca foi comida por dois. Claro que nunca fui mais quero experimentar.

Pedrão se deitou por debaixo dela e a fez sentar no seu pau e, começou meter em sua buceta, seu entrava quase todo e saia. Para ai Pedrão deixa eu me ajeitar aqui atrás. Pedrão parou e abriu a bunda dela e, eu me ajeitei e meti o pau, foi uma sensação que eu nunca tinha passado, meu pau e o do Pedrão pareciam que se tocavam dentro dela, começamos um vai e vem meio sem ritimo, mais minha mãe ia a loucura. Aiiiiiiiiiii aiiiiiii que loucura, como isso é bom. Aaaaaa Pedrão mete aaaaaaaaaa isso filho aaaaaaaa eu sempre sonhei em comer uma mulher junto com outro, mas essa mulher nunca era a minha mãe. Continuamos a meter meu saco batia no do Pedrão e nosso pau sumiam dentro dela. Eu não aguentei mais e tirei o pau e gozei em cima daquele rabão. Aaaaaaaa e cai deitado do lado deles. Minha mãe continuava subir e descer no pau do Pedrão. Aaaaaaa Pedrão aaaaaa nunca gozei tanto na vida aaaaaaa safado mete aaaaaaaaaaaa seu corpo até amoleceu em cima do Pedrão que em seguida a empurrou pra baixo saindo do pau dele e a mandou chupar. Chupa Dona Carla chupa que vou gozar. E gozou na boca de minha mãe. Sempre depois que eu gozo vem aquele arrependimento de aceitar minha mãe da pro Pedrão. Ficamos nos três ali jogados na cama de minha mãe. Ela com a bunda pra cima suja de minha porra e a boca melada da porra do Pedrão.

Minha mãe se levantou e foi ao banheiro que ficava no quarto. Quando ela ligou o chuveiro o Pedrão levantou-se e entrou também. Eu me sentia se força r fiquei mais um pouco, ficava escoltando a agua do chuveiro e, os sussurros dele mais nada ouviam. Então me levantei e entrei no banheiro. Pedrão estava encostado na parede e minha mãe ajoelhada chupando ele. Ele a segurava na nunca dela e a fazia engasgar com seu pau que já tinha endurecido de novo. Acho que não sentiram minha presença ali. Mas como eu estava de pau mole fiquei só olhando, não sabia se saia, se me ajuntava a eles ou se ficava só olhando. Isso safada chupa bem esse pau que quero comer esse bundão também! Ah Pedrão só na minha bucetinha seu pau é muito grosso. Nada disso o Carlinho já o deixou abertinho e meu pau só vai alargar um pouco mais. Eu fiz barulho pra eles saberem que eu estava ali. Oi filho queres se lavar também? Minha parou de chupa-lo e ficou em pé. Quero sim passa uma agua no corpo. Entrei e comecei a me lava, minha mãe ficou de frente pra mim e o Pedrão se ajoelhou atrás dela e enviou a cara no meu de sua bunda, ela mordeu os lábios e ficou de boca aberta. Aaaaa aaaa

A agua morna fez meu pau subir de novo. Esta animadinho também filho. Minha mãe pegou meu pau e ficou brincando com a mão. Enquanto o Pedrão força cada vez mais a cara no meio da bunda dela, ela só gemia aaaaaaa aaaaaaa Pedrão levantou. Baixa um pouco Dano Carla. E empurrou a cabeça dela em direção do meu pau e ela ficou curvada, ela segurou na minha cintura e me chupou ele se ajeitou e quando ia meter minha mãe ficou em pé com a mão pra trás. Pedrão na bunda não só na buceta. Esta bom Dona Carla se abaixa ai. Minha mãe se ajeitou e ele meteu em sua buceta. Parecia que estava com raiva dela por não querer da o cuzinho pra ele. Mas quanto mais forte ele metia mais ela gemia. E da pra ver que o dedo médio dele estava enterrado no cuzinho dela. Aaaaaaaaaaaa Pedrão aaaaaa isso aaaaaaaaa como tu mete gostoso. Gosta é sua safado eu vou arregaçar essa buceta sem dó, mas esse cu esta louco por pau eu vou meter nele. Aaaaaa Pedrão seu pau é grosso! Eu boto só um pouco. Então pega o creme lá e bota devagar. Quando ele saiu pra ir no quarto eu falei pra minha mãe: mãe a senhora não precisa fazer isso e por hoje chega. Calma filho vai ser só um pouquinho pra ele não reclama ele merece também.

Pedrão já vinha passando o creme no pau. Isso empina bem esse rabão. Ele enterrou dois dedos com creme e depois se ajeitou. Aaaaaaaa devagar. Só relaxa que depois da cabeça entra a senhora vai querer mais. Ele foi enfiando bem devagar, minha mãe empinava bem a bunda e não conseguia me chupar. Aaaaaaa aaaaaaaa Pedrão estas me abrindo aaaaaaaa ele botava um pouco e tirava de novo e assim fez varias vez. Ela já não reclamava mais só gemia. Aaaaa aaaa e já conseguia me chupar. O Pedrão já fazia um vai e vem bem devagar e dava pra notar que só metia parte do pau. Esta gostado é dona Carla? E com meu pau na boca ela só dizia uhum. uhum minha mãe me chupava cada vez mais com vontade e o Pedrão já aumentava um pouco o ritmo e davas uns tapas na bunda dela, aquilo a excitava mais. Eu não aguentava mais ser chupado daquele jeito meu pau latejava. Aquilo tudo era demais pra mim e eu só disse mãe vou gozaaaa nem acabei de dizer e gozei na boca dela, que dessa vez não tirou a boca. Fui gozando e ela cuspindo no chão. Eu sai da frente dela e me apoiei na parede de perna bamba. O Pedrão a puxou e era se apoiou na parede e ele continuou a meter, já dava de ver que ele enterra o pau quase todo na bunda dela, deixando a na ponta do pé.

Esta gostado de leva no cu é safada? Sim Pedrão aaaaaaaa aaaaaa isso aaaaaaaaa cuzinho mais apertado toma que vou deixa ele um cuzão safada. Aiiiiii seu Cachorro era só um pouco. Hahahaha já esta quase todo enterrado, rebola que quero ver esse rabão engoli ele todo. Minha mãe já estava descontrolada e passou a rebola e empina a bunda ele ri e metia sem dó. Isso rebola que vou enche esse cuzinho de porra e batia na bunda. Aaaaaaaaaaaaaaa safada toma aaaaaaaaa ele parecia um animal puxando sua bunda contra seu pau e a empresando em seguida na parede. Esta fazendo charminho não me querendo da, agora estas rebolado né safada hahahaha safado ai ai aiiiiiiiii ele falava e metia só dó. Aaaaaaa safada aaaaaaa vou te enche de porra aaaaaaaaaaaa aaaaaaa e gozou tudo dentro. Eu já estava me secando e sai e me joguei na cama da minha mãe morto de cansado, em seguida o Pedrão chegou e se jogou também. Nossa Carlinho isso esta cada vez mais gostoso e ainda tem sua tia que quer participar. Eu fiz que não ouvi e nada falei.

Minha mãe saiu do banheiro peladinha se secando. Vocês dois não se vestirão ainda, já é tarde. Pegamos nossas roupas e começamos a nos vesti. Isso agora vão lá pra sala que vou fazer um café pra você e seu pai esta quase chegando. Vamos lá Pedrão! Vamos sim. A senhora vai se vesti ou vai assim peladinha fazer o café? Deixa de ser safado. Eu vou bota uma roupa e hoje deu né. Se não eu ia comer essa bundinha no café. Hahahaha vão pra lá seus tarados que quero me vestir. Saímos e ela ficou depois veio e antes de acaba o café meu pai chegou.
Para quem pediu esse e-mail e também é meu skyp [email protected]
Vou parado por aqui.
Continua...

Sobre este texto

dudu1128

Autor:

Publicação:24 de abril de 2015 15:49

Gênero literário:Contos eróticos

Tema ou assunto:Heterossexual

Compartilhe este conto erótico com seus amigos
Este texto foi lido 413 vezes desde sua publicação em 24/04/2015. Dados do Google Analytics

Comentários

Novo comentário

Os comentários serão moderados. Não serão aceitos comentários agressivos ao autor e/ou que divulguem sites comerciais. No campo nome só aceitaremos nome de pessoas. Se tiver interesse comercial Fale conosco para saber nossa política de publicidade.

Não há comentários até o momento. Seja o primeiro!

Deixe seu comentário abaixo

*Campos com esta marca são de preenchimento obrigatório.
*

Seu endereço de e-mail não será publicado

Mova o seu mouse para fechar essa ajuda.
*