Conto Erotico | Historia Erótica

Publique seu texto gratuitamente!

Autores mais lidos
Loja História-Erótica
Conto erótico no isntagram
conto erotico no youtube
conto erotico no tumblr
Imagens Eróticas
Do fundo do baú

A vingança de Alice

Quando surpreendeu seu noivo trepando com outra pessoa que não ela, Alice, que estivera noiva por dois anos, ficara muito puta da vida, não por descobrir a traição, mas sim com quem foi. Sua própria irmã. Ela a principio quisera terminar com tudo, mas poderia estar deixando de lado uma possivel vingança e não era isso que ela queria. Precisava se vingar. Se não fosse dos dois, pelo um tinha que pagar. Escolhera Marcos como bola da vêz. Vitória, sua irmã, ficaria para outra vêz. No seu local de trabalho, um jovem era o alvo das atenções das meninas, de alguns "meninos" e de piada de outros. O grande charme dele, segundo quem vira no vestiário, seria o avantajado pênis que tinha e que mesmo mole era impressionante o tamanho.Entre os colegas se criara até um bolão para ver quem iria seduzir o dona de tal preiosidade e encara-la de frente.Alice ficara neutr,mas seu cérebro começara a arquitetar a possibilidade de ter no rapaz,a chance de obter a vingança contra o noivo. Bolara um plano para se aproximar do rapaz mais intima- mente sem que os demais percebessem. Um dia á sós com ele no refeitório ela tocou no assunto do que se comentavam a respeito dele. Otàvio ficou vermelho e depois que ela o acalmou achando que ele , caso tivesse tal ferramente deveria se orgulhar dela, pois poderia realizar o sonho de muitas mulheres, relaxou um pouco.Vendo que o rapaz estava bem mais a vontade na conversa dizendo realmente ter um membro volumoso ela atacou:
___Você me mostraria?
Já, mais descontraido e se vendo diante de uma garota muito ousada e bonita, achou concordou.Combinaram irem para um motel logo após o expediente. Alice estava ansiosa para ver se era verdadeiro os comentários e para dar inicio a sua vingança.Iria trepar com ele.No motel, sentada a beira da cama Alice aguardava que ele se despisse. Quando o rapaz abaixou a cueca e pôs para fora o seu instrumento masculino, Alice abriu a boca e ficou sem fala. Estava diante de um pau monstruoso, que em repouso teria uns 20cm, imaginou aquilo duro. Além do comprimento tinha a grossura. Quem aguentaria aquilo dentro de si? Pensou no noivo com sua irmã, Se aproximou do rapaz pegou no pau, que começou a reagir e pouco depois Alice tinha entre as mãos 25cm de puro nervo que de tão pesado ficava caido. Com o coração batendo muito forte ela se ajoelhou a sua frente e levou a boca até a cabeçona e a beijou passando a lingua por toda a pica e aos poucos foi acomodando a pica dentro da boca, as vêzes sentindo que a mesma iria se deslocar tal a grossura.Chupou o que pode e depois se deitou na cama e Otávio veio para junto dela. Ela abriu as pernas mostrando a ele sua buceta vermelha que já estava molhada O rapaz direcionou a cabeça da pica em direção do sewxoaberto e foi forçando devagarinho. Parava um pouco e depois ia empurrando mais. A buceta de Alice, ardia a medida que a pica entrava. O mais curioso é que não doia, só ardia um pouco. Ela jogou um pouco o corpo de encontro a vara e se sentiu toda cheia quando metade da pica entrou de vêz. Otávio começou a se movimentar dentro dela e isso foi lhe dando um imenso prazer que se coroou com um orgasmo. Pensou em como seria a sua vingança e sorriu feliz. Queria que Marcos sentisse a porra de outro cara dentro dela. Assim que acabassem de meter no caminho iria marcar um encontro com o noivo e transaria com ele tendo a buceta cheia de porra de outro homem. Apesar de tudo Alice fazia comparação com a metida que estava tendo com a que tinha com o noivo e qualificou aquela de fraca. Marcos caprichava nas preliminares e a deixava em ponto de bala, já Otávio não fora nada criativo. A trepada estaria valendo pela vingança e no prazer que ela estava sentindo de a fazer, mas prazer sexual estava tendo bem pouco. Quando Otávio anunciou que iria goza e fêz menção de se retirar ela cruzou as pernas a suas costas e o forçou a se despejar dentro dela. Se arrumou procurando reter o máximo de esperma dentro da buceta e foram embora. Se despediram prometendo que não falariam aos demais nada do que rolara entre eles. No caminho ela telefonou ao noivo e ela a convidou a ir até sua casda pois estariam sózinhos já que seu familiares estavam viajando. Mal entraram, ela fêz q

Sobre este texto

Erótico

Autor:

Publicação:9 de dezembro de 2014 17:08

Gênero literário:Contos eróticos

Tema ou assunto:Heterossexual

Compartilhe este conto erótico com seus amigos
Este texto foi lido 121 vezes desde sua publicação em 09/12/2014. Dados do Google Analytics

Comentários

Novo comentário

Os comentários serão moderados. Não serão aceitos comentários agressivos ao autor e/ou que divulguem sites comerciais. No campo nome só aceitaremos nome de pessoas. Se tiver interesse comercial Fale conosco para saber nossa política de publicidade.

Não há comentários até o momento. Seja o primeiro!

Deixe seu comentário abaixo

*Campos com esta marca são de preenchimento obrigatório.
*

Seu endereço de e-mail não será publicado

Mova o seu mouse para fechar essa ajuda.
*