Conto Erotico | Historia Erótica

Publique seu texto gratuitamente!

Autores mais lidos
Loja História-Erótica
Conto erótico no isntagram
conto erotico no youtube
conto erotico no tumblr
Imagens Eróticas
Do fundo do baú

Insistência

Não sei por que depois de tanto lhe dizer que te amo, você me ignora.
Será que não fui bem convincente, ao teu corpo acariciar, demonstrando assim o quanto te desejo?
Por quê motivo, permitisse a aproximação e posse, se não me desejavas?
Teus gemidos de prazer, eram fingidos?
Quando se estremecia e de boca aberta, clamava por meus beijos, era tudo uma farsa?
A seiva que tu vertias, entre as pétalas da tua intimidade, não representava nada?
Como pode me enganar por tanto tempo, me deixando na ilusão de que tinha encontrado a minha diva?
Foste cruel, sabia, fazendo-me vibrar em teus braços, bebendo cada palavra que eu julgava serem de carinho, mas que agora percebo que foram mentiras destiladas ao vento, nada representava.
Me iludi, com tua cara de anjo, com teu corpo de ninfa, com tua fala de deusa, me iludi.
Acho que não dou valor a mim, sabe por quê? Por que continua a te amar e cada vez desejar o teu corpo para mim.
Não me importa, que quando estas com tuas amigas me ignores, chego até te entender, não podemos dar bandeira, neste mundo preconceituoso que vivemos.
Acredito, que no fundo de seu coração, você me veja com os olhos de uma pessoa que sente um carinho profundo por mim.
Sabe, não precisa me deixar acariciar tuas coxas sob a minissaia que usas, até alcançar a tua calcinha, não precisa.
Acho que sobrevivo sem os seios perfeitos, que tanto senti nas mãos e nos lábios, quando os beijava, extasiada.
Também acho que vou procurar, te encontrar e insistir que reveja tudo o que fomos uma pela outra.
Não me despreze, pois não mereço isso.
Te amo e sempre te amarei, mesmo que não queiras!
Beijos!

Sobre este texto

Erótico

Autor:

Publicação:31 de agosto de 2015 18:59

Gênero literário:Prosa poética erótica

Tema ou assunto:Lésbicas

Compartilhe este conto erótico com seus amigos
Ainda não há estatísticas de leitura deste texto, pois ele foi publicado em 31/08/2015.

Comentários

Novo comentário

Os comentários serão moderados. Não serão aceitos comentários agressivos ao autor e/ou que divulguem sites comerciais. No campo nome só aceitaremos nome de pessoas. Se tiver interesse comercial Fale conosco para saber nossa política de publicidade.

Não há comentários até o momento. Seja o primeiro!

Deixe seu comentário abaixo

*Campos com esta marca são de preenchimento obrigatório.
*

Seu endereço de e-mail não será publicado

Mova o seu mouse para fechar essa ajuda.
*