Conto Erotico | Historia Erótica

Publique seu texto gratuitamente!

Autores mais lidos
Loja História-Erótica
Conto erótico no isntagram
conto erotico no youtube
conto erotico no tumblr
Imagens Eróticas
Do fundo do baú

Minha querida Lolita

A boca dela procurava a minha e me deixava afogueada, ansiosa pelo que vinha logo atrás daquele gesto. Ela chegava e não me deixava falar nada, me beijava e fazia com suas mãos passeassem pelo meu corpo sempre de encontro com os meus pontos fracos. Beija-me a orelha e descia para o pescoço onde ficava mordiscando e as vezes fingia que ia me morder como se fosse uma vampira. Eu ficava toda arrepiada e ela se regozijava com o efeito provocado. Não tinha limites para a sua criatividade e eu esperava sempre uma novidade.
___ Venha vamos para a janela - disse ela me puxando em direção a janela do quarto que dava para a rua. ___Suba nela e se sente de costas para a rua, mas antes tire a calcinha.
___Mas estou com uma saia curta. Quem passar vai ver minha bunda.
___É exatamente isso que eu quero que vejam enquanto de chupo bem gostoso. Você não quer?
___Claro que quero sua maluquinha. - disse e imediatamente levantei a saia e tirei a calcinha jogando-a sobre a cama. Subi na janela e para poder receber as caricia de Lola eu tive que expor minha bunda ao sentar. Justamente neste momento vi que a minha vizinha saia no quintal dela e olhava curiosa sem entender nada, ainda mais vendo-me de bunda de fora. Fiz uma saudação para ela exatamente no momento que senti a boca gostosa de Lola grudar nos meus grandes lábios e me dar um chupão daqueles.Não pude me conter e soltei um grito, tal o impacto que senti.
__ Esta tudo bem aí Andréia? - perguntou a vizinha toda assustada.
__ Tá, tá sim dona Marta, esta tudo muito bem. - respondi com a voz tremula.Me segurei com firmeza no batente da janela e fechei os olhos, não pensando que a vizinha estava ainda por perto e poderia suspeitar de algo. O primeiro gozo veio de forma avassaladora e eu só pude morder os lábios para não gritar. Lola brincava com meu grelinho enquanto suas mãos acariciavam minhas coxas, alisando ou apertando até provocar dor. Levantou minhas pernas e as colocou sobre seus ombros e mandou que eu me curvasse para fora a fim de expor o que ela gostava de bolinar e beijar - meu cuzinho. Primeiro ela o molhou e depois assoprou provocando uma rajada de frio em meu botão. Era gostoso me sentir geladinha ali, em seguida ela grudava os lábios que pareciam brasas nas preguinhas que se comprimiam e estufavam.Eu arfava tanto que tinha me esquecido da vizinha. Mas ela não tinha se esquecido de mim.
__Andréia, você tem certeza de que não precisa de ajuda? - gritou já perto do muro que separava as residencias.
___Pode ficar descansada dona Marta eu estou muito bem.
___Mas porque você esta sentada na janela criatura? - quis saber e eu dei uma resposta que provocou riso em Lola.
___Estou fazendo uma simpatia para arrumar um namorado. - tinha sido a única coisa que tinha me ocorrido.
___Aaah, entendi. São simpatias malucas mas que dão certo. Boa sorte. - disse se conformando e entrando em casa. Lola que não parava de rir se e levantou e veio me abraçar. Olhou-me nos olhos e disse sorrindo.
___Eu não sirvo como seu namorado? - perguntou e me deu um beijo.
___Você sabe que é você minha namorada, sua doida.
___Você gozou? - perguntou enfiando um dedo dentro de mim e ao tira-lo o levou a boca chupando - Deliciosa. Você fez aquilo que te pedi?
__ Beber muita água?
__ Humm,humm. Está cheinha?
___Estou meu amor, como você gosta.
___Tira a blusa. - ordenou de repente.
___ Mas amor, a vizinha pode voltar e que desculpa eu vou dar?
___Continua com a promessa, ué. Vamos tira logo que quero ver seus seios.
Olhando para a casa vizinha para ver se não tinha ninguém para fora, levantei os braços e Lola subiu minha blusa a tirando pela cabeça me deixando só de saia,que eu temia ela querer tirar também. Acariciou meus seios e beijou-os muito para depois mordiscar cada mamilo. Dedos atrevidos me invadiam a vagina e procuravam onde estaria o meu ponto G.O inusitado daquela transa cheia de picardia me deixara em ponto de bala não resistindo aos choques que sobrevinham da manipulação daqueles dedos elétricos. Lola deixou meus seios e minha gruta, afastou-se um pouco e sorriu.
__Você é linda e eu te amo, sabia?
__O que sei é que você me faz ser uma pessoa muito realizada. Não quero te perder nunca.
__Mas não vai mesmo. Agora vem, vamos para o banheiro que eu quero aquilo.
Era sempre assim o final de nossas primeiras transas. No banheiro ela se despiu e se estirando no piso do box pediu que eu ficasse sobre si de pernas abertas. Me emocionava vê-la ali deitada esperando o seu momento máximo de prazer. Ela enviou-me um beijo e pediu que eu lhe desse o seu momento único, e eu não precisei fazer muita força para lançar sobre ela jatos de urina que lhe banharam o corpo e que ela procurou apara-lo na boca, engolindo. Quando a ultima gota foi expelida, ela se ergueu e grudando a boca em minha vagina a secou com beijos e chupadas. O cheiro de urina que estava no ar me entorpecia os sentidos. A fiz se levantar e puxando o seu corpo molhado de encontro ao meu a beijei com volúpia sentindo uma onda de calor anunciar o meu gozo. Lola me deixava plena com suas atitudes improvisadas que nunca me deixava adivinhar o que iria aprontar.Afinal ela era a minha grande paixão.

Sobre este texto

Erótico

Autor:

Publicação:16 de janeiro de 2015 17:50

Gênero literário:Depoimento erótico

Tema ou assunto:Lésbicas

Compartilhe este conto erótico com seus amigos
Este texto foi lido 851 vezes desde sua publicação em 16/01/2015. Dados do Google Analytics

Comentários

Novo comentário

Os comentários serão moderados. Não serão aceitos comentários agressivos ao autor e/ou que divulguem sites comerciais. No campo nome só aceitaremos nome de pessoas. Se tiver interesse comercial Fale conosco para saber nossa política de publicidade.

Não há comentários até o momento. Seja o primeiro!

Deixe seu comentário abaixo

*Campos com esta marca são de preenchimento obrigatório.
*

Seu endereço de e-mail não será publicado

Mova o seu mouse para fechar essa ajuda.
*