Conto Erotico | Historia Erótica

Publique seu texto gratuitamente!

Autores mais lidos
Loja História-Erótica
Conto erótico no isntagram
conto erotico no youtube
conto erotico no tumblr
Imagens Eróticas
Do fundo do baú

Nada importa se não for você - 3

Levantei , com todo cuidado do mundo para não acorda-la, e por alguns minutos fiquei a admirar, aquela preciosidade, que estava ali no colchão, ao lado da cama onde deveria ter dormido. Mal podia me conter de tanta alegria por saber que ela tinha ficado abraçada a mim a noite inteira. Consultei o relógio e vi que já passavam das 8 horas. Preparei o café, e depois de me arrumar, sai. Tinha umas compras a fazer e pretendia chegar antes dela acordar. E assim foi. Ao regressar ela ainda estava na mesma posição que eu deixara. Depois de guardar algumas coisa e outra depositar sobre a mesa, puxei uma cadeira e me senti ao lado do colchão passando a observar aquela preciosidade que ainda dormia o sono dos justos. A admiração era tanta que devo ter entrado em seu sono e a despertado. Espreguiçou e lentamente foi abrindo os olhos topando com os meus. Sorrindo me disse bom dia.
__Dormiu bem? - perguntei depois de desejar-lhe bom dia também.
__Muito bem - respondeu com um bocejo gostoso- Por que levantou cedo? Não me responda. Pelo cheirinho gostoso de café já posso adivinhar.- disse se sentando.
__Não é tão cedo assim sua dorminhoca. Já passam das nove horas.
__Nossa, já? Quando a gente esta tão bem as horas passam rápidas, não acha?
__Pois é. Agora a senhorita vai escovar seus dentinhos, comprei uma escova para você e creme dental. Esta tudo lá no banheiro.
__Posso tomar um banho também?
__Claro. Já tem uma toalha te esperando lá.
__Obrigada, ma-mãe. - brincou sorrindo e se levantando. Passou por mim e se curvando me deu um beijo no rosto, depois seguiu para o banheiro. Comecei a arrumar o quarto enquanto a ouvia cantando no banheiro. Era uma graciosidade sua voz.
Enrolada em uma toalha, ela estava sentada á minha frente tomando o café da manhã, que eu preparara com todo carinho. Procurei, não falar, apenas observar seu jeito dengoso de ser. Quando ela terminou o café, lhe disse que gostaria de dar um passeio pela redondeza e depois a levaria para o Ibirapuera, onde passaríamos o dia. Ela ficou exultante e disse que ia vestir suas roupas.Do quarto a ouvi me chamar e perguntar:
__Dani! Onde estão minhas roupas? Não sei onde as coloquei, você as viu?- gritou, no que respondi:
__Sim. Estão dentro das sacolas sobre a cama. É só abrir e pegar-respondi com um sorriso sacana. Aguardava ela chegar até a porta, o que não demorou.
__Que brincadeira é essa. Minhas roupas não são aquelas. Eu vim de saia e não de calça jeans, diga-se de passagem muito bonita.
__Pois é para você. As outra roupas suas estão na máquina para lavar.
__Mas... você ficou louca menina? Não posso aceitar de jeito nenhum.
__Então vais vestir roupa molhada? Olha, vista o que estão dentro das sacolas e pronto, tá?
Ela voltou para dentro do quarto e eu fiquei terminando de guardar as coisa. Como ela demorasse a aparecer fui até o quarto. Ela estava se admirando no espelho e quando percebeu que eu entrava, levou a mão ao rosto. Enxugava lágrimas.
__O que aconteceu? - perguntei assustada.
__Nada- disse entre soluços.
__Mas como nada? Você esta chorando. Não gostou das roupas?
__Por que você faz isso?
__Minha roupas não ficam bem em você e por que eu desejo te dar.
Enxugue essas lágrimas, vamos.
Ela estava linda em calça jeans uma regatinha, e sandália.
Saímos e viemos para o Ibirapuera, onde nos divertimos entre shows e até passeio de bicicleta que aluguei. Fora um passeio maravilhoso, que só terminou com a dança das águas a noitinha. Na volta, passamos em uma pizzaria e encomendamos uma pizza gigante e fomos para casa. Depois do banho, formo ver um filme lésbico, enquanto comíamos a nossa deliciosa pizza. Quase que todo o filme ela assistiu aninhada em meu colo. Quando o mesmo terminou, resolvemos ir para a cama. Enquanto ela ia ao banheiro escovar os dentes, eu preparava a minha cama ao lado da dela no piso. Quando ela, já trocada chegou eu fui para o banheiro me higienizar. Ao voltar para o quarto, me deparei com o colchão encostado na parede e o travesseiro na cama ao lado do dela. Olhei para ela e questionei:
__Tem certeza que é isso que quer?
__ Se não tinha, hoje acabei tendo.- fora a resposta, que não tinha entendido.
Me enfiei sob a coberta que ela afastara para mim, e logo a seguir senti seu corpo cola junto ao meu e novamente seu braço sobre mim. Sem acredita que ela estava agarrada a mim, e não estava dormindo, fiquei toda tremula, sentindo o calor que emanava do seu corpo, aquecendo o meu.Não falávamos nada, mas ela estava com uma intenção que eu não esperava. Senti seu hálito quente e doce em minha nuca e a seguir seus lábios roçando a pele e a impressão que me dera era que ela passava a ponta língua também, me provocando um arrepio que vinha se alojar entre minha coxas. Eu procurava me conter, mas quando ela procurou o lóbulo de uma orelha para mordiscar, eu não aguentei e comecei a rir e me encolher. Acabei por me virar ficando frente a frente com ela. Depois de olhar bem para ela, passeia a fazer-lhe cócegas pelo corpo e acabei por montar sobre ela. Parei por um instante para que recuperasse o folego. Nos olhamos e ela levou as mãos a barra da camisa que vestia e a foi puxando para cima, acabando por desnudar , as duas preciosidades que tinha, que eram seus deliciosos seios, cujos bicos cerejas se destacavam. Retirou toda a camisa ficando com o busto nu. Eu estava hipnotizada por aqueles monumentos, ficando sem ação, no que ela mais uma vez me surpreendeu ao pegar as minhas mãos e a levar para espalmar os seios soberbos, em sua plastica invejável.Para mim, estava sendo o momento mágico de toda aquela trajetória.Com delicadeza tomei os mamilos eretos entre os dedos e a vi se contorcer. Para me levar a loucura ela mais uma vez ousou ao pegar uma das mãos que estava sobre o seio e a levou para dentro da calça do pijama que estava usando para dormir, a fazendo deslizar por sobre seus pentelhos e ficar presa, entre as coxas em contato com a umidade aquecida de sua intimidade. Remexeu um pouco as coxas, para que meus dedos a tocassem entre seus lábios íntimos. Quando o toque se deu, ela empertigou o corpo , se esfregando em meus dedos como se fosse uma veterana. Para não me deixar na mão, ela se superou novamente e me tocou por dentro do pijama e entre a minha calcinha e a pele, fez o que eu fazia com o sexo dela. Não pude deixar de gritar e me deixar cair sobre ela. Nos beijamos como eu nunca imaginara que beijaria uma outra mulher. Havia mais volúpia, concentrado no beijo, que uma carga concentrada de alucinógeno.Quando busquei com os lábios um de seus mamilos, estava em pleno gozo, provocado por seus dedos. Junto comigo ela acendia ao píncaro do prazer.
Uma nos braços da outra, ficamos nos acalmando daquele avalanche de emoções, até que dormimos.
No dia seguinte, levantei bem cedo e fui para o trabalho, deixando a chave com ela que a depositaria no lugar combinado, quando fosse embora. Naquele dia eu trabalhei por vinte e rendi além do normal, o que levou-me a receber elogios de colegas e chefe. Eu estava radiante e motivada para o que desse e viesse. Não cansava de imaginar até onde tinha chegado a minha intimidade com Suzana. Era o começo de um entrosamento, que faria de tudo para dar certo...e felizmente deu!
Hoje moramos juntas e mais do que nunca, somos felizes. Ela aprendeu que no amor entre duas mulheres, o respeito e carinho e fundamental. O sexo vem depois para complementar!

Sobre este texto

Erótico

Autor:

Publicação:15 de setembro de 2015 10:53

Gênero literário:Contos eróticos

Tema ou assunto:Lésbicas

Compartilhe este conto erótico com seus amigos
Ainda não há estatísticas de leitura deste texto, pois ele foi publicado em 15/09/2015.

Comentários

Novo comentário

Os comentários serão moderados. Não serão aceitos comentários agressivos ao autor e/ou que divulguem sites comerciais. No campo nome só aceitaremos nome de pessoas. Se tiver interesse comercial Fale conosco para saber nossa política de publicidade.

  • Jackie
    Postado porJackieem22 de abril de 2016 17:57

    Lindo e emocionante do início ao fim!

Deixe seu comentário abaixo

*Campos com esta marca são de preenchimento obrigatório.
*

Seu endereço de e-mail não será publicado

Mova o seu mouse para fechar essa ajuda.
*