Conto Erotico | Historia Erótica

Publique seu texto gratuitamente!

Autores mais lidos
Loja História-Erótica
Conto erótico no isntagram
conto erotico no youtube
conto erotico no tumblr
Imagens Eróticas
Do fundo do baú

O lubrificante

As vêzes nos deparamos com situações dignas de filmes pornôs ou de mera ficção. Estava em uma Sex shop, vendo alguma coisa para apimentar mais uma transa e aproveitar para comprar um lubrificante para as delicias de um sexo anal. Estava no setor dos consolos e observava a riqueza de detalhes que cada um tinha e me dei conta de que embaixo de tudo aquilo estavam os lubrificantes. Me curvei um pouco para escolher um diferente dos tradicionais e ao dar um passo para a esquerda, esbarrei em alguém. Prontamente me desculpei deparando com uma bela mulher. Era loura e tinha cabelos que iam até os ombros, podia ter uns 50 anos, olhos muito azuis, um narizinho delicado, lábios finos ligeiramente avermelhados um belo exemplar da fauna feminina. Sorriu de forma até que jocosa dizendo que aceitaria o meu pedido de desculpa se eu lhe desse uma informação. Concordei e ela me perguntou indicando com o dedo, qual era o melhor lubrificante para se usar. Meio que pego de surpresa, uma por ela estar ali e outra pelo que desejava informação, peguei o mais popular e que era garantia de não haver erro. Ela disse que o produto não era para ela e sim para sua filha que era recém casada e estava correndo do marido em certos atos do sexo, como o diabo foge da cruz. Ela temia que o sexo anal que ele tanto insinuava seria muito doloroso. Ela tinha alertado a filha para o dia que o marido quereria experimentar e ela tinha que estar preparada com um bom gél. Ela mesma nunca tivera medo da modalidade e já o tinha feito até a lá Um tango em Paris, referindo-se a famosa cena da manteiga entre os personagens.
__Olha para dizer a verdade, já fiz com cuspe, vaselina e até sabonete liquido. Você acredita? Arde um pouco, pois é sabão, mas não é que fica até mais gostoso-disse rindo de forma muito cativante. Eu estava ficando de pau duro e ela percebeu pois deu uma olhadinha de leve no volume que começava a se forma na calça e sorrindo continuou - O sexo anal pode ser doloroso ou não. É preciso relaxar e pensar que esta tendo um dos momentos mais intimo de uma mulher, que para mim é beijar e fazer um sexo anal.É intimo demais. Meu genro não é um cara que se preocupa em ser gentil com a espôsa, é muito afobado. Ela não é submetida a uma preparação prévia para receber sem trauma a investida em seu lugar, que os puritanos dizer estar ali para expulsar algo e não para receber.Eu sempre achei que o corpo tem varias formas de permitir o uso dele. É uma fonte de prazer imensa, você não acha?
Admirado de tanta liberdade de expressão eu me rendi aos encantos daquela mulher que dava um aula de entendimento em termos de sexo.Sai com essa:
___Confesso que gostaria de te-la conhecido a muito tempo atrás.
___E porquê?- quis saber lançando um belo sorriso que perolou seu belo rosto.
___Preciso dizer? - enfrentei-a sorrindo também.
___Eu acho que precisa sim.
___Você aceitaria sairmos daqui para tomar alguma coisa e conversarmos melhor sobre o assunto? - questionei-a, já contando com sua resposta negativa.
__Porquê não. Vamos lá.- me surpreendeu ela.
Com nossas compras pagas, fomos para meu carro e pouco depois estávamos sentados em uma deliciosa lanchonete tomando um suco natural. Ela me encarou
e com sarcasmos quis saber:
__E então não vai me responder porque desejava ter me conhecido muito tempo atrás?
__É difícil encontrar uma mulher que seja bonita e inteligente como você, sendo tão direta nos diálogos ainda mais com um desconhecido, sobre temas considerados tabús.
___ Não nos apresentamos até agora, sou Diana. - disse estendendo a mão que era macia, de dedos longos. Notei que na outra mão um dos dedos ostentava uma aliança.
___Alfredo para te servir da melhor maneira. - galanteei beijando sua mão estendida.
___Hum, galanteador á moda antiga. Gostei. Já não se faz mais homens assim.
___Existem muitos pode acreditar. Mas como ia dizendo Diana, hoje em dia a mulher esta muito cheia de medos e de auto suficiência pelo fato de se sentir em condições de igualdade no mercado de trabalho.Diante disso e graças ás feministas de plantão, que veêm no sexo anal uma certa dominação masculina no campo do prazer, incentivam as mulheres a não ceder ou pelo menos tentar. Aposto até q

Sobre este texto

Erótico

Autor:

Publicação:21 de dezembro de 2014 11:18

Gênero literário:Contos eróticos

Tema ou assunto:Maduras

Compartilhe este conto erótico com seus amigos
Este texto foi lido 103 vezes desde sua publicação em 21/12/2014. Dados do Google Analytics

Comentários

Novo comentário

Os comentários serão moderados. Não serão aceitos comentários agressivos ao autor e/ou que divulguem sites comerciais. No campo nome só aceitaremos nome de pessoas. Se tiver interesse comercial Fale conosco para saber nossa política de publicidade.

Não há comentários até o momento. Seja o primeiro!

Deixe seu comentário abaixo

*Campos com esta marca são de preenchimento obrigatório.
*

Seu endereço de e-mail não será publicado

Mova o seu mouse para fechar essa ajuda.
*