Conto Erotico | Historia Erótica

Publique seu texto gratuitamente!

Autores mais lidos
Loja História-Erótica
Conto erótico no isntagram
conto erotico no youtube
conto erotico no tumblr
Imagens Eróticas
Do fundo do baú

Pecado ou impulso sexual

Nossos pais foram visitar um parente na cidade de Campinas que não estava muito bem de saúde. Como não apreciávamos muito esse negócio de visitar doente resolvemos que eu e Astride ficaríamos em casa.Astride tem 18 anos, é bonita, muito gostosa e nos damos muito bem. Tudo que fazemos é combinado, até o fato de a noite eu trazer uma ou outra garota para foder em meu quarto ela me ajudava. Claro que eu procurava também dar um ajuda para os rapazes que ela queria passar a noite com eles. Eramos dois putos, isso sim. Ela me confidenciava tudo, inclusive a tara que tinha por pinto grande. Um dia eu lhe disse que o meu era bem grande e ela quis ver. Não me fiz de rogado e tirando o pau para fora o mostrei a ela que passou até a língua nos lábios. Me parabenizou dizendo que as cara que trepavam comigo eram sortudas. Fiquei a imagina, se o meu pau impressionara ela como seria o pau dos cara com quem trepava.E assim íamos vivendo. Como nossos pais não estavam resolvemos arrumar nossos quartos. Primeiro foi o dela que deixamos primoroso e depois passamos para o meu. Ela ficou admirada por encontrar inúmeras revistas pornôs bem como calcinhas das minhas trepadas. Quis saber o que eu sentia em ter aquelas peças e eu lhe disse que era gostoso procurar sentir o cheiro de cada uma delas e saber a quem pertencia e o que fizemos naquele quarto. Quis saber se era possível mesmo saber a quem pertencera cada peça e eu lhe disse que eu sabia. Ela duvidou e eu lhe disse que se ela tirasse a dela e misturasse bem com as outras que eu saberia qual era.Pediu-me para ficar de costas para que pudesse tirar sua calcinha e eu não a ver. A tarefa não ia ser fácil, mas na verdade eu não conhecia as calcinhas ou melhor as donas das calcinhas pelo cheiro. Era tudo igual. Mas eu tinha que provar a ela que eu saberia qual era a dela. Depois de muito misturar ela sentou-se na minha cama e mandou que eu descobrisse qual era a peça que ela tinha tirado. O que ela não sabia é q

Sobre este texto

Erótico

Autor:

Publicação:30 de dezembro de 2014 13:18

Gênero literário:Depoimento erótico

Tema ou assunto:Jovens

Compartilhe este conto erótico com seus amigos
Este texto foi lido 479 vezes desde sua publicação em 30/12/2014. Dados do Google Analytics

Comentários

Novo comentário

Os comentários serão moderados. Não serão aceitos comentários agressivos ao autor e/ou que divulguem sites comerciais. No campo nome só aceitaremos nome de pessoas. Se tiver interesse comercial Fale conosco para saber nossa política de publicidade.

Não há comentários até o momento. Seja o primeiro!

Deixe seu comentário abaixo

*Campos com esta marca são de preenchimento obrigatório.
*

Seu endereço de e-mail não será publicado

Mova o seu mouse para fechar essa ajuda.
*