Conto Erotico | Historia Erótica

Publique seu texto gratuitamente!

Autores mais lidos
Loja História-Erótica
Conto erótico no isntagram
conto erotico no youtube
conto erotico no tumblr
Imagens Eróticas
Do fundo do baú

Quando o sexo vira loucura

O casal estava naquela mesa desde que o bar abrira e estava perto de fechar e eles não arredavam pé. Ela era uma mulher atraente, cabelos louro palha, porte avantajado e que possuía um sorriso bonito. Atrás do balcão o barman estava começando a se preocupar com a possibilidade do casal esticar a noitada e el ter que ficar atendendo os dois. Cansado de tanto servir bebidas estava cansado e queria ir para seu quarto descansar.Ganhava um extra por ficar e fechar a casa, mas o cansaço fala mais alto e ele estava pregado. Não havia mais ninguém,exceto o tal casal.Para ver se iam pagar a conta e sair e foi e começou a fechar a porta principal do estabelecimento. Voltou e os dois continuaram firmes no lugar.Começou a ficar preocupado e com medo mesmo. Poderiam estar arquitetando um assalto. Que fazer. Teve seu pensamento interrompido quando a mulher se levantou e disse ao parceiro que iria ao banheiro e que ele pedisse uns tira gosto. Passou perto do balcão e sorriu para o atendente que achou melhor alerta-la que a cozinha estava fechada. Ela se aproximou dele e pediu melosamente que ele quebrasse o galho deles, Estavam brigados e a reconciliação estava se dando ali.Ele disse que não tinha como acender tudo e preparar nada e além do mais já tinha terminado a muito tempo o expediente. Ela fez um biquinho e se debruçando no balcão deixou que ele visse seus fartos seios que quase pularam para fora do decote. Ele afirmou ser impossível dar qualquer tipo de jeito. Sentia muito não contribuir com a volta do casal, mas a casa estava fechada. Ela insistiu dizendo que ele não iria se arrepender se abrisse umas duas cerveja como saideira e foi em direção ao banheiro. Ela estava alta, não bêbada e de perto era mais interessante que a meia distância. Carlos achando que duas cervejas ainda poderiam serem servidas aguardou a volta dela e quando esta passou foi levar as garrafas e um balde de gêlo onde depositou uma e abriu outra. Ia se virando para ficar atrás do balcão quando sentiu uma mão segurar seu braço.Era a mão dela que sorrindo disse:
___Pega um copo e vem comemorar conosco. Olha e não aceitamos não como resposta. - foi logo completando. Carlos achou melhor compartilhar com eles assim a cerveja acabava mais rápido e ele se safava.Pegou o copo e veio se juntar a eles. Puxou uma cadeira e sentou-se.Os copos foram abastecidos e houve uma saudação. Ficou sabendo que foram casados por 15 anos e se separaram por culpa dele que era muito possessivo. Não conseguiu ficar muito tempo longe dela e pediu para voltar prometendo ser mais tolerante no relacionamento. Ela disse que ainda tinha dúvidas se ele estava mudado mas como o amava resolvera dar uma chance. Eram um casal simpático e logo as duas cervejas extras se tornaram quatro,seis e a conversa foi esquentando. Em dado momento o homem que se chamava Gustavo beijou a mulher de nome Teresa. Foi um beijo longo e ousado dos tradicionais desentupidores de pia.Carlos se levantou para deixa-los a sós.
___Ei.Onde você vai. -quis saber ela.
___Vou deixa-los a vontade. - respondeu Carlos já com a voz meio embargada.
___Olha só amor, acho que o deixamos com vontade. -disse ela que se levantou e veio até o barman e o abraçando colou sua boca na dele repetindo o que fizera com o marido. Quando terminou passou a mão onde seu pau endurecia apertando e dizendo - Você quer mais? - e com essas palavras apertou mais seu pau e antes que ele protestasse tacou-lhe outro beijo enquanto procurava se insinuar dentro de sua calça. Quando alcançou o que queria olhou para o marido e disse: __Querido o pau dele está durinho que dá vontade de morder.
___E porq

Sobre este texto

Erótico

Autor:

Publicação:27 de dezembro de 2014 23:06

Gênero literário:Contos eróticos

Tema ou assunto:BDSM

Compartilhe este conto erótico com seus amigos
Este texto foi lido 249 vezes desde sua publicação em 27/12/2014. Dados do Google Analytics

Comentários

Novo comentário

Os comentários serão moderados. Não serão aceitos comentários agressivos ao autor e/ou que divulguem sites comerciais. No campo nome só aceitaremos nome de pessoas. Se tiver interesse comercial Fale conosco para saber nossa política de publicidade.

Não há comentários até o momento. Seja o primeiro!

Deixe seu comentário abaixo

*Campos com esta marca são de preenchimento obrigatório.
*

Seu endereço de e-mail não será publicado

Mova o seu mouse para fechar essa ajuda.
*