Conto Erotico | Historia Erótica

Publique seu texto gratuitamente!

Autores mais lidos
Loja História-Erótica
Conto erótico no isntagram
conto erotico no youtube
conto erotico no tumblr
Imagens Eróticas

Quanto mais quente melhor

Carlos abaixou a cabeça e tomou um dos belos seios de Ágata na boca passando a sugar os mamilos tesos. Sua boca ia de um seio para o outro, para delírio da garota que se contorcia e procurava seu pau dentro da calça. Não se importavam de estarem em um lugar público o que interessava era o fato de estarem ali praticando o que mais gostavam de fazer quando estavam juntos. Ela ao tomar contato com o pau do rapaz soltou um longe gemido e gozou de forma intensa. Mole foi escorregando no banco e sem querer saber se eram vistos ou não, libertou o pau para fora da roupa e pô-se a chupa-lo, sentindo que o mesmo ficava cada vez mais duro e grosso, Depois de o punhetar, ela olhou para os lados e levantando a saia, desceu a calcinha até livra-la de uma das pernas, cuspiu na mão passou na xoxota e veio se sentar na vara de Carlos que lentamente foi entrando naquela caverna quente e pulsativa.Sentiu os ovos com a mão e passou a subir e descer sobre o falo que ficava cada vez mais lubrificado com seu gozo. Carlos adorava a ousadia da namorada que sempre o satisfazia com a entrega de seu belo corpo pra satisfaze-lo plenamente. Ela cavalgava de olhos fechados, sabendo que seu namorado estava vigilante caso visse algo suspeito. Gemeu ao gozar mais uma vez e se levantou do colo dele caminhando para a parte de trás do bando onde se apoiou nas mãos, curvou o corpo, empinou o traseiro e separou as pernas.
__Vem comer o meu cu agora, amor.- pediu toda dengosa sabendo que ele adorava enraba-la. Ajudou com uma das mãos a abrir suas nádegas fim de facilitar a penetração. Carlos de postou atrás dela cuspiu no cu e no pau e colocando a cabeça da pica sobre as pregas da garota, passou a fazer força para a penetração ocorrer. A cabeça passou, ao mesmo tempo que a garota gemeu e empinou mais a bunda para poder absorver melhor as enfiadas que Carlos aplicava em seu ânus.Sem perder a atenção em possíveis intrusos os dois se mantiveram engatados vendo e sentindo o entra e sai da pica que cada vez mais se tornava dura e grossa.Ágata rebolava sem parar, com uma mão entre as coxas ela dedilhava o grelo que se sobressaia como um minusculo pênis entre seus lábios vaginal.Sentia os pentelhos do macho roçar sua bunda e isso a fazia vibrar mais até quase perder o equilíbrio no apoio do encosto do banco. Carlos segurava-a pelos quadris e sentia a aproximação do seu momento de descarregar a porra que vinha acumulando a semana toda para um momento como aquele. Ela sentiu o pau ficar mais duro e latejante e forçou a bunda de encontro a ele. Os primeiros jatos foram fortes e abundantes seguidos de uns três mais ralos e por fim só se sentia cheia. Carlos lentamente irou o pau do cu da namorada e ela rapidamente se agachou atrás do banco e de cócoras fez força para que a porra saísse para fora. Com os sons de pequenos estalidos o ânus expeliu uma grande quantidade da gosma esbranquiçada que aos pedaços caia na grama.Assim que se viu livre de boa parte do leite masculino, vestiu a calcinha e de braços dados saiu com o namorado da praça. A noite estava quente mas ela estava refrigerada e satisfeita com a saciedade do seu corpo. Passaram por casais que se beijavam despreocupadamente, alguns até arriscavam uma carícia em um seio mal coberto ou uma mão entre coxas exposta. Era o verão que assolava todos e deixava o tesão solto no ar e quanto mais quente melhor.

Sobre este texto

Erótico

Autor:

Publicação:19 de janeiro de 2015 07:57

Gênero literário:Contos eróticos

Tema ou assunto:Jovens

Compartilhe este conto erótico com seus amigos
Este texto foi lido 720 vezes desde sua publicação em 19/01/2015. Dados do Google Analytics

Comentários

Novo comentário

Os comentários serão moderados. Não serão aceitos comentários agressivos ao autor e/ou que divulguem sites comerciais. No campo nome só aceitaremos nome de pessoas. Se tiver interesse comercial Fale conosco para saber nossa política de publicidade.

Não há comentários até o momento. Seja o primeiro!

Deixe seu comentário abaixo

*Campos com esta marca são de preenchimento obrigatório.
*

Seu endereço de e-mail não será publicado

Mova o seu mouse para fechar essa ajuda.
*