Conto Erotico | Historia Erótica

Publique seu texto gratuitamente!

Autores mais lidos
Loja História-Erótica
Conto erótico no isntagram
conto erotico no youtube
conto erotico no tumblr
Imagens Eróticas
Do fundo do baú

Meu 2º cara, o melhor.

Depois da minha primeira vez, fiquei um tempo sem fazer nada, até marquei alguns encontros mas acabava desistindo depois. Eu tenho um tio, marido da irmã de meu pai, que sempre me tratou muito bem e fazia até alguns brincadeiras comigo, as vezes eu achava que com segundas intenções. Ele sempre fazia uma brincadeira de perguntar "como esta essa bundinha?" e eu sempre respondia "para de ser tonto".
Num fim de semana estavamos num sitio, reunião de familia, logo após o almoço do sabado eu ja estava louco para ir embora e pedi para meu pai me levar e ele ficou me enrolando, até que no meio da tarde ele me chamou e disse que meu tio me levaria por ele iria ate a cidade buscar algumas coisas.
O nome dele é Carlos, tinha na epoca uns 46 anos, altura mediana, bem encorpado, um homem nada demais, até feinho na verdade.
Na caminho fomos conversando sobre coisas normais, tudo bem tranquilo, até que ele me fez perguntas mais pessoais.
TIO: e ai, esta namorando?
EU: não.
TIO: mas esta pegando as menininhas?
EU: tambem não, tio.
TIO: ja sei então, esta pegando macho então?! (ele riu)
(eu pensei um pouco e achei que devia arriscar)
EU: ja sai com um, só um.

Ele ficou surpreso e me fez mil perguntas de como foi, se gostei, se eu era gay, varias perguntas.
Contei tudo, foi um papo bem legal, mas apesar de demonstrar muito interesse não parecia muito atraido por mim.
Chegamos em casa, nos despedimos e ele foi embora. Passei o resto do fim semana pensando que tinha feito besteira em contar pra ele, fiquei muito aflito.

Na segunda a noite estava na net e meu tio me chamou no MSN, conversamos muito, recontei minha experiencia, falei muito de mim, ele falou pouco, expliquei que estava arrependido de contar para ele, que só havia contado porque achava ele legal. Ele me disse para ficar tranquilo que não contaria a ninguem e que ficou feliz de eu ter contado. NEssa hora perguntei se ele nunca tinha tido vontade de transar com um garoto, ele respondeu que todos pensam nisso e que ele pensou nisso ainda mais agora sabendo detalhes da minha experiencia. Continuamos conversando um bom tempo naquela noite, ai perguntei se ele estava sozinho, ele avisou que sim, minha tia estava dormindo já, então enviei uma das fotos minha vestido de garota, só de corpo, não tiro fotos com rosto. Ele me perguntou quem era e quando disse que era eu me encheu de elogios, mandei mais fotos para ele.
Perguntei então que se ele fosse solteiro se teria coragem de sair comigo, ele respondeu que senão fosse casado e nem meu tio, com certeza experimentaria sair com garoto e seria com algum como eu.
Fiquei animadissimo e ficamos nessas conversas nos dias seguintes e fomos ficando mais intimos. Num dos dias eu disse que estava louco para ficar com alguem e abri a cam e deixei ele me ver brincando de enfiar coisas no meu bumbum. De repente ele saiu e fiquei confuso e com medo de alguem mais ter visto, fiquei la esperando ele entrar de novo, um tempao depois ele voltou, perguntei se estava tudo bem e se alguem tinha visto, ele disse que tudo ok e assumiu que tinha ficado com muito tesão e por isso saiu.
Tomei coragem e fiz a pergunta - "tio, quer vir aqui em casa qualquer dia?", ele ficou muito inseguro mas acabamos combinando para a semana seguinte na folga dele, até chegar o dia ficamos conversando, combinando, falando de como seria, como me vestiria, que no dia combinado nem fiquei nervoso. Na hora combinada ele chegou, guardou o carro na garagem e entrou. Eu ja estava pronto, esperando, com uma calcinha modelo shortinho rendada rosinha, soutien rosinha, blusinha preta e um sapato de salto, batom rosinha, rimel, pulseiras, presilha, tentei ficar o mais feminina possivel.
Ele me elogiou e demos uma abraço, tudo parecia muito natural, eu o chamei de carlos e ele me chamou de nandinha, eu adorei. Fomos para meu quarto e la nos abraçamos de novo mas agora trocando carinhos, beijos no pescoço, ele me apertava e rolou meu primeiro beijo gay. Estava me sentindo uma adolescente.
Ambos ja estavamos excitado, eu sentia o volume na calça dele, ai ele perguntou se eu queria chupar ele, só fiz "uhum" e ele tirou a roupa, quando olhei o pau dele era grande, nao consegui esconder a surpresa. Ele percebeu e brincou comigo "ta assustada? acha que vai caber?". Ele ja sentado na cama, ajoelhei e só fiz "uhum" de novo, comecei a chupar. Era realmente grande, enchia minha boca.
Chupei um bom tempo, me esforcei muito para ser delicioso, percorria aquele pau todo com a lingua e chupava aquela cabeça, punhetava ele, chupava, ate que ele segurou minha nuca e perguntou se podia gozar na minha boca, só continuei ali e ele entendeu que sim, gozou forte um monte de porra, com um gosto bem forte. Ele terminou de gozar, ai levantei, e fui no banheiro cuspir e limpar meu rosto que ficou bem lambuzado.
Voltei pro quarto e deitei com ele, conversamos um pouco, mas a primeira coisa que ouvi foi "que chupada, voce devia ser menina". Ficamos ali na cama um pouco e quando senti que ele estava de pau duro de novo perguntei se ele queria continuar. Ai ele brincou de novo - "a Nandinha ta ansiosa pra sentir o pauzão hein". Levantei, tirei só a calcinha e me apoiei na mesinha do PC empinando bem a bunda. ELe me deu umas apertadas e foi pegar a o gel na calça, me disse que tinha esquecido a camisinha e perguntou se tinha problema, nem me importei.
Ele passou o saquinho todo de gel na entradinha e com os dedos dentro tambem, ai ele começou a passar a cabeça do pau no meu cuzinho e foi enfiando, eu estava tão excitado que nem senti dor, só senti muita pressão, não ttinha espaço para mais nada ali, senti aquele pauzão todo em mim, ai ele começou a meter, vai e vem, sentia realmente tudo preenchido, mal gemia, não demorou fiquei com as pernas moles e gozei. Não aguentava mais ficar de pé ali e pedi para ir pra cama. Fiquei na cama, com o rosto no colchao e a bunda bem empinada. Ele passou mais gel e veio de novo, enfiava tudo, aquele pau estava me fazendo delirar, eu soltava varios gemidinhos e alguns gemidos mais alto e ele metendo. As vezes me segurava forte pela cintura e dava tres ou quatro enfiadas bem forte, nessas horas eu delirava. Ele me comeu por um bom tempo, gozei sem encostar no meu pipi mais uma vez, ate que segurou forte minha cintura e senti varias metidas rapidas e fortes, ele urrando e seu pau pulsando dentro de mim, ele gozou bem menos que no sexo oral, mas ainda assim gozou bem, dava pra sentir. ELe tirou devagar de dentro de mim, deitamos na cama e eu senti meu cuzinho todo melado e largo, bem largo. Uns minutos depois ele foi ao banheiro se limpar, voltou e se trocou. Eu continuava deitado, ele disse que havia sido uma delicia pra ele e eu disse que pra mim tbm, me disse que precisava ir e que depois nos falavamos, me deu um beijo no rosto e saiu.
Eu estava todo mole, muito satisfeito, tomei um banho e dormi o resto da tarde, quando acordei percebi o resultado, estava todo dolorido, mal consegui sentar aquele dia, e senti uma dorzinha por mais uns dias, mas nem liguei, foi ótimo.
Naquele dia a noite, nos falamos na net, contei que tava dolorido e em tom de brincadeira disse que ia ter que ficar uns dias sem ser a nandinha, ele disse que sem problemas porque só poderia de novo dali a 2 semanas, concordei na hora e durante essas duas semana nos falamos muito, nos vimos na cam e quando nos encontramos foi muito legal de novo.

Sobre este texto

Fer_Loiro (a)

Autor:

Publicação:2 de março de 2014 17:06

Gênero literário:Depoimento erótico

Tema ou assunto:Gays

Compartilhe este conto erótico com seus amigos
Ainda não há estatísticas de leitura deste texto, pois ele foi publicado em 02/03/2014.

Comentários

Novo comentário

Os comentários serão moderados. Não serão aceitos comentários agressivos ao autor e/ou que divulguem sites comerciais. No campo nome só aceitaremos nome de pessoas. Se tiver interesse comercial Fale conosco para saber nossa política de publicidade.

Não há comentários até o momento. Seja o primeiro!

Deixe seu comentário abaixo

*Campos com esta marca são de preenchimento obrigatório.
*

Seu endereço de e-mail não será publicado

Mova o seu mouse para fechar essa ajuda.
*