Conto Erotico | Historia Erótica

Publique seu texto gratuitamente!

Autores mais lidos
Loja História-Erótica
Conto erótico no isntagram
conto erotico no youtube
conto erotico no tumblr
Imagens Eróticas
Do fundo do baú

O menage realizado

Conhecemos Tony por contato de um amigo que nós apresentou em alguma reunião. Ficamos amigos no mesmo instante. Nesta época morávamos em Minas nas proximidades de Alfenas. Certa noite marcamos de tomar um drink em um bar na entrada da cidade e ali nós encontramos. Boa conversa e sempre muito educado, naquela noite tinha existia um ar diferente, parecíamos todos excitados e depois de ir ao banheiro, ao retornar a mesa percebi pela cara de Laura que alguma coisa estava acontecendo... Ela tinha um sorriso obsceno em seu rosto e ele tranquilo acabava de dizer algo em seu ouvido que a deixou ruborizada.
Brinquei querendo saber que sacanagem ele tinha dito e ela saindo para ir ao toalete disse para Tony me contar e saiu rindo. Olhei meio que como esperando alguma desculpa ou alguma brincadeira mas ele me olhou e disse: "Roberto, sua mulher é fascinante, não apenas pelo aspecto físico mas também por sua inteligencia e elegância. Ela me contou das fantasias de vocês de uma maneira tão direta e simples que isto me pareceu a coisa mais normal do mundo!"
Ele me olhou e percebeu que fiquei um pouco sem ação mas ele logo disse: Vamos sair daqui e se quiserem podemos ir ao meu sitio tomar um bom vinho que tenho por lá... Logo que Laura chegou a mesa pedimos a conta e rumamos para os carros, ele a puxou, olhou para mim e disse para eu segui-los, ela me deu um beijo na boca e o acompanhou com aquele olhar safado que conheço!

O caminho que levava apenas uns 30 minutos me pareceu horas. Segui os atento na pequena estrada de terra e logo chegamos. Percebi que ia mais devagar que o normal para estas estradas mas imaginava o que estava acontecendo e por acontecer. Logo que entramos ela saiu do carro e procurava na bolsa o batom para retocar os lábios mas antes de o fazer, se virou para mim me puxando e me dando um beijo quente com os lábios inchados, olhou em meus olhos e disse: "Hoje sou a puta de nossos desejos e quero muito tudo!"

Na casa, logo que entrou se esqueceu das boas maneiras e se ajoelhou em frente ao Tony, olhou em meus olhos e colocou o cacete dele para fora. Segurou como uma criança que tem um novo brinquedo nas mãos e deu um sorriso lindo pra mim e o abocanhou. Desta vez estava vendo minha mulher chupar outro homem de uma forma que raramente o fazia comigo. Engolia e olhava em seus olhos e depois sorria e olhava em meus olhos passando a língua na cabeça da caceta. Era um pau comprido e com a ponta fina, diferente do meu que é grande também mas grosso e com uma cabeça avermelhada. Ela se divertia enquanto eu a despia e começava a beijar sue pescoço e depois sua bunda. Levantei ela do chão e a segurei no colo e a levei para o quarto... Me beijou a boca feliz e já nua e deitada sobre os lençóis comecei a chupar sua buceta linda que estava encharcada de desejos, preparando ela para receber seu amante. Ela continuou mamando Tony e dizia não aguentar mais... Abri suas pernas e ele veio descendo por e se acomodou entre suas pernas e então abri seus grandes lábios para ela receber aquela caceta que tanto tinha chupado. Me puxou e me deu um longo e molhado beijo na boa e disse que me amava, Tony neste exato momento se enfia em suas carnes e ela geme dizendo palavras desconexas... Me puxou e começou a me chupar e dizia que era uma coisa deliciosa trepar e chupar ao mesmo tempo que queria mais mudando de posição ele entrou metendo em sua buceta por traz meio de ladinho e ela continuou a me chupar e em um movimento brusco mandou eu chupar seu grelo, puxando com seus dedinhos. Assustei um pouco com o pedido mas ela voltou a dizer, em um tom firme mandando eu chupa-la e abrindo as pernas. Ela tem um grelo delicioso e grandinho. E foi o que fiz, enquanto chupava seu clitoris a poucos centímetros via o cacete de Tony castigando, entrando e saindo da buceta molhada e deliciosa de minha mulher ela se contorcia entrando em um tremendo orgasmo que jamais tinha visto levando a nós a um gozo simultâneo. eu enchendo sua boca e rosto com meu gozo e Tony encharcando sua buceta de tando que gozou. Nós largamos na cama em um quase desmaio!

Levamos um tempo para recompor mas logo entrei no banho e tomei uma rápida ducha. Tony entrou e tomou um banho mais demorado e Lu foi logo atras... Como estavam demorando fui dar uma olhada e ela continuava mamando ele e este já dava sinais de vida. Eu só de ver a cena já fiquei com meu cacete endurecido. Ela olhando disse: "Safado, ta gostando de ver sua mulherzinha chupar este pintão?!" Saiu do banho e nem bem se enxugou voltou a cama puxando ele e eu pelos pintos dizendo que iria acabar com a gente... Deu uma boa gargalhada e começou a chupar ambos. Enfiava o meu na boca, se levantava e beijava a boca de Tony, depois chupava o dele e depois beijava minha boca e fez isto por um longo tempo e ai disse se tínhamos gostado de sentir o gosto das picas em sua boca. Tony olhou e disse que hoje era a noite dos prazeres dela e ela era quem mandava. Ela me olhou e perguntou se eu aprovava ser ela quem mandava e eu apenas beijei sua boca em aprovação. Então mandou me deitar e subiu com sua buceta em minha boca me mandando chupar ela com desejo, dizendo para enfiar a linguá e sentir o gosto do seu gozo misturado ao gozo de seu macho que ainda restava dentro dela. Não tive como fugir e a chupei deixando ela feliz e safada. Ela acabou se posicionando em um 69 comigo e arrebitou sua bundinha e Tony começou a lamber seu cuzinho que piscava alucinado e eu chupando aquela buceta ainda encharcada de prazer e gozo.
Mandou ele enfiar nela e então ele enfiou seu cacete na buceta que eu ainda chupava. Via de perto aquela cena linda e sai pois ali estava difícil de respirar e ela me puxou e me beijou a boca dizendo para preparar seu cuzinho para ele. Já tinha tentando comer seu cuzinho inúmeras vezes mas ela sempre reclamava e acabávamos em tentativas frustradas ai peguei um creme e passei eu seu rabinho enquanto ele metia na buceta e então abri sua bundinha do jeito que ela mandava. ele começou pincelando e passando a cabecinha na entradinha e ela se arrebitava e ele foi calmamente enfiando a cabecinha e nisso ela me pede para enterrar meu cacetão em sua buceta o que atendi prontamente entrando por baixo. Ela parou um instante, olhou em meus olhos, fez uma carinha de dor e jogou seu corpo para traz dizendo: "Agora sim, como é gostoso dar o cu e a buceta juntos!" Nunca dei o cuzinho pra você e nem para ninguem pois sempre faltou competência!" Agora quero sempre dar o cuzinho pro Tony... Você deixa meu amor. Ai como é bom, humm humm Puta que o pariu, como é bom ser puta e ter um marido corno que me deixa ser PUTA........ Gozou, e gozou e gozou.

A noite foi deliciosa e o café da manhã um dia conto a vocês!

Sobre este texto

Fotógrafo

Autor:

Publicação:22 de janeiro de 2016 14:18

Gênero literário:Depoimento erótico

Tema ou assunto:Casal

Compartilhe este conto erótico com seus amigos
Ainda não há estatísticas de leitura deste texto, pois ele foi publicado em 22/01/2016.

Comentários

Novo comentário

Os comentários serão moderados. Não serão aceitos comentários agressivos ao autor e/ou que divulguem sites comerciais. No campo nome só aceitaremos nome de pessoas. Se tiver interesse comercial Fale conosco para saber nossa política de publicidade.

  • Pauzao roxo
    Postado porPauzao roxoem18 de fevereiro de 2016 17:03

    Oi meu nome é moura cabeça roxa Sou moreno forte pauzao roxo 19cm grosso zap 7788713892 Adoro chupá sexo com mulheres também a tres

  • Thiago
    Postado porThiagoem24 de janeiro de 2016 16:15

    Muito boa a experiência! Nós também estamos querendo algo assim, mas ainda não tivemos coragem!!

Deixe seu comentário abaixo

*Campos com esta marca são de preenchimento obrigatório.
*

Seu endereço de e-mail não será publicado

Mova o seu mouse para fechar essa ajuda.
*