Conto Erotico | Historia Erótica

Publique seu texto gratuitamente!

Autores mais lidos
Loja História-Erótica
Conto erótico no isntagram
conto erotico no youtube
conto erotico no tumblr
Imagens Eróticas
Do fundo do baú

A putinha da rua 15


Uma das experiencias mais loucas que já tive foi com uma garota misteriosa. Era seu fetiche transar mascarada. Vários amigos já tinham falado dela. Para falar com ela tinha um código secreto e quem conseguia era prazer garantido.

Resolvi experimentar. Fui até o local marcado da rua 15 e no poste atras da placa do ponto de ônibus deixei o recado e as duas camisinhas. No dia seguinte passei lá e estava a resposta, seria naquela noite. Ela pediu pra esperar perto da delegacia com o carro voltado para uma rua deserta e aguardasse.

No horário marcado eu estava lá, aguardei uns minutinhos e nada, passou um caminhão do lixo e nada, e quando menos esperei ela estava na minha frente com uma langerie preta, vestido transparente. Nunca imaginara uma cena daquela. Ela pediu que a chamasse de Paulinha.
Ela já foi pegando minha mão e passando em seus seios. Confesso que pirei. Mas perdi a noção de tudo foi quando ela chegou mais perto e passou sua xotinha na minha cara. Ali mesmo na rua. Quando me disseram que essa Paulinha era putinha, não imaginei que tanto.

Rapidamente ela entrou no carro e pediu que a levasse para barragem da cidade. Obedeci, e olha o que a louca, foi fazendo, abriu minha calça e começou a acariciar meu penis loucamente. Acariciava fortemente, lambia, chupava, pense numa loucura. Quase nao dirigia direito. Quando mais chegava perto mais ela acelerava e não teve jeito, gozei na boquinha dela.

Era tão safada que começou a chupar ele todo meladinho. Ela fez meu penis ficar durinho de novo e dessa vez ficou de quatro com a cabeça pra fora e olhou pra mim e disse com voz safada: "Me arromba, mete tudo!" . Eu tinha que acabar com aquele fogo, não contei conversa meti, mas meti com tudo. Meu penis entrou rapidinho, tava quentinha, e fui metendo, metendo e ela gemendo com a cabeça pra fora carro. Quanto tesão.

Agarrei em sua cintura mais forte e meti tudo, meti até o fundo, e quanto mais eu metia mais ela atiçava, mandar meter mais forte. Nossos corpos estava queimando de tanto tesão naquele carro. E ela gritava mais alto ainda, já não me importava se tivesse alguém vendo ou ouvindo. Metia com mais vontade.
Já sentia que ia gozar tirei e esporrei em seu bumbum. ficou todo meladinho. Ela gritava de alegria e me puxou pra fora do carro, acariciou ele de novo, nunca tinha visto um fogo tão grande.

Pensei que ela ia parar. Que nada, ela me jogou no chão, e sentou-se em cima de mim. começou a cavalgar intensamente. bem forte e bem gostoso. cavalgava mais, mais forte, nunca tinha visto aquilo ela vira-se e fica de costas pra mim, e cavalgava ainda mais forte parece que tinha entrado mais. Ai ela começa a gemer, se contorcer, de uma maneira louca...parece que tinha algo preso nela e se libertara naquele instante. Era o seu orgamos que explodia naquele instante.

Eu já estava acabado, Paulinha levantou-se e sentou-se no banco de tras do carro e mandou retornar ao local. assim o fiz, para minha surpresa quando olhei pelo retrovisor ela estava se acariciando, muito meladinha. Ainda meti o dedo na bucetinha dela até chegar na rua misteriosa. Ela desce e misteriosamente some entre a escuridão da rua 15.

Sobre este texto

Fred

Autor:

Publicação:17 de dezembro de 2014 11:52

Gênero literário:Contos eróticos

Tema ou assunto:Heterossexual

Compartilhe este conto erótico com seus amigos
Ainda não há estatísticas de leitura deste texto, pois ele foi publicado em 17/12/2014.

Comentários

Novo comentário

Os comentários serão moderados. Não serão aceitos comentários agressivos ao autor e/ou que divulguem sites comerciais. No campo nome só aceitaremos nome de pessoas. Se tiver interesse comercial Fale conosco para saber nossa política de publicidade.

Não há comentários até o momento. Seja o primeiro!

Deixe seu comentário abaixo

*Campos com esta marca são de preenchimento obrigatório.
*

Seu endereço de e-mail não será publicado

Mova o seu mouse para fechar essa ajuda.
*