Conto Erotico | Historia Erótica

Publique seu texto gratuitamente!

Autores mais lidos
Loja História-Erótica
Conto erótico no isntagram
conto erotico no youtube
conto erotico no tumblr
Imagens Eróticas
Do fundo do baú

Lindo e loiro - Parte VI - Final

- oi minha neguinha linda
- Thiago onde você está?
- eu to na praça, eu tô muito bêbado
- eu percebi pela sua voz!! Vem pra casa!
- daqui a pouco eu vou
- então eu vou te buscar
- mas eu não to de carro nem com a moto, eu to a pé hoje
- não tem problema, melhor ainda, do jeito que você esta é perigoso ficar dirigindo!
- e como você vai me levar pra casa?
- a pé mesmo ué.. em 5 minutos estou aí, já estou a caminho
Chegando na praça encontro o Thiago com seus “amiguinhos” maconheiros, ai que raiva! Por que tinha que ser assim? Ele estava totalmente bêbado, e muito provavelmente drogado também.
- Thiago se despeça dos seus amigos e vamos pra casa!
Ele se despede e vamos andando pra casa, saímos de lá abraçados, eu praticamente o carregando porque mal conseguia ficar em pé. Eu não quero isso pra minha vida, ter que ficar cuidando de bêbado e de drogado, minha vida seria um inferno.
- Thiago, amanha eu volto pra São Paulo
- Amanha? Como assim? Por que?
- eu tenho uma audiência do meu divorcio essa semana, preciso ir
- mas você vai voltar né?
- não, eu não vou voltar!
- por quê?
- porque eu não tenho nada que me prenda aqui, não tenho nada pra fazer aqui, e lá em São Paulo vou ficar perto da minha família, dos meus amigos, vou arrumar um emprego e ficar por lá mesmo
- mas e eu? Você vai me deixar aqui sozinho?
- Thiago olhe pra você! Você acha eu quero isso pra mim? Se for pra ficar com você desse jeito eu prefiro ficar sozinha!
- eu paro de beber então!
- não vai parar não Thiago! Não por minha causa! Você tem que começar a enxergar a realidade! Você é só um menino e ta destruindo sua vida por causa de álcool e de droga, coloca a mão na sua consciência e para pra pensar no que você esta fazendo!
- eu faço o que você quiser, mas não vai embora! Vamos morar juntos, já falei pra você, a gente mora na casa do fundo dos meus pais, vamos morar juntos, eu quero ficar com você!
- não da Thiago, mesmo que eu quisesse, é complicado pra mim, estou morando de favor na casa da minha prima e já estou me sentindo incomodada, não tenho privacidade nem ela. Eu quero ir pra casa
- mas eu não acabei de te chamar pra ir morar comigo? Você não vai ter mais esse problema, lá você vai poder andar até pelada dentro de casa se quiser!
- não é tão simples assim!
- por que não?
- olha Thiago, de qualquer forma eu tenho que ir embora, minha mãe também precisa de mim, vamos esquecer isso por um momento e vamos ficar juntos essa noite... pela ultima vez ...
- por favor, nega! Eu faço o que você quiser, não vai embora!
- por favor, Thiago! Tenta entender! Vamos esquecer isso por enquanto e vamos curtir o momento, depois da audiência do meu divorcio eu vejo o que eu faço.
- sabe como eu to me sentindo? Eu to me sentindo usado!!
- usado? Claro que não!
- como não? Você ta me levando pra casa pra gente fazer amor e amanha você vai embora!
- Thiago, para de drama, não é assim! Eu gosto muito de você, mas não acho que a gente poderia dar certo
As lagrimas dele começam a rolar em seu rosto, nossa, não pensei que ele fosse tão sentimental, ou será efeito da bebida?
- olha assim que passar essa audiência eu te ligo, e a gente resolve o que vamos fazer da vida ok? Por enquanto vamos esquecer isso. Eu quero você essa noite!
- promete que vai voltar?
- prometo, nem que seja pra te visitar, esqueceu que eu tenho parente aqui? Vou vim sempre que tiver oportunidade
- não foi isso que eu quis dizer, eu perguntei se você vai voltar pra ficar comigo!
- faz assim, vou ficar um tempo em são Paulo, se daqui um tempo eu ficar sabendo que você parou de beber e de usar droga, eu volto e fico com você
- promete?
- prometo!
Chegamos na casa dele, e mais uma vez tive que dar um banho nele. Eu o ajudo, ele senta no vaso para que eu possa tirar seu tênis e tiro a sua roupa. Ele entra primeiro no chuveiro, em seguida tiro minha roupa também e entro no chuveiro com ele, eu o abraço apertado como quem não queria soltar nunca. “ah Thiago, se eu pudesse não deixaria você sair nunca mais dos meus braços”. Se eu pudesse, o trancaria em seu quarto, viveríamos num mundo fechado onde não houvesse tantas complicações, onde não houvesse maldade. Mas a vida não é assim, a vida é feita de escolhas, e eu escolhi que queria ser feliz, não uma enfermeira ou babá.
Eu pego o shampoo, espalho nas mãos e passo na cabeça dele, fazendo massagem que ele tanto gosta. Continuo passando shampoo em seu cabelo, massageando, enxaguo e passo condicionador. Em seguida passo sabonete em seu corpo, parecia que eu estava cuidando de uma criança, mas eu estava adorando. Quando terminamos de tomar banho vamos para o quarto, eu levo as roupas que ficaram jogadas no chão do banheiro e levo pro quarto, procuro uma roupa limpa em seu guarda roupa para vesti-lo, pego uma cueca e tento colocar nele, mas ele não deixa.
- pra que vou colocar isso, eu vou tirar em 5 segundos!
- Thiago você não tá bem, descansa um pouco
- eu to ótimo, quer ver?
Ele me puxa pela cintura e me joga na cama por cima dele, eu ainda de toalha. Começamos a nos beijar e já sabia onde isso ia parar. Eu enfio minhas mãos em seus cabelos puxando para mim. Ficamos um tempo ali só nos beijando, quando ele disse:
- você não vai voltar né?
- Ah Thiago essa historia de novo não, por favor eu já te expliquei
- ta certo, então pode ir embora agora se quiser
- o que? Você esta me mandando embora?
- estou, você não quer ficar comigo então pode ir
- ta certo, então eu vou!
- ta vendo só, você só queria me usar mesmo, sabia!
- tudo bem Thiago, não vou mais te usar, eu vou embora!
Levanto-me e procuro minha roupa que esta jogada em algum lugar do quarto, mas não consigo encontrar.
- você vai mesmo?
- você não me mandou embora? Então eu vou
- eu falei isso pra ver se você se toca! Eu não quero que você vá!
- tarde demais – Cadê minha roupa caramba?
- você não vai a lugar nenhum!!
Ele me puxa de volta pra cama, dou um grito de surpresa e quando vejo ele esta em cima de mim. Eu começo a me debater para conte-lo e me libertar de seus braços, eu empurro seu peito com violência, mas ele é muito pesado e forte, minhas tentativas de sair dali são inúteis. Continuo empurrando ele, mas ele se nega a me soltar. Ele agarra meus pulsos pelo alto de minha cabeça me imobilizando, e ele começa a beijar meu pescoço. Estou presa por debaixo dele, e não consigo me soltar, ele usa suas pernas para tentar abrir as minhas, eu cruzo as pernas com força, uso todas as minhas forças para resisti-lo, mas ele é muito mais forte do que eu.
- você é minha, fica comigo
- eu não sou de ninguém, me solta!
- você ta gostando né sua safada?!
- me solta Thiago, ou eu vou gritar e seus pais vão vir aqui ver o que esta acontecendo
- grita, pode gritar!
- me solta!
- não vou te soltar, você não veio aqui pra fazer amor comigo?
- eu não quero mais
- quer sim, to vendo o desejo nos seus olhos, você quer fazer amor comigo
- convencido! Você se acha o gostosão né?!
- então olha nos meus olhos e diz que você não quer fazer amor comigo
- to falando serio, me solta
- fala! Você não quer fazer amor comigo?
Eu olho nos olhos dele, e o que eu vejo é um homem extremamente sexy em cima de mim gloriosamente nu louco pra fazer amor. Percebo que é isso o que eu também quero, apesar de estar chateada com ele.. ah eu não consigo ficar chateada com ele, ele é irresistível! Aquela carinha de anjo convence qualquer um.
- quero!
Ainda me segurando pelos pulsos ele beija meu pescoço descendo pros meus seios, me debato novamente por debaixo dele e ele me solta. Voo como uma devoradora pra cima dele empurrando-o para o outro lado e subindo pra cima dele. Então eu estou no controle agora, eu seguro seus pulsos por cima de sua cabeça e ele não faz nenhuma questão de querer se soltar. Começo a beijar o seu peito forte, beijo seu pescoço, sua boca, enfim. Roço minhas coxas na sua virilha, provocando-o. Colo meu corpo ao seu, sentindo o toque dos meus seios a ele. Movimento meu quadril por cima dele, e ele suspira revirando os olhos. Vou castiga-lo mais um pouquinho. Finjo que vou me penetrar a ele, mas desço o corpo roçando novamente em suas coxas. Ele liberta suas mão que até então eu segurava, me pega pela cintura e me encaixa a ele, me penetrando, me fodendo, metendo bem gostoso. E eu começo a pular em cima dele, cavalgando no seu pau enquanto suas mãos viajam pelo meu corpo. Em poucos minutos sinto a chegada da explosão.
- cavalga cavala!
- eu vou gozar!
- mas já? Sua safada, sabia que você estava gostando!
- aaahhh Thiago!
- para de me chamar de Thiago! Me chama de amor!
Eu olho diretamente em seus olhos e o encaro por um instante, com a boca aberta ofegante, reviro os olhos de prazer.
- aaaaaaaaaahh amor!
Quando termino de gozar encosto meu rosto em seu pescoço abraçando-o. Ele me abraça de volta me agarrando com força, ele não quer parar, e com as mãos me levanta e movimenta meu corpo de forma que eu continue pulando em seu colo. Ele não me deixa descansar nem um minuto. Continuo pulando. “o que é isso?”. Eu vou gozar de novo!
- amor! Amor!
Ele olha pra mim como quem não esta entendendo nada. Jogo minha cabeça para trás e mais uma vez estou em êxtase. Suspiro forte, ofegante minhas pernas começam a tremer demais. Parece até que estou levando um choque. Uma descarga elétrica invade meu corpo, e ele parece estar maravilhado com o que vê. Jogo meu corpo sobre o dele e suplico:
- por favor, me da 5 minutinhos
- de jeito nenhum!
Ele me joga pro lado me deitando de bruços, ele deita sobre mim abre minhas pernas e as segura com suas próprias pernas para que eu não fuja, para que eu não o impeça. Já estou sem forças pra lutar com ele. Então com violência ele mete por trás de mim, envolve suas mãos em meu corpo me abraçando agarrando meus seios. Ele beija minhas costas enquanto mete em mim. Eu tento me segurar na cabeceira da cama, completamente exausta, nem consigo me mexer. Quando finalmente ele me segura mais forte ainda, ele desce uma das mãos para minha bunda, ele a agarra, e com força ele mete pra poder gozar.
- aaaaaaaahhh... aaaahhh amor... huummmm.... ah ah ah!!
Ele beija minhas costas mais uma vez, as acaricias com uma das mãos e deita sua cabeça sobre mim. Ficamos um tempo ali, assim. Ele por cima de mim “quase” saciado e eu por debaixo dele toda quebrada, com dificuldade até pra falar alguma coisa.
Ficamos ali a noite toda, pra ser exata até as 7:00 hrs da manhã. No dia seguinte, quando finalmente ele pega no sono, eu me levanto da cama, procuro minhas roupas que estão jogadas no quarto, me visto e vou embora. Deixando aquele homem lindo ali, dormindo parece até um anjo.

Sobre este texto

India-s2

Autor:

Publicação:16 de setembro de 2013 09:04

Gênero literário:Contos eróticos

Tema ou assunto:Jovens

Compartilhe este conto erótico com seus amigos
Ainda não há estatísticas de leitura deste texto, pois ele foi publicado em 16/09/2013.

Comentários

Novo comentário

Os comentários serão moderados. Não serão aceitos comentários agressivos ao autor e/ou que divulguem sites comerciais. No campo nome só aceitaremos nome de pessoas. Se tiver interesse comercial Fale conosco para saber nossa política de publicidade.

  • Aline
    Postado porAlineem17 de março de 2015 06:41

    adorei os contos, mas sua bunda é linda.

  • Negô J
    Postado porNegô Jem18 de setembro de 2013 15:14

    Demorei mas li todas as parte e posso dizer que foi a melhor história desse gênero que já li. Adorei parabéns.

Deixe seu comentário abaixo

*Campos com esta marca são de preenchimento obrigatório.
*

Seu endereço de e-mail não será publicado

Mova o seu mouse para fechar essa ajuda.
*