Conto Erotico | Historia Erótica

Publique seu texto gratuitamente!

Autores mais lidos
Loja História-Erótica
Conto erótico no isntagram
conto erotico no youtube
conto erotico no tumblr
Imagens Eróticas
Do fundo do baú

Passeio no sítio

Somos um casal amantes do nudismo e não temos problemas com a nudez, temos o costume de ficar sem roupas em casa e alguns de nossos amigos já estão acostumados com nossa nudez, alguns também ficam sem roupas.
Um casal de amigos nossos, Adão e Clara que também sabem que somos nudistas, nos convidaram para passar um dia no sitio deles.
Nós é claro que aceitamos o convite, eu chequei a comentar se seria ótimo passar um dia com eles, e Adão falou que o sitio era pequeno mas iriamos ter privacidade para ficar sem roupa, tendo eu respondido que seria melhor ainda se todos ficassemos sem roupas. Clara simplesmente comenta, "vamos ver".

Combinamos então de irmos todos no mesmo carro, chegamos no sítio e realmente era um sítio pequeno com uma boa casa e apesar de não ser cercado por muros era bem afastado o que iria nos prover uma certa liberdade como Adão havia falado.

Passamos o resto da tarde conhecendo o local e conversando na área externa da casa, com o chegar da noite tivemos que entrar pois sendo uma área rural os mosquitos já estavam incomodando.

A casa possui 2 quartos, uma boa sala conjugada com uma cozinha.

Apesar de estarmos liberados para ficar sem roupas ainda estavamos vestidos, afinal estavamos na casa deles e esperava alguma iniciativa de nossos amigos. Como ninguém tocava no assunto de ficar nus, tive que ter a iniciativa. Avisei que iria tomar um banho, Clara falou onde era o banheiro e Adão falou para eu ficar à vontade. Aproveitando a dica respondei.

- À vontade para mim é sem roupa.

Clara comenta.
- Claro que pode ficar pelado, já estamos acostumados.
Sem nenhuma cerimonia tiro toda a roupa e fico peladão, sendo logo imitado por Adão.

- Também quero ficar pelado para ver como é, só não reparem se ficar com pinto de pé, dando uma boa risada.

Adão fica com o pinto duro assim que tira a cueca e Sylvia comenta.
- Não se preocupe, é normal quem não está acostumado a ficar pelado, ficar com o pau duro, eu não ligo e tenho certeza que Clara também não.

Clara fala.
- Por mim também não tem problema nenhum, até prefiro ele assim. tando também uma boa risada.

Como o tensão inicial já havia sido quebrada, relaxamos, ficando eu e Adão pelados e as garotas de roupa, e Adão comenta.
- E vocês não vão ficar peladas, e ai Clara vai amarelar?

Sylvia pergunta para Clara.
- Não entendi, como assim vai amarelar, explica isso ai.
- Adão falou que eu não teria coragem de ficar pelada na frente de vocês, mas não se preocupem, apenas quero tomar um banho primeiro. E você porque ainda está com essa roupa?
- Adão já está em ponto de bala, só com eles pelados, imagina quando estivermos peladas. kkkk

Em resposta a pergunta de Clara, Sylvia tira a roupa, ficando só de calcinha.
Clara. - Ué, não vai tirar tudo e ficar pelada?
- Vou sim, mas como você, prefiro tomar um banho primeiro.

- Por falar em banho, vou indo. Traz para mim uma toalha e o sabonete? Falo para Sylvia, enquanto caminho pelado para o banheiro.

Sylvia, pega uma toalha e comenta.
- Eu não trouxe sabonete, vocês tem ai?
- Pode deixar que eu pego para ele temos alguns no armário do banheiro. Responde Clara, acompanhando Sylvia até o banheiro.

Chegando ao banheiro Sylvia comenta ao ver que além do box espaço tem uma boa banheira.
- Como é grande essa banheira, dá até para todos tomarmos banho juntos, chega para lá que também vou tomar meu banho com você.
Tira a calcinha eu ainda fala para clara.
- E ai, não quer tirar essa roupa e tomar logo um banho?
- Até que é uma boa idéia, vou chamar Adão.
- Vai tirando logo essa roupa que eu vou chamar ele.

Clara que estava de vestido, tira e fica só de calcinha, já que não estava de sutiã e fica esperando Sylvia voltar.

Sylvia chega com Adão e ele ri quando vê a esposa pelada só de calcinha e comenta.
- Já vi você fazer topless mas tomar banho de calcinha é a primeira vez.
- Não sabia que gostava de fazer topless.
Comenta Sylvia chegando perto de Clara e tirando a calcinha dela. E aproveitando para chegar se estava molhada de tesão.
- Pelo visto não é só você que está excitado.
- Não sou de ferro, ficar vendo esse pau duro e Marcio pelado, dá uma vontade.
- Então vem para a banheira, também.

Tomamos um belo banho e apesar das intimidades não passamos disso.
Depois do banho cada casal foi para um quarto, e logo depois voltamos para a sala onde iriamos fazer um lanche e ver um filme.
Quando chegamos peguei o oleo pos banho de Sylvia para passar nela, isso me deixou muito excitado e começamos a transar, só que não nos preocupamos em encostar a porta e como estava aperta Clara entra no quarto para nos chamar. Ela estava vestida com um baybedoll curto e transparente com uma calcinha minúscula enviada no rabo o que a deixava muito sensual.
Quando Clara, eu estava deitado com Sylvia cavalgando em meu pau.

- Desculpa, não sabia o que estavam fazendo.
Sylvia agindo de forma natural e sem sair de cima, fala.

- tudo bem, não está vendo nada que não seja normal.
Adão chega na porta do quarto e também vê Sylvia que ainda estava em cima do meu pau.

- Opa, o negocio está bom ai heim.

Sylvia em tom de brincadeira responde, enquanto sai de cima de mim, deixando a mostra meu pau que estava muito duro e agora todo melado.
- Não deu para esperar, o banho deu muito tesão ela como está isso aqui.

Clara. - Realmente uma bela pica você tem ai, heim amiga, dura e lubrificada.

- Gostou de ver o pau do Marcio, mas o seu é esse aqui. Adão pega a mão de Clara e coloca no pau ilustrando o que havia tido.

- Vem, me ajuda a preparar o lanche, deixa eles se arrumarem. Eles saem com Clara puxando Adão pelo pau.

Voltamos para a sala onde o lanche já estava preparado, depois de lancharmos nos ajeitamos no chão da sala onde forramos com um edredom grande e jogamos várias almofadas para poder ver o filme.

Infelizmente ou felizmente, o filme não era muito bom, o que nos levou a continuar conversando sem dar muito atenção à TV.

Eu - Clara, você está muito sensual nessa roupa, mas achei que iria ficar pelada.

Sylvia - É verdade amiga, pelada ia ficar menos provocante, está um tesão com essa roupa transparente.

Clara - É que gosto mais de ficar assim do que pelada, mas posso tirar e ficar pelada que também é muito agradavel.

Clara tira a calcinha do baybedoll e fica ainda mais provocante, com a camisola transparente e curta.

Adão - Não era para ficar pelada, porque não tira o resto. Nisso ele puxa ela para junto, pega nas alças da camisola de deixa ela cair, e aproveita para dar uma chupada nos seios de Clara.

Clara - Isso já é covardia, todo mundo pelado você com esse pau duro e me chupando eu não aguento, ainda mais depois de ver Sylvia dando para o Marcio.

Sylvia - E estão esperando o que, também queremos ver vocês.

Sylvia que estava deitada do meu lado logo se amina, se abaixa e começa a me chupar e Claro empura Adão na direção do sofá colocando ele sentado, se agacha e também começa a chupar ele também. Já estando o sexo liberado nos divertimos até se acabar e o filme ficou para outro dia.

Sobre este texto

ksal

Autor:

Publicação:1 de abril de 2016 16:16

Gênero literário:Contos eróticos

Tema ou assunto:Exibicionismo

Compartilhe este conto erótico com seus amigos
Ainda não há estatísticas de leitura deste texto, pois ele foi publicado em 01/04/2016.

Comentários

Novo comentário

Os comentários serão moderados. Não serão aceitos comentários agressivos ao autor e/ou que divulguem sites comerciais. No campo nome só aceitaremos nome de pessoas. Se tiver interesse comercial Fale conosco para saber nossa política de publicidade.

Não há comentários até o momento. Seja o primeiro!

Deixe seu comentário abaixo

*Campos com esta marca são de preenchimento obrigatório.
*

Seu endereço de e-mail não será publicado

Mova o seu mouse para fechar essa ajuda.
*