Conto Erotico | Historia Erótica

Publique seu texto gratuitamente!

Autores mais lidos
Loja História-Erótica
Conto erótico no isntagram
conto erotico no youtube
conto erotico no tumblr
Imagens Eróticas
Do fundo do baú

As aventuras de Lorde Anúbis / Ninfeta Gordinha parte 1 de 2

Ela tinha se candidatado pela internet , nos conhecemos numa sala de bate papo de nome espancando putas, lá meu nick era como sempre" Lorde Anúbis " e o dela " em busca da primeira surra " nos conhecemos melhor na sala reservada ela me enviou duas fotos ....ela era uma branquinha de 19 anos de 1.70 meio gordinha ,tinha uma leve barriguinha seios enormes pra sua idade e coxas roliças e bunda grande se chamava Juliana , mas lindo mesmo era a sua xota inchada demais daquelas que parecem um pacote dentro dos shorts, marcamos uma sessão de tortura sexual para o dia seguinte , na hora marcada ela chegou estava vestindo o uniforme de normalista pois como tinha dito fugiria da aula e do curso ,ao entrar no carro seu perfume encheu o local trocamos dois beijinhos no rosto e meus olhos foram para suas coxas que estavam todas de fora :
-Você tem belas coxas , grossas do jeito que eu gosto.
-Que bom que gostou . Seu sorriso era uma graça.
-Você é só uma menina tem certeza que é essa sua praia ???
Ela riu enquanto mexia nos cabelos negros e encaracolados até um pouco abaixo do ombro, seus seios estufavam a blusa .
-Descobri este meu gosto vendo animê ( desenhos pornôs japoneses ), fico excitada vendo elas apanharem ,sofrerem....sei lá mas é gostoso demais ,fico me imaginando no lugar delas , quero muito experimentar !!! Eu sorri , aquela gordinha era safada por natureza ,enquanto dirigia ela se abria comigo me contou que era virgem ainda ,mas que chupava desde os 13, que tinha vergonha dos seus seios e que fazia de tudo para emagrecer mas não conseguia, chegamos à minha casa ela se sentou tímida no sofá e eu dei início à nossa aventura :
-Juliana agora é real ,se você quiser desistir agora eu te deixo onde te encontrei mas se resolver continuar não haverá volta, iniciarei a sessão e só vou te libertar quando estiver saciado ,irei te fazer sofrer de verdade e vou te desvirginar, então é isso, o que você decide ???
Ela olhou para o relógio da parede que marcava 8:53 .
-Eu preciso estar em casa até as 18:00, minha mãe acha que estou na escola e de lá vou ao curso de inglês !!!
Assenti com a cabeça :
-E se escolher continuar você estará em casa neste horário mas terá muitas marcas para explicar, MUITAS !!!!
Ela me pediu água, a servi e ela bebeu dois copos duplos ,ajeitou o cabelo e decidida disse :
-Sou sua !!!
Eu sorri e lhe indiquei a porta dos fundos , ao sair na parte de trás de minha casa eu indiquei a escada que levava para o porão ,ela descia lentamente o medo em seus olhos era visível ao chegarmos de frente à porta ela pôde ler a palavra INFERNO escrita na porta !!!
-Esta é sua última chance ,como você vê aqui você vai conhecer o real significado do verbo sofrer, se for isto realmente que quer abra a porta e entre mais quando esta porta se fechar com você lá dentro .....-eu sorri- você vai ser minha e eu te garanto que vou tatuar a palavra dor em sua alma !!! Com a respiração pesada ela tocou a maçaneta, girou devagar e entrou,eu entrei atrás dela e fechei a porta ,a escuridão total tomou conta de nós dois ,eu a peguei pelos cabelos e a pus de joelhos ela gemia com seus cabelos entrelaçados em meus dedos ,a fiz respirar um lenço com cloroformio e ela apagou ......17 minutos depois Juliana acordou, eu já tinha preparado ela para o que havia de vir,ela agora estava somente de calcinha e sutiã acorrentada em uma espécie de tronco para açoite de escravos, suas mãos pra cima presas por grilhões bem justos em seus pulsos,sua pele branca contrastava com a calcinha pequena vermelha e seu sutiã também vermelho, ela estava desorientada ainda :
-Onde estou ???
-No meu inferno particular bem vinda !!!
Ela se calou....eu retirei com cuidado seu sutiã e deixei seus enormes seios saltarem livres, eram muito grandes e gostosos eles apertavam o tronco onde ela estava amarrada um contra o outro.
-Você tem seios lindos putinha, vou marcar eles com muito prazer !!!!
Juliana respirava pesadamente ,seu medo me excitava ainda mais .
-Eu vou começar a te acariciar e a cada carinho você vai me dizer o que você é de verdade !!!
Dei-lhe uma açoitada forte no meio das costas deixando a primeira marca,ela dobrou os joelhos ficando somente sustentada pelos grilhões mas não disse nada apenas murmurava sua dor ,mais um açoite e ela começou a dizer entre os gemidos de dor :
-Sou uma puta.
Outro açoite.
-Uma cachorra.
Outro.
-Uma safada. Ela gemia de dor e suas costas estavam já bem machucadas pois meu açoite tem 5 pontas onde cada uma tem um pino de plástico de 8 centímetros .
Mais um açoite agora por cima do ombro acertando o tórax, ela gemeu pondo a cabeça pra trás .
-So..sou uuuma pr. ..prostitut.... . Ela mal conseguia falar , eu sorria excitado pois sabia que a sessão mal tinha começado.
Mais um açoite agora nas coxas, ela estava de joelhos mas eu podia ver o tremor em suas pernas .
-Um...a..meretr. ...iz. Se esforçou para completar e obedecer.
-Enquanto eu não ouvir o adjetivo correto vamos continuar aqui , eu te açoitando e você sofrendo !!! Eu agora vou te bater apenas mais 3 vezes e se eu não ouvir o adjetivo correto ....você não vai querer descobrir !!!
Dei com força um açoite em sua grande bunda ela gemeu forte.
-Égua .
Mais um em seu rabo gostoso.
-Uma ..... . Ela não terminou a dor e o cansaço eram muito.
-Este é o último da série vadia !!!
Açoitei mais uma vez seu rabão e ela grunhiu.
-Es...crav...aaa, sso..ssoso. ...u uma escrav. .a.... .Me agachei ao seu lado fiquei bem perto de seu rosto e disse em seu ouvido :
-Ainda não é a resposta certa !!! Fui até a mesa de instrumentos e troquei o açoite por um de 10 pontas bem finas que cortavam onde quer que pegassem, girei a engrenagem dos grilhões deixando ela de joelhos de frente pra mim .
-Consegue se levantar sua puta ??? Ela acenou com a cabeça que não .
-Sabe porque você ainda não acertou o adjetivo sua branquinha vadia ??? Porque ainda não sangrou , vocês cadelas gostam e precisam sangrar.
Sem me ater mais a açoitei 3 vezes com toda a força na barriga marcando-a e fazendo o sangue brotar e escorrer na direção da calcinha , ela já não conseguia falar mais nada ,eu guardei o açoite fui até ela e a levantei pelos cabelos ,girei novamente a engrenagem para que ela ficasse novamente de costas para mim e a travei para que não pudesse se ajoelhar ou cair ,ela agora era puxada pelos pulsos para cima e só podia ficar na ponta dos pés ,fiquei bem atrás dela e lhe dei 3 socos com força nas costas ,ela gemia de dor , mais 2 socos e ela gemia cada vez mais ,estava ofegante, eu alisei sua bunda que era um tesão enquanto mordia com força seu ombro cravando os dentes na sua carne a ponto de sangrar .
-Vou almoçar quando eu voltar vou te ensinar como se ordenha uma vaca peituda como você !!!
Coloquei uma venda elástica sobre seus olhos e uma coleira bem apertada em seu pescoço para que respirasse com dificuldade, subi mais 10 centímetros a engrenagem para que ela ficasse completamente pendurada e subi para desfrutar da minha vitela mal passada !!!!

Sobre este texto

Lorde Hernfrieth

Autor:

Publicação:9 de agosto de 2014 07:39

Gênero literário:Contos eróticos

Tema ou assunto:Encontro a Três

Compartilhe este conto erótico com seus amigos
Ainda não há estatísticas de leitura deste texto, pois ele foi publicado em 09/08/2014.

Comentários

Novo comentário

Os comentários serão moderados. Não serão aceitos comentários agressivos ao autor e/ou que divulguem sites comerciais. No campo nome só aceitaremos nome de pessoas. Se tiver interesse comercial Fale conosco para saber nossa política de publicidade.

Não há comentários até o momento. Seja o primeiro!

Deixe seu comentário abaixo

*Campos com esta marca são de preenchimento obrigatório.
*

Seu endereço de e-mail não será publicado

Mova o seu mouse para fechar essa ajuda.
*