Conto Erotico | Historia Erótica

Publique seu texto gratuitamente!

Autores mais lidos
Loja História-Erótica
Conto erótico no isntagram
conto erotico no youtube
conto erotico no tumblr
Imagens Eróticas
Do fundo do baú

A Garota da cs ao lado

A Garota da casa ao lado
Pedro e João, os gêmeos, não conseguiam tirar os olhos gulosos das coxas de Paulinha, a nova vizinha. Garotinha bem novinha, toda relaxada no sofá da sala, vendo desenhos infantis na televisão, juntos com as três irmãs dos rapazes. Virna de 8 anos, Tati, 10 e Mara com 15.
As três tinham feito amizade com a vizinha, a nova moradora da casa ao lado. Paulinha, uma formosíssima menina de cabelos loiros e olhos azuis, filha única da senhora Helena, colega de banco da mãe deles.
A pequena, sempre que podia, vinha brincar e ver televisão na casa deles. Inocente e sem malícia, tagarelando com as novas amigas, nem dava importância, quando a barra de seu vestidinho subia pelas pernas acima, deixando amostra, duas coxas maravilhosas.
Nesta tarde, em especial, Mara, a irmã mais velha e a gostosa vizinha, estavam na piscina da casa dela, tomando banho. Elas vestiam sumaríssimos biquínis e se divertiam como duas criançolas, se atirando uma sobre a outra e jogando água por todo lado. Para o cúmulo da sorte, Mara convidou os irmãos para, também entrarem na água.
Só os quatros estavam em casa, a mãe e Helena, junto com as duas piralhas, foram passar o final de semana na casa dos avôs. Os dois moleques, na flor da idade, 16 anos, com a libido explodindo, não se negaram e vestindo sungas, que pouco escondia seu tesão, se atiraram na água, já com a ideia fixa de tirar umas casquinhas da vizinha gostosa.
Inocentes e brincalhonas, as meninas aceitaram o empurra-empurra dos moleques, cada vez mais salientes, com o passar de mãos nas coxas e seios, como se tudo fosse parte de um joguinho bobinho.
Quando Mara sentiu uma mão boba, por dentro da calcinha do biquíni, apalpando com força sua xoxotinha, surpresa reclamou com o irmão. - O que é isso Pedro? Tire a mãos daí! Desculpe mana, mas é que pensei que fosse a Paulinha. - Que Paulinha merda nenhuma! Ela está lá, se divertindo com João. Quer dizer que você teria coragem de meter o dedo na bucetinha da minha amiga? Teria sim Mara, ela é gostosa demais.
- Minha nossa! Pedro... tire os dedos daí... eu estou mandando.... Vou contar para a mamãe, seu safadinho! - Só um pouquinho maninha.... Está muito gostoso....
- Está certo mano, eu deixo, mas não envia o dedo la dentro...dói muito…só na portinha. Enquanto Pedro e Mara, agarradinhos num canto da piscina, com a garotinha pendurada ao pescoço do irmão, suspirando, ao sentir o dedo passeando por sua xoxotinha; João, imprensava Paulinha no outro canto da piscina.
- Você e seu irmão são bem safadinhos, não é João? Que nada Paulinha! É que você é muito gostosinha e a gente está louco por você. Se estão loucos por mim.... O que teu irmão está fazendo com a irmã, lá no canto? Eles estão quase se comendo um ao outro.
- Paulinha, seja boazinha e deixe eu a tocar, como eles estão fazendo. João, comigo a coisa é diferente...nada de passada de mão boba. Mas eu tenho uma proposta para vocês dois.
- A muito já notei que vocês não tiram os olhos de minhas coxas, me desejando como dois taradinhos. - É isso mesmo Paulinha! Você é super gostosa!
João, por vinte reais, de cada um, eu deixo vocês chuparem meus seios, por trinta, a minha xoxotinha. Para comer o meu rabinho, são cinquenta reais. Na buceta é bem mais caro, 100 paus e só se for com camisinha.
João se afastou de Paulinha e de boca aberta ficou olhando para a bela menina, loirinha e com cara de anjinho. Surpreso nadou até onde o irmão Pedro, que tinha Mara com as coxas em volta da cintura dele gemendo como uma doida.
Puxou Pedro pelo ombro o afastando, a muito custo, da pequena irmã, que o agarrava com força. - Venha Pedro, necessito falar com você com urgência. - Você é um empata foda... eu e Mara estávamos numa boa! O que você quer?
Enquanto os gêmeos iam para sua casa, ao lado; Paulinha foi até onde estava Mara, que ainda procurava as duas partes de seu biquíni, caídas no fundo da piscina.
- Paulinha o que foi que aconteceu... que João arrancou Pedro de mim, assim sem maiores explicações?
- Sabe o que é amiga... eu disse a ele a tabela que combinamos... e ele ficou como um bobalhão... acho que ele queria me comer de graça, o bobinho.
- Que otário... eu informei ao Pedro, o quanto cobraríamos, de acordo com o que combinamos, mas que como era meu irmão, eu faria um desconto de 20%. Ele aceitou numa boa e já comeu o meu cuzinho, aqui mesmo na piscina.
- Nossa! Você não perde tempo, amiga! - Não dá... não se esqueça do que combinamos com o dono da farmácia lá da esquina. Daqui duas horas, lá nos fundos da casa dele, minha bucetinha e o teu cuzinho para o velhote devorar.
FIM

Sobre este texto

Marcela3

Autor:

Publicação:9 de agosto de 2015 04:25

Gênero literário:Contos eróticos

Tema ou assunto:BDSM

Compartilhe este conto erótico com seus amigos
Ainda não há estatísticas de leitura deste texto, pois ele foi publicado em 09/08/2015.

Comentários

Novo comentário

Os comentários serão moderados. Não serão aceitos comentários agressivos ao autor e/ou que divulguem sites comerciais. No campo nome só aceitaremos nome de pessoas. Se tiver interesse comercial Fale conosco para saber nossa política de publicidade.

  • Ludmila - Belo Horizonte
    Postado porLudmila - Belo Horizonteem9 de agosto de 2015 23:09

    Oi Marcela, adorei a história

Deixe seu comentário abaixo

*Campos com esta marca são de preenchimento obrigatório.
*

Seu endereço de e-mail não será publicado

Mova o seu mouse para fechar essa ajuda.
*