Conto Erotico | Historia Erótica

Publique seu texto gratuitamente!

Autores mais lidos
Loja História-Erótica
Conto erótico no isntagram
conto erotico no youtube
conto erotico no tumblr
Imagens Eróticas
Do fundo do baú

Confissões perversas

Após três doses de vodka on the rocks todos meus sentidos estavam alertas: casais conversando entre mesas; garçons correndo para servirem a tempo; os olhares misturando-se; as conversas cortando nossos ouvidos...
Eu a ouvia com a maior atenção despejada. Formava covinhas no canto dos lábios enquanto sorria, explicando-me suas aventuras.
- Vamos? disse, fuzilando-me com aqueles castanhos que reluziam nos meus azuis.
- Para aonde? minha cabeça confundia-se entre milhões de pensamentos perversos e, meu eu interno gritando baixas pornografias. "Controle-se!"
- Acompanha-me até minha casa?
- ... claro!
No caminho o silêncio cortava nossas respirações. Ela andava calmamente do meu lado, sorrindo quando nossos olhares encontravam-se. Eu queria dizer algo, mas qualquer coisa soaria besteira. Minhas pernas tremiam, enquanto eu tentava apenas ficar de pé. Ela nem parecia ter bebido. Seu porte me excitava... não conseguia negar.
- Bom, chegamos. Você quer subir? Mais um drink e prometo deixa-la ir. Ela disse em meio a um gesto, segurando as duas mãos, implorando por mim.
- Tudo bem... minha voz já havia enfraquecido. O que acontecera comigo? Nunca sentira atração por mulheres. Mas ela... ah!
Segurou minha mão direita, encaminhando-nos para a sala. Preparou dois cosmopolitans.
- À nós! Disse, brindando nossos copos. Levantou-se até o som, onde uma melodia suave com um solo de guitarra ecoou nos meus sentidos. " Slow dancing in a burning room" invadiu o ambiente.
Ela sentara-se do meu lado. Sua mão, ao encostar no couro do sofá, tocou na ponta de um dos meus dedos... estremeci. Ela sorriu e, a partir daí perdi minhas forças: sua língua percorria minha boca, dando mordidas no meu lábio inferior em meio a respiração ofegante. Ela puxava meus cabelos atrás da minha nuca, deixando meu pescoço livre... mordia, lambia e chupava. Meu sexo encharcara-se. Seu corpo agora posicionava-se em cima do meu... fazendo pressão com as coxas em meu sexo. Nossos beijos tornaram-se quentes, rápidos. Ela me encarava. Foi lentamente desabotoando minha camisa, sem tirar os olhos dos meus. Eu mesma abri meu soutien, ela sorriu maliciosamente. Começou beijando minha barriga, contornando a língua até a altura dos meus seios. O fervor de sua língua na minha pele me fez tremer. Chupava um bico dos meus seios enquanto com a outra mão ia despindo-me mais. Mordiscou meu biquinho, dizendo (tocando meu sexo por cima da calcinha) :
- Como já está preparada... tão molhada.
E, num movimento rápido penetrou-me com dois dedos. Eu rebolava perversamente neles, que iam cada vez mais fundo. Ela lambia meus seios. Foi descendo a língua... eu me contorcia enquanto mordeu minha barriga. Perto da minha virilha parou e olhou-me(ainda tocando meu sexo) . Tirou a roupa . Colocou-se entre minhas pernas e começou uma tortura maravilhosa, esfregando nossos sexos. Devagar. Pude sentir sua excitação tocando a minha. Foi aumentando a velocidade e, quando me dei conta, nos esfregávamos tão pornograficamente que eu gritava, gemia, pedia, implorava, sussurrava por mais. Um. Dois. Três. Quatro orgasmos.
Quando recuperei o fôlego o sol já batia nos meus olhos. Ela levantou-se, conduzindo-me para sua cama. Me perdi entre horas e dias, sendo possuída pela mulher mais linda do universo.

Sobre este texto

Marimar

Autor:

Publicação:26 de julho de 2013 23:36

Gênero literário:Contos eróticos

Tema ou assunto:Lésbicas

Compartilhe este conto erótico com seus amigos
Ainda não há estatísticas de leitura deste texto, pois ele foi publicado em 26/07/2013.

Comentários

Novo comentário

Os comentários serão moderados. Não serão aceitos comentários agressivos ao autor e/ou que divulguem sites comerciais. No campo nome só aceitaremos nome de pessoas. Se tiver interesse comercial Fale conosco para saber nossa política de publicidade.

  • mah
    Postado pormahem8 de julho de 2014 20:48

    PERFEITA!

Deixe seu comentário abaixo

*Campos com esta marca são de preenchimento obrigatório.
*

Seu endereço de e-mail não será publicado

Mova o seu mouse para fechar essa ajuda.
*