Conto Erotico | Historia Erótica

Publique seu texto gratuitamente!

Autores mais lidos
Loja História-Erótica
Conto erótico no isntagram
conto erotico no youtube
conto erotico no tumblr
Imagens Eróticas
Do fundo do baú

Amigo de trabalho irresistível

Minha vida parecia perfeita porem tudo mudou de repente. Meu nome é Italo trabalhava em uma agência de publicidade estava com 30 anos e a cinco estava em um relacionamento estável dividindo o mesmo apartamento com Cristian dentista de 31 anos. Na agência trabalhava Ivan de 28 anos, há 2 havia terminado um relacionamento que o abalou muito, tirou férias e após isso fez um curso no exterior e continuou trabalhando de lá e enviando por meios eletrônicos sua parte.

Após a volta de Ivan começamos um projeto juntos, logo de cara muitas reuniões e pude ver como ele estava bem, a academia estava fazendo muito bem a ele e pude perceber que ele ainda não tinha pegado a mania de raspar o peito que a maioria dos freqüentadores tem, percebi pois em algumas reuniões onde ele vestia camisa social que começava toda abotoada ia se desabotoando aos poucos ate o terceiro deixando a mostra aquela bela visão que me forçava para desviar o olhar e não ser percebido. Por falar em roupa, estava se vestindo muito bem com bom gosto, os perfumes que trouxe um mais cheiroso que o outro não pude deixar de notar por chegar perto dele.

Devido ao trabalho mais intensificado eu e Cristian estávamos um pouco afastados, chegava tarde em casa e a moiria das vezes ele já estava dormindo, em uma sexta feira porem ele ficou me esperando o que achei muito bom pois eu já estava subindo pelas paredes. Eu estava no banho quando Cristian entrou e me beijou, acariciou minhas costas, beijava meu pescoço, seu pau duro brincava de espada com o meu, desceu e abocanhou meu pau, que delicia, aquela água quente caindo sobre mim e eu sendo acariciado pela boca gostosa de meu companheiro em meu pau. Ele levantou e agora era minha vez beijei seu peito e pela primeira vez algo estranho aconteceu, enquanto eu beijava Cristian eu lembrava do peito de Ivan era como fleches, chupava seu mamilo, e aparecia o do meu colega de trabalho passava a língua no peito do meu companheiro e era como se estivesse lambendo meu amigo, aquilo me confundia, me dava mais tesão, mas me deixava mal ao mesmo tempo, fui descendo beijando e deslizando meus lábios na barriga do meu companheiro ate chegar em seu cacete o qual eu mamei como a muito não fazia, chupei com gosto com vontade, Cristian gemia e pedia mais, me dizia que estava gostando que estava valendo a pena a saudade. Fomos para a cama fiquei de quatro e pedi para que Cristian lambesse meu cu, algo que ele fez com gosto, após enfiar varias vezes a língua bem fundo foi a vez de seus dedos com um bom lubrificante e depois seu cacete que eu conhecia tão bem mas desta vez estava mais gostoso, com mais vontade alem da imagem de Ivan ficar me aparecendo a todo momento, gozei fartamente, com as estocadas fortes e rápidas de Cristian e dormimos abraçados.

Na segunda feira ver Ivan foi complicado ficava lembrando da transa e me desconcentrei por diversas vezes, claro que foi percebido e no final da reunião Ivan veio falar comigo com seu jeito carinhoso de falar, me perguntou se estava acontecendo algo de errado ou era apenas cansaço mesmo, respondi que era cansaço que apesar do fim de semana o trabalho estava puxado era a terceira campanha grande em seguida estava precisando de uma pausa umas férias. Ivan me perguntou se não poderia me auxiliar e me ofereceu uma massagem quase recusei mas aceitei.

Trancamos a minha sala, e Ivan começou comigo de camisa mesmo, mas pediu para que eu tirasse, o que foi atendido suas mãos quentes tocando minhas costas e ombros, seu perfume invadindo minha narina foi impossível não me excitar, começou da minha nuca e foi descendo ate minha cintura chegando perto da bunda me arrepiei por inteiro quando chegou no final das costas, subiu as mãos e por traz de mim mesmo deslizou suas mãos sobre eu peito ate o fim da barriga quase entrando nas calças e perguntou em meu ouvido:

_ Relaxou?

Meu pau deu um pulo de imediato disse que sim, mas que tinha me lembrado que tinha que responder alguns email’s importantes, quando ele saiu bati uma punheta furiosa no banheiro me lembrando de suas mãos no meu corpo. A semana passou e de vez enquanto Ivan me fazia uma massagem destas geralmente pedia que fosse no fim do expediente ia voando para casa para transar com Cristian, nem tomava banho, chegava arrancava sua roupa, colocava ele de quatro ou frango assando e metia com fúria ate gozar, beijava e o abraçava forte.

Aquilo estava ficando insustentável, mas o que fazer eu não podia sair do meu emprego naquele momento, eu ia me separar de um cara depois de cinco anos por algo que nem real era? Estava confuso e não podia contar a ninguém ate cheguei a comentar com uma amiga como se fosse um caso de outra pessoa, mas a resposta dela não me agradou. Após um longo dia cheio de reuniões já estava tarde, estava sem carro havia ficado apenas eu e Ivan por ultimo no escritorio, Ivan me pergunta se eu gostaria de uma massagem respondo que seria ótimo, pois estava precisando mesmo, me oferece um vinho que tinha comparado e que realmente estava ótimo desabotoou alguns botões de sua camisa arregaçou as mangas e desta vez trouxe ate um óleo de massagem muito cheiroso por sinal. A massagem começou e já estávamos na segunda taça de vinho, suas mãos estavam com movimentos fortes, mas delicados tornando a massagem mais gostosa e excitante, Ivan me pergunta:

_ Desta vez vai querer uma massagem completa?

Fico olhando o com uma cara meio de espanto e ele completa

_ Sim completa ate nas pernas geralmente faço apenas nas costas.

_ Há sim claro, mas terei que tirar as calças não é?

_ Claro ficara mais fácil kkkk.

Deito em um sofá na minha sala apenas de cueca e Ivan recomeça a massagem, desta vez quando ele desce ate o final das costa da uma entradinha em minha cueca, mas nada falo finjo nem perceber, vai para as pernas e quando sobe nas cochas após algumas vezes de massagem normal, repete dando uma entradinha com seus dedos em minha cueca, pede para que eu vire de frente e o faço meio constrangido pois meu cacete esta feito uma rocha de duro, Ivan finge não notar e começa a fazer a massagem em meu peito, há como gosto de ser massageado assim em meu tórax, vai descendo descendo faz a massagem lateral desce na barriga e quase entra na cueca mas passa para o pe, dou ate uma respirada forte. Que delicia de massagem nos pés e vem subindo nas pernas e passa um bom tempo nas cochas. Ivan me pergunta se estou gostando e se pode continuar digo que sim sem perceber que estou dando a resposta que ele queria ele então coloca a mão dentro da minha cueca e começa a massagear meu pau na hora penso em pedir para parar mas não consigo falar nada, principalmente quando ele abocanha meu pau, quase gozo de imediato, Ivan me chupa me suga massageando minhas bolas , vem passa uma mão em meu peito e continua a me chupar, passa para meu saco, que delicia de boca quente em minhas bolas, desliza sua língua entre meu saco e meu cu, me viro e fico de quatro Ivan vem e começa um cunete maravilhoso me levando a loucura, meu pau já baba e pulsa, enfia o maximo que consegue sua língua e tira repete varias vezes , tira seu pau para fora e eu o chupo que delicia de cacete!

Faço um boquete com vontade enquanto sou dedado por Ivan, rebolo em seus dedos e mamo gostoso em seu cacete. Chupo seus mamilos beijo seu peito, subo beijo sua boca e seu pescoço, Ivan me retribui e me coloca de quatro e com uma perna dobrada no sofá e a outra como apoio no chão começa a bombar, como e gostoso seu pau no meu rabo, segura forte em minha cintura e mete com vontade por alguns minutos me viro e deito de barriga para cima colocando minha bunda no braço do sofá e Ivan recomeça a meter. De repente a porta se abre, pois como estávamos apenas nos no escritorio não achamos necessário tranca la, escuto uma voz familiar gritando:

_ O que esta acontecendo aqui?

Olho para a porta e vejo Cristian, levanto e tento procurar minhas roupas e ir de encontro a meu companheiro que sai pela porta furioso. Vou atrás de Cristian vestindo minhas roupas pelo caminho pedindo para esperar mas ele entra no carro e vai embora. Ivan diz que e melhor deixar ele ir e me oferece seu apartamento para que eu passe a noite e resolva tudo no outro dia com a cabeça mais fria.

Nos três dias seguintes tento contato com Cristian, mas não consigo falar com ele, não me atende nem por telefone, pessoalmente ou mensagem, ate que consigo falar com ele e exponho toda a situação, Cristian diz que e melhor dar um tempo e ficarmos separados e depois de um mês conversamos, concordo por achar que ele foi muito civilizado.

Neste tempo tento evitar Ivan, mas e impossível, sinto muitas saudades de Cristian, porem o desejo por Ivan e maior então após o prazo determinado por Cristian conversamos e resolvemos terminar nossa relação de vez. Ficamos um tempo sem nos falar ate que após um ano e alguns relacionamentos de Cristian voltamos a nos falar mais naturalmente afinal foram cinco anos de um relacionamento muito bom e ele e uma excelente pessoa ficar sem ao menos sua amizade seria uma grande perda alem disso somos adultos e sabíamos que um dia isso poderia acontecer.

Ivan e eu assumimos nosso relacionamento três meses depois, comprei um novo apartamento, pois vendemos o antigo e dividimos meu ex e eu, desta vez quis fazer diferente, comprei um apartamento só meu e convidei Ivan para morar comigo no começo relutou um pouco, mas já fazem três anos que estamos morando juntos. Fizemos no ultimo mês uma viajem maravilhosa, onde transamos em vários lugares diferentes , na praia deserta, em um beco, e em todos os cantos do quarto dos hotéis que ficamos, Ivan e delicioso alem de inteligente, bonito, gentil e amável um furacão na cama, no começo apenas ativo, mas hoje por mais que eu seja mais passivo já posso ter meus dias de ativo. Estou super feliz e que este relacionamento seja eterno e intenso enquanto dure.



Autor: Mrpr2

Sobre este texto

mrpr2

Autor:

Publicação:19 de maio de 2013 14:23

Gênero literário:Contos eróticos

Tema ou assunto:Gays

Compartilhe este conto erótico com seus amigos
Este texto foi lido 412 vezes desde sua publicação em 19/05/2013. Dados do Google Analytics

Comentários

Novo comentário

Os comentários serão moderados. Não serão aceitos comentários agressivos ao autor e/ou que divulguem sites comerciais. No campo nome só aceitaremos nome de pessoas. Se tiver interesse comercial Fale conosco para saber nossa política de publicidade.

Não há comentários até o momento. Seja o primeiro!

Deixe seu comentário abaixo

*Campos com esta marca são de preenchimento obrigatório.
*

Seu endereço de e-mail não será publicado

Mova o seu mouse para fechar essa ajuda.
*