Conto Erotico | Historia Erótica

Publique seu texto gratuitamente!

Autores mais lidos
Loja História-Erótica
Conto erótico no isntagram
conto erotico no youtube
conto erotico no tumblr
Imagens Eróticas
Do fundo do baú

Confidente não correspondido apaixonado

Me chamo Celso vou começar esta historia quando Fernando conheceu Kadu. Eu já conhecia Fernando a três anos e desde que o conheci senti interesse por ele mas infelizmente não fui correspondido.Durante este período não me declarei diretamente, mas Fernando só me via como amigo e para não perder sua amizade resolvi não revelar meus sentimentos, embora sem querer demonstrasse meu carinho que era compreendido como amizade. Durante uma festa de conhecidos Fernando disse que tinha conhecido alguém e que iria sair com ele, perguntei quem era, mas ele disse que depois conversaríamos. Tentei ver com quem Fernando iria sair da festa, porem ele saiu sozinho.
No outro dia Fernando veio conversar comigo todo feliz e sorridente dizendo que foi a noite mais gostosa de sua vida. Disse que o cara com quem ele saiu era muito bonito e gostoso, todo sarado com gominhos na barriga, braços fortes, branco de cabelos lisos ate a nuca, peitoral largo e sem pelos no corpo, que sua rola era muito gostosa, 17 cm branquinha de cabeça rosada não circuncidada, me contou com riquezas de detalhes sua noite com ele. Fernando me contou que foram a um motel e la Kadu pediu para que ele tomasse banho, perguntou se ele já estava terminando e entrou com ele no chuveiro enfiou um dedo em seu cu e começou a fazer movimentos de entra e sai com Fernando apoiado na parede, abriu bem as nádegas de Fernando deixando seu cu bem exposto e enfiou a língua, lambeu enfiou a língua e os dedos deixando Fernando louco de tesão. Meu pau estava super excitado dentro da cueca, mas meu coração muito apertado em meu peito a cada cena que Fernando me contava meu coração apertava ainda mais, mas tentei não demonstrar e Fernando continuou dizendo que Kadu pediu para que ele se enxugasse e ficasse de quatro na cama, passou gel lubrificante em seu pau e foi enfiando em seu cu, segurou em seus ombros e fazia um vai e vem muito gostoso, o comeu de frango assado e de lado e para finalizar o colocou para chupar seu cacete ate que gozou em sua boca. Não sabia o que dizer, então perguntei se ele iria se encontrar com ele novamente Fernando disse que era sua vontade porem Kadu não queria se expor que isso deveria ser um segredo deles mas Fernando estava tão feliz que precisava compartilhar isso com alguém e como eu era seu melhor amigo e confiava em mim resolveu me contar. Quando escutei que eu era seu melhor amigo meu coração doeu mais forte inventei que havia recebido uma mensagem da minha mãe me chamando e sai o mais rápido possível da li. Cheguei em casa e fui chorar com a água do chuveiro caindo em mim.
A noite Fernando e eu e alguns amigos fomos passear em um parque de diversões que havia chegado a cidade, passeando por la encontramos Kadu com seus amigos, passamos por eles e Fernando não conseguiu disfarçar e ficou encarando Kadu que passou por nos como se não conhecesse ninguém e ainda ouvimos comentários sobre os olhares de Fernando para Kadu onde com tom de zoação diziam que o viadinho estava vidrado em Kadu que disse algo que não intendi e todos riram.
Alguns minutos depois Fernando recebe uma mensagem no celular diz que precisa ir e depois me contaria o que era. No outro dia Fernando me procura e diz que na noite passada novamente transou com Kadu, mas foi chamado atenção pela forma como o olhou e advertido para ter mais cuidado. Fiquei com raiva e disse a ele que se Kadu tinha vergonha dele era melhor ele encontrar outra pessoa, pois ele não merecia aquilo Fernando me disse que era bobagem minha e que iria continuar a se encontrar com Kadu enquanto ele quisesse.
Os dias passavam e cada vez Kadu aprontava mais com Fernando. Kadu beijava e agarrava garotas em sua frente, combinava encontros e desmarcava em cima da hora, isso quando não dava bolo e nem aparecia, sem nenhuma explicação. Uma vez estava agarrando Fernando em um beco quando se aproximaram amigos dele e Kadu empurrou Fernando, o xingou e saiu com seus amigos. Fernando me ligou e fui correndo ao seu encontro, Deitou no sofá e coloquei sua cabeça em meu colo, meu amor não correspondido chorava e eu tentava o consolar, minha vontade era de abraça lo beijar sua boca, retirar cada gota de sofrimento que Kadu havia colocado em seu coração e preencher com todo meu amor porem horas depois seu rosto se iluminou com um imenso sorriso após ler uma mensagem de Kadu pedindo desculpas e o chamando para ir a um motel que ele iria o recompensar pelo que tinha feito, me cresceu um ódio dentro de mim uma fúria, uma imensa vontade de prender Fernando em casa e ir em seu lugar no encontro com Kadu e bater muito nele, mas não fiz, Kadu foi para o banheiro e fiquei admirando seu corpo sendo banhado pela água, seu movimentos para mim eram como se estivesse em câmera lenta, nem prestava atenção no que ele me dizia apenas contemplando seu corpo sendo ensaboado, saiu do banho enrolado na toalha se perfumou e vestiu lindo como um príncipe e foi ao encontro de Kadu e eu para casa sofrer sozinho, calado.
Depois de alguns meses Fernando chegou chorando em minha casa disse que Kadu tinha feito o fazer algo que não queria, mas fez para não perde lo perguntei o que era e Fernando me disse que Kadu pediu para que ele transasse com ele e seu primo Fred e que este cara era muito bruto, meteu em seu cu com brutalidade, Kadu por sua vez meteu em sua boca também sem muita preocupação, batia o cacete em sua cara, dava cara e o chamava de putinha safada, Fred dava tapas em sua bunda e metia um cacete de 20 cm em varias posições e invertia com Kadu e socava ate a sua garganta. Nem consegui ouvir tudo e pedi para Fernando parar, perguntei como ele se sujeitou aquilo, que porque não foi embora ou me ligou? Fernando disse que não queria perde lo, mas aquilo tinha sido seu limite e não queria mais Kadu, mesmo com raiva fiquei feliz com a noticia.
No fim de semana seguinte encontramos Kadu e Fernando falou em meu ouvido que não queria mais falar com ele, havia rejeitado suas ligações anteriores e não respondeu suas mensagens, perguntou se poderia segurar minha mão, respondi que sim e fiquei vermelho e não consegui disfarçar minha felicidade de caminhar com Fernando de mãos dadas. Kadu deu uma olhada, mas virou para o ouro lado, porem percebi que ele ficou diferente sua cara ficou ainda mais fechada e estava irritado. O celular de Fernando em poucos minutos não parava de chamar ele rejeitou algumas chamadas e quando foi ler as mensagens tomei seu celular e o desliguei.
_ È melhor assim para não ceder a tentação. _ Disse eu a Fernando.
_ Você esta certo. _ Fernando me respondeu.
Estávamos conversando em um lugar mais reservado, quando Kadu chegou e perguntou o que estava acontecendo, porque Fernando não queria o atender. Fernando disse que não queria mais nada com ele e Kadu disse que ele iria dar para ele sim e seu primo também queria comer o cu de Fernando novamente que era seu ultimo dia em nossa cidade e ele estava louco de tesão. Fernando disse que não iria, Kadu o puxou pelo braço eu intervi empurrando Kadu, cadu me empurrou me dizendo para ficar na minha que eu não era homem o bastante para impedi lo. Trouxe Fernando para traz de mim e disse que ele não iria a lugar algum. Kadu partiu para cima de mim, com socos e chutes gritava que eu era um frouxo que percebia que eu era apaixonado por Fernando, mas que ele nunca seria meu, porque eu não era homem suficiente para satisfaze lo nem apagar seu fogo de viado. Seus amigos se aproximaram e meus amigos também, meus amigos começaram a gritar e chamaram os seguranças Kadu e seus amigos fugiram. Tive que ir embora apoiando Fernando.
Em casa Fernando fez curativos e passou medicamento em meus ferimentos, me perguntou se era verdade, perguntei o que ele queria saber se era verdade e ele me disse o que o Kadu disse que eu era apaixonado por ele.tentei mudar de assunto porem Fernando insistiu. Finalmente confessei disse que eu sempre fui apaixonado por ele que todas as vezes que o via com outro cara eu sofria que eu queria ficar com ele, mas que ele não me via, disse que se eu fosse Kadu não o deixaria sozinho, não o trairia, não o humilharia daquela forma, que eu daria carinho, amor, amizade, abraçaria e o beijaria, andaria de mãos dadas na rua teria orgulho de ter um namorado como ele. Fernando encheu os olhos d’agua disse que não sabia sobre meus sentimentos me pediu desculpas por todas as coisas que havia me contado, me perguntou se eu estava me sentindo bem e foi embora.
Ficamos uma semana sem nos falar então resolvi dar um tempo para minha cabeça em outro lugar, fui para a casa de minha avó. Depois de alguns dias Fernando tentou me ligar me enviou mensagens, mas eu nem li apaguei todas e rejeitei suas chamadas.
Quando cheguei fui recebido por ele, minha mãe contou que eu estava chegando e ele veio me encontrar, disse que precisava conversar comigo, disse que não tínhamos mais nada para conversar, Fernando disse que não era verdade, que eu olhasse no fundo dos seus olhos e dissesse que eu não o amava mais, me virei olhei para ele e não consegui, virei de volta e disse que não precisava provar nada para ninguém. Fernando veio para minha frente eu abaixei minha cabeça para não olhar em seus olhos, ele pegou em minha mão, meu corpo esquentou como se uma enorme chama percorresse todo meu corpo, meu coração disparou comecei a suar frio.
_ Me perdoa, refleti muito durante todo o tempo que você estava fora, vi que você era quem estava sempre ao meu lado, não sei como não percebi, como não vi todo o amor que você tinha por mim em seu olhar. E alem disso eu também não estava percebendo meus reais sentimentos o que estava sentindo por Kadu não era amor era simplesmente tesão, desejo e agora nem isso sinto mais. Na sua ausência percebi que todo o sentimento que eu sentia por você era amor, senti sua falta, falta de falar com você, da sua presença dos seus carinhos de sua proteção.
_ Isso eu sei, você sentiu falta de amparo.
_ Não, algo mudou, percebi que sinto atração por você mas que algo me impedia, era medo de perder sua amizade então o desejo por Kadu chegou e agora que me livrei desse desejo e você se revelou sinto ainda mais. Acredite eu quero você!
_ Preciso pensar.
Disse isso e fui para casa. Os dias se passaram e eu sempre via Fernando triste pelos cantos. Soube que Kadu mudou para a cidade de seu primo, Fernando tentava algumas vezes falar comigo eu respondia o básico, mas não prolongava o assunto. Resolvi tentar ficar com outra pessoa para me livrar da imagem de Fernando que não saia da minha cabeça, fiquei transei, mas como em um filme eu olhava para o cara com quem eu estava e via a imagem de Fernando disse a ele que eu não podia mais encontra lo que foi bom mas estava realmente apaixonado por outro.
Corri para a casa de Fernando cheguei e perguntei se tudo aquilo que ele havia me dito antes era verdade e se ele realmente queria ter algo serio comigo. Fernando abriu um imenso sorriso e me abraçou me beijou e ficamos agarradinhos no sofá nos beijando fazendo carinho um no rosto um do outro, acariciando nos braçando. Os carinhos foram aumentando de intensidade e ficando mais picantes Fernando então me chamou para seu quarto tirou sua camisa e a minha, me sentou na cama e veio para perto beijou meu pescoço e desceu para meu peito, chupou meus mamilos e desceu beijando minha barriga abriu minha barguilha colocou meu pau para fora e começou a chupar. Retirou minha calça retirou a sua passou gel em meu pau e em seu cu encaixou e cavalgou em meu cacete deliciosamente, coloquei o de frango assado, ergui suas pernas colocando em meus ombros e meti meus 18 cm em seu cu colocando e tirando deslizava para dentro e para fora me dado e concedendo a Fernando muito prazer, gozamos eu em seu cu e Fernando em seu peito deitei sobre ele nos beijamos e ficamos acariciando um ao outro no outro dia extremamente felizes estávamos nos dois caminhando pelo parque de mãos dadas juntos e namorando.

Autor: Mrpr2

Sobre este texto

mrpr2

Autor:

Publicação:17 de dezembro de 2013 22:29

Gênero literário:Contos eróticos

Tema ou assunto:Gays

Compartilhe este conto erótico com seus amigos
Ainda não há estatísticas de leitura deste texto, pois ele foi publicado em 17/12/2013.

Comentários

Novo comentário

Os comentários serão moderados. Não serão aceitos comentários agressivos ao autor e/ou que divulguem sites comerciais. No campo nome só aceitaremos nome de pessoas. Se tiver interesse comercial Fale conosco para saber nossa política de publicidade.

Não há comentários até o momento. Seja o primeiro!

Deixe seu comentário abaixo

*Campos com esta marca são de preenchimento obrigatório.
*

Seu endereço de e-mail não será publicado

Mova o seu mouse para fechar essa ajuda.
*