Conto Erotico | Historia Erótica

Publique seu texto gratuitamente!

Autores mais lidos
Loja História-Erótica
Conto erótico no isntagram
conto erotico no youtube
conto erotico no tumblr
Imagens Eróticas
Do fundo do baú

Deliciosa experiência com casal bi

Deliciosa experiência com casal bi

Me chamam de Dime tenho 24 anos, corpo normal, poucos pelos no peito, bem branco com um pouco de sardas pelo corpo, ruivo, olhos mel, deixo sempre um cavanhaque para aparentar ser mais sei la,mais velho, um ar experiente. Trabalho em um hotel a beira mar a dois anos, ja vi muita coisa trabalhando aqui, mas o que vou contar foi bem intenso e inusitado para mim.
Eram umas 9:00 ja estava terminando a arrumação dos quartos destinados a mim. Cheguei no 609 bati e anunciei que era o serviço de quarto, quando a porta abre uma morena muito bonita com uma camisola preta rendada me atende, me cumprimenta olhando de cima a baixo com sorriso nos lábios e diz que posso arrumar. Entro e começo a arrumar as coisas a mulher Cintia se deita na cama de forma que sua camisola deixa sua bunda aparecendo, ouço um barulho de chuveiro e pergunto se ela esta acompanhada, Cintia diz que é seu marido, mas que posso ficar tranquilo e pede para que eu feche a porta digo que pelas normas do hotel para segurança do hospede e minha o trabalho deveria ser feito com a porta aberta. Cintia diz que compreende, mas que quer ficar a vontade, logo o marido vai sai do banho e não pegaria bem para os outros hospedes vê los naquelas condições, concordo fecho a porta e começo a arrumação.
Logo escuto o chuveiro se fechando e de dentro Amauri o esposo sai do banheiro apenas com uma toalha na cintura.
_ Demorei muito amor?
_ O suficiente para eu ficar com saudades.
Disse Celia laçando com os braços o pescoço do marido que a beija descendo suas mãos pelas costas da esposa ate chegar em sua bunda e dar uma boa apalpada em suas nadegas. Celia apos beijar bem quente e intensamente o marido sussurra algo em seu ouvido enquanto continuo fazendo meu trabalho vermelho uma mistura de perplexidade, tesão e vergonha.
_ Desculpa amigo, me chamo Amauri qual o seu nome?
Estende a mão direita o marido para me cumprimentar enquanto a esquerda acaricia a xoxota da mulher.
_ Dime.
Respondo meio sem jeito.
_ Muito prazer.
_ Ja viu esposa mais linda que a minha?
Só dou um sorrisinho sem graça.
_ Vamos rapaz pode olhar! Olha esses peitinhos durinhos arrepiadinhos, pontudinhos hummm
Disse estando atrás da esposa colocando suas mãos na frente acariciando seus seios depois a virou de lado e pos a mama los.
_ Olha só essa barriguinha sequinha!
disse abaixando e beijando a barriga da esposa.
_ Humm olha o que temos aqui!
E caiu de boca na buceta da loira que geme de prazer colocando uma das pernas no ombro do marido que olha para mim com cara de safado enquanto eu ali parado de boca aberta com a cena.
Amauri se aproxima de mim fica ao meu lado coloca a mão em meu ombro e diz a mulher
_ Parece que nosso amigo é tímido, mas esta gostando Celia, olha a barraca armada aqui!
_ Hummm delicia deixa eu ver. Nossa é mesmo amorzão, posso brincar?
_ Se nosso amigo permitir...
_ Eeeeee
Gaguejei estava atônito sem saber o que fazer, mas Celia sabia, apalpou meu pau por cima do uniforme abaixou minha calça retirou meu cacete para fora e iniciou um delicioso boquete cheguei a tremer de nervoso e tesão. Nunca tinha me acontecido algo parecido, ja tinha ouvido falar em homem que gosta de ver a esposa com outro cara, mas aquilo estava acontecendo ali comigo e eu não sabia como reagir.
_ Esta gostoso amor?
_ Muito amorzão.
Disse Celia com uma cara bem safada retirando rapidamente meu pau da boca e colocando de volta.
_ Essa minha mulher é um vulcão viciada em pica! Kkkk
Disse o marido jogando na cama sua toalha e balançando seu cacete que logo foi abocanhado por Celia que passou a alternar os paus, o do marido e o meu que eram praticamente do mesmo tamanho o meu tem 18 cm reto cabeçudo e o tronco igual roliço ja o de Amauri tem 16 cm, a cabeça mais fina e o tronco vai engrossando ate a base torto para cima.
_ Isso minha puta vai, mostra o que voce sabe fazer minha esposa safada.
Gemia e falava putaria Amauri. Enquanto eu relaxava e me soltava mais com a boca daquela mulher em meu pau.
Celia terminou de tirar minha calça junto com a cueca chupando meu pau, Amauri tirou minha camisa me deixando totalmente nu. A loira então se levantou alisando meu corpo me virou de costas para cama e me empurrou intendi sua intenção e deitei na cama ela veio por cima de mim e me deu um gostoso beijo cheio de tesão.
_ Chupa minha buceta?
Pediu com voz melosa, como resistir e respondi que sim. Celia se virou e eu fui por cima em um 69. Eu chupando sua buceta enquanto ela chupava minha bunda. Logo comecei a sentir umas mãozonas em minha bunda, mas não questionei depois das mãos uma língua áspera e quente percorria meu rego das minhas bolas passando pelo meu cu ate do outro lado pensei em reclamar mas estava tão gostoso que deixei, não demorou muito para eu sentir aquela língua invadir meu cu nossa meu tesão foi a mil nunca tinha sentido nada igual aquilo passei a chupar com mais gosto a buceta de Celia que gemia mais, meu pau duro feito rocha chegava a doer na boca daquela putinha.
Foi então que senti algo firme na portinha do meu cu querendo passagem ai reclamei.
_ Não dar o cu eu não dou!
_ Há qual é cara? Quer comer minha mulher e eu não posso comer teu cuzinho?
_ Por favor deixa? Nem vai doer prometo meu marido sabe fazer bem gostoso vai
Aquele pedido com uma voz tão doce.
_ Certo, mas então quero comer sua buceta.
_ So se for agora.
Celia se virou abriu as pernas e liberou sua bucetona rosada para mim, fui por cima dela e cravei meus 18 cm naquela buceta melada enquanto ela gemia com a rola do marido na boca. Não tive do metia forte com força e quanto mais eu metia mais Celia pedia. A loira ficou de quatro e eu desci da cama ficando em pe o marido veio para trás de mim e ficou me alisando e passando a mão na mulher. Amauri passou a mão no meio de minhas costas já toda suada me arrepiando todo voltou e posicionou a mão um pouco abaixo do meio da coluna pedindo para me enclinar para ele lamber meu cuzinho. Como eu tinha gostado muito da experiência deixei.
Agora eu metia em Celia e Amauri metia sua língua no meu rabo estava muito gostoso. Foi quando ele se levantou e novamente tentou me penetrar e eu travei meu cu com seu cacete na portinha.
_ Você prometeu, relaxa vai tenho certeza que vai gostar.
Eu estava engatado na mulher do cara com ele atrás de mim, não estava numa posição muito boa para negociar e cedi. Amauri foi penetrando alisando minhas costas dizendo para eu relaxar e Celia também. Mais um pouco de lubrificante e o formato do pau de Amauri auxiliou a entrada aos poucos fui relaxando cada vez mais. Realmente dor eu não senti um ligeiro desconforto que logo foi sendo substituído por um enorme tesão. Agora como um sanduíche e eu sendo o recheio fodiamos feito loucos naquele quarto de hotel.
Finalmente depois de algum tempo fodendo gozamos praticamente juntos Celia, Amauri em mim e eu em Celia nunca tinha gozado tanto na minha vida como naquela hora deitei exausto suado na cama enquanto Amauri caiu de boca em meu cacete sentindo o gosto da minha porra misturado com o sabor da buceta de sua mulher depois o casal se beijou e deitaram abraçados.
Descansei um pouco e depois me ofereceram uma ducha onde os dois me chuparam mais terminei a limpeza do quarto e trocamos telefones fui terminar meu trabalho exausto mas feliz com o que tinha acontecido enquanto os safados foram para a praia.
Mais tarde eu já em casa meu telefone toca eram meus novos amigos me convidando para um jantar que foi delicioso. Depois do jantar transamos muito desta vez não fiz cu doce e liberei gostoso chegando a rebolar feito puta no colo de Amauri enquanto era chupado por Celia, ainda fizemos uma DP na loira onde eu comi o cu dela e o marido a xoxota, pela primeira vez na minha vida chupei um pau e gostei .
O casal ficou mais duas noites das quais eu participei e agora sempre que eles vêem a minha cidade eles ficam no Hotel onde eu já não trabalho mais, mas continuamos nos encontramos, pois ainda temos contato já ate aconteceu de um outro rapaz se juntar a nos em um fim de semana muito safado, mas isto já é uma outra historia.

Autor: Mrpr2

Sobre este texto

mrpr2

Autor:

Publicação:18 de novembro de 2015 21:30

Gênero literário:Contos eróticos

Tema ou assunto:Gays

Compartilhe este conto erótico com seus amigos
Ainda não há estatísticas de leitura deste texto, pois ele foi publicado em 18/11/2015.

Comentários

Novo comentário

Os comentários serão moderados. Não serão aceitos comentários agressivos ao autor e/ou que divulguem sites comerciais. No campo nome só aceitaremos nome de pessoas. Se tiver interesse comercial Fale conosco para saber nossa política de publicidade.

  • rogerio reys
    Postado porrogerio reysem30 de dezembro de 2015 10:04

    Maravilhoso conto.. sou negro1, 80 82 k... tenho vontade de fazer e praticar esta experiência... muito bom gosei muito de imaginar. PARABENS

Deixe seu comentário abaixo

*Campos com esta marca são de preenchimento obrigatório.
*

Seu endereço de e-mail não será publicado

Mova o seu mouse para fechar essa ajuda.
*