Conto Erotico | Historia Erótica

Publique seu texto gratuitamente!

Autores mais lidos
Loja História-Erótica
Conto erótico no isntagram
conto erotico no youtube
conto erotico no tumblr
Imagens Eróticas
Do fundo do baú

Despertar de Sensações -Final- O cheiro do amor.

Despertar de Sensações -Final-  O cheiro do amor.
Ola a todos relembrando minha historia eu fui criado por meu tio Levy, por quem acabei despertando um sentimento forte e enquanto meu pai trabalhava viajando fotografando o mundo, mas meu pai veio me ver e resolveu me levar em suas viagens e claro que muitas sacanagens rolaram, pois meu pai é muito safado. Acabei me interessando por um rapaz, porem tivemos que viajar para outra cidade, mas chegando neste novo destino não me senti bem, indisposto, náuseas, enjôos, vomito e manchas pelo corpo.
_ E ai filhão como foi o dia melhor?
_ Pior pai estou com muitas dores e vomitando muito.
_ Que foi vai em dizer que engravidou? Não quero nem saber vai ter que casar kkkkkk
_ Não é hora de brincadeiras pai é serio acho que é melhor procurarmos um medico.
_ Certo tem razão você já esta com este braço quebrado se acontece algo com você o Levy me mata.
_ Obrigado pela preocupação comigo pai!
_ Claro que estou pensando em você também larga de drama vamos.
Chegamos no posto da cidade porem estava em greve ficamos horas e horas na emergência e nada meu pai decidiu voltar para a casa do meu tio e procurarmos um medico la.
_ Seu tio saberá lidar melhor com isso do que eu.
_ o que aconteceu? O que você fez com meu menino?
_ Epa epa epa! Primeiro que o filho é meu, eu não fiz nada e não tem menino nenhum aqui. Meu filho esta doente estou suspeitando de dengue pelos sintomas, mas o posto medico da cidade que estávamos estava fechado ate passei por outras na vinda para ca, mas achei que você poderia nos auxiliar melhor.
_ Vamos tenho um plano de saúde.
Minha febre estava muito alta fiquei em observação, realmente era dengue. Repouso, muito liquido, alimentação adequada e nos horários certos, muito carinho e atenção.
_ Desculpa ai filhão eu tentei, mas acho que ainda não estou preparado para ser pai.
_ Não diga isso pai, você pode não ser o mais tradicional dos pais porem é e será sempre o meu pai, meu companheiro de balada, meu personal professor de fotografia, quer melhor que ter dicas de fotografia pessoalmente com Adones Guerra? Ter um guia turístico, um professor sexual na pratica com um mestre como você? Não é para qualquer filho, muitos tem vergonha dos pais perto dos amigos o meu me faz conhecer novos amigos e lugares é bonitão, safado kkkk. Pai qual é? Meu tio foi e continua sendo mais que meu tio você sabe ele foi como um pai para mim e nunca me esquecerei de tudo o que ele fez e faz para mim, mas você do seu jeito esta cada vez mais presente na minha vida e isso não há palavras para explicar o quanto é bom. Acabei tendo dois pais não é bom?
_ É ótimo filho e obrigado por compreender este meu lado mundano e espero continuar me aproximando mais de você ensinando o que aprendi com o mundo mesmo as vezes estando do outro lado dele.
Disse meu pai me abraçando e fazendo cafuné em meus cabelos. Meu ai ficou mais uns dias comigo, mas logo teve que partir para mais uma viagem ficando apenas meu tio Levy e eu em casa novamente.
_ E ai como você esta?
_ Bem melhor agora acho que amanha já começo a busca de um novo emprego, não posso viver as suas custas ne?
Tio Levy sentou se na beira de minha cama e me deu um abraço forte. Nossa que gostoso aquele abraço que delicia sentir aquele perfume gostoso do meu tio.
_ Você me assustou, quando te vi ali com esses lindos olhos com aspecto mole, aquele gesso, arranhado, mil e uma coisas passaram pela minha cabeça.
_ Calma tudo passou tio, foi um susto apenas.
_ Nunca mais você sai de perto de mim, nunca mais!
_ Sabe que isso não será possível ne?
_ Eu sei, eu sei...
Ficamos nos olhando um dentro dos olhos do outro, acariciando o rosto um do outro cada vez mais perto, cada vez mais próximos, nossas bocas foram abrindo, aqueles olhos azuis, aquela boca rosada, finalmente aconteceu senti o gosto macio e suave do beijo do meu tio, nos abraçávamos e nos beijávamos começou suave mas foi se intensificando, tiramos nossas camisas olhamos um para o outro, meu tio ficou de pe quis sair eu segurei sua mão ele olhou no fundo dos meus olhos eu puxei o cordão que segurava sua calça e ela caiu desci sua cueca e abocanhei seu cacete já semi duro, a cada sugada ele ia se enrijecendo em minha boca aquele cacete branquinho de cabeça rosada assim como o meu. Tio levy deitou se na minha cama tirei minha calça a cueca, ficamos de lado um o contrario do outro e fizemos um delicioso 69. Eu chupava o cacete de meu tio, lambia suas bolas depiladas, sua viria, avancei apertando sua bunda abri e cai de boca naquele cuzinho que já piscava pedindo minha língua babei cuspi e lambi aquele cu meu tio ficou de quatro eu flexionei uma das pernas na cama e a outra estendida apoiada no chão penetrei meu tio acariciei suas costas, segurei em sua cintura e bombei como nunca tinha feito com ninguém foi maravilhoso, depois o coloquei de frango assado e meti olhando no fundo daqueles olhos azuis gozamos praticamente juntos eu no cu do meu tio e ele em sua barriga. Deitei sobre meu tio Levy esfregando meu peito no dele esporrado com sua porra e ficamos assim sentindo o coração um do outro sentindo o cheiro do nosso sexo.
_ Você sabe que isso nunca mais vai acontecer não é?
_ Sei tio, mas precisava acontecer.
_ As vezes eu via desejos nos teus olhos, mas preferia pensar que era fantasia da minha cabeça.
_ Eu sempre amei muito você tio, mas agora vejo que eu preciso de você de outra forma, sei que não daria certo nos dois juntos, sei como você pensa e não seria feliz assim.
_ Obrigado por compreender.
Meu tio finalmente assumiu sua homosexualidade e iniciou um namoro com um professor muito gente boa e claro que fiquei morrendo de ciúmes, mas Jorge é um cara bacana e esta fazendo muito bem ao meu tio.
Contei a meu tio minhas aventuras e claro que ele ficou muitas vezes irritado pela sua forma de pensar e agir completamente diferentes do meu pai. Alberto logo que soube o que aconteceu quis vir, mas achei que poderia atrapalhar seu trabalho passou se um mês e ele veio passar alguns dias de suas férias aqui conosco. Meu tio gostou muito de Alberto continuamos a nos comunicar, assim como os outros amigos que fiz nesta viagem louca, mas Alberto era especial tanto que acabamos realmente namorando agora estou fazendo um curso de fotografia e vídeos já estou trabalhando em uma empresa que faz filmagens e fotografa eventos o que me permite ir sempre a cidade de Alberto.
_ Boa tarde Dona Nega o Alberto esta?
_ Não meu filho ele ainda esta no armazém e você como esta melhorou mesmo?
_ Estou ótimo morrendo de saudades do meu moreno.
_ E ele não para de falar do loirinho dele kkkk acho tão lindo o amor e o carinho de vocês dois.
_ Não sabe como eu agradeço esse carinho da senhora, sabe que é muito difícil se encontrar isso.
_ È a felicidade do meu neto, eu o criei, sei o quanto ele é um bom rapaz e vejo que você é uma ótima pessoa e o esta fazendo feliz como eu poderia ser contra?
_ Que surpresa é essa?
_ Vim te ver estou louco de vontade de sentir teu cheiro.
_ So o cheiro?
Alberto chegou me abraçou e me deu um delicioso beijo, comemos umas mangas enquanto dona Nega preparava a janta.
A noite fomos para o quarto Alberto me deitou na cama e me beijou cada cantinho do meu corpo e me chupou deliciosamente meu pau, lambendo minha viria, meu saco me virou de costas beijou cada lado de minhas nádegas abriu minha bunda e lambeu meu rego enfiou a língua no meu cu e babou bastante depois se deitou por cima de mim. Delicia sentir o corpo quente do meu macho gostoso ele foi se encaixando em mim e logo me penetrou e iniciou um vai e vem cadenciado em meu cu. Mexia seus quadris me dando muito prazer e beijava minha nuca, virava meu rosto e me beijava chupando minha língua. Alberto aumentou a velocidade empinou minha bunda pedindo para que eu ficasse de quatro ajoelhou na cama e segurando em minha cintura socava rápido e gostoso gemíamos dando vazão ao nosso prazer e gozamos juntos Alberto em meu cu e me batendo uma punheta.
As vezes vou para a casa dele as vezes ele vem aqui ainda não decidimos como vamos fazer a distancia é bom da uma saudadezinha gostosa, não enjoa, um não fica controlando o outro mas temos muito respeito um pelo outro nunca mais transei com outro a não ser Alberto confesso que as vezes ainda sonho transando com meu tio Levy, mas hoje entendo que esse carinho esse sentimento que tenho por ele é de filho para pai, meu pai hoje esta mais presente, conversamos mais, ele me envia fotos vídeos, conversamos por cam é incrível como mesmo tendo toda esta tecnologia tínhamos nos distanciado tanto acho que era medo de eu cobrar algo. Enfim meu pai me da altas dicas para melhorar cada vez mais meu trabalho, dicas de viagens e varias outras coisas que ele aprendeu com suas andanças pelo mundo, meu tio Levy me puxa a orelha, me cobra, me elogia, me orienta continua um paizão e não um tio e agora ainda tenho o Jorge seu namorado que também é cheio de conselhos e para me dar amor e carinho meu moreno gostoso Alberto e que toda essa felicidade dure por muitos e muitos anos.

Fim.

Autor: Mrpr2.


Sobre este texto

mrpr2

Autor:

Publicação:4 de setembro de 2015 10:22

Gênero literário:Contos eróticos

Tema ou assunto:Gays

Compartilhe este conto erótico com seus amigos
Ainda não há estatísticas de leitura deste texto, pois ele foi publicado em 04/09/2015.

Comentários

Novo comentário

Os comentários serão moderados. Não serão aceitos comentários agressivos ao autor e/ou que divulguem sites comerciais. No campo nome só aceitaremos nome de pessoas. Se tiver interesse comercial Fale conosco para saber nossa política de publicidade.

  • Fernando.
    Postado porFernando.em26 de dezembro de 2015 17:45

    Obrigado.
    Obrigado por me proporcionar bons momentos de leitura.É muito gostoso sonhar com tanto carinho.Maravilhosa história.

Deixe seu comentário abaixo

*Campos com esta marca são de preenchimento obrigatório.
*

Seu endereço de e-mail não será publicado

Mova o seu mouse para fechar essa ajuda.
*