Conto Erotico | Historia Erótica

Publique seu texto gratuitamente!

Autores mais lidos
Loja História-Erótica
Conto erótico no isntagram
conto erotico no youtube
conto erotico no tumblr
Imagens Eróticas
Do fundo do baú

Entre primos -3- Confusão

Entre primos -3-  Confusão
Entre primos -3- Confusão
_ Namorando? Você disse que eles não...
_ Eu estava brincando aquela hora juro que não sabia, mas pela cara do Sebastião acho que ele também foi pego de surpresa kkkkk ei onde você vai?
Perguntou meu irmão me segurando.
_ Vou embora ja deu essa palhaçada pra mim!
_ Deu nada senta ai! Vai passar recibo pro tio José? Ja viu alguem comunicar namoro em almoço de familia? Ele fez de proposito para dizer que o filho dele não é gay , para ver a sua reação e te afrontar ele esta mandando um recado para nossos pais e para você.
_ Não tenho nada com o Sebastião ja te falei!
_ Sua reação não demonstra isso, era exatamente isso que o pai do Sebastião queria.
_ Só acho isso um absurdo, obrigar o filho a namorar a força.
_ O Sebastião não esta sendo forçado, obrigado, ta vamos dizer que um pouco coagido, ele esta com medo de desmentir o pai na frente desse monte de gente ja imaginou o aue que nosso tio ia aprontar e a Flavia? Sabe o coração mole que é o Sebastião, acha mesmo que ele iria fazer a Flavia passar essa vergonha? Então senta ai e faz como os outros abre um sorriso e finge que é a melhor noticia do dia que eu vou dar uma zoada basica né?
Valter se lavantou e foi comprimentar os "Namorados", Sebastião o abraçou com a maior cara de perdido e me olhou com aqueles olhos de " eu não sabia" me dando um aperto no peito enquanto meu tio ria e se divertia, que odio!
Flavia tinha minha idade gostava de lutas treinava na mesma academia que Sebastião, sempre estava junto dos garotos alguns diziam que ela dava de cima de Sebastião outros de Valter para mim ela dava confiança para qualquer lutador da academia que ganhasse uma luta.
Dias se passaram sem que eu encontrasse com Sebastião, meu irmão dizia que ele perguntava todo dia por mim e que já estava na hora de eu entrar para a equipe, mas achei melhor não. Eu estava voltando para a casa depois de ir ao supermercado quando encontro com Sebastião que ao me ver abre um belo sorriso.
_ Você esta sumido estou com muita saudade sua.
_ Você foi quem sumiu.
Ficamos alguns segundos nos olhando sem dizer nada, eu olhava aqueles olhos castanhos, aquela boca que meu primo mordia ele estava nervoso talvez a mesma sensação que eu me controlando para não beija lo ali mesmo.
_ Porquê Sebastião? Porque aceitou o namoro?
_ Fui pego de surpresa não sabia o que fazer acabei deixando acontecer.
_ Não acredito nisso!
_ Alguma vez menti para você?
_ Não, não acredito que deixou seu pai te manipular assim.
_ Você tambem deixou que seu medo o atrapalhasse não foi por isso que você terminou com o Luan?
_ Desculpa, eu mais que ninguém deveria te entender, mas temos que nos libertar disso estamos misturando respeito com obediência cega continua acreditando que devemos respeitar nossos pais mas obedecer a qualquer mando?
_ Concordo mas dizer e facil.
_ É. .. Bom pelo menos a Flavia é uma boa namorada?
_ Não quero falar dela com você, porque não entrou na equipe de lutas?
_ Você sabe o porque, ainda mais agora... é melhor não.
Fomos nos aproximando olhando um nos olhos do outro, nossos rostos ficaram cada vez mais perto, já sentia seu respeirar quando...
_ Sebastião!
Grita Flavia e se aproxima.
_ Seu pai esta procurando por você.
_ Já estou indo so parei para falar com o Jhonatam.
_ Pensei que já tivessem terminado.
_ O que?
_ A conversa Sebastião, pensei que já tivessem acabado de conversar, pensou que fosse outra coisa?
_ Nem vou responder.
Sebastião se despediu e Flavia foi com ele me encarando dando um sorrisinho sarcástico de canto de boca.
Por vontade própria ou não Sebastião parecia ter feito a escolha dele era hora de eu fazer a minha.
_ Eu aceito!
_ O que?
_ Se você concordar em não me precionar eu aceito voltar a namorar com você e prometo ser mais flexivel vou ficar mais tempo com você sem que isso interfira em meus estudos.
_ Perfeito! Sabe que eu te amo né?
Disse Luan me pegando pela cintura e me erguendo, me abraçou e me beijou.
Fomos para o sofa Luan tirou a minha e a camisa dele e ficou acariciando meu rosto meu peito me dizendo que eu era lindo. Beijava meu peito chupava em meus mamilos sentia meu cheiro em meu pescoço, minhas axilas beihava minha boca tirou seu cacete duro e me pôs para chupar fizemos um delicioso 69 mas
Ja era tarde eu tinha que ir para a faculdade.
Quando eu estava indo para a faculdade encontro com Sebastião e Flavia em um lanchinho ele estava de costas mas Flavia me viu e intensificou seus carinhos no rosto, no peito do meu primo que as vezes tirava suas mãos, mas ela insistia e quando cheguei perto Flavia avançou em um beijo segui em frente aquele beijo não saia da minha cabeça quando estou saindo da faculdade encontro Luan que me pergunta se eu poderia dormir na casa dele para comemorarmos digo que na proxima noite tentaria uma disculpa la em casa ele disse que ja estava contando as horas e me levaria ate próximo a minha casa.
Ja estávamos chegando quando encontramos com Sebastião e Valter que tambem vinham da faculdade. Luan comprimentou os dois meu irmão acenou com a cabeça e Sebastião fechou a cara para Luan.
_ Nos voltamos, resolvemos tentar outra vez.
Eu disse.
_ Tomem cuidado vocês não vão arrumar confusão.
Disse meu irmão, mas seu alerta parecia ser mais para Sebastião que para nós.
_ Precisamos conversar.
Disse Sebastião me olhando com cara seria estava respirando forte.
_ Fiquei sabendo que esta namorando a Flavia Sebastião, ela é...
_ Agora Jhonatam
_ Ei vai devagar ai primo!
Disse Luan
_ Não sou teu primo e não quero conversa com você, meu papo é com o MEU PRIMOvidanatam.
_ Calma Sebastião, Lindo não vou demorar ja esta tarde se quiser ja pode ir termino de chegar com meu irmão é melhor.
_ Ok vai com seu IRMÃO.
Disse Luan encarando Sebastião que cerrava os dentes. Luan ainda encarando Sebastião me da um selinho e vai.
Meu irmão apos Luan ir disse:
_ Selinho no meio da rua Jhonatam? Não adianta falar com você ne cara?
_ A rua ta deserta Valter, não enche! E você Sebastião o que foi?
_ O que foi? Você estava a poucos dias chorando pelos cantos por causa desse babaca e agora ta ai com ele?
_ Conversamos e nos acertamos e você não esta com a Flavia?
_ Isso não tem nada haver.
_ Claro você pode sair por ai ciscando e eu não posso porque? Por ser gay?
_ Fala baixo Jhonatam o povo comenta não precisa levantar bandeira.
_ Quer saber para mim ja deu, vou dormir ja esta tarde.
_ Vou com você.
_ Vou com meu irmão obrigado.
Irritado Jhonatam chutou uma lada de cerveja jogada na rua.
_ Vocês dois...
_ Eu não fiz nada.
_ Provocou sabe que o Sebastião não gosta desse Luan.
_ Agora tenho que advinhar quando meu primo ogro vai estar na rua para não andar com meu namorado?
_ Acho que se você quiser namorar homem que namore mas faça isso bem escondido dentro da casa dele com portas e janelas fechadas.
_ Apesar de achar isso um absurdo pois ninguém tem nada haver com minha vida, ate concordo, só de você ja aceitar mesmo que escondido, já é um avanço.
_ Olha Jhonatam sinceramente por mim cada um pegaria quem quisesse eu sou homem, herero e curto muito uma mulher posso ver você beijando, tranzando com seu namorado que não estou nem ai nem terei vontade de ficar com homem, talvez este seja o problema no fundo essas pessoas tem medo de ficarem tentados sei la.
_ Ja pensou o tio Jose com outro homem?
_ Isso sim seria uma cena bizarra kkkkk. Mas serio você e o primo....
_ É complicado Valter nunca aconteceu nada sabe, mas aquele clima quando nos encontramos e eu me sinto atraido por ele se o Sebastião quisesse nos...
_ Hummm kkkk Bom ele com todo aquele tamanho e jeitão ogro não parece curtir, mas não posso negar que ele muda com você, é você estar perto ou falar seu nome ele ja fica todo mole e quando ele te vê com outro cara fica nervoso começa a suar, sempre foi assim desde o colegio lembra ele brigando com os garotos por sua causa? Por isso tio Jose sempre implicou com você.
_ Mas te confesso que so fui perceber isso depois quando ele me pegou a primeira vez com o Luan acho que por isso ele tem raiva dele.
_ Mas e agora como vocês ficam?
_ Cada um na sua...
Disse abaixando a cabeça, acho que queria acreditar com mais força em minhas palavras.
O tempo passava e as coisas continuavam com um clima de mal resolvidos Flavia ficava de agarramento em Sebastião principalmente em publico, Luan tambem não perdia a chance de provocar meu primo, pegando em minha mão, fazendo caricias em meu braço uma vez Sebastião quebrou um copo de vidro na mão quando viu Luan pegando em minha cintura repreendi Luan que ficou rindo perguntando o que foi e meu primo inventava uma desculpa para Flavia.
Na cidade vizinha iria acontecer uma festa anual e todos fomos a tal festa chegando la Sebastião não tirava os olhos de mim, Flavia ficava a sua volta alisando, agarrando e sorrindo, como se estivesse exibindo meu primo como um troféu, se passasse alguma garota perto ela encarava e estufava aqueles peitões de vaca, continuei na minha e Luan começou a beber quentão. A musica rolava e Luan já auto da bebida tentava me agarrar e me beijar me irritei com aquilo pois eu disse varias vezes para ele parar de beber, sai para outro lado, meu primo parecia chamar para ir embora, mas Flavia ficava dançando na frente de Sebastião enquanto ele ficava sentado na mesa. Encontrei alguns amigos e de tanto meus amigos insistirem eu fui para a pista dançar, estava dançando quando um cara fortão, chegou e começou a dançar perto de mim, eu desviava dele e ele voltava Luan que já tinha vindo atrás de mim estava dançando ao meu redor não estava achando aquilo interessante. O fortão então veio falar algo em meu ouvido ele estava com cheiro forte de bebida tentei sair de perto dele, Sebastião se levantou e Luan veio em meu auxilio, mas o fortão o emburrou e a confusão começou.

Continua...

Autor Mrpr2


Sobre este texto

mrpr2

Autor:

Publicação:22 de julho de 2015 17:49

Gênero literário:Contos eróticos

Tema ou assunto:Gays

Compartilhe este conto erótico com seus amigos
Ainda não há estatísticas de leitura deste texto, pois ele foi publicado em 22/07/2015.

Comentários

Novo comentário

Os comentários serão moderados. Não serão aceitos comentários agressivos ao autor e/ou que divulguem sites comerciais. No campo nome só aceitaremos nome de pessoas. Se tiver interesse comercial Fale conosco para saber nossa política de publicidade.

Não há comentários até o momento. Seja o primeiro!

Deixe seu comentário abaixo

*Campos com esta marca são de preenchimento obrigatório.
*

Seu endereço de e-mail não será publicado

Mova o seu mouse para fechar essa ajuda.
*