Conto Erotico | Historia Erótica

Publique seu texto gratuitamente!

Autores mais lidos
Loja História-Erótica
Conto erótico no isntagram
conto erotico no youtube
conto erotico no tumblr
Imagens Eróticas
Do fundo do baú

Felicidade completa - 1 - Duvida.


Meu nome é Fabricio estava muito feliz com minha decisão de noivar com Aline seria algo como nós, bem simples, seus pais conseguiram o salão de festa do condomínio, o pequeno apartamento deles estava lotado com a vinda de dois casais de tios que iriam passar a noite uma vez que só tinham 2 quartos o ap. Fui cedo para o condomínio de minha futura noiva para ajudar nos preparativos, as mulheres na decoração depois leva e trás no salão de beleza compra de bebidas.
Ja iniciei o churrasco meu sogro que geralmente comandava a churrasqueira estava com o braço quebrado então fiquei de churrasqueiro, os dois irmãos de Aline só aproximavam para pegar a carne assada. Logo se aproxima Denis um primo de Aline começa a conversar comigo me auxiliar no comando da churrasqueira primeira vez que vi o cara, mas ja me simpatizei com ele. Aline tentava em vão o auxilio dos dois irmãos para buscar o som eu resolvi ir buscar, mas Denis disse que iria uma vez que eu estava no comando do churrasco, alem disso me acompanhou na compra de mais bebidas em fim foi bem atencioso e colaborador meus convidados e os que não iriam posar no ap. de aline ja estavam indo embora então Denis veio se despedir.
_ Mais uma vez parabéns cara! Você e um ótimo churrasqueiro se minha prima não puder cozinhar pelo menos um bom churrasco sai kkkk
_ Valeu Denis vai ficar no ap. Também?
_ Não, la já esta lotadasso vou ver uma vaga em algum hotel esta fora de temporada.
_ Ha uma hora dessas? De jeito algum Denis você dorme la em casa eu vou para a casa do Fabrício.
_ Amor você não vai pegar carona com seus tios?
_ É me esqueci não vai dar tempo de voltar, então o Denis podia passar esta noite na sua casa? Não tem lógica dele ir procurar hotel a essa hora.
_ Concordo.
_ Não precisa gente e serio.
_ Sem discussão Denis vou dar uma organizada aqui e partimos para o "Fabricio's hotel" kkkk.
Chegamos em minha casa disse para Denis que podia ir pro banho para descansar melhor enquanto eu organizava seu pouso. Minha casa e de dois quartos sendo que um é o meu e o outro uso como escritório deixo uma cama la para hospede troquei o lençol coloquei uma coberta e fui entregar a toalha a Denis. Nossa cabelos encaracolados ate o pescoço, peito aberto de quem faz natação porem peludo, uma leve barriguinha como a minha e uma barba rala sem esconder o ar de garoto de 22 anos. Entreguei a toalha Denis se enrolou saiu e eu entrei no banheiro com uma pequena ereção. Que besteira Fabrício nunca viu um homem pelado? Pensei comigo mesmo, eu estava parecendo um garoto de colégio que riem por qualquer menção a sexo.
Tomei meu banho fiz a barba e antes de me deitar passei no quarto para ver como estava meu hospede, tudo certo fui dormir. Acordei estava preparando o café me aparece Denis só de cueca com a cara toda amassada.
_ Desculpe te assustei?
_ Não é isso é que nem me lembrei que você estava aqui.
_ Ho desculpe um cara só de cueca na sua cozinha fica estranho ne? Vou pegar minha calça ontem quando saímos na confusão nos esquecemos da minha mala.
_ Relaxa só estamos nos dois aqui, daqui a pouco vamos la e pegamos sua mala. Mas você volta hoje?
_ Não, como te falei ontem consegui um emprego aqui começo segunda que vem vim antes para ver um ap. para alugar e claro prestigiar o noivado de vocês.
_ Hum então acho que sua procura acabou.
_ Mesmo? Sabe de algum lugar barato e perto desta av Lirio 456?
_ Você esta nele esta av é aquela na esquina o escritório e em um prédio daqui dois quarteirões.
_ Nossa da para ir a pé muito bom.
Denis veio e me deu um forte abraço, nossa que cheiro bom ele tinha e que abraço gostoso.
_ Mas quero pagar um aluguel despesa temos que ver isso.
_ Correto, que tal R$x por mês?
_ Fechado.
Quando Aline voltou gostou da idéia do primo estar morando comigo, porem logo disse que estávamos perdendo um pouco de liberdade e que não queria que Denis continuasse morando conosco após o casamento, eu dizia que não percebia nenhuma intromissão de Denis, pois ele geralmente estava no trabalho e quando eu queria ficar com Aline explicava a situação e ele não se importava em dar um passeio, mas Aline foi clara e incisiva. O tempo foi passando e minha amizade com Denis só aumentava, tínhamos bons papos, já não me sentia tão sozinho quem mora só compreende o que estou dizendo, estávamos tão habituados um com o outro que já ficávamos só de cueca o tempo todo só nos vestíamos quando Aline ou uma visita estava. Porem outros sentimentos pareciam crescer dentro de mim, por varias vezes me pegava olhando para o corpo de Denis e também o pegava olhando o meu podia ser coisa da minha cabeça ou simplesmente bom sei la, porem não era apenas isso a imagem do seu corpo aparecia em minha mente as vezes em meus sonhos ou mesmo acordado enquanto tomava banho e na maioria das vezes eu me excitava e isso me dava um pouco de vergonha de mim mesmo.
Cheguei muito nervoso em casa ja estava estressado com as coisas que vinham acontecendo la a algum tempo, mas desta vez para mim tinham passado dos limites, eu que havia trabalhado a meses em um
projeto em vez de ser promovido para gestor do mesmo deveria passar todo o meu conhecimento para um outro funcionário recém chegado na firma que mal sabia do que se tratava o projeto pois ele ganhou a gestão claro quem estava pegando uma das sócias do escritório era ele e não eu. Não era só o status, eu estava sendo menosprezado, e perdendo dinheiro também meu salário iria quase dobrar se eu fosse promovido e isso seria ótimo para mim as vésperas do meu casamento. Disse tudo isso a Dener que me deu todo apoio e me lembrou do meu projeto de fazer o salão de festa poderia ser uma boa já que estava dando muito dinheiro, já Aline disse que isso era normal em empresas e que eu deveria ter paciência sair agora nas vésperas do nosso casamento poderia atrapalhar nossos planos, calma deveria ser minha palavra chave dizia ela.
No outro dia Denis disse que tinha uma idéia se eu pedisse demissão do meu emprego não conseguiria pegar meu FGTS porem se eu conseguisse um financiamento poderia usa lo e depois pedir para sair ou seja eu não perderia, me mostrou alguns lugares que tinham bons terrenos com preços acessíveis e também alguns tipos de financiamentos que os bancos tinham disponíveis. Nossa que força Denis estava me dando, era isso que eu esperava que Aline me desse esse apoio e não me dizer que eu deveria ser um capacho. Fui ao banco e me fizeram uma ótima proposta e fiz exatamente como Denis me disse, mas não disse nada a ninguém esperei o banco aprovar o financiamento o que demorou cerca de um mês papeladas e tudo acertado pedi demissão cheguei em casa muito feliz contei a Denis que como sempre estava apenas de cueca ele veio e me deu um forte abraço novamente senti aquela sensação maravilhosa de seu abraço e festejamos bebendo umas cervejas conversando tendo altas idéias para meu projeto, rindo, comecei a ter certos pensamentos como: Nossa como Denis tinha um belo sorriso, ele e tão inteligente, bonito como pode não ter uma namorada? Denis é muito divertido, que corpo gostoso, nossa olha que bundinha gostosa nessa cueca branca hummm. Estes pensamentos logo desceram para a cabeça de baixo deixando meu pau duro para disfarçar e parar de beber antes que me arrependesse dos meus atos achei melhor ir tomar um banho.
Eu estava tomando banho quando Denis bateu na porta e entrou perguntando se podia usar o banheiro.
_ Claro cara entra ai.
Denis mijou, sacudiu o pau e conversando puxando assunto eu não queria, mas acabei olhando aquele cacete que só ia ficando cada vez maior e mais duro em sua mão o meu também voltou a dar sinal de vida me virei continuando a me ensaboar ate que não o escuto mais pensei que tinha saído porem não tinha ouvido a porta me virei e Denis estava perto de mim e antes que eu pudesse dizer alguma coisa fui surpreendido por um beijo, no primeiro momento me assustei, mas acabei me entregando ao beijo, suas mãos procuraram meu corpo e as minhas o dele ele estava sem sua cueca nossos cacetes duros em nossas barrigas, Denis foi descendo beijando meu pescoço, meu peito, meus mamilos, ate que se ajoelhou e caiu de boca em meu cacete o sugando , lambendo, beijando, arregaçava o prepúcio, chupava a cabeça voltava a pele e brincava com ela, me chupava as bolas, me mamou ate eu gozar em sua boca se levantou me beijou a boca então ficamos parados olhando um nos olhos do outro por uns segundos ele se afastou de mim me pediu desculpas e saiu do banheiro. Eu fiquei parado com a água caindo sobre mim, ate voltar a mim terminei o banho e fui deitar. No outro dia dormi ate mais tarde quando acordei ele já tinha tomado café e ido trabalhar liguei para Aline e disse que precisávamos
conversar marquei na hora do almoço dela. Aline ficou super irritada quando contei que tinha saído do emprego, dizendo que eu teria que te la consultado antes, que estava agindo feito uma criança emburrada, que isso poderia colocar em risco nosso casamento.
_ Pensei que esse era nosso projeto, um futuro em comum ou você mudou de idéia? Não quer mais casar comigo Fabrício?


Continua...

Autor: Mrpr2

Sobre este texto

mrpr2

Autor:

Publicação:10 de agosto de 2015 16:23

Gênero literário:Contos eróticos

Tema ou assunto:Gays

Compartilhe este conto erótico com seus amigos
Ainda não há estatísticas de leitura deste texto, pois ele foi publicado em 10/08/2015.

Comentários

Novo comentário

Os comentários serão moderados. Não serão aceitos comentários agressivos ao autor e/ou que divulguem sites comerciais. No campo nome só aceitaremos nome de pessoas. Se tiver interesse comercial Fale conosco para saber nossa política de publicidade.

Não há comentários até o momento. Seja o primeiro!

Deixe seu comentário abaixo

*Campos com esta marca são de preenchimento obrigatório.
*

Seu endereço de e-mail não será publicado

Mova o seu mouse para fechar essa ajuda.
*