Conto Erotico | Historia Erótica

Publique seu texto gratuitamente!

Autores mais lidos
Loja História-Erótica
Conto erótico no isntagram
conto erotico no youtube
conto erotico no tumblr
Imagens Eróticas
Do fundo do baú

Férias com meu primo gostoso

O que vou contar a vocês è bem recente aconteceu quando sai de férias e fui para a casa dos meus tios. Meu nome e Flavio e tenho 20 anos. Havia três anos que não via meus tios ou meu primo, acabamos nos afastando devido a trabalho e estudos, como apenas eu consegui conciliar férias do trabalho com a da faculdade apenas eu fui.

Quando cheguei quem me atendeu foi meu primo Denis de 21 anos, apenas de short sem camisa, nossa assim que o vi foi como se uma descarga elétrica percorresse minha espinha, meu primo me deu um abraço de boas vindas e pude sentir seu calor e seu cheiro gostoso, me disse que tinha acabado de chegar da academia e me pediu desculpas por ter me abacado suado daquele jeito. Me convidou para entrar, levou me ate o quarto para que eu deixasse minha mala que seria onde eu dormiria no mesmo quarto com ele em uma cama de solteiro do lado da dele que era de casal e me chamou para conversar enquanto ele tomava um banho. Fiquei um pouco constrangido apesar de já termos tomado banho antigamente, mas agora era diferente ainda mais com os sentimentos estranhos que ele estava me despertando, porem para que ele não desconfiasse de nada e por também ao mesmo tempo de não querer estar louco para vê lo nu fui e fiquei na porta do banheiro ele deixou a porta do box aberta e foi tirando o short junto coma cueca então pude velo totalmente nu o que fez com que meu coração disparasse.

Denis ligou o chuveiro e começou seu banho e eu o observava atentamente cada detalhe de seu corpo com a água caindo e escorrendo como se estivesse vendo em câmera lenta e respondia sem prestar atenção no que ele dizia pois estava mais interessado era em ver sua pele branca, lisinha sem pelo algum a não ser seus cabelos negros, lisos de comprimento ate os ombros, seu tórax desenvolvido, sua barriga trincada. Assistir aquele banho quase fez com que eu tivesse um ataque cardíaco. Após vestir um calção, preparamos um lanche, comemos, conversamos e fui descansar um pouco mas fleches do banho voltavam em minha mente. Já eram sete da noite quando sou acordado com uma travesseirada, era Denis me chamando para ir assisti lo jogar uma pelada, nunca fui fã de futebol, mas valeria a pena ver meu primo, ele não era o único bonito do jogo, porem era o que mais me chamava atenção. Não perdi a oportunidade de poder vê lo com mais detalhes, seus músculos se movimentando, suas penas, aquelas cochas torneadas, pelos exercícios, sua barriguinha, o suor escorrendo em seu peito me deixaram muito excitado e acabei indo bater uma punheta no banheiro antes do final do jogo para conseguir ir embora.

Anoiteceu e como meus tios trabalhariam ainda por mais uma semana e meu primo iria assinar alguns papeis no trabalho e começaria suas férias fomos deitar cedo, foi difícil dormir sabendo que Denis estava dormindo ao lado apenas de cueca, demorou mas consegui dormir, porem de madrugada despertei, fui beber água e na volta não resisti peguei meu celular e com cuidado para a luz do visor não ir diretamente em seu rosto fui iluminando e delicadamente retirando a coberta revelando seu corpo semi nu, contemplei por alguns instantes e novamente não contendo meus instintos deslizei suavemente minha mão em seu tórax em direção a sua barriga acompanhando sua respiração, ele respirou forte então tirei rapidamente o celular virando o para outra direção mas percebendo que ele continuava aparentemente dormindo voltei agora com minha mão em sua cocha direita subindo ate colocar minha mão sobre seu membro, vibrava por dentro, uma alegria, medo de que meu primo acordasse, um desejo de tirar logo aquele pedaço de carne de dentro de sua cueca e chupar sem me preocupar, mas ao mesmo tempo receio do que poderia acontecer, com minhas caricias seu membro foi enrijecendo e logo estava com a ponta para fora da cueca, aproximei meu rosto do seu tórax senti seu cheiro e dei um leve beijo encostando delicadamente meus lábios em sua pele, não me contendo passei a língua bem suave na cabecinha do seu pau, o recobri com a coberta e fui deitar bati duas punhetas para conseguir dormir.

No outro dia quando acordei estava sozinho todos tinham saído, meu primo chegou antes do almoço e fomos comer em um restaurante de comida caseira perto da casa dele, o dia transcorreu normalmente e nada indicava que ele teria ciência do ocorrido na noite anterior. A noite chegou e meus tios foram deitar após o jantar eu e Denis ficamos assistindo filmes e conversando baixo, ate que meu primo disse que estava com sono e ia deitar espreguiçou tão bonito e gostoso em minha frente que quase não resisti e o agarrei, mas me contive e disse que iria ficar mais um pouco assistindo tv. Após algum tempo fui ao quarto e parecia estar tudo quieto provavelmente ele estava dormindo pensei, me aproximei da cama peguei meu celular e fui bem devagar levantando o cobertor, quase morro de susto quando sinto uma mão em minha cintura e outra em minha boca abafando meu grito e a voz do meu primo sussurrando em meu ouvido:

_ Perdeu algo ai priminho?

_ Não, Denis só vim ver se você estava dormindo mesmo _ Disse gaguejando após ele afrouxar a mão que estava em minha boca.

_ Acho que não, estou pensando que você esta procurando isso daqui não é?

Dizendo isso Denis com a mão que estava em minha boca pega a minha mão livre e coloca em cima do seu pau que esta feito pedra de tão duro dentro da cueca, enquanto me traz para mais junto de seu corpo com a outra mão e respira em meu pescoço me deixando louco de tesão.

_ Para com isso Denis ficou louco?

_ Louco quase fiquei ontem com você lambendo meu pau, não quer colocar ele todinho na boca agora?

Assustado com a revelação, pego em flagrante e tomado por um tesão imenso me virei e disse quase encostando meus lábios nos de Denis

_ Sim eu quero!

_ É todo seu priminho.

Vou agachando beijando o tórax de Denis, mamo em seus mamilos, dou leves mordidas neles, passo a língua em suas pontinhas espetadas, continuo a descer lambendo e beijando sua barriga trincada, firme sem nenhum pelo, ate chegar em seu membro que já havia feito marca na cueca, descubro e coloco o inteiro na boca faço meu primeiro boquete como aprendi nos filmes, meio sem jeito no começo mas em alguns instantes já pareço um profissional arrancado gemidos baixos do meu macho gostoso. Acaricio suas bolas, passo a língua em sua viria e coloco seu saco todo na boca, levanto e viro de costas, Denis beija minha nuca, minha orelha, tira minha camisa e eu abaixo meu short, meu primo alisa meu corpo enquanto me encocha e beija minhas costas, meu tesão vai a mil. Meu primo então vai descendo lambendo minhas costas me inclina e abre minha bunda e enfia sua língua em meu buraquinho, tento gemer baixo para não acordar meus tios mas o tesão e imenso, após babar bem Denis enfia os dedos e vai me alargando ate ver que consigo receber seu cacete, levanta coloca seu membro na porta do meu cu vai encaixando e começa a enfiar, sinto cada centímetro entrar e como ferro em brasa arder meu rabo, mas a vontade de sentir aquele macho dentro de mim e maior, Denis me levanta cola minhas costas em seu peito de diz em meu ouvido sussurrando que entrou tudo e que o melhor viria a seguir, e beija novamente meu pescoço, nuca e lambe minha orelha iniciando um vai e vem bem devagar, ritmado que aos poucos vai se acelerando, me enclina novamente segura em minha cintura e começa a bombar forte, rápido intenso, ate gozar em minha bunda, deitamos em sua cama deito em seu peito entre suas pernas e Denis me bate uma punheta ate que eu goze em meu peito e fica brincando com minha porra espalhando pelo meu peito, trocamos vários beijos e dormimos agarradinhos com promessa de que pelo menos os dias que estaremos o dia todo sozinhos será de muito carinho.



Autor: Mrpr2

Sobre este texto

mrpr2

Autor:

Publicação:16 de junho de 2013 14:13

Gênero literário:Contos eróticos

Tema ou assunto:Gays

Compartilhe este conto erótico com seus amigos
Este texto foi lido 279 vezes desde sua publicação em 16/06/2013. Dados do Google Analytics

Comentários

Novo comentário

Os comentários serão moderados. Não serão aceitos comentários agressivos ao autor e/ou que divulguem sites comerciais. No campo nome só aceitaremos nome de pessoas. Se tiver interesse comercial Fale conosco para saber nossa política de publicidade.

Não há comentários até o momento. Seja o primeiro!

Deixe seu comentário abaixo

*Campos com esta marca são de preenchimento obrigatório.
*

Seu endereço de e-mail não será publicado

Mova o seu mouse para fechar essa ajuda.
*