Conto Erotico | Historia Erótica

Publique seu texto gratuitamente!

Autores mais lidos
Loja História-Erótica
Conto erótico no isntagram
conto erotico no youtube
conto erotico no tumblr
Imagens Eróticas
Do fundo do baú

Fodendo com o primo da minha mulher

Fodendo com o primo da minha mulher
Meu nome e Rubens tenho 38 anos quando mais novo fiz amizade com um cara super gente boa tínhamos muita afinidade e com o tesão da juventude a flor da pele tivemos algumas experiências sexuais era muito gostoso sua boca em meu pau na minha bunda e seu beijo nossa como ele beijava bem, mas o tempo passou nos afastamos e não tive mais envolvimento com homens eram poucos que me chamavam a atenção. Me com Fabiana uma morena linda, baiana e intensa já nem pensava mais em homem quando minha esposa me pergunta se haveria algum problema do primo dela vir morar por uns dias conosco, pois ele estava vindo em busca de trabalho eu disse que não haveria problemas e realmente pensei que não aconteceria nada, pois pelas fotos a maioria dos parentes de minha esposa eram feios ate brincava com ela que dizendo que tinham ajuntado toda a beleza da família e dado a ela.
Estava em casa dormindo quando a campanhia tocou, coloquei um calção sem cueca mesmo nem coloquei a camisa e fui atender a porta. Não acreditei quando vi aquele macho, moreno de barba cerrada aparada, camisa branca tinha tomado a forma do seu peito largo a conta certa de seus braços fortes e sua calça empacotava um enorme volume entre as pernas.
_ É a casa de Fabiana? Sou eu Luiz o primo dela. Ela esta?
_ Prazer sou Rubens marido da Fabiana ela esta trabalhando, mas pode entrar fique a vontade.
Dei um copo de água para Luiz e fui para o banheiro já estava difícil esconder meu pau duro. Bati uma rápido e voltei para a sala.
Conversamos um pouco o levei para o quarto de hospedes e disse para ele se acomodar que ia preparar o almoço. Minha cozinha e separada da sala apenas por meia parede e quando ele voltou usando um calção curto e uma regata tive que me controlar, preparei o almoço disfarçando e olhando para ele assistindo tv.
Eu trabalhava 12 por 36 como segurança e ele logo conseguiu um emprego de descarregar caminhão a noite. Pensei que minha excitação tinha sido pelo fato da surpresa de um homem tão bonito e másculo de repente em minha frente e logo passaria, engano meu.
Os dias passavam e meu tesão por Luiz só aumentava, os dias que ficávamos sozinhos em casa era uma mistura de prazer e sofrimento. Prazer pois eu podia ver aquela delicia de macho perto de mim e sofrimento pois era uma tortura telo tão próximo e não poder fazer nada.
Creio que com o tempo Luiz percebeu que mechia comigo não sei quando nem como talvez meus olhares ou minhas ereções o fato é que as vezes parecia que ele sabia que eu estava olhando o desejando e ele me provocava ao menos era isso que parecia ou era coisa da minha cabeça.
Estava uma manhã muito quente não consegui ficar mais na cama me levantei e percebi que a porta do quarto de Luiz estava aberta e ele não estava lá e em nenhum outro lugar da casa devido o calor aproveitei que estava só e fiz algo que desde a chegada do primo de minha esposa não pude mais fazer ficar só de cueca em casa. De boa assistindo TV quando Luiz chega levo um susto e pego uma almofada para me tampar.
- precisa disso não primo, você ta em casa não quero incomodar não. Em minha casa meu irmão ficava o dia todo de cueca to acostumado pra te falar a verdade acho ate estranho você de camisa o dia todo e por minha causa também?
- fica meio estranho né.
- ho que isso assim quem fica acanhado sou eu talvez seja melhor eu encontrar um quartinho para alugar.
- se você não se incomoda afinal você já é de casa, não precisa sair daqui não é bobeira minha mesmo, mas e você não sente calor?
- sinto, não é como na Bahia, mas ta quente.
- bom vamos fazer o seguinte com a ... Em casa ficamos mais comportados, pois ela não vai gostar, mas quando estivermos sozinhos ficamos a vontade.
- OK combinado primo fica sendo nosso segredo de macho kkkk. Hoje levantei mais cedo para fazer umas compras, alguns calções novos, algumas coisas aqui para a casa, pois eu como muito ne? Kkkk assim que eu receber vou dar uma contribuição a mais.
Os dias foram passando e ficávamos cada dia mais amigos, mais relaxados um com o outro, meu tesão aumentava a cada dia ao ver aquele macho por perto. Certo dia acordei mais cedo que de costume para ir ao banheiro tinha bebido muita água na madrugada, meio sonolento ainda entrei no banheiro e peguei Luiz tirando a roupa para tomar banho pois tinha acabado de chegar, ele nu na minha frente fiquei pasmo de ver aquela tora ainda mole mas grande aquele peitoral peludo fui saindo do banheiro quando Luiz disse para eu usar sem problemas que ele não se importava, tentei mijar mas não conseguia volta e meia olhava para Luiz com a água correndo em seu corpo meu pau ficava ainda mais duro e Luiz ensaboando seu corpo seu peito sua barriga, seu cacete que aumentava de tamanho e enrijecia em suas mãos, seu saco, sai do banheiro eu já suava louco de tesão entrei em meu quarto Fabiana despertando me pergunta o que houve nem respondi e fui para cima dela beijei acariciei seu corpo.
_ Tesão de marido que tenho!
Meti em sua buceta como a muito não fazia, pedi para que ela me desse a bunda ela não gostava, mas vendo minha excitação liberou, mordisquei e lambi lubrifiquei bem seu buraquinho e enfiei, meti e Fabiana gemia eu metia mais e ela passou a gritar de dor e prazer eu suava e comia o rabo de minha mulher pensando no rabo do seu primo gosei litros de porra. Minha esposa foi trabalhar peguei uma escova de pentear cabelos que tem o cabo roliço lubrifiquei e soquei em meu próprio cu imaginando ser a rola de Luiz. Para minha surpresa vejo o primo de minha esposa me espiando na porta, eu de pernas arreganhadas como cabo de uma escova de pentear cabelos atolado no cu, me assusto e jogo longe a escova.
_ Calma primo relaxa não vou contar nada para a prima Fabiana não, eu já tinha percebido que você gostava de algumas brincadeiras deste tipo, pois sempre o pegava olhando minha rola, quer ver como ela esta depois de ver você brincando com seu rabo?
_ Que isso Luiz sou casado com sua prima, isso foi um erro movido pelo tesão da nossa transa de agora a pouco.
_ É eu ouvi, pelo jeito você manda muito bem pelos gritos da prima, mas sei que você ficou com esse fogo todo por causa do primão aqui fala a verdade.
_ Para cara que isso.
_ Para você e vem que meu cacete ta louco por essa sua boca gulosa.
Disse isso se aproximando segurando sua jeba dura feito rocha, não tive como recusar cai de boca sugando feito um bezerro enquanto Luiz gemia me mandando chupar mais, enfiar todo seu pau em minha boca, levantei e fiz algo que queria a tempos beijar o peito peludo de Luiz e sugar seus mamilos, o primo de minha esposa gemia e me chamava de macho gostoso e enquanto eu mamava em seus mamilos ele enfiava seus dedos com saliva em meu rabo, entreguei o lubrificante me coloquei quatro na cama e disse para ele vir e apagar meu fogo de rola do cu eu já tinha virado um puto safado. Luiz me lubrificava enfiando seus dedos em meu rabo mordendo e beijando minha bunda, quando senti seu cacete forçar a entrada quis desistir mas já era tarde tentei puxar meu corpo para frente para escapar da estocada, mas Luiz me trouxe para trás com seus braços fortes de carregador de caixas me empalou em sua jeba gritei, gritei alto e ele me levou para frente e trouxe de volta metia forte eu com dor e prazer havia muito tempo que eu não levava na bunda alem do mais ele tinha uma rola de cavalo aquilo entrava quase ate meu estomago, mas aquilo era prazeroso. Sentia seu culhões batendo em minha bunda seus suor nosso cheiro empestiando o quarto seus pelos roçando em meu corpo virei de frango assado e ele deitou em cima de mim esfregando seu peito peludo no meu beijou minha boca com aqueles lábios grossos e gostosos aquela língua quente invadindo minha boca me tirando fôlego enquanto estocava seu caralho fundo em meu rabo. Não queria, mas não agüentava mais e gozei em seu peito meu pau apertou seu cacete que encheu meu cu de porra. Ficamos agarrados descansando respirando ofegantes na cama. Logo que recuperamos as forças depois de um café da manha reforçado e uma breve pausa para a digestão com meu pau duro de tesão não perdi a chance de me deliciar com aquele rabão delicioso, lambi, mordi e enfiei minha língua naquela delicia de cu, cravei minha rola e fudi com tudo aquele macho que gemeu feito puta em meu cacete quando estava para gozar Luiz puxou meu pau e me chupou ate eu inundar sua boca com minha porra, me virei e fizemos um 69 pois ele continuou a me chupar e eu passei a chupa lo.
Bom Já tem dois anos que Luiz veio morar aqui em casa, minha mulher que no inicio ficava dizendo que seria bom ele encontrar uma casa para ele morar independente hoje já o encoraja a ficar com a gente diz que fica feliz com nossa amizade, que fiquei mais relaxado, tranqüilo, diz que conversar com Luiz fazer coisas de homem com ele me desestressa do trabalho e com isso deixando ela mais tranqüila, alem de eu ter melhorando meu desempenho sexual e é verdade, pois estou sempre com tesão, uma mulher gostosa como a minha e um macho como Luiz quem não desestressaria? Minha mulher não sabe que fodo com Luiz ele de vez enquanto arranja umas namoradinhas umas ficantes um pouco para disfarçar também, mas o fogo pega mesmo e quando nos encontramos. Não nego fogo como minha mulher e quando ela vai trabalhar e estou de folga meto muito no primo dela e ele fode gostoso meu rabo me deixando mansinho kkkkkkk.

Autor: Mrpr2

Sobre este texto

mrpr2

Autor:

Publicação:19 de maio de 2014 12:52

Gênero literário:Contos eróticos

Tema ou assunto:Gays

Compartilhe este conto erótico com seus amigos
Ainda não há estatísticas de leitura deste texto, pois ele foi publicado em 19/05/2014.

Comentários

Novo comentário

Os comentários serão moderados. Não serão aceitos comentários agressivos ao autor e/ou que divulguem sites comerciais. No campo nome só aceitaremos nome de pessoas. Se tiver interesse comercial Fale conosco para saber nossa política de publicidade.

Não há comentários até o momento. Seja o primeiro!

Deixe seu comentário abaixo

*Campos com esta marca são de preenchimento obrigatório.
*

Seu endereço de e-mail não será publicado

Mova o seu mouse para fechar essa ajuda.
*