Conto Erotico | Historia Erótica

Publique seu texto gratuitamente!

Autores mais lidos
Loja História-Erótica
Conto erótico no isntagram
conto erotico no youtube
conto erotico no tumblr
Imagens Eróticas
Do fundo do baú

Mais que amizade - Final – Felicidade.

Mais que amizade - Final – Felicidade.
Mais que amizade - Final – Felicidade.

Ola a todos vim contar o ultimo capitulo desta minha historia. Me chamo Cássio me apaixonei pelo meu amigo de infância Erick, mas ele se casou e eu me envolvi com um amigo de trabalho Anderson. Vivendo um casamento cheio de desentendimentos Erick me procurou acabamos nos entregando a nossa paixão parecíamos estar vivendo um sonho, me separei de Anderson e Erick tentava falar com a esposa para pedir a separação, mas a família de sua esposa onde ela se refugiou depois da briga o impediam de falar com ela ate que ela resolveu chama lo para uma conversa.
Erick recebe um telefonema era sua esposa pedindo um encontro para conversarem. Estou em casa quando Erick bate a campainha abro ele entra o abraço forte o beijo, mas ele não corresponde me afastando diz com a feição seria e diz:
_ Precisamos conversar, eu não posso me separar de minha esposa agora.
_ Oi? como? Acho que não intendi.
_ Minha esposa esta grávida esperando um filho meu.
_ Parabéns papai,mas não vejo motivos para você não se divorciar acha que eu o impediria de ver a criança e ela também não poderá fazer isso a justiça não permitiria, eu lhe daria o maior apoio amo crianças e já que não poderia termos uma nossa o ajudaria no possível como se o bebe fosse meu filho também.
_ Não é tão simples assim Cássio, minha esposa esta em gravidez de risco por isso a família não queria que conversássemos antes, ela não pode ficar nervosa, tem complicações ela vai precisar de acompanhamento medico e do meu apoio. Por favor eu sei que é difícil para você entender o que vou te pedir agora, mas vamos dar um tempo pelo menos ate essa criança nascer?
_ Voce esta me deixando?
Disse com os olhos cheios de lagrimas.
_ Por pouco tempo
Disse Erick se aproximando e me abraçando.
_ Vamos superar mais este desafio te prometo!
Mais uma vez o destino estava nos separando, porem dando uma certa esperança de que esta separação fosse temporária e para que eu conseguisse me afastar de Erick para ele conseguir dar o apoio a esposa grávida aceitei uma transferência para outra unidade na empresa onde eu trabalhava em outro estado era uma promoção eu iria ganhar mais e teria a distancia para me ajudar. Antes de ir contei o que havia acontecido para Anderson ele quis voltar mas achei melhor dar um tempo para mim mesmo.
O tempo passou Erick tentou manter contato, mas achei por bem cortar qualquer tipo de contato para ajudar a esquecer, a criança nasceu uma linda garotinha, porem o destino parecia não colaborar conosco infelizmente uma nova batalha deveria ser travada por Erick, sua esposa e a nova vida que os unia, Vitória a filha do casal havia nascido com um problema de coração e precisaria de um transplante em uma situação destas como eu poderia pedir a Erick que se separasse? Eu não poderia e não o fiz.
A unidade onde trabalho se amplia e com isso mais transferências da sede ocorrem e Anderson vem para minha unidade fico muito feliz com isso e nos aproximamos novamente.
_ Você tinha razão Anderson, aconteceu como você tinha em dito, mas eu precisava tentar entende?
_ Claro que sim, aconteceu algo parecido comigo e só quando eu percebi que não teria nehuma chance que eu tirei aquela fixação da cabeça e foi ai que eu conheci você e aos poucos fui me apaixonando.
_Voce é muito especial. Não deveria pedir isso mas... me da mais uma chance?
Minha resposta foi com um beijo, intenso na boca cheio de desejo.
Não sei como, mas Erick descobriu, provavelmente algum amigo em comum contou a ele. Erick veio com raiva disse que me amava como eu poderia fazer isso com ele passando por aquela situação eu disse que eu ainda sentia algo por ele, mas que eu passei minha vida ate aquele momento esperando por ele, tinha visto ele seguir em frente se casar ter uma filha, um casamento um lar com dificuldades mas uma vida e o que eu tinha conseguido? Como ele poderia ser meu? Quando ele iria poder ser meu? Ate quando eu deveria deixar minha vida de lado para espera lo? Choramos ele queria me abraçar, me beijar, não permiti.
_ Cássio olha já estamos quase encontrando um doador para Vitória logo ela vai estar bem e ai...
_ E ai Erick você vai deixar sua esposa, sua filha recém nascida, transplantada, para vir morar comigo? Vai se assumir para sua família, seus pais amigos é isso?
_ È é isso, bom uma coisa de cada vez, primeiro eu me divorcio, nos podemos ficar juntos sem contar nada a ninguém, para minha esposa aceitar eu ver minha filha, depois quando minha filha ela estiver maior puder compreender as coisas contamos a ela quanto a minha família, você conhece minha mãe ela nunca aceitaria isso eu me divorciar para ficar com um homem é ate perigoso ela morrer, vamos deixar assim por enquanto vou preparando ela aos poucos e...
_ Você não vai me assumir nunca.
_ Mas para que meu amor o que importa é o que sentimos o que vivemos dentro da nossa casa.
_ E o que você vai dizer aos vizinhos aos, seus amigos, ninguém vai poder vir na nossa casa? Minha família a sua mãe nunca vai querer vir visitar? Quando sua mãe ou a minha vir vamos fazer o que um terá que sair fugido pela janela?
_ Você não esta facilitando as coisas.
_ Eu não quero viver escondido eu quero ser feliz e assim eu nunca serei. Para mim Erick acabou.
Erick foi embora chamei Anderson e passei a noite chorando em seu colo sendo confortado por ele, naquela noite nada alem da proteção e amparo de Anderson aconteceu.
No outro dia acordei com Anderson dormindo ao meu lado, levantei tomei um banho e fui correr, descarreguei o resto de duvida, de incerteza e de tristeza que estava em mim, cheguei e Anderson me esperava com um belo café da manhã montado para mim o beijei de uma forma intensa que jamais tinha feito antes.
_ Alguém acordou de bom humor hoje kkk
_ Vou tomar banho.
_ Antes me da outro beijo deste?
_ Vem comigo que te darei mais que um deste.
Fomos para o banheiro tirei minha roupa e Anderson a dele, Anderson é um negro muito bonito de cabeça raspada, corpo bem torneado sem academia apenas com corrida e abdominais, mas sua genética é muito boa, seus lábios grossos me beijam com uma doçura e intensidade, seus braços fortes me abraçam me dando uma sensação de total proteção, suas enormes mãos acariciam meu corpo, me afagam, me apertam com firmeza e carinho, nossos corpos agarrados sobre a água do chuveiro refletidos no espelho me mostram que fiz a escolha certa, me viro de costas, Anderson se encaixa perfeitamente em mim com seu cacete duro feito rocha, abraça meu peito, beija meu pescoço e diz no meu ouvido:
_ Eu te amo.
E começa a bombar seu mastro em minha bunda cada vez mais rápido, me apoio na parede ele eleva uma de minhas pernas eu fico em pe meio que de lado fazendo com que seu cacete entre mais fácil e mais gostoso dentro de mim, Anderson me vira de frente para ele e me ergue em seus braços me beija e me empala novamente com seu pau metendo comigo de frente para ele suspenso por seus fortes braços. Mete vigorosamente ate gozar litros de porra dentro de mim eu também gozo em sua barria, nos lavamos e antes de sair ainda chupo sua vara ate faze lo gozar novamente.
Vitória cresce cada dia mais linda e saudável, Erick tem sido um exemplo de pai coruja sempre atento a cada movimento da filha, ainda continua casado aos trancos e barrancos com a esposa, Anderson e eu estamos morando juntos a 2 anos. O amor que sinto por Anderson é diferente do que senti por Erick é mais sólido, carinhoso, protetor, mais suave e doce, me sinto seguro, querido, gostamos de muitas coisas em comum, sua presença me faz bem, é como se ele me desse um norte uma direção, tem um sorriso contagiante, vejo seu amor por mim em seus olhos. Confesso que não sei o que poderia acontecer se me mudasse para próximo ou tivesse um maior contato com Erick, mas sinceramente nem quero pensar sobre isso, estou feliz ao lado de Anderson e neste momento é isto que quero para mim.

Fim.

Autor: Mrpr2

Sobre este texto

mrpr2

Autor:

Publicação:9 de julho de 2015 17:32

Gênero literário:Contos eróticos

Tema ou assunto:Gays

Compartilhe este conto erótico com seus amigos
Ainda não há estatísticas de leitura deste texto, pois ele foi publicado em 09/07/2015.

Comentários

Novo comentário

Os comentários serão moderados. Não serão aceitos comentários agressivos ao autor e/ou que divulguem sites comerciais. No campo nome só aceitaremos nome de pessoas. Se tiver interesse comercial Fale conosco para saber nossa política de publicidade.

  • Felipe
    Postado porFelipeem12 de julho de 2015 16:22

    Parabéns... Amei a história... Linda.. Bem romântica...

Deixe seu comentário abaixo

*Campos com esta marca são de preenchimento obrigatório.
*

Seu endereço de e-mail não será publicado

Mova o seu mouse para fechar essa ajuda.
*