Conto Erotico | Historia Erótica

Publique seu texto gratuitamente!

Autores mais lidos
Loja História-Erótica
Conto erótico no isntagram
conto erotico no youtube
conto erotico no tumblr
Imagens Eróticas
Do fundo do baú

Meu primeiro foi um negão casado.

Meu primeiro foi um negão casado.
Ola pessoal meu nome é Roberto, vou contar como me envolvi com um cara casado. Ricardo tinha 25 anos, negro, cabelos e olhos castanhos escuros, braços fortes e um peito definido não era bombado mas forte e casado. Ricardo abril recentemente uma locadora de DVD’s que também era uma pequena lan house com apenas 3 computadores, para o bairro era o maximo.
Eu tinha na época 19 anos, negro, magro e curtia muito um PS2 saia do trabalho direto para casa para jogar, era meu primeiro emprego ainda estava naquela fase de adaptação. Infelizmente meu PS2 estragou comecei a ir a Locadora jogar on line pela internet.
Alem do jogo ficava vendo as capas dos DVD’s e nos finais de semana sempre levava um ou mais para casa, os DVD’s adultos ficavam em uma parte mais reservada no final da locadora às vezes ia lá e ficava olhando, mas tinha muito receio de alugar um, pura vergonha mesmo. Um dia distraído vendo umas capas de DVD’s pornos Ricardo se aproxima bem quando estava segurando um gay e pergunta:
_ Hum então você gosta?
_ Na... não, que isso Ricardo? Ta me estranhando? Achei que era outra coisa e peguei para ver melhor, me enganei.
Disse gaguejando e voltei a jogar, mas percebi que Ricardo passou a me olhar de um jeito diferente a partir deste dia. Muitas vezes ficava ate tarde jogando principalmente dias de sexta e sábado era praticamente o ultimo a sair. Ricardo passou a ir mais vezes de regata principalmente os dias que eu ia jogar, tive que diminuir pelos custos e passei a ir apenas sexta e sábado. Ficava se espreguiçando, coçando o saco principalmente quando eu olhava para ele e me olhando com uma cara de safado. As vezes ficava excitado outras meio com receio dele me delatar. Um dia percebendo que eu estava no fundo na parte dos DVD’s adultos Ricardo se aproximou e me disse que se eu quisesse levar um ele não contaria para ninguém, peguei um hetero e ele me ofereceu um bisex disse que não curtia ele insistiu e disse que era só para eu dar uma olhada que aquele seria de graça. Levei o DVD para casa e bati muita punheta assistindo ao filme e mais depois me imaginando com Ricardo, chupando aquele cacete que parecia ser de um bom tamanho pelo volume. Na segunda passei apenas para devolver o DVD disse que não tinha gostado muito ele quis me fazer levar outro, mas não aceitei e passei duas semanas sem ir na locadora.
Encontrei com Ricardo na porta da Locadora quando eu vinha do trabalho e ele me perguntou se eu iria jogar naquele dia, disse que não, pois andava sem dinheiro, na semana posterior novamente a abordagem repito que estou sem dinheiro e Ricardo diz que como estava no final do mês o movimento estava fraco que se eu quisesse como eu era freguês assíduo e morava perto me deixaria jogar para eu pagar depois, mas que seria um segredo nosso. Estava muito afim de jogar pois já faziam 3 semanas que eu não jogava, mas estava fazendo isso não só por falta de dinheiro também por um pouco de medo de Ricardo, porem a tentação falou mais auto e entrei tinha um cara navegando na net mas logo ficou apenas eu e Ricardo na locadora. Ricardo falou que iria fechar a porta, pois pelo jeito ninguém mais viria jogar, pois já estava tarde e disse que nem iria me cobrar daquela hora em diante pois iria ficar assistindo a uns DVD’s novos que tinha chegado e queria companhia. Estava muito calor e Ricardo perguntou se eu me incomodaria se ele tirasse a camisa disse que não e ele tirou. Nossa me excitei na hora com aquele peito com pelos fininhos que desciam formando um caminho da felicidade e sumiam em seu calção. Voltei o mais rápido possível a minha visão para a tela para evitar que ele percebesse, mas de vez enquanto olhava para ele assistindo DVD não dava para eu ver de onde eu estava o que ele estava assistindo. Ricardo começava um DVD, mas antes de terminar passava para outro fez isso com uns 3 mas no quarto ele ficou mais tempo assistindo, ele passou a alisar seu peito, pegar no pau por cima do short que logo ficou como uma barraca armada, tirei os fones de ouvido para escutar o contesto do filme e escutei uns gemidos fingi que fui beber água e vi que no filme um cara chupava o outro que gemia muito com o boquete ganhado, percebendo que eu estava assistindo Ricardo tirou seu cacete para fora e me perguntou se eu conseguia fazer igual, fiquei imóvel por alguns instantes ele me prometeu que não contaria nada a ninguém e que se eu não gostasse pararíamos no ato eu disse que não queria e voltei a jogar mas estava sem concentração vez ou outra ou virava e olhava o cacete de Ricardo aos poucos eu não tirava os olhos e minha boca salivava. Ricardo se aproximou de mim com sua rola na mão e eu hipinotizado por ela, ele parou em minha frente e ficou se masturbando bem proximo de mim levando sua mão para frente e para trás segurando sua jeba e eu não tirava os olhos. Ricardo se aproximou mais segurou em minha nuca e lentamente foi conduzindo minha cabeça para mais perto eu fui instintivamente me aproximando e abrindo a boca logo estava com sua rola em minha boca.
_ Isso vai mama meu neguinho, chupa a rola do seu macho vai hummmmm delicia de boca.
Eu sei saber muito o que fazer tentava imitar o filme que tinha visto deslizando meus lábios naquela rolona colocando e tirando da boca.
_ Hummm que boca deliciosa você tem, cuidado com os dentes, agora chupa como se fosse um picolé ou mama como se fosse uma mamadeira na cabecinha.
Fui alternando as formas de chupar conforme ordenado, era algo diferente de tudo que eu já tinha feito o cheiro de macho de Ricardo entrava em minhas narinas seu gosto meio salgado era bom e tentava fazer da melhor forma dando o máximo de prazer.
_ Nossa cara você nasceu pra isso, nem parece ser a primeira vez hummmm haaaaaa delicia. Vem ca deixa eu ver esse rabinho!
Ricardo desceu meu short junto com minha cueca, me colocou de apoiado na mesa com a bunda empinada para ele sentou em uma cadeira deu uns tapas na minha bunda beijou os dois lados apertou abriu e me levou a loucura de prazer quando passou sua língua de baixo para cima no meu rego, nunca tinha sentido tanto prazer como naquela hora repetiu varias vezes deixando meu cacete duro babando me arrepiei todo e quase gozei sem por a mão no meu pau quando Ricardo passou a me fazer cunete me comendo com a língua enfiando a bem fundo em meu cu.
_ Ai Ricardo que delicia isso cara, vou gozar assim.
_ Calma garoto é só o começo!
Ricardo cuspiu em meu cu e em seus dedos e começou a me dedar e abrir meu cuzinho pegou um preservativo me mandou dar mais uma chupada em seu pau o encapou e começou a enfiar no meu cu, nesta hora doeu eu quis sair, mas ele me segurou tentei com mais força sair para frente, porem Ricardo me abraçou e me puxou ao seu encontro fazendo com que a cabeça e a metade de seu cacete entrasse como se fosse uma tocha de fogo em meu rabo dei um grito abafado pois Ricardo tampou minha boca com uma das mãos enquanto que com a outra me segurava forte e disse em meu ouvido
_ Calma garoto é assim mesmo, mas logo vai começar a sentir prazer e a pedir mais e mais.
Meus olhos escorriam lagrimas meu cu ardia, eu tremia todo, mas fiquei parado no lugar imobilizado por Ricardo. A dor foi diminuindo e comecei a ajeitar a minha bunda e Ricardo começou a enfiar mais cacete eu disse que estava doendo ele disse que iria tirar e começou respirei fundo e relaxei soltando o ar. Ricardo tirou deixando a cabecinha dentro e quando viu que eu terminei de soltar o ar socou novamente e refez o movimento repetidas vezes colocando cada vez mais piroca dentro de mim a cada estocada mais fundo ia aos poucos um calor foi tomando conta do meu corpo Ricardo me mudou de posição me deitando em cima do balcão de costas subiu também abriu minhas pernas e deitou sobre mim , seu peso seu calor seu cacete entrando e saindo estava cada vez mais gostoso, me beijava intensamente enfiando sua língua em minha boca, chupando minha língua , eu já tinha beijado antes mas não com aquela intensidade e desejo. Meu Macho casado me colocou de quatro em cima do balcão e se ajoelhou também em cima do balcão segurando uma viga de cimento no teto bombava em meu cu enquanto eu rebolava em seu cacete sentindo seus pentelhos roçarem em minha bunda não demorou muito mais para ele gozar e encher o preservativo de porra ainda ficou mais um tempo engatado em mim beijando minha nuca e orelha dizendo o quanto meu cu era apertado e delicioso o que me envaidecia.
Após este dia fiquei viciado na rola de Ricardo nas duas semanas que se seguiam assim que meu cu melhorava, pois cada vez que ele me comia eu ficava com ele dolorido por uns dias, eu voltava a locadora para ele me comer e eu mamar sua rola ate adormecer minha boca. Ricardo dizia que eu era o melhor amante que ele já teve que sua mulher regulava o cuzinho dela e também não curtia muito chupar sua rola que seu sonho era uma vez comer nos dois juntos, mas que nunca aconteceria e realmente nunca aconteceu ficamos amantes por uns quatro anos sendo que em dois eu só fiquei com ele, depois fiquei com mais uns caras enquanto estava com ele, mas sem que ele soubesse e engatei um namoro com uma garota o terceiro destes quatro anos foi o mais agitado eu estava com tesão na veia as vezes principalmente fins de semana eu comia minha namorada cedo, dava para um ficante a tarde e ainda transava com Ricardo a noite, no final deste ano eu encontrei uma garota incrível que me tomava muito meu tempo era intensa e eu curtia ficar com ela parei de ficar com meus ficantes e com Rodrigo que logo arrumou outro carinha me casei mas não durou muito o que nos atraia também nos separou a sua intensidade e desejos por querer ficar com outros homens me deixava com ciúmes, desconfiado e nervoso ela queria sexo sempre e por mais que eu gostasse e gosto não sou uma maquina me separei ate fiquei umas vezes com outros caras inclusive com Ricardo, mas acabei casando com minha atual esposa hoje tenho dois filhos e já tem muitos anos que não fico com nenhum homem, mas não esqueço os bons momentos que tive com Ricardo não só por ter sido meu primeiro homem mas por tudo que aprendi, pelas transas e amizade que ainda tenho com ele não transamos mais, mas ainda somos grandes amigos.

Autor: Mrpr2

Sobre este texto

mrpr2

Autor:

Publicação:30 de junho de 2014 23:19

Gênero literário:Contos eróticos

Tema ou assunto:Gays

Compartilhe este conto erótico com seus amigos
Ainda não há estatísticas de leitura deste texto, pois ele foi publicado em 30/06/2014.

Comentários

Novo comentário

Os comentários serão moderados. Não serão aceitos comentários agressivos ao autor e/ou que divulguem sites comerciais. No campo nome só aceitaremos nome de pessoas. Se tiver interesse comercial Fale conosco para saber nossa política de publicidade.

  • Rogerio
    Postado porRogerioem30 de setembro de 2015 20:30

    Adorei seu conto, fiquei com inveja de voce, gostaria de conhecer um homem desses.

Deixe seu comentário abaixo

*Campos com esta marca são de preenchimento obrigatório.
*

Seu endereço de e-mail não será publicado

Mova o seu mouse para fechar essa ajuda.
*