Conto Erotico | Historia Erótica

Publique seu texto gratuitamente!

Autores mais lidos
Loja História-Erótica
Conto erótico no isntagram
conto erotico no youtube
conto erotico no tumblr
Imagens Eróticas
Do fundo do baú

Morando com meus Tios

Morando com meus Tios
Meu nome é Sebastian tenho 19 anos, branco, cabelos curtos, loiro, sem pelos. O que vou contar para vocês aconteceu quando eu vim morar com meus tios Vera, loira cabelos um pouco abaixo do ombro, branca, muito bonita de 25 anos e Helio 30 anos, cabelos castanhos claro, branco, irmão da minha mãe.
Estava em minhas férias de julho quando meus tios vieram nos visitar, conforme conversávamos o assunto de universidade chegou meus pais estavam preocupados, pois em minha cidade não tinha faculdade federal e não tínhamos condições de pagar uma faculdade particular, Tio Helio então propõe aos meus pais que eu fosse estudar na sua cidade e morar com eles, meu pai apesar de tentado pela proposta não achou muito interessante, mas meu tio disse que eu não atrapalharia que me ajudaria a encontrar um emprego e eu ajudaria com uma pequena contribuição nas despesas uma vez que não teria que pagar um aluguel assim meu pai concordou deixando claro que qualquer problema eu voltaria ou teria que alugar uma casa independente.
Meus tios estavam dormindo no meu quarto enquanto eu dormia na sala durante a noite os ouvi transando, fiquei super excitado principalmente por lembrar o quanto Vera era atraente e também me peguei pensando em meu tio nu, apesar de nunca te lo visto desta forma apenas sem camisa durante nossa brincadeira de jogar bola, lembrei ele todo suado, com seu peito a mostra, os gemidos de minha tia, e o volume em sua calça me fazia pensar em seu pênis, não resisti e bati uma punheta imaginando os dois transando.
O tempo passou terminei o ensino médio e consegui passar nas provas do vestibular chegou o dia de minha partida para outra cidade. Nos primeiros dias nada demais apenas de às vezes encontrava com Vera de blusa de pijama e calcinha a noite quando ia beber água ou ir ao banheiro o que me dificultava um pouco urinar devido a excitação, ficava louco quando a via enrolada na toalha saindo do banho, meu Tio saia do banho só de cueca, diversas vezes também o encontrava em minhas idas noturnas a cozinha ou quando chegava da faculdade.
Como combinado meu Tio conseguiu um emprego para mim em uma gráfica, trabalhava ate as 15:00 hs e ia para a faculdade as 18:30 meu levado por meu Tio pois era caminho para a academia que ele malhava. Com o tempo nossa intimidade ficou maior, meu Tio sempre brincalhão me fazia rir muito, sempre uma piada, começaram também algumas brincadeirinhas que no principio achei estranho, mas depois me acostumei, sempre que passava por mim me dava um tapinha na bunda e ria parecia um garoto, as vezes apertava meus mamilos, Vera disse que ele ficou muito feliz com minha vinda pois era como se eu fosse como um filho para eles uma vez que não podiam ter um, os carinhos entre meu Tio e Vera que antes eram mais contidos estavam cada vez mais intensos agora, beijos com mais tesão, passadas de mão, encochadas estavam ficando cada vez mais freqüentes e aquilo tudo me deixava muito excitado.
Em um domingo acordo mais tarde e encontro meu Tio deitado no sofá só de cueca, me pergunta se não tem problema eu digo que não, tomo meu café e vou para a sala assistir tv com ele, toda hora ele fica pegando em seu pau que fica sempre duro ou meia bomba, o meu também fica duro dentro da roupa e fico meio sem jeito tentando disfarçar. Tio Helio me diz que esta calor e pede para que eu tire a camisa, meio relutante tiro realmente estava um dia bem quente, Vera chega da rua dizendo estar com muito calor balançando a blusa, da um beijo em meu tio e sem nenhuma cerimônia da uma boa pegada em seu pau vem me cumprimenta com um beijo em minha testa colocando a mão em minha cocha quase enfartei pensando que ela pegaria em meu pau. Meu tio começa uma conversa sobre namoro devido algumas cenas do filme que estávamos assistindo, fico meio tímido ao dizer que não havia namorado ate então apenas ficado com algumas meninas, mas nada serio. Meu tio me pergunta se acho Vera bonita digo que sim e ele me diz que não preciso ficar vermelho, pois ele gosta que achem sua esposa bonita o da orgulho. Passa uma cena onde dois rapazes que são homossexuais se beijam no filme então me pergunta baixo se eu já fiquei com algum garoto eu mais vermelho ainda digo que não então ele me chama para seu sofá e diz bem baixinho que ele já havia ficado com homens mas que isso seria um segredo nosso eu respondi que tudo bem então me pergunta se eu nunca tive vontade eu fico olhando para ele e quando vou responder Vera chega na sala e pergunta o que os dois homens da casa estão cochichando meu tio responde que nada que estamos apenas conversando sobre o filme e para mudar de assunto pergunta o porque ela esta abanando sua camiseta ela diz que esta muito com muito calor, já tomou uma ducha fria mas não esfriou que sua vontade era de sair correndo pelada meu tio da uma gargalhada e diz então sai levanta vai ate Vera da um beijo e tira sua camiseta ela diz a meu tio que eu estava ali ele diz que já sou um homem e que não precisava me preocupar, desce também sua saia a deixando apenas de calcinha e sutiã, da um beijo em cada uma de suas nádegas um tapinha em sua bunda e pergunta se esta melhor agora o que ela responde que sim e vai para a cozinha, meu tio volta para o sofá com um sorriso safado no rosto , da uma bela pegada no seu pau e antes de sentar me surpreende pegando no meu pau solta deita no sofá e diz excitado ne seu safado e cai na risada, fico sem reação o resto do dia passa normalmente mas a partir daí Vera e meu tio passam a andar sempre apenas de roupas intimas em casa.
Chego correndo Vera me pergunta o que foi digo que estou atrasado para tomar banho para a faculdade, porem meu tio esta no banheiro, descido ir sem banho mesmo, Vera diz que vai dar um jeito e pede para meu tio se apressar meu tio me chama e diz para eu entrar eu digo que é melhor não ele diz para eu largar de bobeira e entrar logo vindo em minha direção e começa a tirar minha roupa concordo e termino de me despir, fico sem jeito pois percebo que meu tio esta com seu cacete duro, começo a me molhar nossos corpos se esbarram, meu tio me pede para eu esfregar suas costas e depois vem esfregar as minhas me deixando super excitado.
_ Hum que cacetão em sobrinho – Diz pegando em meu pau e me dando uma leve encochada.
Fico meio sem jeito e meu tio diz que sou muito vergonhoso que não precisa disso. Termino meu banho enrolo a toalha na cintura pego minha roupa suja e vou levar para o cesto de roupa suja, indo para meu quarto sem querer trombo com Vera e minha toalha cai.
_ Humm já vi que pau bonito é de família!
Quase morro de vergonha e vou para meu quarto trocar de roupa.
Quando chego da faculdade tio Helio esta só de cueca na cozinha tomando água, faço meu prato e coloco no microondas ele vem e me da um tapa na bunda e diz
_ E sobrinho lindo que eu tenho!
Agradeço e vou pegar o refrigerante na geladeira esta na porta em baixo me curvo um pouco para pegar e meu tio me da uma encochada, sinto seu pau duro em minha bunda viro rápido e pergunto se ele não quer um copo de refrigerante ele olha no fundo dos meus olhos e diz
_ To mais afim de leite.
Dizendo isso faz uma cara de safado e pega em meu pau por cima da calça que já esta duro feito rocha. Fico sem reação ele se abaixa e abre o zíper e abocanha meu cacete, e mama gostoso nunca ninguém tinha feito aquilo, coloco o refrigerante em cima da mesa e uma mão em sua cabeça, meu tio lambe minha viria, meu saco, coloca o dedo na portinha do meu cu e começa uma massagem fazendo uma ligeira pressão enquanto suga meu pau em pouco tempo esporro em sua boca e ele bebe toda minha porra levanta e diz que estava louco de vontade de fazer isso desde que eu cheguei, que minha porra é muito gostosa me deu um selinho e foi para o quarto eu jantei e fui para o banheiro tomar um banho e bater uma punheta vigorosa pensando na boca do meu tio em meu cacete. Isto se repetiu por toda semana ate sexta feira toda noite eu chegava meu tio estava na cozinha de cueca e ele me pagava um boquete com uma massagem na porta do meu cu com o dedo.
No sábado acordo e meu tio já esta na sala assistindo tv, tomo meu café e vou assistir com ele então ele me diz que esta calor e que devo ficar de cueca também digo que sou tímido ele diz que preciso perder minha timidez será bom para meu desenvolvimento nisso chega Vera ele pede sua ajuda e ela diz que por ela tudo bem que realmente preciso perder minha timidez, Vera da um beijo de língua bem quente em meu tio enche a mão em seu cacete e vai guardar as compras tiro minha roupa ficando de cueca Vera volta e diz que vai fazer compras no shoping ao cabeleireiro vai demorar quer ficar linda para o jantar a noite se despede com outro beijo e pegada no saco em meu tio me da um beijo na testa me elogia dizendo que um rapaz bonito como eu não deveria ter vergonha me da um tapinha em minha bunda e sai.
Meu tio assim que Vera sai me agarra e me beija como beijou sua esposa com desejo com vontade coloca sua mão dentro de minha cueca tira meu pau para fora e mama suga gostoso meu cacete, me arrancando gemidos agora sem constrangimentos por Vera não estar na casa, meu tio me senta no sofá e me oferece seu pau duro para que eu o chupe tento fazer como ele lambendo sua viria, sugando seu cacete passando a língua e com suas orientações consigo fazer uma boa primeira chupeta, aos poucos vou melhorando e meu tio resolve fazer um 69 deitados no sofá em pouco tempo estamos um gozando na boca um do outro. Tio Helio me beija novamente passando a mão em todo meu corpo, beija meu peito e mama em meus mamilos chupa e mordisca cada um e pede para que eu faço o mesmo nele e me pergunta se eu deixaria ele me comer digo que sim se ele permitir que o coma primeiro ele abre um imenso sorriso me beija e me leva segurando em minha mão para seu quarto.
Tio Helio pega no criado um tubo de lubrificante e camisinhas, sobe e fica de quatro na cama e diz que é todo meu, subo na cama e beijo sua bunda meu tio me pede para brincar com seu cu com meu dedo untado com o lubrificante e com sua orientação coloco meu dedo em seu rabo faço movimentos de vai e vem, circulares, coloco a camisinha posiciono meu pau na entrada do cu do meu tio ele com as duas mão abre bem a bunda e pede para eu enfiar e aguardar, enfio tudo ele grita de dor seguro em seu ombro e fico parado em minutos meu tio começa a apertar meu pau com seu cu e a rebolar que delicia inicio um vai e vem sentindo meu cacete entrar e sair do rabo do meu tio que delicia que sensação era aquela deliciosa que eu ainda não tinha experimentado, meu tio pede para mudar de posição quer que eu o coma de frango assado me posiciono e recomeçamos meu tio então começa a bater uma punheta em seu próprio pau e depois de um tempo começa a gozar e seu cu a apertar meu cacete o que me faz encher a camisinha de porra, deito sobre o peito esporrado de meu tio e nos beijamos derrepente a campainha toca será minha tia? Será que ela esqueceu a chave?


Continua...

Autor: Mrpr2

Sobre este texto

mrpr2

Autor:

Publicação:12 de outubro de 2013 13:01

Gênero literário:Contos eróticos

Tema ou assunto:Gays

Compartilhe este conto erótico com seus amigos
Ainda não há estatísticas de leitura deste texto, pois ele foi publicado em 12/10/2013.

Comentários

Novo comentário

Os comentários serão moderados. Não serão aceitos comentários agressivos ao autor e/ou que divulguem sites comerciais. No campo nome só aceitaremos nome de pessoas. Se tiver interesse comercial Fale conosco para saber nossa política de publicidade.

Não há comentários até o momento. Seja o primeiro!

Deixe seu comentário abaixo

*Campos com esta marca são de preenchimento obrigatório.
*

Seu endereço de e-mail não será publicado

Mova o seu mouse para fechar essa ajuda.
*