Conto Erotico | Historia Erótica

Publique seu texto gratuitamente!

Autores mais lidos
Loja História-Erótica
Conto erótico no isntagram
conto erotico no youtube
conto erotico no tumblr
Imagens Eróticas
Do fundo do baú

O Amigo do meu irmão. II

O Amigo do meu irmão. II

Após o jantar ficamos assistindo um filme na sala Vinicius e eu em um sofá e meus pais no outro. Estava tudo tão perfeito eu ali do ladinho dele as vezes ele roçava seu braço no meu discreto mas aquilo me deixava de coração disparado, mas aos poucos fui relaxando sentindo aquele perfume gostoso, a luz apagada, foi batendo um cansasso já esforçava para manter meus olhos abertos ate que apaguei.
Senti um carinho em meu rosto abri os olhos e eu estava deitado no peito de Vinicius no sofá com ele acariciando meu rosto bem suave.
_ Ixi dormi kkk cadê meus pais?
_ Já foram deitar, o filme acabou a pouco, mas você estava dormindo tão bonitinho não consegui te acordar.
_ Desculpa, deve estar me achando um folgado né?
_ Nada disso, um anjinho! Vem vou te levar para a cama.
_ Hã?
_ Não faz perguntas...
Vinicius se levantou me pegou no colo e me levou ate meu quarto, me colocou na cama me deu um beijo na testa ficou olhando em meus olhos ficamos em silencio aproximou seu rosto do meu e me deu um selinho.
Então escuto meu irmão gritando meu nome:
_ Lincon, acorda pirralho! Lincon!
Acordei assustado com meu irmão me chamando tinha dormido, mas ainda estavam todos la Vinicius estava já na porta, meus pais se levantando para irem se deitar, meu irmão perto de mim.
_ Ue ainda esta passando o filme, você já chegou?
_ A Debora estava com dor de cabeça e você dorminhoco roncando no sofá.
_ Roncando?
Quase dei um infarto, imagina eu roncando com o Vinicius ali!!!!
_ Mentira do seu irmão Lincon, você não estava roncando, so dormindo feito um anjinho.
Disse Vinicius.
Aiiii que fofo pensei.
_ seu besta!
Dei um tapa no meu irmão que ria da minha cara. Vinicius se espreguiçou o que fez sua camisa levantar um pouco deixando a mostra sua barriguinha. Nossa que lindoooo, pensei eu.
_ Já esta na minha hora, a companhia ótima o jantar maravilhoso Lincon agradeça novamente sua mãe e outro dia quero minha revanche.
_ Pode deixar!
Me despedi com um abraço gostoso depois Vinicius que depois me fez um cafuné bagunçando todo meu cabelo, mas ele pode kkk.
_ Falou brother!
_ Falou!
Despediram Vinicius e meu irmão.
_ O que fizeram?
_ Jogamos.
_ O tempo todo?
Perguntou meu irmão desconfiado com cara de quem queria perguntar algo.
_ Conversamos, jogamos, jantamos, assistimos filmes agora vou dormir que estou com sono.
_ Sobre o que conversaram?
_ Iiiiii você bebeu foi? Agora vou ter que te falar ate o que eu conversei com meus amigos? Nem o papai me pede isso, ta me confundindo com a Debora? Nem ela deve te falar isso, vai dormir e não me enche!
_ Há moleque respondão!
Disse meu irmão me dando um totó na orelha.
Domingo de manhã estava tomando café quando meu irmão aparece de camisa regata, calção de jogador de futebol e chuteira.
_ Vou com você.
_ Não vai não, não tem lugar no time.
_ Eu não vou jogar, só vou assistir.
_ Fica ai jogando seu game que é da sua idade.
_ Mas que caramba! Eu vou sim, quero ver o DONO da quadra não deixar eu entrar.
_ Mas é pirralho mesmo hem? O que quer ir fazer lá?
_ Assistir vocês jogarem dãnnnn!! Eu vou e pronto!
Chegando na quadra minutos depois Vinicius aparece lindo cumprimentou os caras me deu um abração me suspendendo e me fez um cafuné.
_ Vai jogar também Lincon?
_ só se for de gandula né?
Disse Beto
_ Não VINICIUS, só vim assistir mesmo.
_ Hum então meu primeiro gol vai ser para você.
_ Valeu Vinicius você é um fofo.
_ Ue Vinicius você começa a namorar e nem conta pra gente?
Diz Beto enquanto fico vermelho como um tomate ate minhas bochechas esquentam. Meu irmão da um soco no braço de Beto
_ Para com isso cara!
Diz Vinicius
_ Vai deixa de papo e vamos jogar diz meu irmão dando um tapa na nuca de Beto.
_ Sem camisa!
Grita Vinicius tirando sua camisa para identificação dos times com e sem camisa.
Lindo quase derreti ali vendo ele jogar. O tempo passava e Vinicius tentava marcar gol, mas a bola não entrava, o goleiro defendia, ia para fora, batia na trave hooooo que carinha de tristeza ele fazia quando perdia o gol e olhava para mim balançando a cabeça com sinal negativo. O sol batia em seu corpo já suado deixando sua pele ainda mais dourada correndo meus olhos não perdiam um detalhe uma gota de suor descendo contornado aquele corpo lindo. Aqueles músculos se mexendo, sua barriguinha sem gominhos mas sequinha e a perdição daqueles pelinhos do seu caminho da felicidade.
Vinicius recebeu a bola driblou dois caras chutou e marcou um lindo gol sem chance de defesa para o goleiro. Vinicius abriu os braços e saiu correndo pela quadra como se fosse um avião seus amigos gritavam e o abraçavam ele pegou a rota para meu lado e cada segundo mais perto, meu coração cada vez mais rápido perto, se aproximando, parando em minha frente e me abraçando forte me suspendendo do chão, ha como eu amo esse abraço.
_ Disse que marcaria para você, esse é seu Lincon!
Depois do abraço Vinicius foi beber água, fazendo biquinho naquele bebedouro que delicia, como é lindo, mas alguém não estava feliz meu irmão no meio da quadra olhava para mim e para Vinicius com uma cara feia. Os rapazes que estavam de fora entraram e o jogo recomeçou meu irmão levou uma bolada na cabeça.
_ Hoooou
_ Ho Murilão acorda pô!
Gritou Beto. Meu irmão balançou a cabeça, a mão, resmungou e disparou a correr. Passou a dividir todas as bolas com fúria nos olhos . Vinicius chegou e sentou perto de mim, dava para sentir seu calor, seu cheiro misturado com seu suor.
Meu irmão chutava com tudo para o gol os caras começaram a reclamar, irritado ele saiu da quadra. Eu, Beto e Vinicius fomos atrás dele perguntar o que estava acontecendo.
_ Nada! To nervoso me deixa! Vem Lincon!
Mal saímos da quadra.
_ O que ta rolando entre o Vinicius e você?
_ Oi? O quê? Como assim?
_ Não me faz de besta Lincon.
_ Ninguém precisa você consegue fazer isso sozinho.
_ Então porque vocês dois estão sempre de conversinha?
_ Por que somos amigos!? O que foi agora? Ciúmes de mim ou do Vinicius?
_ O que? Ta insinuando o que? Eu sou muito homem moleque!
Gritou meu irmão me empurrando.
_ E Você te liga, não quero saber de piadinhas por sua causa!
Será que eu tinha dado alguma bandeira? Alguém teria notado ou dito algo ao meu irmão? Pensei em perguntar, mas ele estava muito nervoso achei melhor não provocar.
Vinicius me manda uma mensagem me perguntando se Murilo havia me dito algo e se estava tudo bem, respondi que ele só havia me feito umas perguntas estranhas e estava nervoso.
Murilo entrou batendo as portas, minha mãe me perguntou o que houve eu disse que não sabia, que do nada Murilo tinha ficado nervoso na quadra e ninguém entendeu. Minha mãe disse que devia ser algo com Débora, não disse, mas não acreditei nisso.
Alguns dias se passaram e Murilo continuava com cara de poucos amigos sempre que me via conversando com alguém no celular me perguntava quem era, se eu saia queria saber para onde e às vezes ate dizia ir junto ficava sempre na minha cola a não ser quando os amigos dele estavam ai me mandava ir para bem longe.
A festa de aniversario do Bernardo seria no sitio dos pais dele um fim de semana todo, meu irmão e eu fomos convidados, mas de cara meu irmão disse que eu não iria, pois a maioria dos convidados eram mais velhos e não iria dar certo eu ir, claro que contestei e disse que não tinha nada haver. Meu irmão ficou de levar alguns dos convidados de carro e foi minha chance, meu pai ficou do meu lado e disse que só liberaria o carro se eu fosse junto, meu irmão contestou dizendo que o carro estava lotado, então meu pai impôs:
_ Ou vão os dois ou nenhum e sem discussão!

Continua...

Autor: Mrpr2

Sobre este texto

mrpr2

Autor:

Publicação:12 de janeiro de 2016 17:02

Gênero literário:Contos eróticos

Tema ou assunto:Gays

Compartilhe este conto erótico com seus amigos
Ainda não há estatísticas de leitura deste texto, pois ele foi publicado em 12/01/2016.

Comentários

Novo comentário

Os comentários serão moderados. Não serão aceitos comentários agressivos ao autor e/ou que divulguem sites comerciais. No campo nome só aceitaremos nome de pessoas. Se tiver interesse comercial Fale conosco para saber nossa política de publicidade.

Não há comentários até o momento. Seja o primeiro!

Deixe seu comentário abaixo

*Campos com esta marca são de preenchimento obrigatório.
*

Seu endereço de e-mail não será publicado

Mova o seu mouse para fechar essa ajuda.
*