Conto Erotico | Historia Erótica

Publique seu texto gratuitamente!

Autores mais lidos
Loja História-Erótica
Conto erótico no isntagram
conto erotico no youtube
conto erotico no tumblr
Imagens Eróticas
Do fundo do baú

O Amigo do meu irmão VIII

O Amigo do meu irmão VIII
Vinicius e eu estávamos cavalgando no mesmo cavalo pelo sitio de seu Francisco conversando sobre nosso relacionamento:
_ Vou pedir você em namoro para seus pais.
_ O quê? Não! você não pode fazer isso!
_ Você não quer namorar comigo?
_ Claro que quero para mim você ja é meu namorado, mas... Mas.. O Murilo, meus pais... E se eles não aceitarem? Me expulsarem de casa ou pior fazerem algo contra você? Eu nunca me perdoaria.
_ Eles nunca fariam isso meu anjo.
_ Não temos certeza Vini, não seria o primeiro e infelizmente nem o ultimo caso, prefiro não arriscar.
_ Se você prefere assim, vou esperar mais um pouco, mas apenas mais um pouco não quero continuar me escondendo se for preciso saio de casa alugo um lugarzinho e vamos morar juntos só você eu.
_ Seria lindo, perfeito quero realmente que um dia isso aconteça, mas não vamos precipitar as coisas, vamos com calma com jeitinho tudo vai dar certo meu namorado fofo kkk você é um fofo! As vezes da vontade de te abraçar no meio de todo mundo e te beijar sabia? Nem sei quantas vezes tive que me conter.
_ Sei sim foi por pouco que já não fiz isso por varias vezes meu anjo lindo!
Depois de algum tempo cavalgando chegamos a uma parte do sitio bem arborizada com varias arvores frutíferas carregadas e resolvemos descer um pouco. Ouço um barulho de agua alguns passos a frente encontramos um córrego, Amarramos o cavalo em uma arvore próximo ao córrego para ele beber agua e descansarmos um pouco.
_ Cuidado anjinho deixa que eu subo na arvore.
_ Ta parecendo meu irmão.
_ Hooo meu delicia! - Disse Vinicius me abraçando forte - So não quero que se machuque. - Cheirou meu pescoço e muitas beijocas ai ai ai como é carinhoso esse meu namorado.
_ Assim nem tem como contestar me derreto todo.
_ Você que me conquista com esse jeitinho.
Vinicius desabotoou sua camisa pendurou a em um galho me encostou em uma arvore beijando com desejo minha boca. Não contente retirou minha camiseta e beijou meu pescoço de um lado, do outro, meu peito, chupava meus mamilos me arrepiando todo apenas gemia de olhos fechados alisando as costas do homem que estava me dando tanto prazer. Vinicius estava intenso, ainda mais safado e gostoso que das vezes anteriores, seus beijos e chupões com mais pressão e duradouros. Abaixou em minha frente desabotoou minha calça abaixou com cueca e tudo deu uma masturbada em meu pau que ja estava duro e mamou gostoso.
Sua boca quente macia me sugava em diferentes intensidades e velocidades e movimentos eu me contorcia de prazer afagando e puxando seus cabelos. Não consegui me controlar mais gozei inundando a boca de Vinicius com minha porra que olhou para mim com uma cara safada contemplando a minha de prazer e meus gemidos que se intensificaram com a gozada. Vinicius recebeu minha porra cuspiu e mamou um pouco mais meu pau chupando o resto de porra e cuspindo se levantou mordeu na goiaba que tinha pegado e me beijou com meu gosto misturado ao sabor de goiaba.
_ Gostou?
Perguntou Vinicius.
_ Ainda pergunta? Amei!!!!
Sorri e beijei Vinicius com as mãos em volta de seu pescoço.
_ So estou começando!
Vinicius me virou de costas para ele beijando minha nuca, acariciando meu peito, meu corpo todo se arrepiava com ondas de tesão como se fossem correntes elétricas me percorrendo da cabeça aos pes que se iniciavam em minha barriga e se espalhavam. Meu namorado retirou sua calça e abaixou meu short ficou pincelando para cima e para baixo seu pau que babava na entradinha do meu cu enquanto mordiscava minha orelha e me dizia que me amava, que eu era cheiroso, gostoso, o quanto minha pele era macia e gostosa com sua voz sussurrada, grave, mansa em meu ouvido o que so aumentava meu tesão.
Aos poucos seu cacete foi entrando sem dificuldades em meu orifício ja que estava bem lubrificado pelo pre gozo de meu namorado e por eu estar completamente relaxado e entregue aquela situação.
Vinicius desencostou seu peito de minhas costas mantendo suas mãos em meus ombros e aumentou o ritmo das metidas. Eu gemia sem me conter nem me preocupava que alguém poderia aparecer uma vez que estávamos no meio do mato em uma área aberta protegidos apenas por alguns arbustos e arvores, ouvia se o barulho dos pássaros, do vento nas folhas e das estocadas de Vinicius o encontro do seu corpo no meu, sua pélvis e teu saco em minha bunda.
Vinicius me virou de frente para ele me pediu para segurar em teu pescoço firme e não largar me pegou no colo entrelacei minhas pernas em volta de seu corpo e ele me penetrou novamente. Que sensação maravilhosa ainda mais podendo ver aquele rosto lindo sua cara de prazer me amando, nos beijávamos sua língua buscava a minha havida dentro de minha boca e seu pau entrando e saindo do meu cu me dando muito prazer.
Vinicius me desceu, ajeitou uma perna minha um pouco a frente um pouco flexionada com meu pe apoiado a um tronco no chão ficando com seu corpo atrás de mim bombava seu pau com maior liberdade que na posição anterior o que lhe permitia imprimir maior velocidade. Com uma mão firme em minha cintura a outra procurou meu cacete duro e babão e enquanto me penetrava iniciou uma deliciosa punheta nem preciso dizer que isso me deu muito prazer ne? Seu toque em meu órgão genital seu pau se movimentando em um vai e vem constante e ritmado dentro de mim me provocou um orgasmo intenso que fez meu corpo emitir movimentos involuntários intensos de contração gozei como nunca tinha gozado antes não só em nível de quantidade de gozo quanto em intensidade de sentimento. Meus movimentos também causaram prazer em Vinicius que me inundou com grande quantidade de porra chegando a escorrer por minhas pernas. Vinicius gozou, mas não se afastou de mim pelo contrario me abraçou colando novamente seu peito em minhas costas me fazendo sentir mais intensamente o calor do teu corpo. Ficamos assim parados agarradinhos ate nossa respiração voltar ao normal o pau de Vinicius murchar e sair naturalmente de mim, senti mais porra escorrer por minhas pernas, ai como é gostoso sentir a respiração do meu amor em minha nuca.
Fomos ate a beira do córrego a agua estava fria mesmo assim nos lavamos tirando o suor e outros fluidos do nosso corpo ficamos ao sol em cima de umas pedras nos secando naturalmente sentindo a brisa do campo. Podíamos ouvir alguns cavalos trotarem me preocupei, pois estávamos nus, mas Vinicius segurou minha mão colocando um dedo nos lábios me indicando para fazer silencio. Fiquei quieto e pude ouvir os cavalos se afastarem.
Descansamos mais um pouco, comemos algumas goiabas pegamos o cavalo e voltamos para o estabulo.
_ Pelo sorriso nos lábios de vocês a cavalgada foi boa.
Disse seu Francisco
_ Sim seu Francisco foi ótima, seu sitio é muito bonito e bem cuidado.
_ A natureza foi gentil conosco, apenas tentamos fazer com que ela permaneça assim. E você Lincon perdeu o medo? Gostou de cavalgar?
_ Sim seu Francisco gostei muito. Seu filho Hugo é um ótimo professor, se eu tivesse mais tempo sairia daqui um verdadeiro cavaleiro e meu amigo Vinicius que também cavalga muito bem me proporcionou um ótimo passeio que só aumentou minha vontade de cavalgar mais e mais.
_ Que bom, são coisas assim como esse brilho em teu olhar e seu entusiasmo é que me faz manter este sitio.
_ E ai garotos gostaram do passeio.
Perguntou Bernardo.
_ Sim amamos.
_ Que bom, vamos voltar para o sitio, pois logo sai o almoço. E vocês seu Seu Francisco e Hugo também estão convidados é o almoço de comemoração do meu aniversario.
_ É to sabendo que esta a maior festança ai no sitio desde sexta e te desejo tudo de bom muitas felicidades.
Disse seu Francisco dando um abraço e os tradicionais tapinhas nas costas de Bernardo.
_ Eu não vou poder ir, mas se você quiser ir meu filho ta liberado, vai la se divertir um pouco comemorar o aniversario do Bernardo.
_ Meus parabéns Bernardo toda a felicidade do mundo para você!
Cumprimentou Hugo o Bernardo repetindo o gesto do pai o abraço e os tapinhas nas costas.
_ Vou sim, vou tomar um banho tirar um pouco desse cheiro de suor de cavalo kkk e vou la almoçar com vocês, será um prazer.
Disse Hugo olhando em meus olhos de um jeito que ate fiquei sem graça, Vinicius também percebeu o olhar de Hugo o que fez o sorriso do teu rosto dar lugar a um semblante serio.
_ Então espero vocês la, vamos garotos assim que os outros forem acabando o passeio nos encontram no sitio o almoço será servido la para o 12:30.
Disse Bernardo.
Vinicius foi ate o sitio monossílabo apenas respondendo sim, não, é as coisas que Bernardo e eu íamos conversando pelo caminho.
Cheguei ao sitio e ja fui logo pondo a sunga e caindo na piscina queria aproveitar ao máximo os últimos momentos.
_ E ai peãozinho como foi? Cavalgou muito? Gostou?
Perguntou meu irmão fazendo cafune em meus cabelos.
_ Pela carinha dele foi ótimo!
Disse Debora.
_ Realmente foi tudo maravilhoso!
_ Quem parece não ter gostado muito foi o Vinicius, olha a cara dele.
Disse Beto.
_ Engano seu Beto foi muito bom o passeio, belos cavalos, um lindo sitio, uma lojinha bem charmosa comprei ate umas lembrancinhas.
_ É mesmo Dé você precisa ir la depois tem umas carrocinhas, boizinho, cavalinho em miniatura, quadros em entalhe com animais perfeitos, parecem reais.
Ganhei ate um chapéu do Vinicius.
_ Nossa que legal! Depois me diga quanto foi para eu lhe passar o dinheiro Vinicius.
_ Não, que isso, foi um presente meu para o carinha ai.
_ Que eu amei muito viu, obrigado!
Disse eu dando um abraço e um beijo no rosto de Vinicius. O abraço na verdade foi apenas meus braços em seu pescoço já que eu estava dentro da piscina e Vinicius de fora.
_ Vou la tirar essa roupa por minha sunga e ja volto.
_ Por que o Vinicius esta com essa cara se gostou do passeio, aconteceu algo?
Perguntou Debora.
_ Que eu saiba não, ele estava bem alegrinho de repente ficou assim serio.
Cheguei pertinho de Debora e sussurrei
_ Acho que é ciúmes, depois te explico.
Continuei na piscina contando como foi o passeio, como Hugo me ensinou a cavalgar no cavalo o passeio com Vinicius sem claro alguns detalhes kkkk.
Vinicius voltou ja de sunga lindo, alguns minutos na piscina e ja estava com seu belo sorriso iluminando seu rosto novamente.

Continua...

Autor: Mrpr2


Sobre este texto

mrpr2

Autor:

Publicação:25 de janeiro de 2016 16:17

Gênero literário:Contos eróticos

Tema ou assunto:Gays

Compartilhe este conto erótico com seus amigos
Ainda não há estatísticas de leitura deste texto, pois ele foi publicado em 25/01/2016.

Comentários

Novo comentário

Os comentários serão moderados. Não serão aceitos comentários agressivos ao autor e/ou que divulguem sites comerciais. No campo nome só aceitaremos nome de pessoas. Se tiver interesse comercial Fale conosco para saber nossa política de publicidade.

  • Anonimo
    Postado porAnonimoem27 de janeiro de 2016 15:51

    Quero ler mais to adorando essa historia

Deixe seu comentário abaixo

*Campos com esta marca são de preenchimento obrigatório.
*

Seu endereço de e-mail não será publicado

Mova o seu mouse para fechar essa ajuda.
*