Conto Erotico | Historia Erótica

Publique seu texto gratuitamente!

Autores mais lidos
Loja História-Erótica
Conto erótico no isntagram
conto erotico no youtube
conto erotico no tumblr
Imagens Eróticas
Do fundo do baú

O Medico e o Motorista safado.

O Medico e o Motorista safado.
Meu nome é Cássio tinha 35 anos quando isso aconteceu era motorista do Dr. Antunes recebi uma mensagem de meu patrão, tinha acabado de chegar a mansão pois tinha ido deixar a srª Paula no dentista de lá ela iria fazer compras e eu voltaria para pega la, mas antes deveria deixar meu patrão no hospital.
Dr. Antunes que a sos eu o chamava apenas pelo nome me disse para subir ate seu quarto quando chegasse, entrando lá ele me agarrou me deu um beijo já colocando sua mão dentro de minha barguilha dizendo que não tínhamos muito tempo. Antunes me mostrou uma caixa e dentro um consolo que tinha comprado disse que a muito tempo queria algo como aquilo e me mandou enfiar em seu rabo enquanto me chupava, meu patrão me mamou ate me fazer gozar em sua boca bebendo toda minha porra enquanto eu o fodia com o consolo disse que mais a noite nos foderiamos com mais calma porem já estava atrasado, porem não foi possível o encontro pois a saída ao shopping de Dona Paula foi proposital meu marido tinha esquecido de um jantar que teriam. No outro dia Dona Paula disse que iria fazer uma faxina na casa Dr Antunes autorizou e disse que iria aproveitar e realizar uma reunião que provavelmente demoraria ate mais tarde me disse que depois conversaríamos para ver se descontaria em dia ou me daria em horas extras, Dona Paula porem disse que precisaria dos meus serviços alem de motorista para verificar o cano do chuveiro do banheiro, Dr Antunes disse para ela chamar um encanador que aquele não era meu trabalho disse que eu verificaria e se fosse algo que eu não conseguisse chamaria um encanador meus patrões aceitaram o Dr Antunes disse que ao deixa lo no trabalho poderia voltar e ficar a disposição de Dona Paula caso fosse necessário me chamaria.
Paula contratou duas diaristas para realizar a faxina todas as caixas, roupas e objetos das gavetas e de dentro e cima do guarda roupas foram tiradas eu fui verificar o cano do chuveiro Paula ficou no quarto me observando no banheiro suíte tirei a camisa e percebi que ela ficava me observando com um olhar diferente, identifiquei logo o problema apenas uma rachadura no cano disse logo que consertaria, mas que daria trabalho, lógico que supervalorizei o trabalho para uma recompensa mais interessante. Fui comprar um novo cano veda rosca e quando voltei já na hora do almoço as diaristas tinha ido almoçar Paula continuou no quarto fingindo olhar caixas arrumar algumas coisas separando e jogando fora, mas sua intenção era clara quando eu olhava pelo espelho e via ela contemplando meu corpo, seus olhos chegavam a brilhar me comendo com os olhos. Modéstia parte sempre cuidei do meu corpo, meu peito com pelos aparados sempre cheiroso atrai muitas atenções, meus braços fortes e minhas costas torneadas graças a exercícios sempre me proporcionaram muitas transas gostosas.
De repente um grito correndo fui para o quarto para ver o que estava acontecendo. Era Dona Paula com um pênis de borracha na mão gritando, perguntei o que estava acontecendo ela me perguntou o que era aquilo disse o que era ela disse que sabia, mas o que aquilo estava fazendo ali fiquei calado ela disse que ali eram coisas dela e do Antunes se aquilo não era dela só poderia ser do seu marido eu disse que ela deveria estar enganada ou talvez ele estava querendo fazer uma surpresa para ela então ela olhou na caixa e disse que não que ele nunca lhe daria tal coisa, alem disso a caixa estava cheia de preservativos e lubrificante já meio utilizados e que nunca tinha sido utilizado com ela. Tentei acalma la e argumentar, mas ela se enfurecia a cada momento disse para ela ficar ali que eu iria pegar um copo de água para ela.
Fiquei alguns minutos no corredor a observando e depois entrei no quarto disse que era melhor ela guardar a caixa e vir tomar um ar no jardim ela relutou um pouco, mas fez no jardim a aconcheguei em meus braços e coloquei sua cabeça em meu peito e disse para ela que não adiantava ela ficar naquele estado só traria mais confusão ela tinha que pensar calmamente, ela concordou e disse que realmente não seria bom para a imagem dela nem da empresa estar ligado a um escândalo desses, mas que iria ter uma conversa com o marido. Meu celular vibrou olhei a mensagem, ela perguntou quem era e disse que o Dr Antunes me dizendo que a reunião seria em outro lugar e que em duas horas era para eu ir busca lo ela disse que iria também me pediu para agilizar o concerto do chuveiro que ela precisava de um banho.
Dona Paula não esperou e enquanto eu arrumava o banheiro e as diaristas arrumavam o quarto ela tomou banho no outro banheiro, ao terminar o concerto peguei a caixa com o brinquedo que estava em cima da cama alegando as empregadas que Dona Paula tinha me dado unas roupas velhas do Dr. Antunes, sai do quarto da patroa e fui pra o meu na área de serviço, pois tinha que me arrumar visto estar na hora de pegar o Dr. Antunes na empresa para leva lo a tal reunião, após um banho rápido vesti meu terno de motorista e voltei para a sala quando estava saindo Dona Paula me chama e pergunta onde estava me finjo de desentendido e ela diz “aquilo” do meu marido, respondo que não sabia, Dona Paula disse que não a encontrou eu questionei que devia ter sido as diaristas que mudou de lugar ou ate jogou fora. Dona Paula disse que iria verificar isso eu então perguntei como ela iria perguntar as diaristas se elas tinham visto uma caixa com um pau dentro? Ela concordou em não perguntar, mas insistiu em ir comigo falar com o marido. Convenci dona Paula a ficar em casa, pois se ela fosse para empresa falar com o marido sobre o tal assunto, lá não era o melhor lugar para aquilo, que era melhor ela espera-lo em casa

Peguei Dr. Antunes na hora combinada na empresa e o levei para a reunião, ao sair de lá lhe contei sobre o que tinha ocorrido hoje à tarde na sua residência, fomos direto para o motel que a gente sempre transava lá ele muito nervoso falou:
_ Depois do que você me contou agora Cássio preciso dos seus cuidados com maior atenção hoje.
_ Claro patrão, veja se assim esta de acordo. Disse colocando meu cacete para fora da calça.
Antunes veio como um cachorro faminto em busca de sua lingüiça e abocanhou meu pau, chupou gostoso ate minhas bolas.
_ Venha meu macho e come esse rabo que é seu!
_ Só se for agora.
Então disse que tinha uma surpresinha para ele, Antunes ficou espantado pois sempre quem trazia coisas era ele pra mim.
_ Seu macho faz serviço é bem feito, eu consegui pegar sua caixinha de surpresas safado.
Ele não acreditou e me abraçou forte,
_Você me salvou Casio,
_ Agora você vai ver o que é foda!
Peguei o vibrador e fui batendo ele na minha mão. Antunes ficou meio assustado com meu jeito de falar estava mandão, e falei:
_ Você quase nos fodeu com sua irresponsabilidade de guardar isso em casa, agora menino que apronta leva cacete.
Mandei ele ficar de quatro e abrir bem o rabo, ele pensou que eu tava brincado, mas para deixar bem claro que não estava, empurrei ele na cama e subi em cima dele, dei um tapa na cara de Antunes e meti minha rola em sua boca fodi com gosto ate faze lo engasgar algumas vezes.
Virei ele de bunda para cima e o fodi sem dó, ate eu mesmo nunca tinha fodido um cu assim. Eu estava muito puto com a situação e descontei no rabo de Antunes. Após eu terminar de foder, ficamos mais calmos e nos deitamos. Antunes ficou com a cabeça sob o meu peito enquanto eu o abraça e ficava brincando em seu cabelo com meu dedo ate que ele disse.
_ Temos que fazer algo Cássio a Paula não vai sossegar fácil já me extorquiu dinheiro e sei que as ameaças não vão parar por aqui e se ela descobrir que você é meu amante cara ai sim estamos ambos perdidos ela vai me arrancar ate as cuecas.
_ Calma Antunes estou bolando um plano. Não se preocupe vai dar tudo certo.
Olhei o relógio e vi que ja era tardee aquilo poderia complicar ainda mais a situação. Estávamos nos trocando e mandei Antunes parar enquanto subia as calças.
_Para ae!
_Porque?
_ Ainda não terminei com sua lição de hoje.
Peguei um vibrador que estava na caixa mandei Antunes abrir o rabo, ele me olhou assustado então eu sem mais delongas meti o vibrador no cu dele e disse:
_ Agora pode terminar de se vestir
_ Como assim?
_ Você vai com o vibrador no seu cu ate em casa e só vai tirar quando eu mandar se não fosse eu já estaríamos fodidos pela sua mulher eu estou puto ainda sem minha ajuda vai ser depenado e ridicularizado.
Antunes não queria provar pra ver se eu estava brincando ou não então se vestiu como eu mandei com o vibrador no rabo e fomos pra casa. No caminho não nos falamos apenas trocamos olhares, ao chegar em casa, baixei o portão da garagem e ao sair do carro, mandei ele ir pra mala e baixar as calças, lá dei um beijo naquela bunda rosinha e tirei o vibrador do seu cu que ficou bem abertinho deu ate vontade de meter nele ali mas era perigoso então nos despedimos e fui para meu quarto levando aquele objeto precioso.
No outro dia o clima estava pesado na mansão, escutei durante a noite gritaria e objetos quebrando na casa, pela manhã levei o Dr Antunes para o trabalho. Chegando no Hospital Antunes me pediu que o acompanhasse ate seu Consultório e trancamos a porta.
_ Acho que nem preciso dizer que a noite foi barra passada ontem em casa ne?
_ Eu sei escutei uns sons alterados lá do meu quarto.
_ Pois é como eu te falei Cássio, aquela vadia me extorquiu mesmo, mandou eu passar meu cartão ilimitado pra ela se não quisesse que espalhasse pra todo mundo o que tinha achado, tive que ceder e ela disse que isso era apenas o começo.
_ Não se preocupe Antunes eu ja pensei em um plano, só quero confirmar umas coisas e te falo pra gente coloca lo em pratica.
_ Ai Cássio o que seria de mim sem você?
_ Relaxe!
E fui massageando os ombros dele por trás.
_ Por falar em relaxar Cássio quero te mostrar o estrago que tu me causou mandando eu ficar com aquele vibrador no meu cu.
Antunes se levantou da cadeira e foi logo abaixando a calça do terno, ate que sua bunda gostosa ficou toda a mostra pra mim, não tive duvidas e enfiei logo dois dedos no seu rabo e falei no seu ouvido
_ Isso é que dá fazer coisas que não se deve.
Comi o rabo dele no escritório e voltei para levar a Dona Paula ao shopping como Dr. Antunes tinha recomendado era para eu fazer o que ela pedisse e ficasse de olho em suas atitudes. Dona Paula comprou muita roupa sapato e ate jóias, um colar, brincos e pulseira. Conversamos e a convenci que o melhor era ela Seguir em frente com a vida dela na descrição e esquecer o Dr Antunes e o melhor para fazer isso era encontrar alguém e aos poucos ir se distanciando ate discretamente fazer um divorcio sem grande alarde. Dona Paula concordou, mas antes iria tirar o maximo proveito da situação e depenar o marido e o trair muito para pagar a humilhação que ele o fez a ela e o primeiro passo seria transar comigo.
Levei Dona Paula para um motel chegando la tomei um banho e enquanto ela ficava na banheira, entrei na banheira e comecei a chupar seus seios, sentei ela na banheira e caprichei em um oral chupando seu clitóris e enfiando o maximo de minha língua em sua buceta, ela delirava de prazer dizendo que o frouxo do marido nunca tinha feito isso ela me pediu para trocar de lugar com ela e eu sentei na beirada da banheira e foi a vez dela me fazer um oral, não tão bom quanto o do marido que parecia ter nascido para ser boqueteiro, mas uma boca no pau da gente sempre é bom. Depois de um tempo coloquei uma camisinha e fomos para a cama e meti muito em sua xoxota e ela gemia e gritava que aquele corno do seu marido nunca havia comido ela daquela forma, que ele era um viado, não sabia como não desconfiou antes e pedia que eu metesse mais, mais forte e rápido. Só não permitiu que eu a comece o rabo, mas fiz com que ela gozasse pela buceta.
Durante a volta para casa ela disse que iria jogar na cara nossa traição eu disse que não que eu poderia perder o emprego o melhor era ela arrumar outra pessoa de preferência um amigo dele, pois ele se irritaria e ficaria mais ofendido do que o caso dela com um reres motorista. Dona Paula disse que seria difícil, pois todos os amigos do marido eram feios, velhos e barrigudos então disse para ela encontrar outro cara que fosse rico de preferência mais que o próprio marido.
Dois dias depois falei para Antunes sobre o meu plano enquanto descansávamos de uma foda.
_ Meu plano já esta todo esquematizado só estou esperando seu Ok.
_ E como será Cássio?
_ Você vai apresentar para sua esposa o seu amigo Humberto aquele galinha que se acha conquistador e vamos fazer o seguinte...
Uma semana depois Antunes, enquanto eu metia em seu rabo disse que já tinha combinado com o Humberto um jantar e convenceu sua esposa de ir, como de combinado Antunes tinha dito para Humberto varias coisas a respeito de sua mulher e fez com que parecesse que ela tinha interesse por caras como ele, mas bem sutilmente. Durante o jantar Dr Antunes com a desculpa que iria ao banheiro deixou os dois sozinhos na mesa, mas ficou de longe observando e percebeu pelos sorrisinhos, gestos e insinuações que o plano iria dar certo. Dr Antunes voltou a mesa e disse que estava com vontade de ir a casa da praia no próximo fim de semana que o lugar estava meio que abandonado e o calor estava convidativo e quando Paula ia recusando Humberto disse que era uma ótima idéia que estava precisando relaxar um pouco o que fez com que Dona Paula aceitasse antes de eu ir embora naquela noite Dr Antunes me contou tudo isso que havia acontecido no restaurante e partimos para a segunda faze do plano.
No feriado Antunes disse precisar sair deixando na casa de praia a mulher e o amigo e veio se encontrar comigo. Fomos de carro ate uma praia deserta, durante o percurso nos beijávamos e Antunes tirou minha camisa e mamava em meus mamilos e os mordiscava, colocou meu pau para fora mamou feito um bezerro em quanto eu dirigia isso sim é um boquete gostoso. Chegando à praia tiramos nossas roupas e fomos para o mar, lá começamos a nos beijar e a sarrar, Antunes tirou a sunga e pediu pra que eu o fodesse ali mesmo, se virou e sentou em meu cacete e ficou rebolando depois me fez deitar e começou a cavalgar. o tesão estava a mil visto que estavamos fodendo ao ar livre e embora a praia fosse paradisíaca alguma pessoa eventualmente poderia aparecer. Depois de um certo tempo voltamos.
O resto do fim de semana passou normal e a semana seguinte também, porem recebo uma ligação em uma terça a noite era o Antunes me chamando para pega lo em uma rua próxima a sua casa o levei para meu apartamento com ele me chupando por todo o caminho.
_ Estamos livres Cássio Livres.
_ Como assim Antunes?
_ A Paula veio com uma nova chantagem querendo que eu passasse 40% das ações da empresa para ela como ela tem 10 % ficaria sendo a majoritária, pois os outros acionistas juntos tem 30 % eu só mostrei o video dela transando com o Humberto e a ameacei foi chantagem paga com chantagem ela gritou, esperneou, me xingou, mas no fim pediu o divorcio disse que fará uma viajem e quando voltar assinara os papeis.
_ Que ótimo e para comemorar toma gostoso.
Meti gostoso meu cacete naquele bundão, Antunes gemia e ria de prazer e alegria, suávamos nos beijávamos mudávamos de posição e metia mais e mais rápido e antes de gozar Antunes colocou meu pau em sua boca e tomou toda minha porra e me beijou. Após algum tempo depois da chegada de Paula da viagem o divorcio foi concretizado e Antunes se mudou da mansão para uma cobertura em um prédio muito luxuoso aqui na cidade, eu optei por continuar servindo a ele (kkkkk) só que agora o motorista dorme na cama do patrão.
Depois conto outras aventuras que tivemos. Abração.

Autor: Mrpr2
Co Autor: O novato

Sobre este texto

mrpr2

Autor:

Publicação:9 de junho de 2014 15:03

Gênero literário:Contos eróticos

Tema ou assunto:Gays

Compartilhe este conto erótico com seus amigos
Ainda não há estatísticas de leitura deste texto, pois ele foi publicado em 09/06/2014.

Comentários

Novo comentário

Os comentários serão moderados. Não serão aceitos comentários agressivos ao autor e/ou que divulguem sites comerciais. No campo nome só aceitaremos nome de pessoas. Se tiver interesse comercial Fale conosco para saber nossa política de publicidade.

Não há comentários até o momento. Seja o primeiro!

Deixe seu comentário abaixo

*Campos com esta marca são de preenchimento obrigatório.
*

Seu endereço de e-mail não será publicado

Mova o seu mouse para fechar essa ajuda.
*