Conto Erotico | Historia Erótica

Publique seu texto gratuitamente!

Autores mais lidos
Loja História-Erótica
Conto erótico no isntagram
conto erotico no youtube
conto erotico no tumblr
Imagens Eróticas
Do fundo do baú

Surpreendido pelos sentimentos – Inicio

Surpreendido pelos sentimentos – Inicio
Me chamo Douglas minha historia começa quando conheci Aurélio um rapaz de 26 anos na época onde eu tinha 24 foi algo intenso, rápido e forte nossa ligação como eu morava sozinho em menos de um mês Aurélio já praticamente morava comigo dormindo quase todas as noites em meu ap, bom dormindo depois de muita foda kkkkk.
Aurélio Tem 1,80 corpo normal moreno claro cabelos curtos eu tenho 1,77 sou um pouco mais claro que Aurélio ambos versáteis. Acordei em meu AP e fiquei olhando Aurélio dormindo tão bonito tão meu tirei o cobertor e deslizei minha mão sobre seu corpo delicadamente era hipnotizante sua boca não resisti e encostei meus lábios nos dele.
Aurélio abriu os olhos abriu seu belo sorriso e veio para cima de mim me abraçou e descansou seu peso em cima de mim. Como era bom sentir teu corpo quente em cima do meu. Aurélio ficou um tempo parado por cima de mim assim que terminou de despertar começou a beijar meu pescoço meu queixo minha testa todo meu rosto e por fim um demorado beijo na boca. Aurélio se ajeitou de modo a encontrar meu cu e encaixou seu pau na entrada encaixou minhas pernas em seus braços para que continuassem dando acesso a minha bunda e olhando no fundo dos meus olhos me penetrou apos um beijo começou a bombar, bombou forte ate que me virou de bruços e me comeu vigorosamente ate encher meu cu de porra. Se levantou e foi para o banho. Quando estava terminando entrei mamei gostoso em seu pau ate sentir seu jato de porra em minha boca de quantidade menor que a pouco depositara em meu cu mas ainda porra do meu macho
Terminei meu banho sozinho e fomos para o trabalho.
Estava gostando de Aurélio de verdade e não me imaginava com outro homem.
_ Amor fiz aquele peixe empanado que você gosta.
_ Hum que ótimo Douglas estou faminto.
Disse Aurélio me abraçando por traz e me beijando o pescoço.
_ Ixi amor esqueci que você não gosta de cebola e coloquei na salada.
_ Eu pico um tomate para mim esquecidinho, vou por uma música aqui.
_ Aaaa não Aurélio, eletrônica na hora do almoço não! Põe uma mais calma.
_ Relaxa Douglas vou por baixinho.
E veio para meu lado me abraçou e ficou me balançando de um lado para o outro.
Em meu aniversário Aurélio me levou a uma boate não curto muito música eletrônica, mas até que o DJ estava com uma boa seleção de músicas e claro que com meu amor grudadinho comigo, não tinha o que reclamar. Fui comprar um drinque. O barman me pediu a identidade, disse que já era de maior a um bom tempo e ele respondeu que precisava confirmar ainda mais com minha carinha de anjo. Foi ele terminar de falar e eu entregar a identidade para eu sentir uma mão em minha cintura, era Aurélio com uma cara que denunciava que ele tinha ouvido e não gostado da brincadeira. O barman continuou o atendimento como se não tivesse percebido a cara de poucos amigos de Aurélio e ao me entregar o meu pedido disse que por ser meu aniversário o próximo seria grátis. Aurélio antes que eu pegasse o drinque o pegou e disse que não sabia desta promoção o barman disse que dependia da cota de cada barman para atrair clientes de consumo elevado acalmar alguns ou fidelizar clientes novos e comi nunca tinha me visto ali e era meu aniversário resolveu fazer um agrado.
Percebi que Aurélio ficou ainda mais nervoso com a explicação do barman agradeci a oferta e tive que praticamente rebocar Aurélio da frente do balcão.
_ O que foi Douglas vai defender aquele barman atrevido ? Vou mostrar para ele como mexer com meu namorado na minha frente!
_ Não vai a lugar algum o cara só estava sendo gentil e fazendo o trabalho dele.
_ Por acaso o trabalho dele e dar de cima do namorado alheio? Porque se for isso ele esta fazendo um ótimo trabalho!
_ Quer saber Aurélio faça o que você quiser eu detesto confusão e barraco já sabe as consequências.
Dito isto sai de andando e procurei meus amigos precisava esparecer Aurélio ficou alguns instantes parado depois me seguiu. Me pediu desculpas beijos e ficamos dançado agarradinho.
Aurélio foi ao banheiro e quando voltou eu estava conversando com um ex apresentei os dois formalmente pois Aurélio só o tinha visto por fotos. Meu atual namorado me laçou pela cintura e ficou dando cortes no meu ex para que ele fosse embora eu tentava a todo custo encerrar a conversa, mas meu ex sempre iniciava um novo assunto relembrando o passado. Percebi que Aurélio já estava perdendo o resto de paciência que sobrava puxei ele para dançar e disse para ele não dar confiança, pois meu ex estava bêbado.
Quando terminamos a dança alguem tinha lembrado do meu ex do meu aniversário ele pediu licença a Aurélio e me abraçou mas no final fez uma piadinha o que tirou Aurélio do serio a confusão começou pedi a uns amigos para levar meu ex dali e mais dois e eu seguramos Aurélio. Para mim já tinha dado pedi para ir embora Aurélio disse que não ia que era meu aniversário me pediu desculpas, mas que a culpa não era dele nem continuei ouvindo sai dali passei no bar e perguntei se meu drinque grátis ainda estava valendo.
_ Claro gatinho o drinque e algo mais para relaxar não pode ficar assim no dia do teu aniversário.
_ Só o drinque mesmo algo forte to cheio de confusão por hoje.
_ O drinque ta mão e quando quiser um homem de verdade que tenha confiança em você e no próprio taco me procure um anjinho como você não merece menos que o céu.
Fui embora de táxi, fiquei chateado com Aurélio por suas atitudes principalmente na data que foi recebi inúmeros telefonemas mensagens email’s de desculpas, mas achei por bem dar uma semana para ele pensar.
A campanha tocou olhei no olho mágico um enorme urso, abri a porta era Aurélio, com um urso gigante de desculpa eu estava morrendo de saudades pulei em seus braços ele me segurou, passei minhas pernas em sua cintura meus braços em seu pescoço e nos beijamos. Aurélio me levou ate o outro lado da sala apoiando minhas costas na parede e me beijando, meu namorado me soltou tirei sua camisa ele a minha, me virou de costas para ele me apoiando na parede puxou meus quadris empinando minha bunda desceu minhas calças e as suas ficou me sarrando beijando minha nuca, meus ombros minhas costas, dizendo que me amava e pedindo desculpas. Me virei novamente me pegou no colo e me jogou na cama. Subiu em cima de mim e meteu gostoso em minha bunda.
Estava com saudade de sentir seu corpo sobre o meu seu pau dentro de mim sua respiração em minha nuca.
Dias depois Aurélio chega com uma notícia que mudaria nossa história foi aprovado para um curso de intercâmbio na Austrália não sabia se ficava feliz ou triste com a notícia mas resolvi apóia lo seriam seis meses longe. Continuamos a nos comunicar a distância era todos os dias no começo, mas depois foi diminuindo a freqüência trabalho cansaço desencontros horários diferentes.
Estava trabalhando indo para outro setor quando vejo um rapaz de costas, meu coração começou a bater mais forte.
_ Aurélio? Voltou sem me dizer nada?
Disse e o abracei.
_ Não eu...
Olhei para os lados confirmando não vir ninguém e o beijei mas o rapaz me afastou
_ Que isso cara enlouqueceu? Sou hetero cara! Não sou o Aurélio, meu nome é Arnaldo, sou irmão gêmeo do Aurélio ele ainda está na Austrália e você quem é?
_ Eu ... Eu...
Desconcertado, morrendo de vergonha não sabia o que dizer eu sabia que Aurélio tinha um irmão, mas ele quase não falava da família, eu sabia que seus pais não sabiam da sua opção e que eram muito preconceituosos, mas não sabia nada do irmão muito menos que eram gêmeos.
Para completar meu momento desastre aparece o gerente dizendo que era bom já termos nos conhecidos pois iríamos trabalhar juntos. O que? Trabalhar junto do irmão gêmeo do meu namorado que esta fora do pais que eu acabei de beijar por engano e que para completar é hetero? Só posso estar no meu inferno astral.
Claro que foi complicado nos primeiros dias, mal conseguia olhar para ele de vergonha mas tinha que passar os procedimentos e a forma de trabalho.

Continua ...

Autor: Mrpr2

Sobre este texto

mrpr2

Autor:

Publicação:11 de agosto de 2014 16:54

Gênero literário:Contos eróticos

Tema ou assunto:Gays

Compartilhe este conto erótico com seus amigos
Ainda não há estatísticas de leitura deste texto, pois ele foi publicado em 11/08/2014.

Comentários

Novo comentário

Os comentários serão moderados. Não serão aceitos comentários agressivos ao autor e/ou que divulguem sites comerciais. No campo nome só aceitaremos nome de pessoas. Se tiver interesse comercial Fale conosco para saber nossa política de publicidade.

Não há comentários até o momento. Seja o primeiro!

Deixe seu comentário abaixo

*Campos com esta marca são de preenchimento obrigatório.
*

Seu endereço de e-mail não será publicado

Mova o seu mouse para fechar essa ajuda.
*