Conto Erotico | Historia Erótica

Publique seu texto gratuitamente!

Autores mais lidos
Loja História-Erótica
Conto erótico no isntagram
conto erotico no youtube
conto erotico no tumblr
Imagens Eróticas
Do fundo do baú

Um milhão para deixar meu filho.

Um milhão para deixar meu filho.
Meu nome é Lincom tinha 19 anos quando a história começou cabelos ruivos, lisos e curtos, corpo magro, pele branca, olhos verdes. Era sexta a noite estava em uma boate meus amigos agarrados com seus namorados e eu na mesa de vela então trocou o DJ e resolvi ir para a pista envolvido com o som e a dança de repente olho para cima e meus olhos se cruzam com os do DJ ele sorri e eu de volta sorriso para ele e continuo a dançar mas passo a acompanha lo volta e meia e percebo que ele não tira os olhos de mim. A noite avança e nunca dancei tanto ate que ele deixa a pikup penso que ele foi embora e resolvo ir beber algo. Sinto alguem pegar em meu braço quando olho é ele o DJ sorri e me fala algo me a próximo e ele me pergunta se eu gostei da apresentação dele em meu ouvido, nossa que perfume gostoso seu cavanhaque bem perto do meu rosto as vezes o toca me sua mão continua em meu braço

Digo que gostei e ele me pergunta meu nome digo e falo que vou beber algo e ele me pergunta se pode me acompanhar. Tudo tão natural começamos a conversar em um lugar menos barulhento da boate perto do bar, ele insiste e me paga a bebida e me pergunta se eu gostaria de conhecer a pikup dele fiquei vermelho então ele aponta para cima dizendo que era aquela pikup eu sorriso sem graça e ainda mais vermelho Diego se aproxima e fala meu ouvido:

_ A "outra pikup" se você quizer te mostro mais tarde caso você queira.

Aquela voz em meu ouvido sua mão em minha cintura, Diego posicionou seu rosto em frente ao meu e foi impossível resistir aos seus lábios e nos beijamos. Na pikup eu dançava ao seu lado ele me mostrava o que os botões plugs cada coisa no painel fazia. Diego me chamou para ajuda lo me posicionou em sua frente e me apontava o que eu devia fazer enquanto focava se esfregando em mim. O calor do seu corpo, seu perfume, seu cavanhaque raspando em minha nuca me deixava cada vez mais excitado sem falar em sentir seu cacete duro encochando minha bunda. Os dias que se seguiram foram otimos trocamos telefones redes sociais conversa vamos todos os dias devido a horários conflitantes foi difícil mas conseguimos marcar um dia com mais tempo faltei a todos os meus compromissos do dia faculdade e cursos queria o dia todo com meu DJ .

Nos encontramos em um parque da cidade ele estava lindo camiseta regata branca calção de esqueitista cavanhaque e boné. Caminhamos conversamos e em um lugar mais discreto nos abraçamos e beijamos. Passamos a manhã toda assim sentados abraçados eu entre suas pernas de frente ou de costas nos beijando alisando o corpo um do outro ouvindo música videos pelo celular e conversando. Almocamos juntos e mais tarde depois de andar pelo centro fomos a um motel.

Chegando ao motel Diego me abraçou pelas costas e beijando minhas costas, minha nuca e dizendo que gostou muito do nosso tempo juntos e que agora seria a coroação de um dia perfeito. Fomos para o banheiro e tomamos um banho para tirar nosso suor nos beijando muito me abaixei e depois de um carinho em seu pau coloquei o todo na boca e tirei deslizando meus lábios chupando a ponta repeti por algumas vezes tirei da boca e lambi sua viria e seu saco lisos sem nenhum pelo como todo o resto do seu corpo. Lambi seu pau e voltei a coloca lo na boca e Diego começou a se movimentar como se estivesse fodendo minha boca estava muito bom sentindo seu membro entrando e saindo de minha boca soltando seu meladinho gostoso pre gozo enquanto era afagado nos meus cabelos. Me levantei e beijei sua boca fazendo com que ele sentisse o gosto da minha boca com o sabor do seu pau. Fomos para a cama Diego veio por cima de mim beijou minha testa, as pálpebras, meus lábios, meu pescoço, chupou meus mamilos já furinhos sugando eles me levando as nuvens, lambeu do centro do meu peito ate minha viria meu perímero, meu saco e começou um boquete delicioso. Diego sabia como mamar um pau alternando pressão intensidade e movimentos levantou minhas pernas erguendo minha bunda passou a fazer um cunete em meu anel. Os movimentos de sua lingua com sua textura e temperatura causavam ondas de prazer que se irradiavam pelo meu corpo que se intensificaram com a alternância de lingua e dedos lubrificados em meu orifício. Um, dois, três dedos sua lingua Diego me olhava sorria e perguntava se eu estava gostando _ maravilhoso! _ eu respondia em meio a gemidos de prazer. Diego voltava a lamber dedilhar e esfregar seu cavanhaque subiu em cima de mim me beijando intensamente esfregava seu corpo quente no meu foi me virando ate me colocar de lado na cama penetrou a cabeça de seu pau em meu orifício colou seu peito minhas costas beijando e mordiscando minha orelha colocou tudo de uma só vez seu pau dentro de mim. Não doeu com toda sua preparação mas a invasão fez meu cu contrair apertando seu cacete Diego gemeu em meu ouvido com sua voz grave de macho quando meu cu o liberou tirou deixando apenas a cabeça dentro e voltou a colocar tudo ate eu sentir seu saco em minha bunda e meu cu contrair novamente pensei que ate o saco entraria novamente repetidas vezes ate o movimento se tornar ritmado sua mão alisava meu peito e apertava meus mamilos e seu pau entrava e saia cada vez mais rápido em minha bunda.

Diego me colocou de quatro na cama subiu meu corpo me beijou e disse

_ Agora se prepare para ir ao céu!

Com um sorrisinho no final me voltou a colocar de quatro segurou em minha cintura e começou os movimentos de vai e vem que ficaram intensos rápidos tirava ate a metade e socava tudo seu saco batia forte em minha bunda fazendo um som ploft ploft ploft meu macho gemia como urso rouco aqueles sons o cheiro de sexo suor o contato do nosso corpo tudo aquilo era incrível nunca havia sentido tanto prazer quanto naquele momento ate então. Meu corpo começou a se arrepiar e a se contrair cada vez mais meu cu piscava mordiscando o cacete de meu amado comecei a gozar sem tocar em meu pau Diego também não resistiu e começou a gozar junto sentir seu pau inchar dentro de mim fez com que eu jorrasse mais porra nem eu acreditei o quanto que eu gozei. Caímos exaustos na cama descansamos um pouco e depois tomamos banho regado a muitos beijos.

Os dias e meses se passaram e nos apaixonavamos mais e mais um pelo outro. Diego me apresentou a sua mãe primos e amigos mais proximos. por diversas vezes Diego quis ir morar comigo, mas minha família seria um problema meu pai se quer admitia que eu fosse gay, me formei, fui contratado onde eu fazia estágio e resolvi que era hora de enfrentar a vida e o primeiro passo era assumir Diego para minha família.

Diego e eu estávamos na banheira do motel eu entre suas pernas com as costas em seu peito recebendo carícias em meu corpo com seu rosto colado no meu.

_ Amor quer mesmo ir morar comigo?

_ É o que mais quero, podemos alugar um ap. Ficarmos juntinhos, mas e seus país vamos contar a eles?

_ Quanto a moradia eu já tenho um ap. meu avô me deu pouco antes de falecer e quanto a meus pais estava pensando em fazer um jantar e te apresentar a todos de uma vez.

_ Acha que seu pai não vai pensar que estou com você pelo dinheiro já indo morar no seu ap? Não acha melhor alugarmos o nosso?

_ De qualquer forma ele ira dizer que você é um interesseiro ele acha que qualquer um só se aproxima de nós pelo dinheiro foi s mesma coisa com minha irmã e olha que ela é hetero, mas sei que você me ama e não ligo para o que ele diga.

_ E pode acreditar que te amo muito com ou sem dinheiro e quando eu tiver bem famoso vou ganhar o respeito do seu coroa.

Me virou e me beijou um beijo amoroso demorado chupando meus lábios. Fomos para cama Diego Mr deitou com as costas na cama engatou seu pau em mim e debruçando seu corpo sobre mim enquanto bombava me beijava dizendo que me amava. Me virou e agora sobre mim metia deliciosamente seu caralho mim ate gozarmos.

Jantar marcado tudo pronto a campainha toca era Diego todo perfumado roupa social cavanhaque aparado e desenhado abracei e dei um selinho. Todos na mesa entro na sala de mãos dadas com Diego.

_ Mas que palhaçada é essa Lincom? Você sabia disso Maguinolia?

_ Pai este é o Diego já estamos namorando a algum tempo eu já havia contado só faltava apresenta lo e...

_ Disse que estava namorando pensei que tinha criado vergonha e juízo e arrumado uma moça de família não um...

_ Astolfo por favor, desculpe meu rapaz creio que você compreenda é apenas um pai zeloso, já sabíamos do... Da ... Bem que nosso filho prefere rapazes e já que é isso que o faz felizes vamos apoiar desde é claro você seja um rapaz de bem, trabalhador de boa índole.

_ Ha sim compreendo sra, e sou sim trabalhador sou DJ, honesto, minha mãe me criou muito bem.

O telefone toca era do hospital chamando meu pai para uma cirurgia de emergência.

_ Graças pelo menos não precisarei ficar neste jantar. Trabalhador hum e desde quando colocar música para um monte de muleques desmiolados bêbados é trabalho, filho viado, mãe complacente e um aproveitador caça dote gay era o que eu precisava.

Meu pai saiu batendo a porta minha mãe pediu desculpas para Diego e o convenceu a ficar para o jantar fui ao banheiro. Tinha segurado o maximo que pude para não chorar na frente de meu pai e do Diego, chorei abafando com a toalha lavei o rosto e voltei encontrei com Diego no corredor me procurando disse que ficou preocupado comigo alisou meu rosto me deu um selinho e foi ao banheiro.

Minha mãe foi bem educada com meu namorado meu cunhado e irmã ficaram mudos todo o jantar apenas cumprimentando Diego após o jantar.

Uma semana depois eu estava com Diego quando seu celular toca era meu pai Diego estranhou mais ainda quando ele o convidou para um almoço e para garantir civilidade seria em publico e apenas os dois.

Meu pai não quiz me dizer o que tinham conversado, dias depois após ironias e perguntas sobre Diego meu pai confessou que tinha proposto a meu namorado R$ 1500,00 para me deixar ele não aceitou de pronto, mas depois ambicioso como ele sabia que Diego era cobrou R$ 1000,00 a princípio pensou em não aceitar, mas conhecendo como eu era, eu não acreditaria sem provas e jogou em mim um extrato de transferência para a conta do Diego.

_ Ele não vai mais voltar, já conseguiu o que queria DINHEIRO veja se agora me ouve, vire homem. arrume uma boa esposa e não envergonhe nossa família!

Fui chorando para meu quarto, dias depois disse que não queria mais morar naquela cidade, então meu pai disse que iria conversar com um amigo antigo que tinha uma empresa na minha área de atuação. Um mês depois estava voando para uma nova cidade uma nova vida.

Desembarquei estava esperando um taxi quando alguem buzina.

_ Para onde o sr. Vai?

Entrei correndo no carro e dei um beijo no motorista.

_ Estava morrendo de saudades desta boca.

_ só da boca? Kkkkk

O motorista era Diego, depois do almoço com meu pai Diego me ligou e me contou da proposta do meu pai ficamos enojados com a baixeza mas resolvi tirar vantagem disse para Diego pedir dois milhões claro que meu pai recusaria mas conforme combinamos Diego disse a meu pai que ele se casaria comigo pois eu estava apaixonado e nada que ele ou qualquer um fizesse iria mudar isso e mesmo que se eu o largasse ele iria atraz de mim e me tomaria dinheiro para parar com a perseguição e depois dele seria outro e outro meu pai então concordou com um milhão. Com o dinheiro Diego construiu uma boate e durante a construção nos encontrávamos escondidos. Para meu pai não desconfiar propus a mudança só não contava que meu pai iria me arrumar o emprego o bom é que a empresa do amigo dele ficava na saída da cidade vizinha de onde Diego tinha construído a boate.

Meses depois meu pai da um infarte e capota o carro vindo a falecer depois de receber um telefonema pensei que fosse alguem que havia me descoberto mas era a amante dele dizendo que estava grávida e iria contar a minha mãe.

Depois de um mês com minha mãe voltei para morar com Diego.

_ Nunca mais vamos ficar tanto tempo loge um do outro, quase morri aqui de saudade do meu delicioso.

_ Hooo que marido mais carente fui arrumar gente! Vem vou cuidar de você.

Sentei Diego na beira da cama pelado e comecei um boquete, mamei alternando com masturbação seu cacete branco cheio de veias, brinquei puxando seu prepúcio com os lábios como Diego gosta. Com meu marido afagando e puxando meus cabelos coloquei todo seu pau na boca ate a garganta prendendo a respiração o quanto pude fazendo garganta profunda, como é bom ouvir o gemido rouco de prazer do meu macho quando faço isso. Pedi a Diego que deitasse no centro da cama, coloquei suas mãos atraz de sua cabeça, nossa que visão linda meu homem deitado com seu sorriso lindo seu peitoral e axilas todo meu. Montei em seu pau e passei a cavalga lo dando umas breves paradas para beija lo lamber seu peito e axilas e voltar a subir e descer em seu mastro. Diego se levanto me colocou de quatro na beirada da cama e em pe no chão metia fundo e forte em meu cu ouvindo o já conhecido ploft ploft de seu saco batendo em minha bunda seus gemidos roucos de prazer gozei sem tocar em meu pau Diego também enchendo meu cu com sua porra.

Estou muito Feliz morando com meu marido DJ e espero que esta felicidade seja eterna!

Autor: Mrpr2

Sobre este texto

mrpr2

Autor:

Publicação:12 de novembro de 2014 22:31

Gênero literário:Contos eróticos

Tema ou assunto:Gays

Compartilhe este conto erótico com seus amigos
Ainda não há estatísticas de leitura deste texto, pois ele foi publicado em 12/11/2014.

Comentários

Novo comentário

Os comentários serão moderados. Não serão aceitos comentários agressivos ao autor e/ou que divulguem sites comerciais. No campo nome só aceitaremos nome de pessoas. Se tiver interesse comercial Fale conosco para saber nossa política de publicidade.

Não há comentários até o momento. Seja o primeiro!

Deixe seu comentário abaixo

*Campos com esta marca são de preenchimento obrigatório.
*

Seu endereço de e-mail não será publicado

Mova o seu mouse para fechar essa ajuda.
*