Conto Erotico | Historia Erótica

Publique seu texto gratuitamente!

Autores mais lidos
Loja História-Erótica
Conto erótico no isntagram
conto erotico no youtube
conto erotico no tumblr
Imagens Eróticas
Do fundo do baú

A vingança Do Porteiro

Gente desta vez aquele porteiro filha da puta literalmente me fudeu! Segunda feira meu patrão me pede para dormir no ap pois ele iria para a casa da minha irmã com a família toda (patrão "irmão"), fiquei toda excitada pois ele disse que aquele porteiro iria instalar 2 luminárias na cozinha. 13hs. aquele puto me interfona para falar um turbilhão de sacanagens, tipo que ia me arrombar, que ia trazer o primo para me fuder junto com ele, que tava de pau duro na portaria e etc... Quase gozei pelo interfone tamanho foi o tesão que ele me deixou: no final ele perguntou se eu topava transar amarrada, como tudo que eu tenho feito com este filha da puta tem sido uma delícia eu topei. 20:15hs a campainha toca eu estava com uma camisola vermelha, uma calcinha de renda bem pequena como ele adora, um perfume delicioso e muito tesão. Abri a porta, o olhar de tesão dele percorreu cada milimetro do meu corpo, o olhar dele é tão sacana e gostoso que quando pasou pela minha boceta parecia uma lambida, minhas pernas bambearam de tesão. Ele me beijou ardentemente e foi pro banheiro com uma mala enorme. Ele tomou um banho e saiu só de toalha, sentou no sofá ligou a tv e assistiu o repórter lanchando( virou patrão né? Rs), e para minha surpresa quando acabou de lanchar ele voltou para o banheiro e 15min. depois ele saiu vestido de policial, nossa que baque! Era uma perdição pois se aquele policial me prendese e ficasse na sela comigo eu ia querer pegar prisão perpétua, rs.(ele é ex policial, mocidade e flamenguista doente, rs, + vamos ao que interessa). Aquela beldade vestido de policial, me revistou todinha apalpando meus seios , minha bunda e minha boceta, era um tesão louco eu arreganhada sendo revistada por aquelas mãos masculas e grossas. Ele me levou para o quarto tirou minha camisola abocanhou meus seios e sugou cada mamilo como um bezerro desmamado e faminto me jogou sentada na cama foi para o banheiro e voltou com uma pequena sacola preta, apanhou nela um cd do Jhon Secada, ligou o pc e colocou a música "Angel" (que por sinal adoro), e ao som desta música começou a fazer um streep-tease. Gente eu me sentia como se eu tivesse ganho na loteria, pois nunca homem algum tinha feito aquilo pra mim, tirou a parte de cima da farda com uma sensualidade descomunal e me fez além de sentir tesão, me sentir também lisongeada com aquele delicioso gesto. Tirou a blusa branca e fiquei a contempla aquele peitoral forte, másculo e bem definido, aquela barriga gostosa(ai, era um sonho), tirou a calça e pasou por sobre o meu pescoço e esfregou minha cara naquela piroca dura coberta por uma cueca branca de seda, usando movimentos pra lá de sensuais, eu delirava. Ele me pôs de bruçosna camae começou a beijar minha nuca, descer pela minhas costas beijando, lambendo, mordiscando e me levando ao delírio total e absoluto; de vez enquando mesmo de cueca e eu de calcinha ele encaixava a piroca bem no meio da minha bunda, vinha no pé do meu ouvido e dizia que eu era maravilhosa, a mulher + gostosa e + safada que ele já tinha comido, eu estava entregue pois além dele enlouquecer meu corpo ainda massageava o meu ego; tudo parecia um sonho, ele foi beijando minhas costas e descendo até chegar na minha bunda. Ele arreganhou bem as bandas(pois é bem grande), puxou minha calcinha para o lado e lambeu bem devagarinho o meu cuzinho como se foce o doce + gostoso do mundo. Gente nesse instante o gozo explodiu, foi inevitável e tão forte que parecia que eu estava gozando com o corpo inteiro, tamanha era a intensidade, me senti super fraca. Ele voltou na sacola preta e pegou um par de algemas verdadeiras e me algemou as mãos na cabeceira da cama, os pés ele amarrou com um nylon especial e muito resistente, e me avisou que não adiantava quanta força eu fizesse que não arrebentaria. Ele saiu do quarto e voltou com uma faca, eu entrei em desepero pois as palavras dele foram: -Hoje você vai me pagar!!! Veio em minha calcinha e cortou e me deixou completamente nua,foi para o computador e entrou na net, e, começou a ta car com várias piranha(que ódio daquele filha da puta), e mostrava para todas aquelas piranhas aquele fisico gostoso e aquela piroca roliça e inxada, eu estava possuída pelo o ódio. Forçava os braços e as pernas, tentava abrir as algemas só que quanto mais eu forçava + o caralho da algema apertava, minhas mãos já estavam roxas, ele abriu as algemas e voltou a prender tão rápido que mau deu tempo de eu me mexer!Ele abriu a cam para uma tal de melada e ela tinha uma voz rouca e ficava tecendo elogios ao corpo do meu nêgo (piranha! vagabunda! Querendo seduzir o meu nêgo), autos papos rolando e muita putaria. De repente eleaponta a cam para mim, então escuto ela dizer: -Nossa que mulher gostosa!!! Aí veio um alívio tipo, ufa!!! esta é sapatão! Rs. ele respondeu: -Gostosa e sacana! Então ela retrucou; -Sacana eu não sei pois ainda não vi nada. Ele com uma cara sacana respondeu: -Vai ver e se deliciar. Ele disse que a boca dele era uma perdição(o que é verdade), e que ia mostrar isto na prática. Ela perguntou como? Ele disse que mesmo eu puta e contrariada por estar amarrada ele me faria gemer feito uma puta desvairada. Tranquei os lábios, pensei na novela das 8 e jurei que custasse o que custasse eu não iria gemer, não deixaria aquela vagabunda sentir tesão pelo o meu nêgo por conta dos meus gemidos, ele se agachou e cheirou minha boceta como se cheira uma rosa. Nossa que delícia só neste gesto singelo ele já arrancou de mim um quase murmúrio de "Ai que delícia!" Logo em seguida ele meteu aquela língua quente e molhada todinha dentro da minha xoxota raspadinha, fui ao delírio + não gemi, passou a língua molhada no meu cuzinho, virei os olhos de tanto tesão, mais não gemi. Ele me conhece bem e não tardou em enfiar tres dedos na minhga boceta e abocanhar o meu grelo. Gente foi inevitável a medida que ele sugava e socava aqueles dedos grossos eu gemia: -Soca esta boceta seu filha da puta, me rasga toda; que delícia suga ela também, mama gostoso, esfrega a cara nela seu puto!!! Ouvia ele dizer pra vagabunda da net; - Isso toca uma siririca pra mim sua vagabunda, arreganha mais estaboceta e imagina que esta mamada gostosa seja em você (gente que ódio que me dava), mais cada vez que eu tentava parar de gemerele mamava e dedava com + força, e aí eu tinha que gemer novamente, eu anunciei o gozo com sofreguidão:- Vou gozz-zzar, vou gozz-ai que delícia, o filha da puta parou. Oódio subiu e aí eu gritava; -Mama seu viado, filha da puta, deda essa xoxota caralho!!! Ele só dava lambidinha no meu grelo, quando a sensação de gozo vinha aquele puto parava. Então pensei por que ele está fazendo isto comigo? E passou o filme do que eu havia feito com ele (SE QUISEREM SABER LEIAM "O PORTEIRO ME TRANSFORMOU EM DEVASA), então entendi o motivo de tanta tortura, mal sabia o que me aguardava. Ele levantou foi até o banheiro onde tinha deixado aquela bolsa enorme e para minha surpresa e frio na barriga ele tinha algo na mão escrito "TORUS" gente eu nunka tinha visto algo parecido, era um consolo no formato de uma rolapreta de pelo menos uns 30cm e da largura do meu anti-braço. Gente eu entrei em desespero e perguntei: - Você não vai meter isto em mim, né? ele não me respondeu apenas falou com a vagaba da net. -Ela gosta de ser arrombada e hoje eu vou deixa-la satisfeita. Voltou a mamar minha xota com aquele tarugo apontado na portinha da minha boceta, e foi penetrando devagar, a minha boceta ia aceitando aquela rola de proporções absurdas mais parecia que ia me rasgarno meio, tamanha era a dor e o prazer que aquela tora me proporcionava, em dado momento eu pedi para ele parar pois a rola já estava tocando meu útero, foi quando ele começou a socar(gente a sensação era alucinante), eu chorava, ria, gritava, xingava de tanta dor e prazer com aquela rola na minha boceta, percebi q ele olhou para a tela e retrucou: - Sua puta deste jeito vc vai arrancar a boceta. Então imaginei aquela piranha, vagabunda tá se divertindo as minhas custas, aquele viado não parava de socar ele estava me arrombando toda(e eu estava adorando), anunciei o gozo e quando eu ia ter o orgasmo mais forte da minha vida o filho da puta parou novamente e arrancou aquela delícia da minha boceta. Eu gritei, xinguei e até tentei sugar aquela rola para dentro dnovamente. Eu juro que pensei que ele foce meter de volta na minha boceta, mais aquele louco apontou aquilo no meu cúzinho, eu chorei, implorei para ele não fazer isto, mais ele fez ouvido de mercador, abriu minha bunda e arreganhou meu rabo e apontou aquilo no meu cú, e começou a meter, a dor era tanta que eu quase desmaei. Quando aquele monumento chegou na metade eu mesmo tentando me conter me urinei toda e gozei ao mesmo tempo, ele enlouqueceu quandoviu aquilo e começou a socar o torus no meu cú. gente q loucura pois a cada socada que ele dava aquela rola entrava mais, até que em poucos minutos tinha entrado até o talo. caralho me senti uma puta, era bom d+ eu estava toda arrombada mais aqueleputo falou; -Agora vem o "Grand Finale", com aquela tora toda enfiada no meu cú, ele meteu a piroca dele na minha boceta e começou a socar as duas, a sensação era indescritivel de dor, prazer, tesão, arrombamento, esfolação, resumindo era muuuuiiiiiiitttttttooooooo bom. Ele perguntava não eram duas pirocas que você queria vagabunda? Então agora tem, nossa eu perdi as contas de quantas vezes seguidas eu gozei, ele anunciou o gozo tirou a rola da minha boceta, aproximou bem do meu rosto e esporrou tão forte que o gozo caia na minha boca, olhos, nariz, orelhas e cabelos... Um minuto depois ele sentou na frente da tela e perguntou o que aquela vadia tinha achado do show? Ela disse que tinha sido o maior espetáculo que ela já tinha visto, e, que tinha guardado o gozo para ele ver. A piranha se masturbou e gozou com gemidos sonoros e fortes, o viado também se masturbou e gozou aos urro para aquela puta. Depois da gozada ele desligou o pc, soltou as algemas, desamarrou minhas pernas e perguntou: -Gostou? Eu tinha vontade de matá-lo, de voar no pescoço dele e enforca-lo, mais tudo que consegui foi sacudir a cabeça que sim. Ele foi para o banheiro e eu permaneci na cama fodida, dolorida, arrombada e completamente satisfeita, pois aquele homem delicioso tinha me proporcionado uma nova experiência e uma sensação que jamais vou esquecer! Bjs e até o próximo conto.

Sobre este texto

NegaNegoCC

Autor:

Publicação:23 de setembro de 2012 17:15

Gênero literário:Contos eróticos

Tema ou assunto:Exibicionismo

Compartilhe este conto erótico com seus amigos
Este texto foi lido 880 vezes desde sua publicação em 23/09/2012. Dados do Google Analytics

Comentários

Novo comentário

Os comentários serão moderados. Não serão aceitos comentários agressivos ao autor e/ou que divulguem sites comerciais. No campo nome só aceitaremos nome de pessoas. Se tiver interesse comercial Fale conosco para saber nossa política de publicidade.

Não há comentários até o momento. Seja o primeiro!

Deixe seu comentário abaixo

*Campos com esta marca são de preenchimento obrigatório.
*

Seu endereço de e-mail não será publicado

Mova o seu mouse para fechar essa ajuda.
*