Conto Erotico | Historia Erótica

Publique seu texto gratuitamente!

Autores mais lidos
Loja História-Erótica
Conto erótico no isntagram
conto erotico no youtube
conto erotico no tumblr
Imagens Eróticas
Do fundo do baú

Dia De Festa Enrabada Na casa De Máquinas

Oi olha eu aqui novamente com mais uma aventura deliciosa meu porteiro! Essa semana que passou foi muito difícil para nós pois não pudemos fuder nem um dia se quer, ele estava dodói e além de tudo tinha uma festa programada para sexta feira dia dez, e para piorar as coisas ele iria folgar no sábado e domingo. Já estava imaginando o tamanho da minha saudade. Na sexta eu estava toda atarefada com os preparativos da festa, que ele foi convidado pelo meu irmão "patrão", e só nos veríamos na hora festa. Certo momento desci até a portaria e perguntei a ele qual seria o andar mais tranquilo que nós poderiamos nos ver na escada? só que ele disse que eu era louca e que não se arriscaria (é claro que não queria só vê-lo pelo contrário queria que ele me fudesse na escada). Quando ele me deu a resposta subi desanimada pois não teria mais ele nessa semana.Meu tesão por ele é enorme, tanto que só de olhar aquele porteiro minha boceta já fica toda molhada e meu cú latejando de desejo, mais me conformei em não tê-lo. Estava eu no ap com os preparativos finais, quando ele me xamou em mensagem e me perguntou se eu queria dar uma mamadinha nele? Respondi prontamente: -Claro q sim; mais ao mesmo tempo perguntei como, pois no ap não poderia meu patrão já estava na área. Mesmo a festa sendo no play ele poderia subir a qualquer momento para pegar algo ou fazer alguma coisa. Ele mandou uma nova mensagem dizendo que seria uma loucura mais se eu toparia? respondi a ele com outra pergunta; e eu não sou louca? já que fodo com ele no ap seria capaz de qualquer coisa para ter aquela pirok novamente. Ele disse que seria na casa de máquinas do prédio e me perguntou se toparia? Não pestanegei e respondi; claro. O ap é no último andar (11), mandou que eu descesse até o 10 e subisse pela a escada até chegar a casa de máquinas, e, ainda falou que eu não precisava me depilar no banho pois não iria me mamar só me fuder rapidinho (Ele gosta da minha boceta bem lisinha para mamar gostoso). mais como não boba e não queria perder a oportunidade de ter aquela boca em minha xoxota, lógico que me depilei. Eu estava de saia para facilitar as coisas. Subi e não demorou muito chegou aquele Deus Grego de terno e gravata lindo e maravilhoso, ele abriu a casa de máquinas, entramos e começamos a nos beijar com muito desejo um pelo o outro. Comecei a apertar aquela piroca mole e aumentava ainda mais meu tesão sentindo ela endurecer em minha mão, ele apertava meus seios e me beijava a nuca loucamente , e minha boceta cada vez ficava mais milhada de tesão e louca para gozar. Ele começou a descer a mão até chegar em minha boceta, quando colocou a mão seus dedos deslizavam de tão melada que ela estava, começou a me masturbar me chupando o pescoço e não demorou muito dei minha primeira gozada. Ele não resistiu e começou a mamar gostoso com aquela boca quente até eu gozar, pedi que enfiasse seu dedo na minha xoxota, mais ainda queria mais, e ele dizendo q queria que eu gozasse na mão do meu maxo. Pedi que me chingasse. Me chamou de vagabunda, piranha, filha da puta. falei pra ele: -Mete mais dedos na minha boceta, quero ser esfolada pela sua mão. Cada barulho que faziam as máquinas faziam nós nos assustávamos pensando que alguém estaria entrando e que poderiam nos ver naquela situação, mais ao mesmo tempo não conseguíamos parar tamanho o desejo, eu sentindo aqueles dedos grossos dentro da minha xoxota era o máximo e podendo gozar mais uma vez na mão do meu maxo(Aí que delícia só de contar a vocês já estou com vontade de gozar com aquele puto novamente). Nos empolgamos no meio daquelas máquinas e o perigo de alguém entrar cada vez nos excitava mais e mais, sentindo aquela piroka dura encostando em minha bunda o meu cúlatejava cada vez mais de desejo. Abaixei para que ele metesse sua piroca em mim, com a cara na escada que tem lá ele começou a meter seu pau na minha boceta que pulsava cada vez +, e, ele me fudendo com pressão e gostoso, me lambendo e me mordendo de tesão, eu gemendo e pedindo que ele me batesse (pois adoro apanhar numa foda) aquela mão dando na minha cara e eu apanhando como uma vagabunda com ele me fudendo cada vez com mais força. Fiquei de 4 no chão e mandei que ele cavalgasse em mim pois saua égua estava no cio, nesse momento gozei desesperadamente de tesão. Pedi para ele comer meu cú (não ia sair daquele lugar sem dar o cú pra ele, claro!), ele começou a abrir meu cú com o dedo enfiando bem fundo porque adoro ser fodida no cú sem lubrificante, a dor se mistura ao prazer e faz com que eu goze igual uma cadela no cio, e assim ele preparou para meter seu pirocão, foi enfiando só a cabecinha e nesse momento escutamos vozes procurando por ele e sem parar continuou enfiando o pau no meu cú, eu queria urrar de dor maisnão podia, e baixo disse: -Isso filho da puta seu viado mete no meu cú, o teu chefe tá lá fora e vai pegar você me fodendo e me arrombando toda, quem sabe ele não participa tbm e come minha boceta. Ele ficou com tanta raiva que metia cada vez com mais força esfolando meu cú e dando na minha cara. Falou: -Sua puta quer que outro macho te coma além desse macho aqui? eu respondi; -Quero seu corno, pedi pra você trazer seu primo pra me comer também, você não quis, agora quero ter esse prazer de duas pirocas dentro de mim e na minha boca. Ele me levantou pelos cabelos e enfiou minha cara numas caixas de modo que eu ficasse arriada e meteu na minha boceta sem dó, dizendo; -Era piroca que você queria na xoxota? então toma cadela! Eu te dou sua vaca! Falei para ele quero duas pirocas e não uma. Então ele enfiou dois dedos no meu cuzinho e eu fui ao delírio dando uma gozada intensa e longa, pedindo para ele não parar que queria gozar junto com ele e que queria beber toda a sua porra. Nesse momento eles já tinham descido e eu podia gritar e gemer para ele deixando-o louco de tesão, mandando que ele gozasse na minha boca. -Quero sua porra seu filha da puta, e nesse momento ele tirou sua pica de minha boceta e meteu na minha boca me fudendo come estivesse fudendo meu cú, expeliu um jato longo de porra que fui bebendo aquele leite quente e gostoso que saiade sua piroka, enquanto ele dizia; -Toma tudo sua piranha que estou gozando por dois sua égua, e sem desperdiçar nada e saboreando todinho gota por gota até seu pau amolecere novamente. Colocamos a roupa demos um beijinho e saímos com medo de ter alguém lá fora, mais realmente haviam descido. Desci na frente e fui me recompor para a festa e nos encontramos lá como se nada tivesse acontecido. Nesse momento meu patrão "irmão" chega e me pergunta onde eu estava? -Te procurei aqui e no ap não te achei? Olhamis um pro outro demos uma risadinha de lado como quem diz: Estavamos fudendo na casa de máquinas do seu prédio, e então respondi que estava na portaria conversando. Rs. Bjs a todos que estão lendo minhas aventuras com meu porteiro, e em breve voltarei com novas aventuras com esse nêgo maravilhoso e gostoso! E quem sabe a nossa próxima aventura seja na própria portaria, onde seria um perigo com muito tesão, pois minha vontade é nem que seja dar uma madimnha nele sentado ali. Até breve!!! Esse conto Quero dedicar todinho a esse NÊGO que me fez mulher novamente e que me faz tão feliz!!!

Sobre este texto

NegaNegoCC

Autor:

Publicação:23 de setembro de 2012 01:07

Gênero literário:Contos eróticos

Tema ou assunto:Casal

Compartilhe este conto erótico com seus amigos
Este texto foi lido 685 vezes desde sua publicação em 23/09/2012. Dados do Google Analytics

Comentários

Novo comentário

Os comentários serão moderados. Não serão aceitos comentários agressivos ao autor e/ou que divulguem sites comerciais. No campo nome só aceitaremos nome de pessoas. Se tiver interesse comercial Fale conosco para saber nossa política de publicidade.

Não há comentários até o momento. Seja o primeiro!

Deixe seu comentário abaixo

*Campos com esta marca são de preenchimento obrigatório.
*

Seu endereço de e-mail não será publicado

Mova o seu mouse para fechar essa ajuda.
*