Conto Erotico | Historia Erótica

Publique seu texto gratuitamente!

Autores mais lidos
Loja História-Erótica
Conto erótico no isntagram
conto erotico no youtube
conto erotico no tumblr
Imagens Eróticas
Do fundo do baú

Fudendo Com O Segurança Em um hospital

Olá acompanhantes e amigos de Nega e Nego, demorei a escrever mais estou de volta com uma nova aventura louca dessa nega. Tudo começou na manhã de sábado (24/03/12), recebi um telefonema de meu irmão patrão, me pedindo para passar a noite no hospital com a sogra dele. Fiquei de dar a resposta na parte da tarde, e acabei aceitando mesmo contrariada. Muito chateada comecei a me arrumar às 20:00H para ir, peguei um táxi e quando entrei no carro me veio um pensamento malicioso em relação ao motorista(um negão alto e forte), quando ia começar a me insinuar para ele, alguém o chamou no rádio e cortou todo o tesão. Já no hospital muito deprimida por esta naquele lugar, o meu celular tocou; Era meu nego e macho. Ele percebeu que eu estava muito pra baixo, começou a falar um monte de sacanagem, e me perguntou se não tinha nenhum enfermeiro que eu pudesse me divertir durante à noite difícil que eu iria passar (ele tinha uma tara louca que eu fudesse com alguém sem ele ver e depois contasse tudo), falei que só tinha mulher e ele insistindo disse: -Nega deve ter aí um homem que você possa mamar gostoso e dar esse cu. imagina você achar um homem cansado por estar a tantas horas num hospital precisando dar uma relaxada, e você o convida para dar uma boa mamada na piroca dele, fazendo ele gozar feito louco. -Nego eu só vejo mulher aqui, mais prometo que se eu achar alguém eu tento da uma chupadinha. -Faz isso pro teu macho, eu vou ficar aqui imaginando minha puta dando pra outro macho, se deliciando com outra rola.
Nos despedimos e eu prometi que iria procurar um macho para relaxar, e passamos a nos falar por mensagem. Mal desliguei o telefone e avistei o segurança e um outro rapaz com ele, passei por eles e obviamente o segurança me comeu com os olhos, devido ao tamanho de minha boceta e de minha bunda. Avisei ao Nego que tinha achado um macho para me tirar da depressão. Já cheia de tesão por conta do meu macho, comecei a me insinuar para ele. Passava a mão na xoxota bem devagar para que ele se enchesse de tesão. Depois de um tempo ele veio puxar assunto comigo. -Pra quem você manda tanta mensagem?

-Pro meu marido, ele está me pedindo que eu arrume alguém para dar prazer. Ele teve que atender a um chamado do médico e enquanto isso, meu macho me mandava mensagens dizendo o que eu tinha que fazer para atraí-lo para um quarto. Ele mandou que eu sentasse em uma cadeira e abrisse bem as pernas, para que ele visse o tamanho da minha boceta latejante de tesão. Vi a sala que ele entrou para ajudar o médico com um paciente que estava dando um ataque, sentei na cadeira bem em frente. Abri bem as pernas, mordendo os lábios e passando a língua enquanto ele ficava só me olhando. De vez enquanto ia alisando minha xoxota bem devagar com uma cara de puta e fazia sinal para ele olhar. Quando deu 2:00H meu Nego que já não aguentava mais ficar acordado (os dias de trabalho dele tem sido muito desgastantes), avisou que a partir daquela hora era comigo e se eu conseguisse me pediu que mandasse uma mensagem pra ele, pois ele queria saber tudo nos mínimos detalhes. Quando tudo já estava calmo o segurança voltou e começamos a conversar, agora sem interrupções.Ele me disse que o descanso dele era de 3 as 6 e me perguntou; -Por que você está fazendo isso, o seu marido não dá no couro?

-Dá e muito, sou completamente realizada com ele, só que isso é uma fantasia do meu homem e eu pretendo realiza-la.

-Ele quer ser corno?

-Acho que sim, e você quer me ajudar a transforma-lo em corno?

-Mais o que você pretende comigo se insinuando desse jeito? -Te deixar louco até você ficar com muito tesão e querer me fuder gostoso. -Só com o tamanho dessa boceta você já deixa qualquer homem louco de tesão, mais acho que não vou poder te ajudar. Deu a hora de ele ir descansar, achei que não ia rolar, pois ele foi embora sem falar nada.

Por volta das 3:30, ele voltou e entrou no quarto de isolamento me olhando. Não demorou muito ele fez um sinal pra mim e eu discretamente entrei no quarto. Entrando naquele quarto vendo ele fechar a porta, me bateu um pavor de estar ali com um macho completamente desconhecido e com muito medo do meu macho se arrepender e me largar. Aquele homem enorme me pegou pela nuca e veio me beijar, virei o rosto e ele começou a apertar meus seios e foi descendo a mão até minha xoxota, já toda melada e com o grelo duro e latejante de tesão. Foi aí que comecei a relaxar e entrar no clima. Abri as calças dele tirando aquela piroca enorme e abocanhei fazendo ela tocar na minha garganta, deixando aquele homem louco de tesão com minha mamada e me pedindo pra não parar, porque nenhuma mulher tinha mamado ele como eu. -Vai sua puta não para de mamar essa rola. Mamava, lambia, engolia seus ovos me deliciando com o gosto de uma piroca diferente na minha boca, imaginando meu macho vendo eu com aquela rola na boca (apesar de já ter tido várias aventuras com ele, essa sozinha estava sendo maravilhosa), cuspia na cabeça de seu pau e depois fazia ela tocar minha garganta quase engolindo. Ele me levantou com força, me jogou de quatro na cama e começou a chupar minha boceta (eu adorooooooo ser mamada), ele passava a língua bem devagar no meu grelo que pulsava de tesão. -Isso, chupa gostoso pra eu gozar na tua boca. Quero você mamando que nem meu macho mama.

-To fazendo do teu macho um corno, chupando essa boceta maravilhosa.

-Me fode com seus dedos. isso enfia tudinho.

-Vou te fazer gozar sua puta -Para de falar e mama que eu vou gozar. Isso vai vai que eu vou gozar, mama filho da puta mama, aiiiiiiii aiiiiiiiiii to gozando, bebe meu leitinho, lambe seu cachorroooooooooooo.

Gozei gostoso, ele levantou e mirou sua piroca no meu cu, só que a rola dele era bem grossa e eu fiquei com medo de ele me machucar, ele tentou enfiar mais meu cu tava bem fechado que ele não conseguiu. -Quero fuder esse cu, to louco de tesão nessa bunda enorme. -Fode minha xoxota que está pulsando de tesão e me deixa gozar nessa rola deliciosa. Então ele arreganhou minha xoxota e meteu aquela piroca grossa, que foi me arrombando toda e eu adorando. -Isso me arromba, me faz sentir dor, soca com vontade. -É piroca de outro macho que você quer? Então toma sua vaca, vou te fuder como você nunca foi.

-Soca com força, mostra que você é macho seu viado. Cada socada que ele dava na minha boceta eu gemia de dor e prazer, ouvia os gemidos e ia a loucura. Sentia aquela rola saindo e entrando da minha xoxota, um cheiro de tesão que pairava pelo ar, querendo q meu macho chegasse de repente e me pegasse naquela situação, me fez dar uma gozada maravilhosa, falava pra ele; -Enche essa boceta de leite, deixa teu cheiro pro meu macho sentir. Quando eu chegar em casa vou arreganhar essa boceta pra ele sentir teu cheiro.

-Ele vai ver como a mulher dele é uma vagabunda, que adora dar essa boceta pra outros homens. -Esporra na minha boceta e deixa ela toda melada. -Vou gozar sua piranha, guarda meu leite pro teu macho. Aiiiiiii to gozando, que delicia gozar nessa boceta, toma filha da puta, toma meu leite. -Me da tua rola pra eu lamber. -Quer o resto do meu leite na boca?

-Quero! adoro ficar com gosto de porra na boca. Lambia aquele resto de leite com vontade, me deliciando como se nunca tivesse tido uma piroca na boca.Nos arrumamos, e ele disse; -Espero poder comer esse cu maravilhoso uma próxima vez que você vier aqui, porque a xoxota foi maravilhoso.

-Pode deixar que se eu voltar aqui vou te dar esse cu pra você se deliciar. Ele saiu do quarto primeiro para ver se não tinha ninguém no corredor e me fez um sinal. Saí como se nada tivesse acontecido e fui olhar a pessoa que eu estava acompanhando, que dormia tranquilamente. Eu com as pernas bambas ainda dessa trepada maravilhosa, comecei a chamar meu macho por mensagem para contar tudo. Liguei pra ele e comecei a contar, e a cada relato meu ele dizia que sua piroca estava quase explodindo de tesão. Quando cheguei em casa ele me fudeu feito um cachorro no cio. Mais isso eu conto depois, porque já tiveram outras transas com outros machos que irei contar pra vocês no próximo conto. Espero que gostem, e quem sabe vocês não poderão serem os próximos a desfrutar dessa boceta enorme. Beijos a todos que lerem as aventuras de Nega e Nego, e até a próxima.

Sobre este texto

NegaNegoCC

Autor:

Publicação:10 de outubro de 2012 23:14

Gênero literário:Contos eróticos

Tema ou assunto:Pulando a Cerca

Compartilhe este conto erótico com seus amigos
Este texto foi lido 967 vezes desde sua publicação em 10/10/2012. Dados do Google Analytics

Comentários

Novo comentário

Os comentários serão moderados. Não serão aceitos comentários agressivos ao autor e/ou que divulguem sites comerciais. No campo nome só aceitaremos nome de pessoas. Se tiver interesse comercial Fale conosco para saber nossa política de publicidade.

  • Sr.Abade
    Postado porSr.Abadeem11 de outubro de 2012 09:02

    Ola Nega, adorei seu relato, você escreve bem , tem ritmo. Gostaria de ler um conto seu em 3 pessoa, uma ficção, mas só se você se sentir a vontade é claro.
    Abraços e até a próxima leitura

Deixe seu comentário abaixo

*Campos com esta marca são de preenchimento obrigatório.
*

Seu endereço de e-mail não será publicado

Mova o seu mouse para fechar essa ajuda.
*