Conto Erotico | Historia Erótica

Publique seu texto gratuitamente!

Autores mais lidos
Loja História-Erótica
Conto erótico no isntagram
conto erotico no youtube
conto erotico no tumblr
Imagens Eróticas
Do fundo do baú

Provoquei Gostoso e Ele Esfolou Meu Cuzinho!

Ola acompanhantes dos contos de Nega e Nego. Vim sozinha contar a vocês mais uma foda nossa, já que meu Nego anda tão atarefado e não está tendo tempo para escrever junto comigo.
Estamos vivendo um momento deliciosamente maravilhoso de muito carinho, amizade e o que é mais importante para nossos leitores de muita foda.
Criamos um msn só para as nossas putarias. Entramos muito aqui na sala de bate papo e add quem quer prazer no nosso msn.
Sábado a tarde, ele no trabalho sem poder me dar muita atenção e eu desesperada para gozar, sem poder ter aquela rola que eu adoro tanto.
Comecei a me masturbar só olhando a foto dele de pau duro e pensando em tudo que já rolou entre nós. Nesse dia fiz vários videos com cabo de vassoura e uma cenoura, como não podia ter a piroca dele no meu cu e na minha xoxota usei esses consolos.
A primeira gozada foi maravilhosa só olhando aquela rola na foto. Peguei o cabo de vassoura e comecei a enfiar na minha boceta lentamente me enchendo de tesão e me fazendo imaginar que era a piroca de meu nego que entrava, me dando muito prazer. Comecei a socar e não demorou muito eu gozei novamente. Peguei o cabo e comecei a enfiar no meu cu, a medida que ele ia entrando me dava dor e prazer e eu enterrava cada vez mais fundo num vai e vem gostoso e ao mesmo tempo tocava uma siririca. Meu grelo parecia uma pedra de tão duro de tesão e veio mais um gozo.
Nesse dia eu estava insaciável, cada gozada minha mais a vontade aumentava.
Com o cabo de vassoura no cu comecei a enfiar a cenoura na minha xoxota(uma cenoura bem grossa por sinal), eu ia socando a cenoura na boceta e o cabo no cu que me levava a loucura me fazendo gozar várias vezes seguidas.
Nessa tarde dei mais de dez gozadas gostosas, só que não estava satisfeita ainda , queria um homem me desejando.
Chegou a noite e eu entrei no msn onde gozei para tres homens diferentes. O primeiro era bem fraquinho mais o tesão era tanto que gozei assim mesmo.
O segundo era bem safado e tudo que ele mandava eu fazer, como uma boa puta obedecia. Pediu para eu enfiar o dedo na boceta depois tirar e chupar, como se eu estivesse chupando a rola dele, minha boceta latejava de tanto tesão. Então ele disse;
-Vai sua vagabunda mete quatro dedos nessa boceta e fode ela.
Meti os quatro dedos e fodi minha xoxota feito louca gemendo muito e pedindo para ele me xingar.
-Vai sua puta fode essa boceta, agora me mostra os seios e bate neles sua cadela.
Obedeci o macho direitinho, batia, amassava e chupava os bicos dos meus seios, levando ele ao orgasmo mais gostoso da vida dele. Quando vi aquele leite saindo daquela rola comecei a me masturbar e estava eu gozando novamente. Fechei a cam e fui buscar outro enquanto ele me chamava para fazer ele gozar novamente de tão gostoso que foi.
Chamei o terceiro e com esse já abri a cam com o dedo no meu cu, botava e tirava deixando ele paralisado de tesão. Falei para ele;
-Quero leite filho da puta, esporra não quero ver você paralisado, bate uma punheta.
Na mesma hora ele começou a punhetar e eu com dois dedos no cu comecei a manipular meu grelo e mais uma vez gozei. Ele batendo cada vez mais forte esporrou toda a lente da cam.
Saí e fui pra sala de bate papo, já que ali não fiquei completamente satisfeita e queria fechar com chave de ouro a noite.
Na sala de bate papo me denomino de bocetuda, quando entrei vários convites de ir pro reservado. O que eu fiz? Abri a cam para oito de uma vez e comecei a me exibir(vocês não tem noção do que é abrir a cam para oito homens ao mesmo tempo). Quatro eu consegui ver a reação ao mesmo tempo e ia revesando as páginas para ver de todos.
Mostrando meu bocetão e enfiando os dedos e o cabo de vassoura levei os oito a esporrarem e fui dormir satisfeita.
Já na segunda no trabalho comecei a contar com todos os detalhes via sms para meu maxo cada uma das minha aventuras na net, ele me disse que a rola dele parecia que ia explodir de tanto tesão.
_Hoje tenho que fuder esse cu de qualquer jeito.
-Vem que eu quero sentir essa rola no meu cu e essa boca na minha boceta.
-Vou te rasgar todinha, sua puta.
-É isso mesmo que eu quero.
Ficamos a manhã toda falando muita putaria e nos estigando o o tempo todo. Eu sabia que as crianças que estão de férias iriam sair e eu ficaria só, então já cheguei na intensão de ter aquela piroca a todo custo.
Por volta das 14:00H as crianças saíram e eu corri pro banho pra esperar ele bem arreganhada, nem o banho que tomei conseguiu lavar todo o tesão que escorria da minha boceta. Ela permaneceu toda molhadinha tanto que meus dedos deslizavam na minha boceta.
Avisei a ele que estava pronta, mais ele veio com a notícia que o síndico do prédio que mora ao lado do ap do meu irmão "patrão", tinha chegado e que talvez não pudesse subir. Falei;
-Não acredito nisso!
-Mais vou dar um jeito, tenho que fuder esse cu senão minha rola vai estourar.
Não demorou nem 5 minutos eu ouvi a porta se abrir, eu estava arreganhada esperando por ele. Pensei que ele ia logo cair de boca no me xoxotão como ele chama, mais não, mandou eu virar de costas e começou a beijar e lamber minhas costas até chegar a nuca(coisa que me deixa louca e com mais tesão ainda). A cada lambida na minha nuca eu me arrepiava toda e mal sabia o que iria acontecer, era só pra me deixar relaxada.
virei de frente e ele começou a mamar meus seios, apertava, batia na minha cara me chamando de puta, vagabunda e eu adorando apanhar. Foi quando caiu de boca no meu xoxotão, ele passava a língua no meu grelo e descia até meu cu, subia e enfiava no buraco da minha xota e não demorou muito pra eu gozar naquela boca. ele continuou mamando e bebendo cada gozo que eu dava.
Mandou eu ficar de quatro e então enterrou a rola de uma vez só no meu cu, quando ele meteu a dor foi tanta que caí na cama chorando e xingando.
-Para filho da puta ta doendo seu viado.
Cada palavra minha ele tirava a rola e metia com mais força ainda, as lágrimas escorriam e eu implorava.
-Não tira deixa meu cu se acostumar.
Aí é que ele tirava, era muita dor que eu sentia e estava quase desistindo quando comecei a me arrepiar todinha de tesão com toda aquela dor. Era a dor no cu e a dor dos tapas que ele dava na minha bunda.
A essa altura o tesão já era tanto que comecei um vai e vem naquela piroca, e, ele com sua tradicional reboladinha no meu cu, enquanto eu batia na minha boceta e me masturbava me levando a outro gozo espetacular.
-É rola sua vaca que você quer? Toma filha da puta!
-Quero, não para de fuder meu cu. Issoooooooo vaiiiiiii, deliciaaaaaaaa vou gozaaaaaaaaaaar
-Goza sua puta!Derrama seu leitinho.
-Viu como sou uma puta , que todos os machos da net desejam essa boceta?
Quando falei isso, ele socou mais forte ainda e disse;
-Vou gozar nesse cu e você vai ficar uma semana sem querer dar de tanta dor, sua piranha. Toma rola.
-Aiiiiiiii ta doendooooooooo, seu corno.
-É pra doer mesmo e pra você ficar sem sentar, sua vadia. Agora segura meu leite que vou gozaaaaaaaaaaaar. Tomaaaano cuuuuuuu filhaaa da putaaaa.
Quando ele terminou de gozar eu caí na cama que não conseguia levantar de dor e com minhas pernas tremendo, não conseguia ficar em pé. As pernas bambeavam e o cu tanto doía como ardia também.
Não fiquei uma semana mais pelo menos cinco dias com o cu ardendo e doendo também. Estava doida para ter aquela rola mais sabia que não iria conseguir, pois fui completamente rasgada por ele, mais também quem mandou eu provocar?(rs).
Espero sinceramente que gostem apesar de ter mais graça quando é relatado por nós dois.
Beijos a todos e até o próximo, junto com ele, claro!

Sobre este texto

NegaNegoCC

Autor:

Publicação:8 de outubro de 2012 21:31

Gênero literário:Contos eróticos

Tema ou assunto:Exibicionismo

Compartilhe este conto erótico com seus amigos
Este texto foi lido 1.331 vezes desde sua publicação em 08/10/2012. Dados do Google Analytics

Comentários

Novo comentário

Os comentários serão moderados. Não serão aceitos comentários agressivos ao autor e/ou que divulguem sites comerciais. No campo nome só aceitaremos nome de pessoas. Se tiver interesse comercial Fale conosco para saber nossa política de publicidade.

  • patito
    Postado porpatitoem10 de fevereiro de 2013 00:48
    patito é um autor no História Erótica

    da quase para acreditar se voce diminuir um pouco esse conto

  • Antonio Augusto
    Postado porAntonio Augustoem11 de outubro de 2012 12:17

    mentira não acredito

Deixe seu comentário abaixo

*Campos com esta marca são de preenchimento obrigatório.
*

Seu endereço de e-mail não será publicado

Mova o seu mouse para fechar essa ajuda.
*