Conto Erotico | Historia Erótica

Publique seu texto gratuitamente!

Autores mais lidos
Loja História-Erótica
Conto erótico no isntagram
conto erotico no youtube
conto erotico no tumblr
Imagens Eróticas
Do fundo do baú

Meu melhor amigo - parte 2

Meu melhor amigo - parte 2
Myckael e eu aproveitamos o parque de diversão, ficamos o tempo todo juntos. Chegando próximo das 17h dirigimo-nos ao ônibus, pois teríamos que chegar no parque aquático Cascanéia às 19h. Chegando lá fomos divididos nos quartos e ficamos Myckael, eu e Leonardo, o qual ainda não conhecia. Jantamos e fomos jogar sinuca. Voltamos para o quarto, e soubemos que haveria uma festa que ia começar as 23h e iria ateh 5h da manhã. Eu não queria ir, nem o Myckael pois estávamos cansados, mas o Leonardo disse que queria pegar algumas meninas e ficou insistindo, mas nem eu nem o Myckael aceitamos, e o Leonardo acabou indo, nos deixando a sós no quarto. Tiramos na sorte, e ele ficou com a cama de casal. Eu tomei banho, quando sai ele disse com um tom de brincadeira:
_Hmm que bundinha linda, que vontade de fuder ela.
Eu entrei na brincadeira e disse:
_Não passe vontade.
_Sério mesmo? Posso te fuder?
_Depende dos agrados, se rolar um jantarzinho antes, quem sabe.
Rimos bastante, ele entrou no banheiro e eu fui ver o que passava na tv, então coloquei no canal que passava UFC. Enquanto assistia, ele tomava banho, até que ele saiu do banho pelado e começou a se enxugar. Pelado, se virou e perguntou:
_Nico, fico bem com essa cueca?
Era uma samba-canção. Eu disse:
_Ah, fica até. Mas eu acho que com a cueca Box você ficaria melhor.
_Sério? Vamos ver então.
Ele tirou a cueca, voltando a ficar pelado. Seu pinto, apesar de mole, era grande. Colocou a cueca box e perguntou:
_E agora Nico? To melhor?
Eu, hipnotisado com o volume, brincando respondi:
_Dê uma voltinha.
Ele deu a voltinha, e brincando respondi:
_Tá muito melhor. Agora sim tá gostoso.
Ele riu e foi se deitar pra assistir. Então, eu que estava deitado na cama de casal saí e fui pra minha cama, um beliche, mas não dava pra assistir.
Até que o Myckael falou:
_Mas você não queria assistir? Daí você não vai enxergar nada. Venha deitar aqui do meu lado.
Eu concordei e me deitei do lado dele pra assistir. Depois de uma meia hora ele falou:
_Vai continuar assistindo? Porque eu to com sono.
Respondi:
_Não, tava pensando em dormir também.
Então ele desligou a tv e eu fui apagar a luz, na volta estava indo pro beliche, até que ele disse:
_Me lembrei que o Leonardo vai trazer o Joel pra dormir aqui com a gente, porque ele ficou sobrando na divisão dos quartos.
Então perguntei:
_Mas onde ele vai dormir? Porque aqui só tem um beliche e a cama de casal.
ele respondeu:
_Eu disse pro Leonardo que o Joel podia dormir na tua cama.
Eu voltei a perguntar:
_Que bonito,e agora onde eu vou dormir?
Ele de imediato respondeu:
_Você pode vir dormir comigo, afinal está frio e essa cama é de casal, cabe nós dois aqui.
Eu concordei e fui deitar com ele.Eu perguntei:
_Posso dormir sem camisa? É que eu to acostumado já.
_Claro que pode. Eu to dormindo só do cueca não sei se você percebeu.
_Você tá acostumado dormir só de cueca?
_Não. Não to.
_Ué, por que então?
_Porque fica mais fácil se rolar alguma coisa de noite.
_Iiih pode ir tirando o cavalinho da chuva.
_Por que?
_Vai que o Leonardo chega com o Joel e encontra a gente aqui.
_A porta tá trancada. E ele disse que só voltaria 5h.
_Melhor não. Eu to com sono, quero dormir.
_A esperança é a última que morre.
Deitamos um de costas para o outro. Um bom tempo passou, mas não conseguia dormir, ficava pensando sobre eu estar na mesma cama com o homem que sempre sonhei. Até que percebi ele se virou e aos poucos notei que ele chegava mais perto de mim. Ele começou a passar a mão na minha bunda. Eu deixei, claro. Aos poucos ele começou a tirar minha calça, e com uma ajudinha minha conseguiu.
Depois de tirar minha calça, ele voltou a passar a mão na minha bunda. E perguntou:
_Nico, tá acordado?
Não respondi nada. Ele então, pensando que eu estava dormindo,
Senti então o pinto duro dele encostar na minha bunda, e começou então fazer movimentos pra frente e pra trás. Eu me ageitei, fazendo com que o pinto dele encaixasse no meu cuzinho. Ele vendo que eu me mexia, com um tom de assustado perguntou:
_Tá acordado?
Continuei sem responder. Depois de um tempo quieto, se aproximou mais de mim, encostando seu peito em minhas costas, me abraçou e continuou com o movimento. Até que ele começou a beijar meu pescoço. Tentei aguentar, mas quando ele me deu a mordidinha na orelha, deu um senhor arrepio, e eu disse:
_Nossa, não consigo resistir a isso.
Aí me virei pra ele, e ele assustado perguntou:
_Você tá gostando?
_Muito.
_Então, já que você tá acordado, o que acha de um boquete?
_Você quer que eu faça um boquete?
_Aham, quero muito.
_Eu faço, mas fique quietinho que os outros podem ouvir.
_Não precisa a gente ficar falando baixo como fizemos no ônibus, ninguém vai escutar com essas paredes.
_Bom, você deve ter razão.
_Agora chega de conversa e vem mama no teu macho.
Ele ficou com as pernas esticadas e barriga pra cima. Eu então comecei a beija-lo (ele beija muito bem) e aos poucos fui descendo, beijei o queixo e fui para o pescoço. Coloquei minha cabeça embaixo da coberta e continuei beijando, fui beijando a barriga dele, passei pelo umbigo, quando cheguei no pinto dele coloquei a cabeça do pinto dele na minha boca e dei uma mordidinha de leve, ouvi ele dar um gemido baixinho, então coloquei o pinto dele boca e comecei a suga-lo. Como já disse. o pinto dele era bem grande e grosso, com uma cabeça enorme. Como eu estava com a cabeça em baixo da coberta ele só via a coberta se mexer pra cima e pra baixo enquanto eu o chupava. Ele então começou a gemer e empurrar minha cabeça pra baixo contra o pinto dele, fazendo eu engasgar algumas vezes, porque eu não conseguia colocar tudo em minha boca. O Myckael então nos descobriu, então perguntei:
_Por que você fez isso? Por que nos descobriu?
_É que eu quero olhar pra você enquanto chupa minha rola. E no ônibus não pude fazer isso.
Quando ele falou isso eu dei uma chupada na cabeça, fazendo ele gemer alto. Enquanto eu chupava, ele ficava falando:
_Isso chupa teu macho. Mama, mama essa rola. Ahhh que gostoso. Continua, continua mamando .
Até que ele me puxou e falou:
_Agora quero comer esse teu cuzinho. Deita na cama com a bundinha pra cima.
Eu obedeci rapidamente. Ele começou a fazer um cunete em mim, ficou lambendo meu cuzinho e falou:
_Nossa que cuzinho rosadinho. Bem lisinho, do jeito que eu gosto.
Ficou me lambeu por um bom tempo, e como era gostoso sentir aquela língua quente na entrada do meu rabo. Então o Myckael falou:
_Esse cuzinho fica piscando pra mim. Quer levar pika nesse teu cuzinho rosado?
_Queero.
_Quer levar pika do teu macho?
_Quero.
_Então fica de quatro pra levar pika nesse rabinho.
Eu fiquei de quatro como ele pediu. Até que ele falou:
_É agora que eu vou fuder esse cuzinho. Vou fuder ele até você ficar todo arrobadinho.
Ele então começou a penetrar em mim, eu gemia de dor e falava que não ia dar porque o pinto dele era muito grande e grosso. Ele ria e falava pra mim ficar relaxado, que ia colocará só a cabeça por enquanto. Quando a cabeça do pinto dele entrou eu senti muita dor, e falei pra ele tirar, ele falou que ia esperar eu me acostumar com a dor e que ela já passava. Uns cinco minutos depois, ele me perguntou:
_Já parou de doer?
Eu respondi com a cabeça que sim, aí ele falou:
_Eu vou forçando aos poucos.
A cada centímetro que ele colocava em mim, eu sentia um misto de dor e prazer. Ele começou com movimentos leves e foi aumentando a força. Teve um momento que enquanto bombava, meus gemidos de dor viraram gemidos de prazer. E enquanto me enlouquecia com beijos no pescoço, ele sussurrava em meu ouvido pra mim não contar pra ninguém, afinal aquele era nosso segredinho. Ele metia no meu cu, enquanto segurava hora em minha cintura, hora em meus ombros, puxando meu corpo contra o dele, e dizia:
_Vai, aguenta tudo minha putinha. Aguenta a rola do teu macho. Ta gostando!? Ta gostando de levar rola nesse cuzinho!?
_Aham!!
Uns 20 minutos depois eu não aguentava mais, tava todo dolorido. Eu estava de quatro, e enquanto ele puxava minha cintura contra seu pinto, eu, cansado, abaixei meu tronco até encostar a cara no travesseiro. Ele continuou metendo forte, eu mordia a fronha do travesseiro, até que anunciou que gozaria, continuou metendo em mim, mas as bombadas ficaram mais fortes e rápidas. Até que eu senti aquele líquido quente me preencher todo. Ele retirou seu pinto bem devagar de mim, me virou, me beijou e disse:
_A partir de hoje, quero comer esse cuzinho sempre. Você quer ser minha putinha?
_Quero sim, quero ser sua putinha.
_Mas você vai estar disposto a me dar esse cuzinho a hora que eu quiser?
_Vou. Com todo prazer.
Demos um beijo e fomos tomar banho juntos, voltamos pra cama deitamos de conchinha e encerramos a noite com um longo beijo.
(Continua...)

Sobre este texto

nicohf19

Autor:

Publicação:18 de maio de 2015 09:56

Gênero literário:Contos eróticos

Tema ou assunto:Gays

Compartilhe este conto erótico com seus amigos
Ainda não há estatísticas de leitura deste texto, pois ele foi publicado em 18/05/2015.

Comentários

Novo comentário

Os comentários serão moderados. Não serão aceitos comentários agressivos ao autor e/ou que divulguem sites comerciais. No campo nome só aceitaremos nome de pessoas. Se tiver interesse comercial Fale conosco para saber nossa política de publicidade.

  • gui
    Postado porguiem3 de março de 2016 01:03

    Cadê a continuação?

  • Felipe
    Postado porFelipeem28 de maio de 2015 14:53

    DC BN Jr x ZG ng xvvc

  • Tiago Devitrione
    Postado porTiago Devitrioneem22 de maio de 2015 00:33

    Estou adorando seu conto! Onde vocês moram afinal? Continua publicando por favor...

Deixe seu comentário abaixo

*Campos com esta marca são de preenchimento obrigatório.
*

Seu endereço de e-mail não será publicado

Mova o seu mouse para fechar essa ajuda.
*