Conto Erotico | Historia Erótica

Publique seu texto gratuitamente!

Autores mais lidos
Loja História-Erótica
Conto erótico no isntagram
conto erotico no youtube
conto erotico no tumblr
Imagens Eróticas
Do fundo do baú

Os dois lados

PARTE 1

Após meu banho matinal estendo minha toalha ao sol. Há alguns dias percebi que estava sendo observada, me virei e vi apenas um vulto se escondendo. Nos dias que se seguiram não o vi, mas sabia que seus olhos me devoravam da escuridão de seu apartamento. Decidi entrar na brincadeira, demorando o máximo que podia antes de entrar em casa.
Porém hoje foi diferente, logo que saí, já o vi na sacana de bermuda e sem camiseta. Não recuou ao me ver. Por isso ao invés de estender a toalha no varal, vou direto à beira da piscina, ajeito estrategicamente uma cadeira, coloco a toalha sobre ela e me deito de frente para ele. Sem perder o contato de seus olhos, que não perdiam um único movimento meu, começo alisando minha barriga, com o indicador circulo o umbigo e suavemente subo a mão passando o dedo entre meus seios, subindo pelo pescoço em direção a boca. Enfio o indicador na boca chupando-o. A outra mão já envolvendo meu seio. O bico começa a ficar rijo, quando levo o dedo umedecido ao encontro dele, massageando-o, apertando-o, puxando-o delicadamente. Depois o outro seio. Volto acariciar minha barriga, descendo pela virilha e começo a brincar com meus pelos pubianos. Meu observador enfia a mão dentro da bermuda e tira o pau já duro, acariciando-o. Como um fio condutor, sinto minha lubrificação aumentar, abri minhas pernas e decidi me masturbar, com o dedo médio espalhando o melzinho da vagina ao clitóris, indo e vindo. Com movimentos circulares massageando o clitóris já inchado, aumentando a intensidade a medida que minha excitação também aumenta. Gemo de prazer. Sinto o orgasmo se aproximar quando minhas pernas começam a tremer, meu corpo todo parece que convulsiona, gemo mais até gozar e sinto a vagina latejar de satisfação.
Sem me dar conta de que os havia fechado, abro os olhos procurando meu cúmplice, mas ele não está mais lá. Frustrada, decido entrar no exato momento em que a campainha soa.
Através do olho mágico, vejo, mas não acredito no que vejo. Lá está ele, meu observador, parado no portão. E sem pensar duas vezes, aperto o botão. Klec. Destranco a porta tomada pela incerteza e pela excitação. Escondida atrás da porta, puxo-a devagar enquanto ele se aproxima e, assim que entra, a fecho novamente. Sem palavra, ele dá um passo em minha direção, me agarra pela cintura, me beija, me puxa, me aperta, me chupa, me bolina. Eu, claro, aproveito. Chupo aquele pau grande e gostoso e me entrego ao prazer.
Quando me dou conta ele já está enfiando a vara, me alargando, me possuindo...

PARTE 2

Lá vem ela, a putinha da minha vizinha se exibindo nua em pelo. Gostosa, corpo sarado, peitinho duro, bunda arrebitada, xana depilada. Bato uma todo dia só pensando nela, mas o que eu queria mesmo é ficar assistindo ela, de joelhos, chupando meu pau, depois comer aquela buceta e ainda vê-la beber o meu leitinho.
Humm, o que ela tá fazendo? Tomando sol?
Não, aquela vaca está é me provocando.
É pinto que você quer? Então, eu vou te mostrar.
Agora já é demais, bater siririca, não posso ficar aqui só olhando, mas também não posso perder o espetáculo. Nossa, meu pau tá latejando. Chega, vou até lá dar uma surra de pau nessa vadia.
Espero não encontrar ninguém na rua... Toco a campainha. Meu saco ta começando a doer. O portão se abre e logo depois a porta também, mas não a vejo. Será que tem mais ninguém com ela? Espero que não. Ela mora sozinha.
Logo que entro a vejo encostada na parede, peladinha, é ainda mais gostosa de perto, a pele morena e lisinha, marca de biquini. Sem perder tempo parto para cima dela, esfregando meu pau para ela saber como me deixa louco, passo a mão no corpo todo dela, chupo os peitos dela que geme de volta. Enfio o dedo naquela xoxota molhada, depois 2 dedos, enquanto ela tira a meu pau para fora, se abaixa e começa a lamber a cabeça, o corpo de cima a baixo até enfiar inteiro dentro da boca e chupa e como chupa gostoso. Nossa!! Devagar começo a foder a boca dela. Que delícia! Acho que não vou aguentar.
Agora eu vou te comer, digo, erguendo-a e encostando-a numa mesinha e mais uma vez enfio o dedo nela, que está encharcada.
- Você quer, é!?!
- Eu quero.
- O que? Pede!
- Me come.
Levanto uma das pernas dela e enfio minha benga na xana bem devagarinho.... ela é tão apertada. Tiro e depois ponho de novo devagar e de novo, cada vez mais fundo, aos poucos aumento a intensidade até meter gostoso, enquanto massageio o clitóris. Ela se arreganha toda e se contorce.
Tiro o pau e a viro de costas, fodo ela por trás. Apoiada num sofá com as pernas bem abertas e a bunda empinada, não resisto e começo a enfiar o dedo no cuzinho dela e ela geme, pede mais e mais.
- Me come! Mi fodi!
E eu continuo metendo, enfiando tudo e bombando com força.
Isso, assim! Você é uma delícia!!!
Estou quase lá, quando ela para e me pede para sentar no sofá e senta gostoso em mim. Gulosa, come ele inteirinho. Rebolando, cavalgando, se esfregando em mim e eu agarro e chupo aqueles peitinhos pulando na minha frente. Ela geme cada vez mais alto e não demora muito seu corpo estremece com o gozo e eu também gozo muito, derramando meu leite naquela buceta fudida.

Sobre este texto

NightDreams

Autor:

Publicação:4 de julho de 2013 01:35

Gênero literário:Contos eróticos

Tema ou assunto:Exibicionismo

Compartilhe este conto erótico com seus amigos
Este texto foi lido 158 vezes desde sua publicação em 04/07/2013. Dados do Google Analytics

Comentários

Novo comentário

Os comentários serão moderados. Não serão aceitos comentários agressivos ao autor e/ou que divulguem sites comerciais. No campo nome só aceitaremos nome de pessoas. Se tiver interesse comercial Fale conosco para saber nossa política de publicidade.

  • Casal Amadurecer
    Postado porCasal Amadurecerem2 de setembro de 2013 09:06

    Delicia de historia, já aconteceu um lance bem parecido, uma conto essa historia aqui para vocês verem.
    bjos

Deixe seu comentário abaixo

*Campos com esta marca são de preenchimento obrigatório.
*

Seu endereço de e-mail não será publicado

Mova o seu mouse para fechar essa ajuda.
*